You are on page 1of 17

C ONCEITOS PSICOMOTORES

Neurismar Araújo
L ATERALIDADE

 É a propensão que o ser humano possui de


utilizar, preferencialmente, mais um lado do
corpo do que o outro.
 Se dá em 4 níveis:
- Ocular

- Auditivo

- Membros inferiores

- Membros superiores
 DESTRO HOMOGÊNEO

 CANHOTO OU SINISTRO HOMOGÊNEO

 AMBIDESTRO

 LATERALIDADE CRUZADA

 LATERALIDADE CONTRARIADA OU “FALSA”


 Hipóteses sobre a prevalência manual:

I. Visão histórica (utensílios, armaduras, religião)


II. Hereditariedade (DEFONTAINE, 1980)
III. Dominância cerebral (GUILLARME, 1983)
IV. Influencia do meio psico-social-afetivo e
educacional
O cérebro humano apresenta
dois lados distintos: o lado
esquerdo e o lado direito. O
lado esquerdo é o responsável
pela racionalidade, padrões,
matemática, praticidade, frieza,
sequências, e demais coisas
lineares. Já o lado direito é o
lado da arte, criatividade,
inovação, paixão, emoção, cores,
empatia, compreensão,
movimento.
 O que geralmente acontece é a confusão
da lateralidade com a noção de direita e
esquerda, que está envolvida com o
esquema corporal. A criança pode ter a
lateralidade adquirida, mas não saber qual
é o seu lado direito e esquerdo, ou vice-
versa.
 A lateralidade manual surge no fim do
primeiro ano, mas só se estabelece por volta
dos 4-5 anos (FONSECA, 2005).

 A lateralidade se estabelece aos 5-6 anos, e


reconhecimento de direita e esquerda no
outro (reversibilidade) ocorre após os 6 anos
e meio (STAES & MEUR, 1991)
E SQUEMA CORPORAL

 “É a representação relativamente global, científica


e diferenciada que a criança tem de seu próprio
corpo” (WALLON, 1966).

 “É a imagem que criamos de nosso corpo, imagem


total ou segmentária, em estado estático ou
dinâmico, nas relações entre as partes constitutivas
e sobretudo nas suas relações com o espaço e
objetos que nos rodeiam” (PAROT, 1987).
 Esquema corporal ou noção de corpo – é a
composição de memórias de todas as partes do corpo
e de todas as suas experiências (FONSECA, 1995).

 Subfatores:

- Sentido cinestésico

- Reconhecimento de direita e esquerda

- Autoimagem (facial)

- Imitação de gestos

- Desenho do corpo
 Imagem corporal : impressão que a pessoa tem
de si mesma que se renova a cada experiência
bem ou mal sucedida, bem como pelo ponto de
vista de outras pessoas.
Esquema corporal Imagem corporal
Imaginário Neurológico Psíquico Afetivo

Verbo TER Verbo SER

Entendimento das partes do corpo Imagem corporal de si


como um todo

Experiências corporais, brincadeiras e Questões familiares, sociais, conflitivas


movimentos vivenciados, qualidade dos Quanto e como recebeu de afeto
estímulos recebidos

Sensopercepção Imaginário
Etapas do desenvolvimento do esquema corporal
(Le Boulch):

 Corpo vivido (até os 3 anos)

 Corpo percebido ou “descoberto” (3 a 7 anos)

 Corpo representado (7 a 12 anos)


Sistemas responsáveis pelo desenvolvimento do
esquema corporal:

 Interocepção: sensação que se tem das víceras;

 Propriocepção: postura do corpo e que movimentos ele


está realizando;

 Exterocepção: sensação de estímulos externos captados


pelos órgãos dos sentidos.
 Se os receptores necessários para
perceber o mundo “exterior ou interior”
não começam a operar
satisfatoriamente, a criança poderá
apresentar dificuldades de
aprendizagem, comprometendo seu
ajustamento às exigências da vida escolar
e cotidiana.
P ERCEPÇÕES

 “Capacidade de reconhecer e compreender


estímulos” (BUENO, 1999).

 Sentidos: audição, tato, visão, paladar e olfato.


O BRIGADA !!!