You are on page 1of 8

DISTORÇÕES DE LEITURA AULAS 5 E 6

(ENTENDIMENTO DE TEXTO)
Em questões de múltipla escolha, as
bancas seguem um padrão
relativamente estável para produzir
alternativas falsas. Em geral, elas são
redigidas com base em erros de leitura
comumente cometidos pelos alunos.
Entre os mais habituais, estão:
QUESTÃO 1 - DESCONTEXTUALIZAÇÃO
Um importante recurso a ser usado, dentro da
interpretação de texto, é reconhecer o sentido de uma
palavra dentro do contexto em que ela aparece. Uma
das formas de distorção de leitura e, portanto, de
produção de alternativas falsas, é alterar o significado
que uma palavra tem num determinado contexto,
atribuindo a ela um sentido distorcido (o qual pode
até ser mais comum isoladamente mas, naquele
determinado contexto, era descabido).
QUESTÃO 2 - EMBARALHAMENTO DE IDEIAS
Outro modo de criar alternativas falsas é estabelecendo relações
impróprias entre ideias do texto.
A estratégia é simples: as bancas escolhem duas ideias contidas no texto
e, nos itens falsos, estabelecem entre elas uma relação que o próprio
texto não estabeleceu. Cria-se, assim, uma falsa relação, que pode ser de
causa e consequência, de comparação, de oposição, entre outras. É
indispensável, portanto, atenção redobrada nas relações entre ideias
estabelecidas no texto.
O embaralhamento de ideias muitas vezes produz itens falsos muito
sedutores para os alunos pelo fato de as ideias estarem presentes no
texto, embora a relação entre elas esteja equivocada.
* há também na questão 2 a descontextualização.
QUESTÃO 3 - EMBARALHAMENTO DE IDEIAS
Outro modo de criar alternativas falsas é estabelecendo relações
impróprias entre ideias do texto.
A estratégia é simples: as bancas escolhem duas ideias contidas no texto
e, nos itens falsos, estabelecem entre elas uma relação que o próprio
texto não estabeleceu. Cria-se, assim, uma falsa relação, que pode ser de
causa e consequência, de comparação, de oposição, entre outras. É
indispensável, portanto, atenção redobrada nas relações entre ideias
estabelecidas no texto.
O embaralhamento de ideias muitas vezes produz itens falsos muito
sedutores para os alunos pelo fato de as ideias estarem presentes no
texto, embora a relação entre elas esteja equivocada.
* há também na questão 3 a descontextualização.
QUESTÃO 4 - GENERALIZAÇÃO
Basicamente, a generalização implica ampliar
artificialmente o alcance de uma afirmação no texto,
atribuindo a ela um efeito totalizador não pretendido
pelo autor.
Se o texto não generalizou, cuidado. Você pode estar
diante de uma alternativa falsa. Por isso, tenha cautela na
leitura dos itens da questão: expressões totalizadoras como
“tudo”, "todos", "sempre", "sem exceção", entre outras,
podem produzir alternativas falsas.
QUESTÃO 5 - INTROMISSÃO DISCURSIVA
Basicamente, o candidato coloca um discurso do seu repertório
pessoal acima da superfície textual e acaba marcando uma
alternativa, não porque ela está presente no texto, mas porque
ele - candidato - concorda com ela. Desse modo, o aluno tem
tamanha convicção de uma ideia, que acaba intrometendo-a no
texto. As bancas muitas vezes se aproveitam dessa intromissão,
criando alternativas com as quais a maioria dos candidatos
concorda, embora não tratem de ideias contidas no texto. Por isso,
atenção: questões de interpretação de texto são resolvidas a
partir do texto, e não das ideias que você gostaria, por convicção
ideológica de qualquer espécie, cue estivessem no texto.
QUESTÃO 6 - INTROMISSÃO DISCURSIVA
Basicamente, o candidato coloca um discurso do seu repertório
pessoal acima da superfície textual e acaba marcando uma
alternativa, não porque ela está presente no texto, mas porque
ele - candidato - concorda com ela. Desse modo, o aluno tem
tamanha convicção de uma ideia, que acaba intrometendo-a no
texto. As bancas muitas vezes se aproveitam dessa intromissão,
criando alternativas com as quais a maioria dos candidatos
concorda, embora não tratem de ideias contidas no texto. Por isso,
atenção: questões de interpretação de texto são resolvidas a
partir do texto, e não das ideias que você gostaria, por convicção
ideológica de qualquer espécie, cue estivessem no texto.