You are on page 1of 12

Unidade IV

Orientações e Elaboração de Unidades Didáticas

Prof.Me. Ivan Veras Gonçalves


Planejar, desenvolver a planificação de determinada atividade é algo que está
(ou deveria estar), em tudo o que fazemos. Na nossa prática docente não
deve ser diferente.
Segundo o dicionário:
“Planejar é demonstrar um propósito para realizar alguma coisa”
( disponível in: www.dicio.com.br)

O plano de aula é uma ferramenta indispensável para o sucesso no processo de


ensino aprendizagem.
O planejamento é o motor de toda ação docente, muito antes de
irmos para a sala de aula, nós pensamos, preparamos, colocamos tudo
em ordem e definimos até onde queremos e podemos chegar com
nossa aula.

Sobre a importância do planejamento:


“É preciso um planejamento que dimensione o processo educativo e reconstrutivo
do homem, que vise planejar a ação educativa para que o homem viva o presente,
e, ao mesmo tempo, se projete para o futuro, que está cada vez mais próximo”
(MENEGOLLA & SANT’ANNA,2002, p.24).
Esses autores seguem discorrendo sobre
o planejamento:
“É um instrumento direcional de todo o
processo educacional, pois estabelece e
determina as grandes urgências, indica
as prioridades básicas, ordena e
determina todos os recursos e meios
necessários para a consecução de
grandes finalidades, metas e objetivos
da educação” (MENEGOLLA &
SANT’ANNA, 2002, p.40).
O professor precisa entender o que um bom
planejamento pode trazer de qualidade às suas aulas.
Em hipótese alguma devemos nos iludir que uma aula
improvisada, não planejada, seja uma boa opção.

Segundo Piletti (2001,p.73) O plano é uma


sequência dos conteúdos que serão
desenvolvidos no espaço de tempo que dura a
aula. É o resumo de todas as atividades que o
professor pretende desenvolver nessa dinâmica
de ensino aprendizagem durante o tempo em
que ele e o aluno estiverem interagindo.
Como bem nos mostra os métodos ativos, a atividade em sala de aula,
dentro do processo de ensino de música, não deve ser limitadora, o plano
de aula deve servir como um direcionamento que leve o aluno a se
expressar e a fruir o aprendizado que está sendo proposto.
“Partindo do princípio de que o professor deve ensinar os conteúdos e
também formar o aluno para que ele se torne atuante na sociedade, ele
deve organizar seu plano de aula de modo que o aluno possa perceber a
importância do que está sendo ensinado, seja num contexto histórico,
para o seu dia-a-dia ou para seu futuro” (CASTRO et al.,2008).

Um dado relevante acerca do planejamento é que uma aula bem planejada irá
explorar o tempo destinado à aula de forma integral, sem distrações e
desorganizações que fação com haja perda de tempo.
Alguns elementos que devem estar presentes no plano de
aula, elementos a serem observados com muita atenção são:

*O plano de aula deve ser Inteligível:


A aula deve ser compreensível. Deve ficar bem claro as intenções do
professor, as respostas que serão obtidas dependem de clareza nas ações
em sala de aula.
* O plano de aula deve ter Objetividade:
Em uma aula objetiva o professor aborda o assunto
sem emitir ou atribuir um juízo de valor, um auto
parecer.
* O plano de aula deve ser Atualizado:
Ele não é imutável, pode e deve sofrer constantes
atualizações toda vez que o professor julgar necessário.
* O plano de aula deve prever Empecilhos:
O professor ao elaborar o seu plano de aula deve
avaliar todos os recursos que estão à sua disposição na
escola, não deve colocar empecilhos à sua prática pela
ausência deste ou daquele recurso. Adapte, faça
ajustes no planejamento para levar a termo sua aula.
* O plano de aula de levar em conta o Conhecimento prévio dos alunos:
Em nenhum processo de ensino – aprendizagem contemporâneo
admite-se mais aquela visão tradicionalista de que o professor é o
detentor da informação e o aluno apenas absorve ela. No ensino
de música isso é ainda mais sem sentido. O nosso aluno traz
consigo uma gama de experiências musicais obtidas através da sua
educação informal que não pode ser desprezada.
* O plano de aula de equilibrar Teoria e Prática:
Todo o arcabouço teórico com o qual o professor se
preparou para desenvolver sua atividade de nada valerá,
sem uma práxis bem planejada esse conhecimento é inútil.
* O plano de aula deve prever Aulas Realísticas:

As escolas não são iguais e por esse motivo nossas aulas devem
se adequar à realidade sociocultural dos nossos alunos.

As novas Tecnologias da Informação e Comunicação, se constituem


numa valiosa ferramenta para auxiliar na realização das aulas. A
utilização do computador, filmes, linha do tempo, poesias, jogos,
etc., podem ser bons instrumentos desde que inseridos de forma
adequada e integradas ao plano de aula elaborado.
Enfim uma série de fatores podem fazer com
que o seu plano de aula seja bem sucedido ou
apenas uma ferramenta comum no processo.
De qualquer forma o plano de aula é essencial para que depois de
escolhido um direcionamento os resultados apareçam.
As orientações para essa unidade serão feitas através do
fórum, da tutoria e material didático disponibilizado no AVA.
O aluno deverá escolher uma
metodologia, um teórico, e a partir
dessa escolha elaborar suas unidades.
Boa sorte e mãos à obra.
BIBLIOGRAFIA
BRASIL. Ministério da Educação (MEC), Secretaria de Educação Média e Tecnológica (SEMEC). Parâmetros
curriculares nacionais: ensino médio. Brasília: Ministério da Educação, 1999.
CASTRO, Patrícia A. P. Penkal de; TUCUNDUVA,Cristiane Costa; ARNS,Eliane M. A Importância do
Planejamento das Aulas para a Organização do Trabalho do Professor em sua Prática Docente.
Florianópolis: artigo. ATHENA-Revista Científica de Educação,v.10,n.10,2008.
MENEGOLLA, Maximiliano. SANT’ANNA, Ilza Martins. Por que planejar? Como planejar? 12ª Ed.
Petrópolis, RJ: Vozes, 2002
PILETTI, Cláudio. Didática geral. 23ª ed. São Paulo: Editora Ática, 2001.