You are on page 1of 52

1

Tutela
Administrativa e
Processo
Administrativo
Ambiental
Marli Deon Sette - 2011
Infrações Administrativas Ambientais

• Fundamentação Jurídica:

• Art. 225, § 3º CF/88.

• Lei 9.605/98 – art. Art. 70 à 76 (Denominação: Lei da


Natureza, ou Lei de Crimes Ambientais, esta denominação é
equivocada).

• Lei 6.938/81, art. 14, incisos I, II, III e IV.

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais

3
Aspectos Gerais:

• Sanções administrativas são penalidades impostas por


órgãos vinculados direta ou indiretamente a entes
estatais, nos limites das competências estabelecidas
com o objetivo de impor regras de condutas a todos.

• Decorrem do poder de polícia da administração, que,


no caso, está vinculado à defesa de interesses
difusos.

• Qualquer atividade lesiva ao meio ambiente, sujeita os


infratores à reparação dos danos causados, a
responsabilidade administrativa e a sanções penais.

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais

4
• O que é infração Administrativa? (Lei 9.605/98, art. 70)

• “Considera-se infração administrativa ambiental toda ação ou omissão


que viole as regras jurídicas de uso, gozo, promoção, proteção e
recuperação do meio ambiente.”

• Exemplos:
a) ação:
 Praticar caça profissional no País (Art. 27, do Decreto 6.514/2008).

b) omissão:
• Deixar, o comerciante, de apresentar declaração de estoque e valores
oriundos de comércio de animais silvestres (Art. 32 do Decreto
6.514/2008); ou,
• Deixar de averbar a reserva legal (Art. 55 do Decreto 6.514/2008) –
agora, pela Lei n. 12.651/2012 a RL deve ser inscrita no CAR
(Cadastro Ambiental Rural) , que passa a desobrigar da averbação.

Marli Deon Sette - 2011


5

Obrigação e
Co-responsabilidade

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais

Obrigação e Co-responsabilidade:

§ 3º da Lei 9.605/98. A autoridade


Art. 70,
ambiental que tiver conhecimento de
infração ambiental e obrigada a promover
a sua apuração imediata, mediante
processo administrativo próprio, sob pena
de co-responsabilidade.

- E o cidadão?
Marli Deon Sette - 2011
Infrações Administrativas Ambientais

• Participação do cidadão:

Art. 70, § 2º da Lei 9.605/98: Qualquer


pessoa, constatando infração ambiental,
poderá dirigir representação às
autoridades relacionadas no parágrafo
anterior, para efeito do exercício do seu
poder de polícia.

Marli Deon Sette - 2011


8

Forma de
responsabilização
administrativa:

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais
9

• Infrações Objetivas: A CF/88 adotou a responsabilidade


objetiva, bastando para sua concretização a existência de:
• Ato → dano → nexo causal

• “exclui-se como requisito necessário a culpabilidade para


integração da infração de caráter administrativo” (Régis
Fernando de Oliveira) - não se perquiri culpabilidade.

• Porém, diferentemente da responsabilidade civil, a


responsabilidade administrativa admite as excludentes civis: caso
fortuito, força maior e culpa exclusiva da vítima

• Esta posição é a regra.

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais

10

 Exceções à regra da responsabilidade administrativa objetiva:

 Art. 72, § 3º, incisos I e II da Lei 9.60/1998 (art. 3º, § 2º do Decreto


6.514/2008).
 I - advertido por irregularidade, deixar de saná-la no prazo assinalado pela
autoridade; ou,
 II - opuser embaraço à fiscalização.

 E,

 § 3º, do artigo 38, da Lei n. 12.651/2012: “Na apuração da responsabilidade


pelo uso irregular do fogo em terras públicas ou particulares, a autoridade
competente para fiscalização e autuação deverá comprovar o nexo de
causalidade entre a ação do proprietário ou qualquer preposto e o dano
efetivamente causado”.

Marli Deon Sette - 2011


11

Sanções
Administrativas:

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais

12

• Sanções administrativas (art.72 da


Lei 9.605/98 e art. 3º do Decreto
6.514/2008):

• A Lei prevê sanções administrativas


aplicáveis diretamente em decorrência do
poder de polícia.
• No entanto, dispõe ser obrigatório o
contraditório e a ampla defesa (conforme
se afere no final destas notas de aula,
quando mencionamos o procedimento
administrativo).

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais
13

• Referidas sanções são (art. 72 da Lei 9.605/98):


I - advertência;
II - multa simples;
III - multa diária;
IV - apreensão dos animais, produtos e subprodutos da fauna e flora,
instrumentos, petrechos, equipamentos ou veículos de qualquer natureza
utilizados na infração;
V - destruição ou inutilização do produto;
VI - suspensão de venda e fabricação do produto;
VII - embargo de obra ou atividade (o Decreto incluiu a frase “e suas
respectivas áreas”);
VIII - demolição de obra;
IX - suspensão parcial ou total de atividades;
X – vetado.
XI – restritiva de direitos (no Decreto corresponde ao inciso X).

• No Decreto 6.514/2008, as espécies constam do art. 3º.

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais

14

• Não confundir: Infrações Administrativas X


Crimes Ambientais.

• Nem sempre uma infração corresponde um


crime.

• Ex.
• Deixar, o comerciante, de apresentar declaração
de estoque e valores oriundos de comércio de
animais silvestres é infração administrativa, mas
não está tipificado como crime.

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais

15

• I - Advertência (art. 72, inciso I da Lei n. 9.605/98 e §2º e


art. 5º a 7º do Decreto 6.514/2008): A advertência poderá
ser aplicada, mediante a lavratura de auto de infração, para as
infrações administrativas de menor lesividade ao meio
ambiente, garantidos a ampla defesa e o contraditório. 

• Menor lesividade = multa máxima cominada até R$ 1.000,00.

• Já no auto de infração se pode fixar prazo para sanar


irregularidades por ventura existentes, que, se não sanadas por
negligência ou dolo do autuado, após certificado nos autos,
enseja aplicação da multa correspondente.

• A advertência pode ser aplicada cumulativamente com outras.

• Advertência não pode ser aplicada no período de 3 anos do


julgamentoMarli
da Deonúltima
Sette - 2011 advertência ou de outra penalidade.
Infrações Administrativas Ambientais

16

• II – Multa simples - art. 72, inciso II, da Lei n. 9.605/98 e art.


8 a 13 do Decreto 6.514/2008. Pode ser aplicada em
decorrência do cometimento de qualquer das infrações
administrativas cometidas contra o meio ambiente (art.24 a 92
do Decreto 6.514/2008);

• Valores: mínimo, R$ 50,00 e, máximo, R$ 50.000.000,00.

• Existem outros valores, por ex. para pesca R$ 700,00 a R$


100.000,00 - Lei da pesca).

• Base: m³., há., Kg., m²., etc.

• Ex. Art. 26.  Exportar peles e couros de anfíbios e répteis em


bruto, sem autorização da autoridade competente: Multa de R$
2.000,00 (dois mil reais), com acréscimo de (...).
Marli Deon Sette - 2011
Infrações Administrativas Ambientais

17
• Se o autuado decidir pagar o valor no prazo de
20 dias ou no curso de processo pendente de
julgamento, tem desconto de 30% do valor
(art. 113, § 1º e 2º do Decreto 6.514/2008).

• Em regra a aplicação da multa é objetiva, mas


o § 3º do art. 72 da Lei n. 9.605/98 prevê as
exceções em que a multa simples será aplicada
sempre que o agente, por negligência ou dolo:
• a) opuser embaraço à fiscalização ou
b) advertido por irregularidade, deixar de saná-
la no prazo assinalado pela autoridade.
Marli Deon Sette - 2011
Infrações Administrativas Ambientais

18

• Conversão da multa (art. 139 e 140 do Decreto


n. 6.514/2008):
• A multa simples poderá ser convertida em serviços
de preservação, melhoria e recuperação da qualidade
do meio ambiente, mediante assinatura de termo de
compromisso.
• Ex. de alternativas:
a) Recuperação de danos decorrentes da própria
infração, mediante apresentação de pré-projeto que
poderá ser apresentado no prazo máximo de 30 dias
em casos complexos; ou, projeto simples em outros
casos (salvo se: não houver dano ou puder se
regenerar naturalmente).
b) Implementação de obras de recuperação.
c) Manutenção de espaços públicos. 
• Obs: nada isenta o infrator da obrigação de reparar o
dano.
Marli Deon Sette - 2011
Infrações Administrativas Ambientais
19
• Pedido de Conversão: Poderá ser requerido na defesa
(art. 142, do Decreto n 6.514/2008).

• O deferimento do pedido suspende o prazo para recurso


durante o prazo do termo assinado (art. 145, § 3º, do
Decreto n 6.514/2008).

• Aceita a recuperação de danos ambientais a autoridade


aplicará o desconto de 40% sobre o valor da multa (art.
143, § 3º, do Decreto n 6.514/2008).

• Se o valor da reparação for menor do que o da multa, a


diferença deverá ser convertida em uma alternativa das
relacionadas.

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais
20

• Termo de compromisso: pode ser feito


diretamente entre o interessado e o órgão
ambiental e deve conter:
a) Nome e qualificação das partes e dos
representantes;
b) Prazo de vigência (mínimo: 90 dias e máximo: 3
anos);
c) Descrição do objeto, investimento, cronograma e
metas;
d) Multa para o caso de descumprimento (mínimo:
igual a inicial e máximo: igual ao dobro da
inicial;
e) Foro competente.

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais

• 21Observações: A celebração do termo (art. 146 e §§, do Decreto n


6.514/2008):
a) Não põe fim ao processo;
b) A autoridade deve fiscalizar a execução;
c) Suspende a exigibilidade da multa aplicada;
d) Tem efeito na esfera civil e administrativa;

• Seu descumprimento implica § 4º do art. 146, do Decreto n 6.514/2008):


a) Na esfera administrativa: inscrição em dívida ativa do valor integral;
b) Na esfera civil: execução judicial das obrigações assumidas por se tratar
de título executivo extrajudicial.

• Não é possível nova conversão de multa pelo período de 5 anos contados


da data da assinatura do termo (art. 148, do Decreto n 6.514/2008).

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais
22
• Reincidência: Considera-se reincidente aquele que
cometer nova infração no período de 5 anos (art. 11 do
Decreto 6.514/2008)
a) Reincidência especifica (infração de mesma natureza) –
triplica a multa.
b) Reincidência de natureza diversa – dobra o valor da multa.

• O Decreto atual prevê o TJ para aplicar o agravamento da


reincidência. O autuado deve ser notificado da reincidência
para se manifestar no prazo de 10 dias ou nas alegações
finais (§ 4º do art. 11 e art. 123, parágrafo único)
• Após o Julgamento não poderá ser aplicado o agravamento.

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais
23

• O DECRETO DIZ: O Pagamento de multa imposta por Estados,


Municípios e Distrito Federal substitui a aplicação de
penalidade pecuniária pelo órgão federal em decorrência do
mesmo fato gerador, respeitados os limites estabelecidos no
Decreto 6.514/2008 (art. 12 e art. 76 da Lei 9.605/98).
• Obs: Somente o pagamento. Não pode ser utilizado o Termo de
Ajustamento de Conduta - TAC para referida finalidade.

• MAS, A LC N. 140/2011, DIZ: No caso de dois órgão


ambientais, ligados à níveis distintos da administração, se
apresentarem para atuar em determinado caso de infração
administrativa, deve prevalecer a autuação daquele que
concedeu a licença ou autorização (artigo 17 e § 3º, da Lei
Complementar n. 140/2011).

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais
24

• Destinação dos valores das multas:


• 20% dos valores arrecadados serão destinados ao
Fundo Nacional do Meio Ambiente (podendo ser
alterado tal valor, a critério do órgão arrecadador –
art. 13, do Decreto 6.514/2008).

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais
25

 Atenção: A LC 38/95 - MT dispõe “Art. 109


A multa simples será aplicada sempre que
o agente, por negligência ou dolo violar as
regras jurídicas de uso, gozo, promoção,
proteção e recuperação do meio ambiente,
opuser embaraço à fiscalização ou deixar
de sanar irregularidade pela qual tenha
sido advertido.”

 Obs: a estadual é mais ou menos


restritiva? Porquê?

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais

26
• III - Multa Diária ( art. 72, inciso III e § 5º da Lei
9605/98 e art. 10 do Decreto 6.514/2008) –
astreintes.

• Imposta se a infração se prolongar no tempo, até a sua


efetiva cessação ou regularização da situação mediante a
celebração, pelo infrator, de termo de compromisso de
reparação de dano.

• Ex. coca-cola jogar resíduos no rio (obrigação de não


fazer).

• Obs: a estadual fixa o máximo de 30 dias. É mais ou


menos restritiva? E dai??
Marli Deon Sette - 2011
Infrações Administrativas Ambientais
27

• O valor/dia não pode ser inferior a R$ 50,00, nem


superior a 10% do valor da multa simples máxima
cominada para a infração.

• A decisão quanto ao valor da multa/dia e período de


incidência será decidido no julgamento do auto de
infração.

• Não cessada a infração, a multa deverá voltar e o


agente autuante deve notificar o infrator.

• Será consolidado e executado periodicamente


quando não cessar a infração.

• O TAC encerra a contagem da multa/dia.

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais

28

• Obs: Suspensão das multas:

• Decreto 6.514 (art. 145 e §§ 1º e 6º do


art. 146 do Decreto 6.514/2008): o
deferimento do TAC, para converter a
multa em Preservação, Melhoria e
Recuperação da Qualidade do Meio
Ambiente  (seção VII) suspende a
exigibilidade da multa aplicada e o prazo
para recurso, mas a assinatura do termo
pressupõe renúncia ao direito de recorrer.

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais

29
• IV - apreensão dos animais, produtos e subprodutos da
fauna e flora, instrumentos, petrechos, equipamentos ou
veículos de qualquer natureza utilizados na infração;
animais, produtos, subprodutos, instrumentos, petrechos,
veículos de qualquer natureza utilizados para a prática da
infração serão apreendidos, salvo impossibilidade
justificada. 

• Os bens apreendidos poderão ser utilizados em caso de interesse


público (art. 104 do Dec. 6.514/2008) ou ficam sob a guarda do
órgão ou de fiel depositário.

• As apreensões serão feitas na totalidade do produto. Ex. artigos


26, 37, e 47 (em seus parágrafos).

• Em caso de anulação da infração os bens serão devolvidos ou


indenizados.
Marli Deon Sette - 2011
Infrações Administrativas Ambientais

30
• Obs: só devem ser apreendidos os objetos utilizados como
instrumento do crime e não aqueles utilizados como meio.
• Ex. carga de madeira ilegal: a nosso ver, se o caminhão
é do mesmo proprietário da madeira, é instrumento, mas,
se for de “freteiro”, pode ser meio. No último caso, para
ser considerado instrumento, entendo que deveria ser
provado. Assim, neste caso, não deveria ser apreendido de
plano.

• Destinação:

• Antes da decisão que confirme o auto de infração art. 107


do decreto 6.514/2008):
a) Animais: zoológico, vendido, habitat, etc;
b) Bens perecíveis: avaliados e doados;
c) Veículos e similares: utilizados por interesse público ou
pelo proprietário que fica como fiel depositário.
Marli Deon Sette - 2011
Infrações Administrativas Ambientais

 31 da decisão que confirme o auto de infração, os bens que não tenham sido
Depois
destinado nos termos do art. 107, serão destinados conforme o art. 134 e seguintes do
decreto 6.514/2008):
a) produtos perecíveis: doados;
b) madeiras: doadas a órgãos ou entidades públicas, vendidas ou utilizadas pela administração (se
houver necessidade – motivação);
c) produtos e subprodutos da fauna não perecíveis: destruídos ou doados a instituições científicas,
culturais ou educacionais;
d) instrumentos utilizados na prática da infração: destruídos, utilizados pela administração quando
houver necessidade, doados ou vendidos, garantida a sua descaracterização, neste último caso, por
meio da reciclagem quando o instrumento puder ser utilizado na prática de novas infrações;
e) demais petrechos, equipamentos, veículos e embarcações descritos no inciso IV do art. 72 da Lei nº
9.605, de 1998: utilizados pela administração quando houver necessidade, ou ainda vendidos, doados
ou destruídos, conforme decisão motivada da autoridade ambiental;
f) animais domésticos e exóticos: endidos ou doados.
g) animais da fauna silvestre: libertados em seu hábitat ou entregues a jardins zoológicos, fundações,
centros de triagem, criadouros regulares ou entidades assemelhadas, desde que fiquem sob a
responsabilidade de técnicos habilitados;
h) substâncias ou produtos tóxicos, perigosos ou nocivos à saúde humana ou ao meio ambiente: tomar
medidas determinadas pelo órgão competente, as expensas do infrator. 

 Doação: para os órgãos e entidades públicas de caráter científico, cultural, educacional, hospitalar,
penal e militar ou entidades com fins beneficentes. 
 Obs: o Termo de Doação deve vedar a transferência a terceiros).

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais

32

• As sanções relacionadas nos incisos V a IX, do


Decreto n. 6.514/2008, serão aplicadas quando o
produto, a obra, a atividade ou o
estabelecimento não estiverem obedecendo
às determinações legais ou regulamentares. 
• V - destruição ou inutilização do produto (art. 111);
• VI - suspensão de venda e fabricação do produto
(art. 109);
• VII - embargo de obra ou atividade (o Decreto
incluiu a frase “e suas respectivas áreas”);
• VIII - demolição de obra (em área ambiental
protegida ou que não atenda as condicionantes
ambientais – custos ao infrator – art. 112 e §§);
• IX - suspensão parcial ou total de atividades (art.
110).
Marli Deon Sette - 2011
Infrações Administrativas Ambientais

33
• Embargo de área: No caso de
desmatamento ou queimada de vegetação
natural, a área a a atividade econômica será
embargada,(na parte irregular), inclusive
área objeto de plano de Manejo Florestal
sustentável (PMFS),salvo as atividades de
subsistência (artigos 16 e 17, do Decreto n.
6.514/2008 e artigo 51 e §§ da Lei n.
12.651/2012).

• Será feito o georreferenciamento da referida


área, cujas coordenadas geográficas
deverão constar do respectivo auto de
infração (Art. 16 e 17 do Decreto
6.514/2008).
Marli Deon Sette - 2011
Infrações Administrativas Ambientais

34
• Sanções decorrentes do
descumprimento de embargo (art. 18
do Decreto 6.514/2008):

• I - suspensão da atividade que originou a


infração e da venda de produtos ou
subprodutos criados ou produzidos na
área ou local objeto do embargo
infringido (ex. boi Pirata); e
• II - cancelamento de cadastros, registros,
licenças, permissões ou autorizações de
funcionamento da atividade econômica
junto aos órgãos ambientais e de
fiscalização. 
Marli Deon Sette - 2011
Infrações Administrativas Ambientais

35
XI) Restritiva De Direitos (inciso X, do Decreto n.
6.514/2008): aplica-se a pessoas físicas e
jurídicas, com tempo fixado pela administração,
não superior a 3 anos.
I - suspensão de registro, licença, permissão ou
autorização;
II - cancelamento de registro, licença, permissão ou
autorização;
III - perda ou restrição de incentivos e benefícios fiscais;
IV - perda ou suspensão da participação em linhas de
financiamento em estabelecimentos oficiais de
crédito; e
V - proibição de contratar com a administração pública; 
• Os itens III, IV e V mostram como tem se valorizado a
produção ambientalmente correta. Ex. FCO, Banco
Mundial...
Marli Deon Sette - 2011
Infrações Administrativas Ambientais
36

• Atenção: o auto de infração deverá


conter: art. 97 do decreto 6.514/2008.
a) impresso próprio;
b) identificação do autuado;
c) Ciência do autuado ou por AR;
d) descrição clara e objetiva das infrações
administrativas constatadas;
e) indicação dos respectivos dispositivos
legais e regulamentares infringidos – sem
rasuras.

• O auto será autuado no prazo de 05 dias


de sua entrega.

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais
37

• Na imputação da multa deve-se observar:


Art. 6º da Lei 9.605/98 e art. 4º do Decreto
6.514/2008.
I - a gravidade do fato, tendo em vista os
motivos da infração e suas conseqüências para
a saúde pública e para o meio ambiente;
II - os antecedentes do infrator quanto ao
cumprimento da legislação de interesse
ambiental (hoje precisa de TJ para ser
considerado reincidente);
III - a situação econômica do infrator.
Marli Deon Sette - 2011
Infrações Administrativas Ambientais
38

• Vícios sanáveis: podem ser resolvidos e


o auto anulado a partir do ato viciado.

• Vício insanável ( aquele que a correção


implica modificação do fato descrito no
auto): anula o auto e arquiva o processo,
ouvido o Procurador-Geral.

• No caso de vício insanável, lavrar


novo auto, observada a prescrição.

Marli Deon Sette - 2011


39

Demonstração
dos
Formulários.
(anteriores ao Decreto 6.514/2008, só para
visualizar)

Marli Deon Sette - 2011


40

Marli Deon Sette - 2011


41

Marli Deon Sette - 2011


42

Marli Deon Sette - 2011


43

Marli Deon Sette - 2011


44

Processo
Administrativo
(Artigos 94 a 133,
do Decreto n.
6.514/2008)
Marli Deon Sette - 2011
• Processo Administrativo Para Apuração De Infrações Ambientais: Decreto 6.514/2008.

45

Marli Deon Sette - 2011


Processo Administrativo Para Apuração De Infrações Ambientais: Decreto 6.514/2008.

46

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais
47

• Defesa: fatos, fundamentos e provas.

• Ônus da prova: autuado (art. 118, do


Decreto n. 6.514/2008).

• Possibilidade de requerer provas, parecer


técnico e contradita (informações e
esclarecimentos do agente autuante).

• Obs: Segundo a LC 38/95, com as emendas


da LC 232/2005, é exigível o depósito prévio
para recorrer (Art. 3, XI, e 125 da LC 38/95
– Foi declarada a inconstitucionalidade pelo
Des. Márcio Vidal TJ/MT).

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais

48

• 1 - Recurso para autoridade administrativa: em


regra, não tem efeito suspensivo, salvo nos seguintes
casos (art. 128 e seguintes, do Decreto n.
6.514/2008):
a) justo receio de prejuizo ou difícil e incerta
reparação, em que a autoridade poderá atribuir efeito
suspensivo; ou,
b) Quando for penalidade de multa.

• Caso a decisão seja favorável ao infrator, a


autoridade recorre de ofício ao
CONAMA/CONSEMA.

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais

49
• Prescrição: art. 1° da Lei 9.873/1999 e art. 21 do Decreto 6.514/2008.

• Prescreve em cinco anos a ação da administração objetivando apurar a prática de


infrações contra o meio ambiente, contada da data da prática do ato. Se for infração
permanente ou continuada, do dia em que esta tiver cessado. 

• Se o fato também constituir crime, o prazo da prescrição será o previsto na lei penal. 

• Não há prescrição civil.

• Inicio da ação da administração: lavratura do auto de infração. 

• Procedimento paralisado por mais de três anos: incide a prescrição intercorrente e os


autos devem ser arquivados de ofício ou a requerimento da parte. 

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais
50

• Interrompe a prescrição:

a) O recebimento do auto de infração ou


pela cientificação do infrator por
qualquer outro meio, inclusive por edital;
b) Qualquer ato inequívoco da
administração que importe apuração do
fato (ato que implique instrução do
processo; e
c) A decisão condenatória recorrível.

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais

51

• Polícia ambiental: também tem o poder de fiscalização.


Assim, desempenha outras atividades além daquelas
desempenhadas pela FEMA ou IBAMA: FUNÇÃO
OSTENSIVA - COM ARMA DE FOGO.
• Ex.: problemas ambientais envolvendo posseiros.

Marli Deon Sette - 2011


Infrações Administrativas Ambientais
52

Pesquisas no Capítulo 6 do livro:

• DEON SETTE, MARLI T. Direito


ambiental. Coordenadores: Marcelo
Magalhães Peixoto e Sérgio Augusto
Zampol Pavani. Coleção Didática
jurídica, São Paulo: MP Ed., 2010,
575 p. ISBN 978-85-97898-023-8.

Marli Deon Sette - 2011