You are on page 1of 4

Expressões

Relações semânticas entre palavras

1. Relações de hierarquia

Hiperonímia Relação entre palavras em que o significado de uma


(hiperónimo), por ser mais geral, inclui o de outras
(hipónimos). O hiperónimo impõe sempre as suas
propriedades ao hipónimo, criando assim, entre eles, uma
dependência semântica.

Ex.: Árvore [hiperónimo];


Carvalho, pinheiro, macieira… [hipónimos].
Expressões

Relações semânticas entre palavras

Hiponímia Relação entre palavras, em que o significado de uma


(hipónimo), por ser mais específico, se encontra incluído no
de outra (hiperónimo). O hipónimo, além de conservar as
propriedades semânticas do hiperónimo, possui os seus
próprios traços diferenciadores.

Ex.: Gato [hipónimo];


Animal [hiperónimo].
[O significado de gato implica o significado de animal. Pode dizer-se
que gato é um tipo/uma espécie de animal.]
Expressões
Relações semânticas entre palavras
2. Relações de parte-todo
Holonímia Relação entre palavras, em que o significado de uma
(holónimo) refere um todo do qual a outra palavra
(merónimo) é parte constituinte. O holónimo não impõe
obrigatoriamente as suas propriedades ao merónimo.

Ex.: Carro [holónimo]; volante [merónimo];


Corpo [holónimo]; braço [merónimo].

Meronímia Relação entre palavras, em que o significado de uma


(merónimo) remete para uma parte constituinte da outra
(homónimo). O merónimo cria uma relação de dependência
ao implicar a referência a um todo (holónimo).

Ex.: Dedo [merónimo] implica a palavra mão/pé [holónimo].


Expressões

Relações semânticas entre palavras


3. Relações de semelhança-oposição
Sinonímia Relação semântica entre duas ou mais palavras que podem
ser usadas no mesmo contexto, sem que se produza
alteração de significado do enunciado em que ocorrem
(sinónimos).

Ex.: A minha mulher está doente. / A minha esposa está doente.


(Nestas frases, as palavras mulher e esposa são sinónimas. Porém,
na frase “A mulher é o sexo forte.”, a palavra esposa não pode ser
considerada um sinónimo.)

Antonímia Relação semântica entre duas ou mais palavras que, embora


partilhando algumas propriedades semânticas que as
relacionam, têm significados opostos (antónimos).

Ex.: bonito / feio; novo / velho; entrar / sair [pares de antónimos].