You are on page 1of 28

TEORIA DA MÚSICA

• Diretrizes sobre a disciplina


Fundamentos do Som
• De um ponto de vista físico, o som é um tipo de onda
mecânica. Como consequência, há algumas
propriedades físicas que podemos identificar em ondas
sonoras, tanto em um contextos musicais como em não-
musicais, e cada uma dessas propriedades tem um
impacto na maneira como percebemos o som.
Fundamentos do Som
• Frequência: propriedade que determina a “altura” do som. Um onda
sonora que possua uma alta frequência é percebida como um som
agudo (ex: violino ou um zumbido de mosquito), enquanto a uma onde
de baixa frequência gera um som grave (ex: baixo elétrico).

Amplitude: propriedade que determina a intensidade do som.


Quanto maior a amplitude da onda sonora, mais intensamente o
som vai ser percebido. É o que popularmente é chamado de
“volume” do som.

Timbre: propriedade do som que nos permite distinguir diferentes fontes


sonoras. Por exemplo: se tanto um violão quanto um piano tocarem a mesma
nota musical com a mesma intensidade, nós ainda seremos capazes de saber
qual instrumento é qual.
Fundamentos do Som
Fundamentos do Som
Fundamentos da Música
Melodia: É uma sequência de notas musicais individuais tocadas uma após a
outra. É o fundamento da música que torna uma canção ou peça
reconhecível. Quando assobiamos alguma música, isso é um exemplo de
melodia.

Harmonia: São duas ou mais notas musicais sendo tocadas ao mesmo tempo.
Normalmente, a função da harmonia é acompanhar uma melodia principal.
Harmonia é o que define os acordes. Embora na maioria das vezes a música
tenha alguma forma de acompanhamento harmônico para acompanhar a
melodia, isso nem sempre acontece.

Ritmo: É como as notas musicais (melodia e harmonia) são dispostas ao


longo do tempo. O ritmo diz respeito ao quão longa uma nota é e a quanto
tempo demora para a próxima nota ser tocada, por exemplo.
Fundamentos da Música
Fundamentos da música
E o ruído?

Som
Ruido
Rosa
Pierre Schaeffer - Prossopopeé I
Tipos de notação
Notação Hindú
Tipos de notação Notação Armênia

Notação Grega
Tipos de notação
Tipos de notação
Sistema de notação ‘tradicional’ (Altura)
• O sistema moderno teve suas origens nas neumas (do latim: sinal ou curvado), símbolos
que representavam as notas musicais em peças vocais do canto gregoriano, por volta
do século VIII. Inicialmente, as neumas , pontos e traços que representavam intervalos e
regras de expressão, eram posicionadas sobre as sílabas do texto e serviam como um
lembrete da forma de execução para os que já conheciam a música. No entanto este
sistema não permitia que pessoas que nunca a tivessem ouvido pudessem cantá-la, pois
não era possível representar com precisão as alturas e durações das notas.
Sistema de notação ‘tradicional’ (altura)
Sistema de notação ‘tradicional’ (Claves)
Sistema de notação ‘tradicional’
(temporalidade)
Sistema de notação ‘tradicional’
(temporalidade)
Sistema de notação ‘tradicional’
(temporalidade)
Sistema de notação ‘tradicional’
(temporalidade)
Notação tracional (Bach)
Notação tracional (Chopin)
Objetivos
Estudo reflexivo e prático das estruturas
musicais e dos processos empregados para
construção do discurso musical e os modos de
sistematização desses conhecimentos a partir
da notação tradicional.
Metodologia
• Teórico-prática.
• Expositiva-dialógica.

FUNDAMENTAÇÃO PRÁTICA DE ESCRITA PRÁTICA


TEÓRICA. INTERPRETATIVA

Materiais impressos Caderno Pautado Trazer instrumento


quando solicitado.
Conteúdo
• Introdução.
• Parâmetros Físicos: altura, duração, intensidade e timbre.
• Parâmetros da Música: Melodia, Harmonia, e ritmo.

• I – Fundamentos da escrita e da execução sonora.


• Grafia das alturas : pentagrama, claves musicais, e acidentes.
• Escala básica e Solmização
• Clave de sol (2ª linha) e fá (4ªlinha).
• Bemol, sustenido, bequadro, e dobrados.

• Grafia temporal: figuras rítmicas e fórmulas de compasso.


• Unidade básica (Pulso)
• Unidade Métrica (fórmula de compasso)
• Unidade Rítmica (divisões)
Conteúdo

• II – Fundamentos da escrita e da execução sonora.


• Grafia das alturas: relações intervalares e armadura de claves.
• Intervalos maiores U à 8ª.
• Ciclo das 5as.
• Armaduras de clave, bemois e sustenidos..

• Grafia temporal: compassos simples, unidades de tempo e


unidades de compasso.
• Unidade básica – denominador 2, 4, e 8.
• Unidade Métrica – 2/4 – 3/4 – 4/4.
• Unidade Rítmica – Semibre, Mínima e semínima
Materiais
• Caderno Pautado !!!!

• Pasta no Google Drive: Slides e livros.


Bibliografia
• MED, Bohumil. Teoria da Música. São Paulo: Musimed,
1998.

• LIMA, Marisa. Exercícios de teoria musical: uma


abordagem prática. São Paulo: Embraform.

• LACERDA, Oswaldo. Teoria elementar da música. São


Paulo: Ricordi.