You are on page 1of 11

East, the

Great
Powers
and the
Cold War
Fred Halliday
Fred Halliday (22/02/1946 -
26/04/2010)
● Professor de Relações
Internacionais na London School
of Economics
● Especialista em Oriente Médio
● Adotava uma perspectiva crítica
das Relações Internacionais
● Algumas obras: From Potsdam to
Perestroika: conversations with
Cold Warriors (1990), The world at
2000 (2001) e Rethinking
International Relations (1996).
Global Trends, Regional
Variations
● O impacto da Guerra Fria no Terceiro Mundo e no Oriente Médio se
deu em quatro grandes áreas:
● Descolonização: Fim do controle colonial formal e diminuição da
influência informal no Terceiro Mundo;
● Causas:

• Encorajamento militar e político de movimentos e regimes


nacionalistas pela URSS;

• Descolonização sendo incentivada pelos EUA como forma de


combate à ameaça comunista;

● Mais de 100 Estados obtiveram independência com o fim dos


Global Trends, Regional
Variations
● Evolução ideológica no Terceiro Mundo: URSS vs Ocidente;
● URSS:

• Adoção total do modelo comunista em 8 países (China e Coréia


do Norte de forma independente);

• Socialismos árabe e africano, identificados como “não


capitalistas”, “democracias nacionais”, “Estados com
orientação socialista”;

● O bloco pró-soviético sempre foi minoria;


Global Trends, Regional
Variations
● Bloco ocidental:

• Países do Terceiro Mundo tentam se integrar com as potências


capitalistas desenvolvidas;

● O maior impacto da Guerra Fria foi o desenvolvimento do


capitalismo no Terceiro Mundo, especialmente no Leste Asiático;
● Historicamente, a maior conquista do comunismo foi a reforma do
capitalismo;
● No Oriente Médio, os Estados socialistas eram economicamente
inexpressivos em comparação com os aliados ocidentais;
Global Trends, Regional
Variations
● Rivalidade estratégica entre os dois blocos:
● Maior causa da incidência de guerras no Terceiro Mundo;
● Os conflitos regionais adquiriam o caráter de Guerra Fria na medida
que a ajuda estratégica de um dos blocos era procurada;

● Oriente Médio na Guerra Fria:


● Mais do que qualquer outra parte do Terceiro Mundo, as disputas
regionais trouxeram o risco de confronto nuclear entre as Grandes
Potências;

● Principais rivalidades: Irã-Iraque, Egito-Arábia Saudita,


Turquia-Síria, Iêmen do Sul-Norte;
Global Trends, Regional
Variations
● Formação de sistemas de alianças:
● Apoio militar, político e diplomático entre os Estados e os blocos;
● Se dava através de coerção, afinidade ideológica e cálculo de
interesses;

● EUA: Aliança com os Estados conservadores do Oriente


Médio e Israel;
● O mundo árabe se recusa a chegar em um acordo político com
Israel e reconhecê-lo como Estado;
● Dificuldades no relacionamento com Turquia e Irã;

● URSS: Regimes revolucionários e nacionalistas (Egito,


Argélia, Líbia, Iraque, Síria e Iêmen do Sul);
● Flexibilidade nas relações com a URSS, diferente do que ocorria em
A Qualified Impact
● Consequências da Guerra Fria no Oriente Médio:
● Desenvolvimentos regionais específicos dentro de um contexto
global;
● Acirramento dos conflitos locais;
● Efeitos limitados se comparados com outras regiões do Terceiro
Mundo;

● Antes da 2ª Guerra Mundial, a URSS já tinha pouco efeito na região;


● Não houve um movimento revolucionário pró-soviético;

● Durante a Guerra Fria, a estratégia da URSS foi se relacionar com os


Estados revolucionários árabes;
A Qualified Impact
● Os conflitos no Oriente Médio adquiriram a dinâmica de
Leste-Oeste porque as disputas regionais e as forças
nacionalistas e revolucionárias garantiram um contexto para
competição entre os blocos;

● As origens do confronto árabe-israelense não possuem ligação com


a Guerra Fria em si, mas foram posteriormente encaixados nesse
sistema;

● Washington e Moscou concordaram com a criação do Estado


de Israel;
A Qualified Impact
● Rivalidades dentro de cada bloco em relação ao Oriente
Médio:

● Divergências entre as políticas dos EUA e seus aliados,


principalmente em relação à Suez;
● Essas rivalidades já existiam antes da Guerra Fria, e continuaram a
existir depois dela;
● A fraqueza dos movimentos pró-soviéticos permitia as disputas
entre o bloco ocidental;

● No bloco comunista, os chineses criticavam as políticas da URSS na


região;
A Qualified Impact
● Comparando com a Europa, o Extremo Oriente e a África
Meridional, o Oriente Médio foi a região menos afetada pela
Guerra Fria;

● Grande número de conflitos regionais e disputas ideológicas, mas


pouca luta efetiva e menos intervenção militar direta;

● Muito do que aconteceu foi independente da Guerra Fria,


sendo que as dinâmicas e políticas locais eram mais
importantes que os processos globais;

● A Guerra Fria foi o contexto internacional que permeou os


acontecimentos locais/regionais;