You are on page 1of 39

AS RELAÇÕES

INTERPESSOAIS:

AS IMPRESSÕES

AS EXPECTATIVAS

AS ATITUDES

AS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS
Olívia Macedo
PARA INTERAGIR É PRECISO
COMUNICAR

“Aprenda a ouvir os outros e a si


mesmo, através da sua consciência,
antes de falar,decidir ou agir.”
Lenilson Naveira
A INTERACÇÃO SOCIAL

É o conjunto de influências
recíprocas que se
estabelecem entre as pessoas

“Ouvir é ouro , falar é prata”- porque ao ouvir


podemos aprender ou perceber algo novo,
enquanto que o acto de falar limita-nos ao
processamento de ideias já formadas.”
David Kolb
COMUNICAÇÃO
BARREIRAS DA COMUNICAÇÃO

EMISSOR
 Dificuldade de expressão
 Timidez, medo de expressar a opinião
 Escolha inadequada do receptor
 Escolha inadequada do momento/local
 Escolha inadequada do meio
 Suposições
 Excesso de intermediários
BARREIRAS DA COMUNICAÇÃO

RECEPTOR
 Atitude de pouco interesse pelo outro
 Falta de incentivo para o outro expressar as suas
ideias
 Preocupação
 Distracção
 Comportamento defensivo
 Competição de mensagens
 Atribuições de propósitos
SABER OUVIR

 Demonstre interesse
 Mantenha contacto visual
 Esteja consciente da sua linguagem
corporal
 Participe oportunamente da conversa
 Explore a força do silêncio
As interacções que estabelecemos com
os outros influenciam o que somos e o
modo como nos comportamos

Daí a importância do seu


estudo em Psicologia
A COGNIÇÃO SOCIAL

Refere-se aos processos que


estão na base da maneira como
encaramos os outros e a nós
próprios. Procura conhecer os
Exemplos de processos factores que influenciam e
(esquemas) de afectam a forma como interagimos
cognição social
com os outros (pessoas, grupos,
instituições ou comunidades)
As impressões
As expectativas
As atitudes
As representações sociais
AS IMPRESSÕES

Noções que se criam no


contacto com as pessoas e que
nos dão um quadro
interpretativo para as avaliarmos
Consistem no processo de
integração de uma pessoa numa
categoria a partir dos dados
que obtemos num 1º contacto
ou das informações que nos são
fornecidas pelos outros
Somos condicionados por este 1º encontro e pelo modo
como avaliamos a pessoa. A 1ª impressão está muito
marcada pela afectividade, pela emoção
Descrever uma má ou boa impressão que tenha tido…
Na base das impressões
está a categorização
Que consiste

No reagrupamento de pessoas,
objectos ou situações, a partir do
que serão as suas semelhanças e
diferenças

Estes processos simplificados de classificação dão segurança


às interacções sociais, porque definem o lugar dos outros, o
nosso lugar, as expectativas sobre o comportamento dos
outros, o que orienta o nosso próprio comportamento

Tem uma função A simplificação da informação


Como se formam as impressões

A partir das nossas interpretações,


tendo por base os nossos valores, crenças,
experiências e um conjunto de indícios relativos ao
outro que conhecemos.

Indícios físicos: gorda – magra…


Indícios verbais: modo como fala
Indícios não verbais: modo como
se veste
Indícios comportamentais: uma
mulher muito maquilhada pode ser
encarada, por uns como cuidada por
outros como fútil
A partir destes indícios formamos uma impressão
global de uma pessoa, a quem atribuímos uma
categoria socioeconómica e cultural, um determinado
estatuto social.
De notar que um mesmo conjunto de indícios pode conduzir
diferentes pessoas a avaliarem de forma distinta o mesmo indivíduo.

Porque a formação das impressões é orientada pelos nossos


valores e atitudes, pelos nossos esquemas cognitivos e
afectivos

Para além dos indícios as impressões


formam-se também por causa da
motivação, atenção e das informações
que possuímos.
O efeito das 1ªs impressões

PPOOOOOOOOOOOESSOAPP
PESSOA B
PESSOA A PPPPPPPPP
Negativa
Positiva
Inteligente Invejosa

Trabalhadora Obstinada

Impulsiva Crítica

Crítica Impulsiva

Obstinada Trabalhadora

Invejosa Inteligente
A primeira informação é a que tem
maior influência sobre as nossas
impressões.

Portanto, a ordem com que


conhecemos as características de
uma pessoa não é indiferente para
a formação de impressões sobre
ela

Uma das características das


impressões é a Persistência

Há uma rejeição a integrar informações que


contrariem as nossas impressões ou opiniões.
O EFEITO DE HALO

Em 1920, Thurstone disse sobre


o Efeito de Halo

Criada uma impressão global sobre uma


pessoa tendemos a captar as
características que confirmem a
impressão formada.
Sendo criada uma impressão sobre
alguém – espera-se que esse alguém se
comporte de acordo com as expectativas
criadas. ( pode ser subversivo)

Nota: as pessoas + felizes formam impressões mais


positivas sobre os outros
AS EXPECTATIVAS

É a partir das impressões que


formamos as nossas
expectativas, isto é, os
indicadores e as informações de
que dispomos levam-nos a prever
as atitudes e os comportamentos
dos outros

As nossas expectativas afectam os


comportamentos dos outros e
condicionam o nosso próprio
comportamento
AS EXPECTATIVAS

São modos de categorizar


as pessoas através dos
indícios e das informações,
prevendo o seu
comportamento e as suas
atitudes

As expectativas são mútuas, isto é, o outro


com quem interagimos desenvolve também
expectativas relativamente a nós
A partir desta categorização,
desenvolve-se um conjunto de
expectativas relativamente ao seu
comportamento e às sua atitudes

Indução Neste processo estão Dedução


(do particular envolvidas duas operações (do geral para
para o geral) o particular)
O preço da gasolina está pela hora da morte

Com o barril de petróleo a custar acima dos 50 US$ e a notícia de


que o imposto sobre os produtos petrolíferos vai aumentar (ainda
mais) é inevitável que o preço da gasolina esteja pela hora da
morte...
Mas não se preocupem, as companhias petrolíferas vão ter um
novo ano com lucros maravilha. São elas e a banca. Quanto mais
podre está a situação mais engordam.
As expectativas formam-se no processo de
socialização por influência dos agentes
socializadores
EXPECTATIVAS, ESTATUTO E PAPEL
O efeito das expectativas

O efeito de Pigmalião

O rei de Chipre, Pigmalião, esculpiu


uma estátua de mulher tão bonita que
se apaixonou por ela. Afrodite, deusa
do amor, transformou-a numa mulher
e ele casou-se com ela.

As expectativas , as profecias elevadas relativamente a


alguns alunos, podem influenciar positivamente o seu
rendimento AUTO-REALIZAÇÃO DAS PROFECIAS =
EFEITO DE PIGMALIÃO (Manual pág 161, 162 e
163)
O efeito das Expectativas

O EFEITO DAS EXPECTATIVAS

Uma área que tem despertado interesse


é a que estuda o efeito das expectativas
dos professores relativamente aos
alunos, e as suas consequências no
processo de aprendizagem.
AS ATITUDES

São processos de consciência


individual que determinam
actividades reais ou possíveis
do indivíduo no mundo social
DICAS PARA TER BOAS ATITUDES
-Acorde alegre e dê um bom dia
com firmeza.
- Assista o nascer do sol de vez
em quando.
- Elogie pelo menos uma pessoa
por dia.
- Tenha um aperto de mão
firme
- Olhe as pessoas nos olhos.
- Cante no chuveiro.
- Gaste um pouco menos do
que ganha.
- Saiba perdoar os erros dos
- Faça novos amigos e novas amizades. outros.
- Ajude no que você puder, dê uma palavra - Ponha humor na sua vida .
de carinho ou conforto. - Devolva tudo que lhe foi
- Saiba guardar segredos.
emprestado.
- Reconheça os seus erros e os erros dos
outros.
- Sorria, não custa nada e não tem preço.
ATITUDE É DIFERENTE
DE COMPORTAMENTO

Uma atitude é uma tendência


para responder a um objecto
social – situação, pessoa, grupo,
acontecimento – de modo
favorável ou desfavorável.

A atitude não é portanto um comportamento mas uma


predisposição, uma tendência relativamente estável para
uma pessoa se comportar de determinada maneira. É uma
tomada de posição de um indivíduo face a um objecto social
A partir de um comportamento posso inferir a atitude
Alfabeto emocional

As atitudes permitem-nos interpretar,


organizar e processar as informações
COMPONENTES DA ATITUDES

1. Componente Cognitiva: Crenças,


conhecimentos,informação sobre o objecto social

2. Componente Afectiva: Emoções,


sentimentos positivos ou negativos em relação ao
objecto social

3. Componente Comportamental:
Reacções ou respostas face ao objecto
Predisposição íntima + situação = comportamento
Formação das Atitudes -
Processo de aprendizagem, cognitiva e de
interação social; as atitudes formam-se
no processo de socialização
1 -Influências familiares - é a primeira
interação social do indivíduo, é o seu
primeiro contato com o mundo das
pessoas;
2 -A escola – Prolongamento da
escolarização
3 - Influência grupal - valores
compartilhados pelo grupo;os meios de
comunicação
4 -Influência da Personalidade - é vista
como elemento de influência na formação
de atitudes. Ex. traços de autoritarismo,
dogmatismo, a intolerância e a regidez
perceptual.
Mudança de Atitude
1 - Fatores individuais - personalidade, auto-
estima, autoritarismo, isolamento social, nível de
fantasia, sexo e orientação vital;
2 - Fatores Sociais - Influências grupais,
aceitação social, processos de identificação e
internalização.
3 - Observação, Identificação e Imitação de
modelos. A publicidade e a propaganda
visam a mudança de atitudes
DISSONÂNCIA COGNITIVA

É um comportamento psicológico ou sentimento


desconfortável de tensão que os seres humanos sentem
quando estão diante de dois pensamentos contraditórios ao
mesmo tempo. Dá-se quando o nosso comportamento não
está de acordo com a atitude relacionada
Duas cognições contraditórias:
1ª - Eu fumo
2ª - Fumar provoca o cancro

Dissonância
cognitiva

Modificando uma Mudando a Adicionando outras Negando que as


ou ambas as importância cognições cognições se
cognições. percebida de uma (Eu faço tanto encontram
(Eu na realidade cognição exercício, que não relacionadas
não fumo assim (a evidência de que fumar Interessa que fume) (não existe evidência
tanto) provoca o cancro é fraca)
que ligue o fumo ao
cancro)
AS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS

São um conjunto de explicações, crenças


e ideias que são aceites por uma dada
sociedade ou por grupos sociais.

Constituem um saber partilhado,


produto das interacções sociais e
que funciona como um regulador
do comportamento
As representações sociais,
frequentemente, são
associadas ao conhecimento
do Senso Comum e são
características de uma
determinada época, sociedade
e cultura

É através do conjunto das


representações sociais
partilhadas que os membros de
um grupo se entendem e
comunicam entre si
As representações sociais têm origem em dois processos

Objectivação Ancoragem
Selecção dos elementos Dá-se a assimilação das
de informação disponíveis.. imagens criadas pela
Os elementos abstractos
objectivam-se em
objectivação
imagens concretas

Processo de simplificação Orienta o comportamento


Funções das
representações

De saber
De orientação
De função identitária
Função de justificação

As representações permitem que as pessoas orientem as


suas acções e se adaptem de modo rápido e adequado.

Agora é só estudar
Olívia Macedo