You are on page 1of 13

EQUIPE:

 Dalimy
 Edicilane
 Leticia
 Mariliza
 Roseane
 Isis Suely
 Michelle
LIBRAS: Língua Brasileira de
Sinais

A HISTÓRIA DOS SURDOS NO


BRASIL
COMO TUDO COMEÇOU!
 A história começou em 26 de
setembro de 1857.
 Durante o império de D.
Pedro II.
 Convidou o professor
francês Hernest Huet.
 O principal personagem da
história dos surdos no Brasil.
Hernest Huet
• Nasceu na França em 1822;
• Ficou surdo aos 12 anos.
• A carta de intenções de Hernest
encontra-se no Museu Imperial de
Petrópolis no Rio de Janeiro.
 Apoiado por D. Pedro, fundou , no dia 26 de
setembro de 1857, o Imperial Instituto de
Surdos-Mudos, hoje chamado de Instituto
Nacional de Educação de Surdos (INES).
 O prédio foi projetado pelo francês Lully.
 Seu estilo é neoclássico, funciona desde 1915.
 Somente pessoas surdas eram escolhidas.
 Passaram a usar a Língua
Brasileira de Sinais –Libras.
As pessoas surdas,
principalmente as que não
falavam, eram excluídas da
sociedade, sendo proibidas de
casar, possuir ou herdar bens
e viver como as demais
pessoas. Assim, privadas de
seus direitos básicos, ficavam
com a própria sobrevivência
comprometida.
INES – Instituto Nacional de Educação
de Surdos
• Atende 600 alunos, da
Educação Infantil até o
Ensino Médio.
• O ensino profissionalizante
e os estágios remunerados
ajudam a inserir o surdo no
•O arquiteto francês Gustav
mercado de trabalho. Lully projetou e construiu o
prédio de estilo neoclássico
• O instituto apoia o ensino e onde, desde 1915, funciona o
INES.
a pesquisa de novas
metodologias.
• Em 1931 foi criado o externato feminino
com oficinas de costuras e bordado.
• Em 1951 ocorreu uma série de ações
importantes:
• Primeiro curso normal para professores
na área da surdez.
• Neste ano Hellen Keller visitou o INES.

Oficinas de costura e bordado


nos anos trinta Hellen Keller
• Em 1952 foi fundado o Jardim de Infância, logo
após criou-se o curso de artes plásticas.
• Em 06 de junho de 1957 o instituto passou a
denominar-se Instituto Nacional de Surdos.

Em 1957 o INES realizou a


Campanha para a Educação do
Surdo Brasileiro, de âmbito
nacional
INES
• Na década de 70 foi criado:
• O Serviço de Estimulação Precoce para atendimento
de bebês de zero a três anos.
• No início dos anos 80, o INES investe na
capacitação de recursos humanos, com a finalidade
não só de capacitar, como gerar agentes
multiplicadores nesta área.
INES
• Através do convênio UNESCO/CENESP, em 1985,
foi criado no INES o Centro de Diagnóstico e
Adaptação de Prótese Otofônica e um laboratório de
Fonética (atual Divisão de Audiologia).
• O INES adquiriu nova personalidade com a
mudança de seu Regimento Interno.
• O instituto passa a ser um centro nacional de
referência na área da surdez.
• Com esta nova atribuição são realizadas ações que
subsidiam todo o país.
FENEIS
• No dia 16 de maio de 1987, foi criada a Federação
Nacional de Educação e Integração dos Surdos
(FENEIS).
• A FENEIS propaga a importância da Língua Brasileira
de Sinais (Libras) como meio natural de
comunicação das pessoas surdas.
FENEIS
• Tem como objetivos:
• inclusão dos profissionais surdos no mercado de
trabalho;
• e realiza pesquisas para a sistematização e
padronização do ensino de Libras para ouvintes.
• A Federação Mundial dos Surdos já celebrava o Dia
do Surdo internacionalmente a
• No dia 30 de setembro. No Brasil, o dia 26 de
setembro é celebrado devido ao fato desta data
lembrar a inauguração da primeira escola para Surdos
no país em 1857.