You are on page 1of 85

Tópicos Especiais: Degradação e

flamabilidade de materiais
Aula 07 – Introdução aos Têxteis
Marcos Batistella

De onde vem ?

FIBRAS TÊXTEIS

Animais
NATURAIS: Vegetais
Minerais

QUÍMICAS: Artificiais
Sintéticas

Naturais

• Animais:
Seda – bicho da seda.
Lã – ovelha, angora, lhama.

Seda

Naturais Algodão • Vegetais: Algodão Linho Rami Rami Linho .

basalto amianto .Naturais • Minerais: fibra de basalto. amianto.

Cloreto de polivinila CAULES WP .Coelho MTF . CLASSIFICAÇÃO DAS FIBRAS E SIGLAS FIBRAS NATURAIS FIBRAS NATURAIS FIBRAS ARTIFICIAIS FIBRAS SINTÉTICAS VEGETAIS ANIMAIS SEMENTES SECREÇÃO CA .Seda AL .Acetato PAN .Lhama CMD .Borracha PVC .Camelo CLY .Fórmio MINERAIS GF .Poliamida* CM .Caroá (Coroá) WV .Lã MT .Coco PVA .Sisal A .Poliuretana CC .Acrílica CO – Algodão S .Polietileno CF .Liocel PA .Policlorotrifluoretileno FOLHAS WL .Elastano CJ .Vidro PP .Angorá CPT .Triacetato PE .Cabra CUP.Alginato AR .OUT/1992 .Mohair STF .Cânhamo WA .Kenaf WS .Aramida CP – Capoque (Paina) PÊLOS LA .Cupro MAC .Asbesto CV .Modal PES .Cashmere SLF .Viscose PFT .Malva WR .Metalizadas PCF .Vicunha CTA .Politetrafluoretileno (Amianto) FRUTOS PUR .Polipropileno CS .Carbono PVD .Policarbamida CR .Juta WC .Cloreto de polivinilideno CH .Poliéster CB .Multipolímero CL .Rami WO .Linho WK .Metálica PUA .Rocha PST .NBR 12744 .Caseína EL .Alpaca CAR .Escória PVH .Modacrílica CK .Vinal ABNT .Abacá WM .Poliestireno CN .

9 COMPOSIÇÃO Cinzas 1. FIBRAS DE ALGODÃO MICROSCOPIA ELEMENTO (%) Celulose 94.2 Ceras 0.3 Outros 0.3 Substâncias pécticas 0.6 Ácidos orgânicos 0.8 Açucares total 0.0 Proteínas 1.9 .

020 Americano 26 9.021 (G.6 0.1 8.4 11. FIBRAS DE ALGODÃO CARACTERÍSTICAS DIMENSIONAIS DAS FIBRAS Comprimento Carga de No de torções Diâmetro da Variedades da fibra (mm) ruptura (g) (mm) fibra (mm) Sea Island 42 5.017 Brasileiro (G.6 7.0 0.6 5.030 .9 0.Brasiliense) 30 9.016 USA Egípcio 36 8.8 0.3 0.2 9.Hirsutum) Indiano 22 10.

53 73 5/6 4.19 - 6 4. FIBRAS DE ALGODÃO CLASSIFICAÇÃO DO ALGODÃO EM PLUMA Tipo de algodão impurezas não fibrosas (%) Grau de branco (%) 4 2.12 - 8 10.00 75 4/5 3.57 62 9 11.67 69 6/7 5.85 64 7/8 9.08 - 5 3.48 - 7 6.59 57 .

FIBRAS DE ALGODÃO MATURIDADE DO ALGODÃO Grau de  de 40 De 41 a 56 De 57 a 72 De 73 a 88 Maturidade (%) Avaliação Ainda verde Na média Na maioria Muito maduro madura madura .

FIBRAS DE ALGODÃO •CONSTITUIÇÃO QUÍMICA •ABSORÇÃO DE ÁGUA ABSORÇÃO DE CORANTE .

2 Solúveis em água 11. FIBRAS DE LINHO MICROSCOPIA ELEMENTO (%) Celulose 62.8 Lignina 4.4 .2 COMPOSIÇÃO Hemicelulose 17.9 Ceras 1.1 Pectinas 4.

4 Serina 2.9 COMPOSIÇÃO Tirosina 4.2 MOLECULAR Ácido glutâmico 15.8 Cistina 13. FIBRAS DE LÃ MICROSCOPIA ELEMENTO (%) Glicínia 6.3 .0 Alamina 4.1 Arginina 10.

•Não existe o aminoácido cistina. e irregulares de outros aminoácidos aleatoriamente. FIBRAS DE SEDA MICROSCOPIA •COMPOSIÇÃO E ESTRUTURA •70% é de alanina e glicina. formando um copolímero a blocos regulares de AGAGAG. •Teor cristalino: 40% ...

FIBRAS DE RAIOM VISCOSE FABRICAÇÃO MICROSCOPIA .

30 a 35% . FIBRAS DE RAIOM VISCOSE CARACTERÍSTICAS ESTRUTURA MOLECULAR BAIXA ORIENTAÇÃO TEOR CRIST.

20 a 25% . FIBRAS DE ACETATO DE CELULOSE MICROSCOPIA ESTRUTURA BAIXA ORIENTAÇÃO TEOR CRIST.

. FIBRILAÇÃO Teor cristalino: 40 a 45%.TENCEL MICROSCOPIA ESTRUTURA CARACTERÍSTICAS: Elevado grau de polimerização: ~10. FIBRAS DE LIOCEL .000 Estrutura fibrilar. Orientação molecular muito elevada.

FIBRAS MODAIS MICROSCOPIA CARACTERÍSTICAS Grau polimerização de 450 a 600. . Teor cristalino: 40 a 45% Orientação molecular elevada. Estrutura mista micelar e fibrilar.

FIBRAS DE POLIAMIDAS MICROSCOPIA POLIAMIDA 66 POLIAMIDA 6 Seção Seção ESTRUTUR Redonda Trilobal A Teor cristalino: PA 6: 35 a 40 e PA 66: 55 a 60% .

FIBRAS DE POLIÉSTER MICROSCOPIA CONSTITUIÇÃO Teor cristalino: 50%. . Orientação molecular depende da estiragem. Teor de oligômeros cristalizáveis: 1 a 2%.

FIBRAS DE POLIÉSTER PBT - PTT - CONFORMAÇÃO MOLECULAR .

FIBRAS DE ACRÍLICO .POLIACRILONITRILA MICROSCOPIA POLÍMERO Comonômeros Seção Seção Osso de cachorro Ovalada ESTRUTUR Teor cristalino: 75 a 80% A .

POLIURETANOS MICROSCOPIA .FIBRAS DE ELASTANO .

POLIURETANOS Teor cristalino: ~1% .FIBRAS DE ELASTANO .

ficando com maior probabilidade de formação de peeling (bolinhas no tecido). possui fibras mais curtas e irregulares. mais resistente e com maior qualidade. • CARDADO Não passa pela penteadeira.Tipos de Fios • PENTEADO É processado na penteadeira. que retira as fibras mais curtas e impurezas. . resultando num fio mais limpo.

. O que significa que para um fio fino obter o mesmo peso de um fio mais grosso. fio 50. Essa numeração é inversamente proporcional a espessura do fio: Quanto maior o número. requer mais batidas do tear. os fios de alta titulagem resultam em um produto mais sofisticado e consequentemente com um custo mais elevado. fio 120. o que resulta em um tecido mais leve. fio 60.Numeração de Fios • fio 40. bonito e com um excelente toque. fio 80. mais fino é o fio. Sendo assim.

Filamento • Filamento Filamento Elemento fino e alongado de um órgão animal ou vegetal. Sinônimos de Filamento Sinônimo de filamento: fibra. . Fio muito fino. fibra. fibrila e ligamento Fios de uma meia de nylon.

Químicas • Artificiais Fibras + = Artificiais .

viscose.Químicas • Artificiais: acetato. modal (by Lenzing). viscose Liocel . liocel (Lyocell by Lenzing).

Químicas • Sintéticas Fibras + = Sintéticas .

acrílico. elastano. *poli = mistura de quatro ou mais produtos químicos. *poliamida. *polipropileno. Acrílico Fios de poliéster Elastano Flocos de poliéster . *polietileno. Químicas • Sintéticas: *poliéster.

Lavagem. amaciamento. . Tecido Tecido = fibra + ligamento + acabamento + + Calandragem Detalhe de fibras de algodão (600X).

Tecidos de Fibras Naturais .

Tecidos de linho dão uma sensação refrescante por isso são tão usados no verão.• ALGODÃO Possui excelente absorção a umidade. é atacado por fungos. . Simbologia CO. Possui alta absorção a umidade e rápida liberação. É a fibra mais versátil e a mais consumida do mundo. • LINHO Reduzida conservação do calor. não amassa tanto quanto o linho . muito resistente à lavage. O linho encolhe e amarrota com facilidade. Simbologia CL. mas perde para a seda e a lã.

• RAMI
Resistente à abrasão e mais forte do que
linho e o algodão. Pode ser tingido e
branqueado com muita facilidade e
rapidez. Torna-se mais brilhante a cada
lavada.
Simbologia CR.

• LÃ
Ótima no que se refere à conservação
do calor. Alta absorção da umidade,
pouca resistência para água sanitária e
boa elasticidade.
Simbologia WO. (Proveniente de wool)

• SEDA
Fibra ótima na conservação do calor
possui o brilho mais nobre de todas as
fibras, e tem muito boa absorção da
umidade.
Simbologia S.

Tecidos de
Fibras Artificiais

• VISCOSE
Títulos mais finos que as fibras naturais, conserva
o calor tanto quanto o algodão e absorve muito
bem a umidade.
Simbologia CV.

• ACETATO
Boa consevação técnica, muito semelhante à seda (é muito usada
para imitir a seda). Produtos de acetato se dissolvem em presença
de acetona. O consumo do acetato na indústria é bem limitado.
Simbologia CA.

• LIOCEL
Conhecido pelo nome comercial de
TENCEL, sua matéria-prima é oriunda
de florestas gerenciadas e auto-
sustentáveis, portanto, é conhecida
como a fibra ecológica.
Simbologia CLI ou CLY.

• MODAL
Absorve 50% a mais de umidade que o algodão. Possui um aspecto sedoso e brilhante, tem
superfície lisa, de ótima resistência à lavagem. Possibilita misturas com outras fibras como o algodão,
linho, poliéster, acrílico e poliamida.
Simbologia CMD.

Tecidos de Fibras Sintéticas .

por que as fibras ficam amareladas. deve-se evitar a exposição direta do sol. Simbologia PES ou POLY. baixo encolhimento. e baixa absorção de umidade. e resiste à maior parte de produtos químicos. possui boa conservação de calor. ótima solidez às condições atmosféricas. elevada resistência mecânica. sua ao secar. . amarrota muito pouco. • POLIÉSTER Baixíssima absorção de umidade. tende a formar bolinhas (pilling). boa elsaticidade. • POLIAMIDA Mais conhecida por NYLON é a mais nobre das fibras sintéticas. ótima resistência. possui alta resistência e apresenta baixo amarrotamento.

Deforma e faz bolinha com muita facilidade. . Simbologia PAC ou PAN. resulta em perda de resistência e conduz ao amarelamento. Prolongada exposição à luz. • ELASTANO Boa conservação de calor. porém é atacado por agentes clorados. grande resistência contra ácidos e bases. excepcional elasticidade. tem altíssima conservação do calor. não é atacado por insetos ou bactérias. muito resistente aos ácidos. • ACRÍLICO Grande substituto da lã. possui excelente comportamento em relação às intempéries. As cores no acrílico são bem definidas e vivas. Simbologia EL. Em água fervente pode ocorrer a perda de elasticidade.

Tecidos Os dois tipos de tecidos mais comuns são os planos e as malhas. .

Cetim ou URDUME: fios na vertical Raso. ENTRELAÇAMENTO Exemplo: Tricoline. Sarja.Tecidos Planos Produzidos em FIO DE URDUME tecelagens. Ligamentos fundamentais dos TRAMA: fios na horizontal tecidos planos: Tela ou tafetá. os tecidos planos são constituídos por dois FIO DE conjuntos distintos de fios: Os fios TRAMA de urdume (dispostos na vertical) e os de trama (dispostos na horizontal do tecido) estes se entrelaçam num ângulo de 90 graus fazendo uma amarração rígida. nas máquinas chamadas teares. .

Ligamentos dos Tecidos Planos Tela ou tafetá Tela ou tafetá: Este é um ligamento que vai possibilitar o maior cruzamento do urdume com a trama. . Possibilita maior densidade na construção. produzindo assim um tecido que vai apresentar o mesmo aspecto nos dois lados do tecido (direto e avesso) formando 50% trama. em cada um dos lados.

Essas diagonais podem ser desenvolvidas para a direita. Sarja Lente 100X .Ligamentos dos Tecidos Planos Sarja Sarja: O segundo dos ligamentos fundamentais tem como principal característica a formação de diagonais (estrias) feitas por causa do cruzamento dos fios de urdume com os fios de trama. O rapport é representado por 3 fios de urdume e 3 de trama. bem como para a esquerda.

vamos encontrar dois tipos de cetins: O cetim regular: De rapport quadrado. O cetim irregular: Não obedece as regras do cetim regular.Ligamentos dos Tecidos Planos Cetim ou Raso Cetim ou Raso: Este é o ligamento fundamental com características particulares. apenas um ponto de ligação em cada fio de urdume e trama. já que ele permite mais de dois tipos de deslocamentos. Além disso. .

. onde pode-se ver o desenho pelo tato e por variações pequenas de brilho. TECIDOS . Repetem-se ao longo do tecido.efeitos São texturas e desenhos produzidos por • MAQUINETAS mudanças nas tramas.

efeitos • JACQUARD Texturas e desenhos produzidos por mudanças nas tramas. . assim pode-se ver o desenho pelo tato e por variações pequenas de brilho. TECIDOS . Repetem-se ao longo do tecido.

TECIDOS . .efeitos • FIO CORTADO Efeito de maquineta com inserção de fios de cores diferentes da base do tecido e navalhados posteriormente.

.efeitos • FANTASIAS Estrutura com efeitos especiais de relevo ou cor.TECIDOS . Ex. tingimento. botonê. chenille. Flamê (slub). Pode ser obtido por fiação. estamparia ou combinação destas técnicas. etc. metálicos. ombré.: bouclé. retorcedura.

O veludo no avesso pode apresentar dois tipos de construção. macio e brilhante. É apresentado em diversos tipos. as quais apresentam o aspecto peludo. Resultado da trama cortada.TECIDOS . Assim que o tecido é retirado do tear. entre eles o veludo cotelê: veludo com canaletas em relevo. seus fios são cortados de uma só vez. tafetá ou sarja.efeitos • Veludo Tecido que apresenta. Os pelos são curtos e densos de pé. um aspecto peludo. no lado direito. . macio e brilhante.

e os de trama brancos.efeitos • Denim Tecido de algodão. onde a onça representa 33. Os fios de urdume são tintos e índigo.94 gramas. O peso do denim é verificado nas indústrias têxteis por meio de medidas internacionais: onça por metro quadrado. de várias gramaturas.TECIDOS . O que quer dizer. . O denim também é classificado pela cor. Sua intensidade é medida em “DIP”. O ligamento é sarja (apresenta diagonal). que quanto maior tempo de mergulho do tecido nas caixas de corante índigo. mas intensa será a cor azul do jeans. pode ser misturado com poliéster e/ou elastano. Abreviação da palavra inglesa deep.

acabamento.BENEFICIAMENTOS PRIMÁRIOS São todos os processos que o tecido passa após sair do tear. Basicamente inclui os processos de preparação (alvejamento. tem como finalidade melhorar as características visuais e de toque. tingimento ou estampagem. além de poder dar algumas características específicas ao mesmo. . além de processos especiais. purga e desengomagem).

garantindo assim maior durabilidade e vivacidade da cor. anaruga ou Tela maquinetada com fio tinto (ZOOM) oxford. fil a fil. . mescla. o fio é tingido antes de ser tecido. São aplicadas várias armações para produzir tecidos do tipo xadrez. maquinetado.BENEFICIAMENTO • FIO TINTO Nos tecidos fios tintos.

3 tipos • Processo descontínuo ou por bateladas • Processo semi-contínuo • Processo Contínuo . Pode ser realizada com o tecido em corda (ocupa menos espaço.BENEFICIAMENTO • TINGIMENTO EM TECIDO Produz um tecido com cor lisa. tecido pode ficar mais relaxado) ou em aberto (não forma vincos. pode-se trabalhar em processo contínuo).

Introdução .

Introdução .

Introdução .

Fibras Têxteis .

Fibras Têxteis .

Fibras Têxteis .

Fibras Têxteis .

Fibras Têxteis .

Fibras Têxteis .

Fibras Têxteis .

Fibras Têxteis .

Fibras Têxteis .

Fibras Têxteis .

Fiação .

Fiação .

Fiação .

Fiação .

Fiação .

Fiação .

Fiação .

Fiação .

Fiação .

Fiação .

Fiação .

Fiação .

Fiação .

Fiação .

com Telefone: (xx) xxxx-xxxx Site: www. Contato E-mail: seunome@email.site.com.br .