You are on page 1of 74

SINTAXE

DO PERÍODO SIMPLES
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

O QUE É SINTAXE?
É a parte da gramática que estuda
as relações entre as palavras dentro
de uma frase.

O QUE DEVEMOS APRENDER?


Identificar e reconhecer os
constituintes sintáticos de uma
oração (sujeito, predicado, objeto
direto...) e interpretar o sentido
desses constituintes.
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

A análise sintática deve se realizar em conjunto


com a análise semântica.

Ex.: O aluno tocou a campainha nervoso.


O aluno nervoso tocou a campainha.
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

A gramática tradicional convencionou que os termos da


oração são classificados em:

•Sujeito e Predicado

•Complementos verbais, Comp. Nominal e


Agente da Passiva

•Adj. Adnominal, Adj. Adverbial e Aposto

•Termo isolado
SINTAXE DO PERÍODO
SIMPLES
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

DIFERENCIANDO AS ESTRUTURAS

FRASE – É todo enunciado linguístico (palavra ou


conjunto de palavras) que possui sentido completo.
Independe de extensão e deve terminar com pausa bem
definida expressa pelos sinais de pontuação . ; ! ? ...

Ex.: Final de ano, início de tormento.


Fogo!

Frase ≠ Oração
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

DIFERENCIANDO AS ESTRUTURAS

ORAÇÃO – É todo enunciado que se organiza ao redor


de um verbo ou locução verbal.

Ex.: Tudo começa com o pagamento da dívida.

OBSERVAÇÃO: O verbo pode estar elíptico (não aparece)


Ex.: O filme fez tanto sucesso quanto (fez) a novela.
1 VERBO = 1 ORAÇÃO = 1 PERÍODO
SIMPLES (ORAÇÃO ABSOLUTA)

2 OU + VERBOS = 2 OU + ORAÇÕES =
1 PERÍODO COMPOSTO
COORDENAÇÃO
SUBORDINAÇÃO
MISTO
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

DIFERENCIANDO AS ESTRUTURAS

PERÍODO – É a frase organizada em uma, duas ou mais


orações.

Ex.: Os morcegos possuem hábitos noturnos.


SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

SUJEITO

 É o termo que pratica uma ação;


 É o termo que sofre uma ação;
 É o termo sobre o qual declaramos ou dizemos algo.

Exemplos:
Jéssica estudou muito.
Vanessa foi maltratada.
Geize é uma ótima aluna.
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

NÚCLEO DO SUJEITO

Quando o sujeito é formado por mais de uma


palavra, há sempre uma de maior importância semântica,
designando o ser sobre o qual de declara algo. A essa
palavra damos o nome de núcleo do sujeito.

Ex.: Os jovens adoraram a iniciativa.


SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

TIPOS DE SUJEITO

Determinados

Simples: Possui apenas um núcleo


Ex.: A menina sorriu.

Composto: Dois ou mais núcleos.


Ex.: Romeu e Julieta morreram do mal de amor.
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

TIPOS DE SUJEITO
Indeterminado

Conceito: Quando não se pode ou não se quer identificar.

1ª ocorrência: Verbo na 3ª do plural sem haver sujeito expresso no


contexto.
Ex.: Telefonaram para você.

2ª ocorrência: Verbo na 3ª do plural + índice de indeterminação


do sujeito “se”.
Ex.: Precisa-se de digitadores.
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

QUANDO A PARTÍCULA “SE” É APASSIVADORA

Basta verificar as duas condições:


1. Verbo transitivo direto flexionado na terceira
pessoa do singular ou plural;
2. Possibilidade de transformação para a voz passiva
analítica.

Ex.: Quebrou-se a vidraça.


Venderam-se carros.
Obs1.: Para a NGB (Nomenclatura Gramatical Brasileira) não
existem as denominações oculto, elíptico ou desinencial – no
lugar delas, diz-se apenas que o sujeito é simples.

Obs2.: Inexistente não é um tipo de sujeito; nesse caso, o mais


coerente é dizer que a oração não tem sujeito.

Obs3.: Sujeito indeterminado – pode ser acidental ou


proposital.

Os meninos estavam alegres. Chegaram tarde da festa.


(Sujeito simples: os meninos)

Falou-se muito sobre o filme.


Enviou-se o e-mail ontem.
(Sujeito simples: o e-mail)
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

ORAÇÃO SEM SUJEITO

Temos oração sem sujeito quando a informação


veiculada pelo predicado centra-se num verbo impessoal.
Portanto, não há relação sujeito/verbo.

1. VERBOS QUE EXPRIMEM FENÔMENOS DA NATUREZA


(chover, ventar, anoitecer, amanhecer, relampejar,
trovejar, nevar, etc.)

Ex.: Choveu torrencialmente em Mato Grosso.


SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

ORAÇÃO SEM SUJEITO

EXCEÇÃO: Se o verbo que exprime fenômeno


natural for empregado no sentido figurado,
então haverá sujeito.

Ex.: Choveram reclamações contra aquela


empresa.
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

ORAÇÃO SEM SUJEITO

2. VERBOS FAZER, SER, ESTAR, NA INDICAÇÃO


DE TEMPO CRONOLÓGICO OU CLIMA:

Ex.: Faz dois anos que ele saiu.

É uma hora.

Está frio.
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

ORAÇÃO SEM SUJEITO

3. O VERBO HAVER NO SENTIDO DE EXISTIR OU


INDICANDO TEMPO TRANSCORRIDO.

Ex.: Há muitos alunos na sala.

Há dois meses que não vejo Maria.


SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

ORAÇÃO SEM SUJEITO

ATENÇÃO !

O verbo existir não é impessoal. Sendo


assim, ele possuirá sujeito expresso na oração.

Ex.: Existiam quatro pessoas interessadas na


vaga.
EXERCÍCIOS
Texto I
As Rosas não falam

Bate outra vez com esperança o meu coração


Pois já vai terminando o verão, enfim
Volto ao jardim na certeza que devo chorar
Pois bem sei que não queres voltar para mim
Queixo-me às rosas mas que bobagem as rosas não falam
Simplesmente as rosas exalam o perfume que roubam de ti, ai
Devias vir para ver os meus olhos tristonhos
E quem sabe sonhar os meus sonhos, por fim
Cartola
Questão 01
Considerando o primeiro verso, qual o sujeito
do verbo “bater”?
a) “o meu coração”
b) Sujeito oculto (ele)
c) Oração sem sujeito
d) Sujeito indeterminado
e) “esperança”
GABARITO: A
TEXTO II

As Cobras, Luís Fernando Veríssimo


Questão 02
Segundo a NGB, no 3º quadrinho da tira
encontramos sujeito:
a) Oculto
b) Simples
c) Desinencial
d) Elíptico
e) Subentendido
GABARITO: B
TEXTO III

As Cobras, Luís Fernando Veríssimo


Questão 03
Lendo novamente o que está expresso no
primeiro quadrinho, percebe-se:
a) O sujeito é “Nosso novo técnico”
b) É um caso clássico de oração sem sujeito
c) Trata-se de um sujeito oculto
d) O sujeito só pode ser determinado ao lermos os
outros quadrinhos
e) O sujeito está indeterminado
GABARITO: A
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

PREDICAÇÃO VERBAL

 Trata do modo pelo qual os verbos formam o


predicado, isto é, se exigem ou não
complementos.

 Quanto a predicação, os verbos podem ser


intransitivos, transitivos e de ligação.
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

VERBOS NOCIONAIS (AÇÃO) E


NÃO-NOCIONAIS (DE LIGAÇÃO)

NOCIONAIS – Verbos que indicam ação.


Ex.: Maísa apresentou o programa.

NÃO-NOCIONAIS – Verbos que exprimem estado ou


mudança de estado.
Ex.: Érica é magra.
PREDICAÇÃO VERBAL

INTRANSITIVO
TRANSITIVO DIRETO
TRANSITIVO INDIRETO
TRANSITIVO DIRETO E INDIRETO
VERBO DE LIGAÇÃO
INTRANSITIVO
O MENINO CHOROU.
HOJE O TEMPO VOA, AMOR.

TRANSITIVO DIRETO
O MENINO AGREDIU O PADRASTO.
ELE ESTUDAVA, COM GRANDE INTERESSE, A NOSSA
PROPOSTA.

TRANSITIVO INDIRETO
NINGUÉM MAIS SE PREOCUPA COM A LEITURA DOS
CLÁSSICOS.
O MENINO NUNCA DESISTIRIA DO BRINQUEDO NOVO.

VERBO TRANSITIVO DIRETO E INDIRETO


ELE LÊ CONTOS DE FADAS PARA OS FILHOS.
A ESCOLA OFERECEU NOVAS VAGAS AOS ALUNOS.
VERBO DE LIGAÇÃO

É TODO VERBO CUJA ÚNICA FUNÇÃO É


LIGAR O SUJEITO A UM ESTADO,
CARACTERÍSTICA OU MODO DE SER
(PREDICATIVO).

ANTIGAMENTE AS RUAS ERAM MAIS


LIMPAS.
MEU AMIGO PARECIA TRISTE.

NORMALMENTE SÃO VERBOS DE LIGAÇÃO:


ESTAR, PARECER, PERMANECER, FICAR, VIRAR,
CONTINUAR, ANDAR, VIVER, ETC..
OBSERVAÇÃO: NOTE QUE A CLASSIFICAÇÃO DE
UM VERBO DEPENDE DO CONTEXTO NO QUAL
ELE ESTÁ INSERIDO. DESSE MODO, AFIRMAR
QUE VERBOS COMO PARECER, FICAR, ANDAR,
ETC. SÃO SEMPRE DE LIGAÇÃO CONSTITUI
ERRO.

A TORCIDA PERMANECIA INQUIETA.


A TORCIDA PERMANECIA NO ESTÁDIO.
A CANOA VIROU.
OS ALUNOS VIRARAM A PÁGINA.
O SAPO VIROU PRÍNCIPE.
EXERCÍCIOS
QUESTÃO 04
CLASSIFIQUE, QUANTO À PREDICAÇÃO, OS VERBOS DAS
ORAÇÕES ABAIXO:

A) LUÍSA ANDA NERVOSA.


B) LUÍSA ANDA DEVAGAR.
C) TODOS DISCUTIRAM O ACORDO.
D) O PRISIONEIRO ESCREVIA CARTAS AOS AMIGOS.
E) O PRISIONEIRO ESCREVIA RAPIDAMENTE.
F) O PROFESSOR CONTINUOU A LEITURA.
G) O PROFESSOR CONTINUOU NA SALA.
H) ELE NÃO SE REFERIU, NA REUNIÃO, A MINHAS ATITUDES.
I) FICOU EM CASA O DIA TODO.
J) CUSPI NO CHÃO, COM NOJO DAQUELE LUGAR.
GABARITO

QUESTÃO 04

A) LUÍSA ANDA NERVOSA. - VL


B) LUÍSA ANDA DEVAGAR. - VI
C) TODOS DISCUTIRAM O ACORDO. - VTD
D) O PRISIONEIRO ESCREVIA CARTAS AOS AMIGOS. - VTDI
E) O PRISIONEIRO ESCREVIA RAPIDAMENTE. - VI
F) O PROFESSOR CONTINUOU A LEITURA. - VTD
G) O PROFESSOR CONTINUOU NA SALA. - VI
H) ELE NÃO SE REFERIU, NA REUNIÃO, A MINHAS ATITUDES. - VTI
I) FICOU EM CASA O DIA TODO. - VI
J) CUSPI NO CHÃO, COM NOJO DAQUELE LUGAR. - VI
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

O PREDICATIVO

 Faz parte do predicado;


 Funciona como núcleo de um predicado nominal;
 Sua função é atribuir uma característica ao sujeito ou
ao objeto.

PREDICATIVO DO SUJEITO: A informação ou característica


atribuída é sobre o sujeito.

Ex.: A terra é redonda.

O aluno caminha distraído.


SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

O PREDICATIVO

PREDICATIVO DO OBJETO: A informação ou


característica atribuída é sobre o objeto (direto
ou indireto).

Ex.: O juiz julgou o réu culpado. (mais comuns)

Gosto dela alegre. (raros casos)


SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

O PREDICADO – TIPOS

 O predicado é tudo aquilo que se informa a respeito do


sujeito. Dependendo do núcleo temos:

VERBAL – O núcleo é um verbo (transitivo ou intransitivo)

Ex.: O menino chegou ao colégio.

O viajante caminhava pela estrada.


SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

O PREDICADO – TIPOS

NOMINAL – O núcleo é um nome (predicativo do


sujeito) e o verbo é de ligação.

Ex.: O simulado está difícil.

O jogador estava machucado.


SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

O PREDICADO – TIPOS

VERBO-NOMINAL – Um dos núcleos é um nome


(predicativo do sujeito ou do objeto) e o outro é
um verbo (transitivo ou intransitivo).

Ex.: O menino chegou machucado ao colégio.


Os compradores consideram a proposta
razoável.
EXERCÍCIOS

Questão 05
Classifique os predicados das orações a
seguir:

A) A multidão caminha pela estrada.


B) O porteiro, contrariado, foi reclamar ao gerente.
C) Naquele dia eu a encontrei mais feliz.
D) O pai encontrou a filha magoada.
E) Ela cantava baixo.
F) O teto era baixo.
G) As pessoas o consideraram capaz.
Gabarito
Questão 05
Classifique os predicados das orações a seguir:

A) A multidão caminha pela estrada. - PV


B) O porteiro, contrariado, foi reclamar ao gerente. -PVN
C) Naquele dia eu a encontrei mais feliz. - PVN
D) O pai encontrou a filha magoada. - PVN
E) Ela cantava baixo. - PV
F) O teto era baixo. - PN
G) As pessoas o consideraram capaz. - PVN
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

TERMOS INTEGRANTES

 A nomenclatura está
relacionada com a função dos
termos, que é a de integrar
significados e, com tal ligação,
dar sentido às informações.

 Sem eles, as informações


podem se apresentar
incompletas ou vagas.
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

TERMOS INTEGRANTES

Segundo a gramática, são termos


integrantes da oração: complementos
verbais - objeto direto e objeto indireto,
complemento nominal e agente da
passiva.
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

TERMOS INTEGRANTES

Complementos Verbais

Objeto Direto: Complemento que se liga a um verbo sem


preposição obrigatória.
Ex.: “Solto a voz nas estradas”.

Objeto Indireto: Complemento que se liga a um verbo


por meio de uma preposição obrigatória.
Ex.: “O país necessita de investimentos na educação”.
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

TERMOS INTEGRANTES

 VERBOS TRANSITIVOS DIRETOS E INDIRETOS E


COMPLEMENTOS VERBAIS

Com verbos bitransitivos, ocorre, na mesma


construção, objeto direto e objeto indireto,
ambos completando o sentido do verbo.

Ex.: Oferecemos uma medalha ao primeiro


colocado.
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

TERMOS INTEGRANTES

OBJETO CONSTITUÍDO POR PRONOME OBLÍQUO.

o, a, os, as são utilizados como complemento de verbos


transitivos diretos, exercendo, portanto, função de objeto
direto.

Os pronomes lhe, lhes devem ser utilizados como


complemento de verbos transitivos indiretos, exercendo,
portanto, a função de objeto indireto.

Os pronomes me, te, se, nos e vos podem assumir função


sintática de objeto direto ou objeto indireto.
ME, TE, SE, NOS, VOS

Podem funcionar como objeto direto


ou indireto; para solucionar o problema, basta
substituir o pronome por um substantivo
masculino qualquer (menino, lápis, etc.). Se o
substantivo não vier precedido de preposição
obrigatória, o pronome é objeto direto; se vier
precedido de preposição obrigatória, será
objeto indireto.
Os amigos certamente o criticarão.
Sujeito OD VTD

Eu lhe entreguei o relógio.


OI VTDI OD

O guarda não me conhece.


(me: objeto direto ou indireto?)
O guarda não conhece o carro.
VTD OD
Portanto, na oração acima, me é objeto direto.

A proposta me interessava.
A proposta interessava ao menino.
VTI OI
Portanto, na oração dada, me é objeto indireto.
EXERCÍCIOS

Questão 06
Classifique os complementos verbais das orações
abaixo:
A) Desejo-te boa sorte.
B) Aos companheiros, dou-lhes ajuda.
C) Deus confiou-me esse talento.
D) Comerciante reclama do convênio.
E) Brasil e EUA estão sempre travando uma batalha
comercial.
F) Professores reagem a demissões.
G) Os discursos do prefeito, não consigo entendê-los de
maneira alguma.
GABARITO

Questão 06
A) Desejo-te boa sorte.
OI OD
B) Aos companheiros, dou-lhes ajuda.
OI OI PLEON. / OD
C) Deus confiou-me esse talento.
OI OD
D) Comerciante reclama do convênio.
OI
E) Brasil e EUA estão sempre travando uma
batalha comercial.
OD
F) Professores reagem a demissões.
OI
G) Os discursos do prefeito, não consigo
entendê-los de maneira alguma. OD /
OD PLEONÁSTICO
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

TERMOS INTEGRANTES - COMPLEMENTO NOMINAL

 Termo que completa o sentido de um


substantivo, adjetivo ou advérbio;
 Sempre vem introduzido por preposição.

SUBSTANTIVO

Ex.: O povo tinha necessidade de alimentos.


SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

TERMOS INTEGRANTES - COMPLEMENTO NOMINAL

ADJETIVO

Ex.: Este remédio é prejudicial ao organismo.


O remédio lhe era prejudicial.

ADVÉRBIO

Ex.: Falou favoravelmente ao réu.


SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

AGENTE DA PASSIVA

 Termo que se refere a um verbo na voz


passiva;
 Sempre vem introduzido por preposição;
 Indica o elemento que executa a ação.

Ex.: A cidade estava cercada de inimigos.


O bandido foi preso pelo policial.
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

TERMOS ACESSÓRIOS
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

TERMOS ACESSÓRIOS

São termos que vão trazer pormenores, detalhes e


particularizar os nomes.

ADJUNTO ADNOMINAL – Refere-se a um substantivo


com função de caracterizá-lo. As palavras que
funcionam como Ajunto Adnominal sempre concordam
em gênero e número com o sujeito a que se referem.

Ex.: Aqueles dois meninos estudiosos saíram.


SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

DIFERENÇA ENTRE ADJUNTO ADNOMINAL E


COMPLEMENTO NOMINAL

1. Se o termo introduzido por preposição estiver ligado


a adjetivo ou advérbio, será, sem dúvida,
complemento nominal.

Ex.: Era favorável ao divórcio.

Depôs favoravelmente ao réu.


SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

DIFERENÇA ENTRE ADJUNTO ADNOMINAL E


COMPLEMENTO NOMINAL

2. Quando o termo introduzido por preposição estiver


ligado a um substantivo, reflita sobre o sentido ativo
ou passivo desse termo. Se ativo, será adjunto
adnominal.

Ex.: A resposta do aluno foi satisfatória. (A. ADNOMINAL)

A resposta ao aluno foi satisfatória. (C. NOMINAL)


ADJUNTO ADNOMINAL VERSUS
COMPLEMENTO NOMINAL
ADJUNTO ADNOMINAL COMPLEMENTO NOMINAL
•Às vezes preposicionado; •Sempre preposicionado;
•Refere-se somente a •Refere-se a substantivos,
substantivos; adjetivos e advérbios;
•Possui sentido ativo. •Possui sentido passivo.
O amor de Deus nos faz O amor a Deus nos faz
vencer dificuldades. vencer dificuldades.
SENTIDO ATIVO SENTIDO PASSIVO
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

TERMOS ACESSÓRIOS – ADJUNTO ADVERBIAL

Termo da oração que se liga a um verbo, com ou


sem preposição, a fim de indicar uma circunstância
qualquer ou intensificar o sentido de um verbo

Ex.: O professor ensinou bem.

Os estudantes leram o livro na biblioteca.


SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

TERMOS ACESSÓRIOS – ADJUNTO ADVERBIAL

O adjunto também pode ligar-se a adjetivos ou


advérbios, intensificando o sentido de ambos.

Ex.: Lindalva é muito bonita.

Natália fala muito bem.


Adjunto Adverbial
Eles vão viajar amanhã.
Eles viajam muito.
O iate foi vendido por cinco milhões de dólares.

Observação: É quase impossível enumerar todos


os tipos de adjunto adverbial. Deve-se aceitar toda
classificação que demonstre compreensão clara da
circunstância expressa pelo mesmo.
EXERCÍCIOS

Questão 07
Diga que circunstância expressa os adjuntos
adverbiais sublinhados abaixo:

A) Quem com ferro fere, com ferro será ferido.


B) Melodias jamais ouvidas voavam naquela sala
C) Com o vendaval, a árvore foi ao chão.
D) O braço sempre brincava fora dos contornos da janela.
E) Por que elas usavam umas saias tão justas?
F) Os estudantes discutiam sobre o sistema de cotas.
G) Talvez ela queira falar comigo.
GABARITO

Questão 07
A) Quem com ferro fere, com ferro será ferido. - INSTRUMENTO
B) Melodias jamais ouvidas voavam naquela sala.
TEMPO/NEGAÇÃO
C) Com o vendaval, a árvore foi ao chão. - CAUSA
D) O braço sempre brincava fora dos contornos da janela.
TEMPO LUGAR
E) Por que elas usavam umas saias tão justas? - INTENSIDADE
F) Os estudantes discutiam sobre o sistema de cotas. - ASSUNTO
G) Talvez ela queira falar comigo. - DÚVIDA
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

TERMOS ACESSÓRIOS – APOSTO

O aposto é um termo que amplia, explica,


desenvolve ou resumo o conteúdo de outro
termo.

Ex.: Nossa terra, o Brasil, carece de políticas


sociais sérias.
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

TERMOS ACESSÓRIOS – APOSTO – CLASSIFICAÇÃO

 EXPLICATIVO:

Ex.: A ecologia, ciência que investiga as relações


dos seres vivos entre si e com o meio em que
vivem, adquiriu grande destaque no mundo
atual.
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

TERMOS ACESSÓRIOS – APOSTO – CLASSIFICAÇÃO

 ENUMERATIVO:

Ex.: Minhas reivindicações são muitas: trabalho,


saúde, educação e moradia.
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

TERMOS ACESSÓRIOS – APOSTO – CLASSIFICAÇÃO

 ESPECIFICATIVO

Ex.: A digitadora do curso Perfect body


fitness total control é muito distraída.
SINTAXE DA ORAÇÃO PERÍODO SIMPLES

O VOCATIVO

 Termo isolado da oração;


 Serve para invocar, chamar, interpelar um
ouvinte.

Ex.: “oh, insensato destino, pra que...”

Obs.: pode vir no início, meio ou no fim da frase e deve


sempre ser separado por vírgulas.