Abertura Externa e Desenvolvimento Econômico

Investimento Externo
Prof. Jorge Pires

Investimento Externo Direto (FDI)
Loungani & Razin (2001) • Até onde o investimento externo direto é benéfico para os países em desenvolvimento? • Embora haja evidência de que o FDI beneficia os países que o recebem, o impacto dele deve ser avaliado de forma cuidadosa

Investimento Externo Direto (FDI)
• O FDI se mostrou persistente, mesmo durante as crises financeiras • Outras formas de fluxos de capital privado tiveram uma brusca reversão

Investimento Externo Direto (FDI)
• No Leste da Ásia o FDI se manteve estável durante a crise de 1997-1998 • Durante a crise do México em 1994-95 e durante a crise da dívida da América Latina o FDI também foi persistente

Investimento Externo Direto (FDI)
• Essa persistência do FDI pode levar os países em desenvolvimento a favorecer tal forma de fluxo de capital, acentuando uma tendência que já tem se manifestado por muitos anos • A preferência por FDI em detrimento dos demais tipos de K (portfólio e empréstimos bancários) é justificável?

Composição dos fluxos de K

Vantagens da liberalização financeira
• O fluxo livre de K entre nações:
– permite que ele procure a maior remuneração – reduz o risco, pois permite a diversificação dos investimentos – difunde boas práticas de governança corporativa, regras de contabilização e tradições legais/jurídicas – limita a possibilidade dos governos praticarem políticas econômicas ruins

Liberalização financeira
Ganhos para os países receptores: • FDI permite a transferência de tecnologia, particularmente na forma de insumos de K, que não podem ser transferidos por meio de investimentos financeiros ou comércio de bens • O FDI também pode promover concorrência nos mercados domésticos de insumos

Liberalização financeira
Ganhos para os países receptores: • Os receptores de FDI recebem também (como conseqüência) treinamento de funcionários para operar os novos negócios, o que contribui para o desenvolvimento do capital humano local • Os lucros gerados pelo FDI contribuem para receita de impostos do país anfitrião (em parte esse efeito se perde quando são concedidos incentivos fiscais para atrair FDI)

FDI x Outros tipos de K
• FDI = “colesterol bom”
– Não pode partir repentinamente

• Outros tipos (portfólio e empréstimos) = “colesterol ruim”
– Dívidas de curto prazo podem representar riscos elevados para o país receptor – São movidos por diferenciais de taxas de juros e expectativas da taxa de câmbio e não por considerações de longo prazo – Podem evadir as fronteiras ao primeiro sinal de problemas

FDI x Outros tipos de K
• Outros tipos (portfólio e empréstimos) = “colesterol ruim”
– São movidos muitas vezes por incentivos não sustentáveis e moral hazard (garantias implícitas de estabilidade do câmbio ou de ajuda financeira ao setor bancário, por exemplo) – Podem evadir as fronteiras ao primeiro sinal de problemas

Impactos do FDI
Bosworth & Collins (1999) • Um aumento de US$1 na entrada de K está associada a um aumento do investimento de 50c • Isso se deve na maior parte ao FDI (quase 1 para 1) • Não há relação aparente entre fluxos de portfólio e investimento • O impacto dos empréstimos está entre os dois acima

Impactos do FDI

Impactos do FDI
Borensztein, De Gregorio & Lee (1998) • FDI aumenta o crescimento econômico quando o nível de educação do país receptor é alto • Nível de educação = medida da capacidade de absorção do país

FDI é sinal de força ou fraqueza?
• Hausmann & Fernandez-Arias (2000) (HFA) • Alto FDI pode ser um sinal de fraqueza e não de solidez de uma economia • O FDI é maior em países onde o risco soberano é maior • Também há evidência de que a % de FDI no influxo de capital é mais alta nos países em que a qualidade das instituições é inferior

FDI é sinal de força ou fraqueza?

FDI é sinal de força ou fraqueza?
Albuquerque (2000) e HFA (2000) • Os países que tentam expandir o seu acesso ao mercado internacional de capitais deveriam concentrar esforços em melhorar o ambiente para investimentos e também o funcionamento dos mercados • Ainda que alto FDI esteja associado com a fraqueza de nações (de política doméstica e de instituições), sem ele os anfitriões provavelmente seriam bem mais pobres

FDI, Fire sales, seleção adversa e alavancamento
• Transferências de controle de empresas para não residentes nem sempre vão beneficiar o país receptor em razão de: circunstâncias em que elas ocorrem, problemas de seleção adversa e alavancamento

FDI e Fire sales
Krugman (1998) • Transferências de controle de empresas para não residentes são apropriadas sob condições de crises? • Os estrangeiros vão gerenciar as firmas nacionais simplesmente por que têm $ ou por que são mais competentes?

FDI e seleção adversa
Razin, Sadka & Yuen (1999) • Por meio do FDI os investidores estrangeiros ganham inside information sobre a produtividade das firmas sob seu controle • Os poupadores domésticos continuam desinformados • Sob tais circunstâncias os investidores estrangeiros podem vender os negócios que não são eficientes e ficar com aqueles que o são • Esse tipo de seleção pode levar a superinvestimento via FDI

FDI e alavancamento
• Alavancamento em excesso também pode limitar os benefícios do FDI • Um investimento doméstico feito via FDI é tipicamente alavancado com empréstimos no mercado de crédito doméstico • Assim, a fração do investimento realmente financiada por poupança externa pode ser bem menor do que se pensa • Os estrangeiros podem repatriar fundos emprestados no mercado doméstico

Reversão de FDI?
• Embora as máquinas estejam fixas no país receptor de capitais, alguns tipos de transações podem significar uma reversão no FDI • Uma subsidiária estrangeira pode tomar recursos emprestados no mercado doméstico oferecendo como colateral equipamentos • Uma parte significativa do FDI é relativo a transações entre empresas de um mesmo grupo, e a matriz pode repatriá-lo rapidamente

Impacto do FDI
• Um outro caso em que o FDI não é benéfico é aquele em que os receptores dele são setores domésticos ineficientes e protegidos por barreiras tarifárias e nãotarifárias • Sob essas circunstâncias se reforçará o lobby por manutenção da alocação ineficiente de recursos

Conclusões
• O FDI traz benefícios ao país anfitrião • Trabalhos recentes, contudo, apontam para riscos potenciais :
– Ele pode ser revertido por transações financeiras; – Pode ser excessivo em razão de moral hazard e fire sales; – Seu efeito pode ser reduzido pela alavancagem

Conclusões
• FDI alto pode refletir instituições ruins • As prescrições de política vão no sentido de melhorar o ambiente para investimentos, tanto estrangeiros como internos

Dívida externa e crescimento

Dívida externa e crescimento

Dívida externa e crescimento

Dívida externa e crescimento
Why do large levels of accumulated debt lead to lower growth? The best-known explanation comes from "debt overhang" theories, which show that if there is some likelihood that, in the future, debt will be larger than the country's repayment ability, expected debtservice costs will discourage further domestic and foreign investment and thus harm growth.

FIM