You are on page 1of 34

Bases Fisiológicas, farmacológicas e de

controle de infecção aplicadas ao


cuidado em alta complexidade
Especialização em Urgência e Emergência
Drª Valeska Sena
valeska_sena@hotmail.com

Profª Valeska Sena


Profª Valeska
Sena

Objetivos

Discutir as principais urgências e emergências cardiológicas;


Identificar os fármacos usados nas urgências e emergências cardiológicas;
Discutir as principais urgências e emergências respiratórias;
Identificar os fármacos usados nas urgências e emergências respiratórias;
Debater casos clínicos relacionados ao tema.
Profª Valeska
Sena

Urgências Cardiológicas

Arritimias Cardíacas
Angina
Choque cardiogênico
Emergências Hipertensivas
Infarto Agudo do Miocárdio
Insuficiência Cardíaca Congestiva
Profª Valeska Sena

Sistema circulatório

Conjunto de vasos Regulação da ritmicidade:


sanguíneos por onde circula O nodo sinoatrial controla a
o sangue bombeado por um frequência do batimento cardíaco,
coração. sendo chamado marcapasso.

Função primária:
Transporte de materiais para e
de todas as partes do corpo.
Pressão Arterial

Profª Valeska Sena

Resistência ↑ da pressão
Débito cardíaco
periférica total arterial

Volume de sangue Força que o sangue exerce


ejetado/minuto na parede dos vasos

DROGAS ANTI-HIPERTESIVAS
Profª Valeska
Sena

Regulação da Pressão Arterial


Valeska Sena
CONTROLE AUTONÔMICO DA PRESSÃO ARTERIAL

↓ Ritmo cardíaco
↓ Frequência cardíaca

Acetilcolina
M2
β1
Noradrenalina

↑ Força de contração
↑ Frequência cardíaca

ɑ1 - Vasoconstrição
β2 - Vasodilatação
Profª Valeska
Sena

IAM

Diagnóstico:
A base do diagnóstico é o ECG.
Muitas vezes, nos pacientes eventualmente diagnosticados com IAM, o ECG inicial
não é diagnóstico em cerca de 50% dos casos e resulta normal em até 8% deles.
Diante de um ECG normal ou não diagnóstico, a decisão de realizar uma avalia-
ção adicional depende da probabilidade de a dor ter origem cardíaca, bem como do
perfil de risco do paciente.
Os marcadores cardíacos séricos são usados para confirmar ou excluir a morte
de células miocárdicas, sendo considerados o padrão-ouro do diagnóstico de IAM.
Profª Valeska
Sena

IAM

Marcadores cardíacos
Profª Valeska
Sena

Fármacos que atuam no sistema


cardiovascular – drogas vasoativas

Antagonistas β1-adrenérgicos
Diminuição da frequência cardíaca
Diminuição da força e velocidade da
contração
Diminui o débito cardíaco  pressão
arterial
INDICAÇÕES:
 Angina
 Arritmias
 HAS, IAM
 Cardiomiopatia hipertrófica
 Prevenção da enxaqueca
Profª Valeska
Sena

Fármacos que atuam no sistema


cardiovascular Metroprolol

Apresentação: injetável 5mg/5mL (ampola)


Uso injetável Adultos
 IAM: Aplicar 5 mg de Metoprolol na veia a cada 2 minutos, até completar a dose.
Meia-vida:
 Após injeção intravenosa, 5 a 15 minutos.
Diluição:
 Uso sem diluição, porém pode-se adicionar 40mL de solução injetável, em 1000mL de SF,
manitol 15%, SG5%, SG10% ou Ringer.
Observações:
 Não administrar IV com bloqueador de canal de cálcio (verapamil), risco de parada cardíaca.
 Cautela na administração com outros anti-hipertensivos ou antidepressivos.
Profª Valeska
Sena

Fármacos que atuam no sistema


cardiovascular
Dobutamina
Apresentação: injetável 12,5mg/mL - ampola 20mL
Indicação: Choque cardiogênico, ICC, Descompensação cardíaca geral
Farmacocinética: O início da ação de 1 a 2 minutos após o início da infusão.
Diluição: SG5% ou SF. Concentração máx: 5000mcg/mL (ou seja, 250mg em 50mL).
Observações importantes:
 Não administrar na mesma linha venosa (em Y) que heparina, hidrocortisona, cefazolina e
penicilina.
 Conduta em casos de extravasamento (isquemia por extravasamento): para prevenir a necrose
em áreas onde o extravasamento ocorreu, o local deve ser infiltrado prontamente com 10 a 15
mL de cloreto de sódio 0,9% para injeção com 5 a 10 mg de fentolamina com uma seringa com
agulha hipodérmica fina.
 Monitorar continuadamente a PA, ECG, o débito cardíaco e o potássio sérico.
Profª Valeska
Sena

Fármacos que atuam no sistema


cardiovascular
Epinefrina

Ação: Agonista não-seletivo dos receptores β1, β2, α1 e α2


Apresentação: 1mg/mL (1:1000) – ampola 1mL
Indicação: Parada cardíaca, fibrilação ventricular, arritmias,, hipotensão/ choque não
responsivo a reposição volêmica, broncoespasmo, asma brônquica, choque anafilático.
Posologia:
 1 mg (1:10.000) a cada 3-5 min em bolus EV (ou 2-2,5 mg via TOT) durante as manobras de
reanimação.
 Para uso como infusão contínua, a dose é de 2-10 µg/min.
Estabilidade:
Pós-diluição: imediata. A porção restante na ampola deve ser desprezada. Proteger
da luz. Não utilizar se a solução estiver escurecida ou com precipitado
Profª Valeska
Sena

Fármacos que atuam no sistema


cardiovascular
Epinefrina

Uso injetável:
Via IM (glúteo, quadrante superior externo, profundamente)
Via IV (lentamente, com monitoramento cardíaco). Usar apenas soluções a
1:10.000 ou mais diluídas.
Observações importantes:
Endotraqueal: se o paciente estiver intubado, a droga poderá ser injetada
diretamente na árvore bronquial, através do tubo endotraqueal, execute 5
insuflações rápidas.
SC ou IM: logo após a aplicação massageie os locais de aplicação para aumentar a
absorção da droga e diminuir a vasoconstrição local.
IV: administre cada 1 mg em, pelo menos, maior ou igual 1 minuto, administrações
mais rápidas podem ser usadas durante reanimação cardiopulmonar.
Profª Valeska
Sena

Fármacos que atuam no sistema


cardiovascular

Antiarrítmicos classe III


Prolongam o potencial de ação cardíaco
Bloqueiam os canais de K+ envovidos na
repolarização cardíaca

Aumenta o débito
cardíaco
Profª Valeska
Sena

Fármacos que atuam no sistema


cardiovascular

Amiodarona

Indicações: Arritmias e angina


Apresentação: 200mg com, 200mg/mLgts, injetável – 50mg/mL (amp 3mL)
Diluição:
 Utilizar, exclusivamente, solução de glicose 5%
 Dose de ataque: Em média 5 mg/kg em 250 ml de solução de glicose a 5%, administrados por
um período de 20 minutos a 2 horas. Pode ser repetido de 2 a 3 vezes por um período de 24
horas
 Dose de manutenção: 10 a 20 mg/kg/dia (em média 600 a 800, até 1200 mg/24 h) em 250 ml
de solução de glicose a 5% durante alguns dias
 Bolus IV Dose de 5mg/kg com duração da injeção jamais inferior a 3 minutos
Profª Valeska
Sena

Fármacos que atuam no sistema


cardiovascular

Amiodarona

Observações importantes:
A injeção intravenosa é geralmente desaconselhada devido aos riscos
hemodinâmicos (hipotensão grave, colapso circulatório). Sempre que possível,
utilize o medicamento por infusão intravenosa
Utilizar a via IV apenas pela veia central, pois causa flebite em vasos periféricos
Não misturar outras preparações na mesma seringa. Não injetar outras preparações
na mesma linha de infusão
Atenção as diversas interações medicamentosas de relevância clínica
Profª Valeska
Sena

Fármacos que atuam no sistema


cardiovascular

Glicosídeos Cardíacos
 Inibem a bomba de sódio/potássio no miocárdio,
resultando em aumento da concentração de Ca2+ e a
força de contração
 No nó AV, prolongam o período refratário efetivo e
diminuem a velocidade de condução
Indicado para ICC, taquicardia e fibrilação atrial
- antiarrítmico
Contra-indicado em fibrilação ventricular e
taquicardia ventricular
Profª Valeska
Sena

Fármacos que atuam no sistema


cardiovascular
Deslanosídeo
Apresentações: injetável 0,2mg/mL - ampola 2mL
Administração:
Em casos de urgência: EV ou IM: 0,8 – 1,6 mg (1 – 4 doses fracionadas)
Digitalização lenta (3 – 5 dias): EV ou IM: 0,6 – 0,8 mg diariamente
Observações:
Podem interagir com o cálcio, psicotrópicos, como o lítio e medicamentos
simpatomiméticos, e essa interação pode aumentar o risco de arritmias.
25% dos pacientes hospitalizados apresentam intoxicação digitálica (arritmias).
A administração concomitante de diuréticos leva à diminuição dos níveis de K,
nesses casos, usar 0,5 a 1 g de cloreto dissolvido em água, por VO várias vezes ao
dia, até 3 – 6 g.
Profª Valeska
Sena

Fármacos que atuam no sistema


cardiovascular – drogas vasoativas

Nitratos orgânicos
Angina, IAM, HAS, ICC

Tolerância fisiológica - respostas


compensatórias do SNS (ex. aumento
reflexo do tônus vascular simpático) e
respostas renais compensatórias (ex.
aumento da retenção de sal e de água).

Tolerância farmacológica - limita de


modo significativo a eficácia.
Profª Valeska
Sena

Fármacos que atuam no sistema


cardiovascular

Nitroglicerina

Indicações: Hipertensão pré-operatória, ICC, IAM, angina


Apresentações: 5mg/mL injetável (ampola 10mL), 2,5mg e 5 mg sublingual,
5mg, 10 mg e 40 mg COM.
Diluição: Inicial: 500mL SG5% ou SF isentos de PVC (concentração de 50 a
100mcg/mL).
Observações:
 Não administrar por injeção intravenosa direta
 Pode haver ocorrência de grave hipotensão e choque, mesmo com pequenas doses
Profª Valeska
Sena

Fármacos que atuam no sistema


cardiovascular

INIBIDORES DA ECA
Bloqueiam a enzima conversora de
angiotensina
INDICAÇÕES: HAS, ICC
Profª Valeska
Sena

Fármacos que atuam no sistema


cardiovascular
Captopril

Inibidor da ECA
Indicações: HAS, ICC
Apresentações: Comprimidos de 12,5 mg, 25 mg ou 50 mg.
Observações:
VO: a medicação deve ser administrada 1 hora antes ou 2 horas após as refeições
ou do uso de antiácidos
As reduções máximas da pressão ocorrem de 60 a 90 minutos após a ingestão
Fármacos usados em problemas
respiratórios

Profª Valeska Sena


Asma brônquica – fase inicial
Alérgeno

Mastócitos Broncoconstrição
Mediadores
inflamatórios
Células Limitação do fluxo
inflamatórias de ar
Citocinas, IL

Inflamação das
vias aéreas
Lesão do
Edema epitélio
Função mucociliar
prejudicada
Fármacos que atuam no sistema respiratório

Aliviadores a curto prazo


Alívio da broncoconstrição/broncoespasmo
Broncodilatadores
 Agonistas β2 seletivos
 Metilxantinas
 Antagonistas muscarínicos

Controladores a longo prazo


Diminuem a inflamação
 Corticóides
 Antagonistas dos leucotrienos
Fármacos que atuam no sistema respiratório

Broncodilatação
NOREPINEFRINA Receptores β-2
Vasodilatação

AGONISTAS β-2
Valeska Sena

Fármacos que atuam no sistema respiratório

Albuterol
Fenoterol Ação curta: 6 hs Formoterol
Terbutalina Ação longa: 12 hs
Salmeterol
Metaproterenol
Profª Valeska
Sena

Fármacos que atuam no sistema respiratório

TERBUTALINA
Apresentação: xarope – 0,3mg/mL (100mL); injetável – 0,5mg/mL (ampola 1mL)
Indicação: Asma brônquica, bronquite crônica, enfisema e outras pneumopatias que
apresentam broncoespasmo. A forma injetável também é utilizado como miorrelaxante
uterino no manuseio de parto prematuro não complicado
Diluição: Diluir 1 ampola em 100mL SG5% (solução com concentração de 5mcg/mL).
Não deve ser diluído em soluções alcalinas.
Administração: VO, SC ou EV. Por via EV administrar a uma velocidade de 20 a 30
gotas/minuto.
Profª Valeska
Sena

Fármacos que atuam no sistema respiratório

Metilxantinas
Inibem inespecificamente as isoenzimas
da fosfodiesterase nos linfócitos T e nos
eosinófilos possui um efeito
imunomodulador e antiinflamatório.

Alguns dos efeitos adversos das


metilxantinas, incluindo arritmias
cardíacas, náusea e vômitos, também
são mediados pela inibição da
fosfodiesterase.
Profª Valeska
Sena

Fármacos que atuam no sistema respiratório

AMINOFILINA
Apresentação: 100mg Com., 24mg/mL Injetável (ampola 10mL)
Indicação: Doenças caracterizadas por broncoespasmo, particularmente a asma
brônquica ou o broncoespasmo associado com bronquite crônica e enfisema
Diluição: Diluir em SF0,9% ou SG5% e manter a concentração de 1mg/mL. Sugestão
250mg/250mL. Concentração máxima: 1mg/mL
Administração: VO: administrar após as refeições. Via EV: in bolus 3 a 5min (lento). O
tempo de infusão não deve exceder 21mg/hora. Via IM: aplicar na região glútea,
profundamente
Observações importantes: Para o ajuste de dose recomenda-se o monitoramento dos
níveis séricos de teofilina, principalmente em crianças.
Valeska Sena

Profª Valeska Sena


Valeska Sena

Um homem de 58 anos chega ao serviço de emergência queixando-se de dor


torácica. A dor havia começado 1 hora antes, durante o café da manhã, e ele a
descreve como forte, difusa e do tipo compressiva. A dor está localizada na
região subesternal, irradia para os ombros e está associada à falta de ar. O
paciente vomitou uma vez. Sua esposa relata ainda que ele suou bastante
quando começou a sentir a dor. O paciente é diabético e hipertenso e usa
hidroclorotiazida e gliburida. Sua pressão arterial está em 180/ 110 mmHg, a
pulsação é de 95 bpm, a frequência respiratória é de 20 mpm, a temperatura
corporal é de 37,3ºC, e a saturação de oxigênio por oximetria de pulso é de
98%. O O eletrocardiograma apresentou supradesnivelamento do segmento
ST, sugestivo de IAM. Foi-lhe então prescrito, ácido acetil Salicílico (100mg),
nitroglicerina sublingual (0,4 mg) e metoprolol 50 mg de 6/6 horas no primeiro
dia e 200 mg a partir do segundo dia.
1. Explique o racional para a associação dessas três classes de fármacos.
2. Há algum motivo de preocupação na associação dos fármacos sugeridos?
Se sim, o que fazer?
3. A qual classe pertence cada fármaco e qual o mecanismo de ação destes?
4. Por que a conduta do médico não foi receitar captopril sublingual?
Valeska Sena
Às 3 horas da madrugada, os chegaram ao serviço de emergência levando uma
paciente asmática de 33 anos. Quando a paciente chega, apresenta muito esforço para
respirar. O suor emana de seu rosto e corpo, enquanto o pescoço e o tórax são erguidos
na tentativa de inalar mais uma respiração. Apresenta tosse incessante, com escarro
espesso e claro. O exame do tórax é notável pela presença de sibilos expiratórios
bilaterais e fase expiratória prolongada. Os exames de laboratório revelam uma
contagem total de leucócitos normal (8.200 células/ μL), porém com excesso de
eosinófilos (12%). O regime de internação desta paciente inclui a administração de
medicações intravenosas e inalatórias.

1. Quais são as prioridades em relação ao tratamento dessa paciente?


2. Explique os fármacos escolhidos com base na fisiopatologia da asma.
3. Quais opções de tratamento padrão deve-se adotar para tratar a condição de emergência médica dessa
paciente?
4. Por que os medicamentos para asma são, em sua maioria, administrados por via pulmonar, e não na forma de
comprimidos?

Profª Valeska Sena