You are on page 1of 1

MALUF, F.; BUZAID, A. C.; VARELLA, D. Espiritualidade e auto-cuidado: vencer o câncer. 2015. Disponível em: . Acesso em: 15 abr. 2015.

Investigar a influência da religião, da religiosidade e da espiritualidade no enfrentamento do processo adoecer.

A INFLUÊNCIA DA ESPIRITUALIDADE NO ENFRENTAMENTO NO PROCESSO DO
ADOECER

Jorge Fernando V. Pessoa; Suellen Gomes dos Santos; Raylana de Medeiros Silva; Kheila Azevedo Ferreira Passos
Orientadora: Profaª Denise Carneiro Machado Cortez
Co-orientadora: Profª Francisca Maria Ferreira Noronha

Introdução Resultados
O ser humano é um sujeito multidimensional e único, cuja condição de huma-
nidade compõe-se de fatores que apresentam inter-relações e interdependências, A ideia de que ciência e espiritualidade são áreas antagônicas já faz parte do
nos aspectos social, biológico, psicológico e espiritual, de maneira que, quando passado. Pesquisas feitas em países como Brasil, Canadá e Estados Unidos
algum desses fatores sofrer qualquer dano à pessoa como um todo será afetada buscam provar como experiências de caráter espiritual ajudam a melhorar a qua-
em sua saúde (WILBER, 2016, 2009). lidade de vida das pessoas. Essa tendência vem se firmando há alguns anos e
Pesquisas nacionais e internacionais evidenciam que balizam a relação positiva ganha maior destaque com o aumento dos estudos sobre o assunto (TEIXEIRA;
entre religião, espiritualidade e qualidade de saúde física e mental do indivíduo MULELR; SILVA, 2014).
(BENJAMINS, 2017; PERES, 2014; ROBERTO, 2014). Entender os aspectos
que envolvem a qualidade de saúde e do processo adoecer de uma pessoa em A maioria das doenças precisa ser considerada em sob o ponto de vista físico
sua totalidade requer, consequentemente, considerar suas experiências religio- (com o uso de drogas, intervenções cirúrgicas etc.), conforme os estados inter-
sas e espirituais, sob pena de se aproximar de conclusões e informações incom- nos do ser humano (suas emoções, sua atitude psicológica etc.), segundo os va-
pletas. lores culturais, religiosos e percepção de mundo comum (a maneira de ver uma
A estrutura pelo qual a espiritualidade influencia a saúde e o bem-estar não é cla- doença, a influência mútua entre o profissional de saúde e o paciente, a costume
ro e a relação entre a espiritualidade e a doença também não é bem compreen- da família, os valores culturais ameaçados pela doença) e segundo os aspectos
dida, ainda que pesquisadores e clínicos confiem que a espiritualidade e a saúde sociais e econômicos (seguro, sistemas de atendimento social etc.). Cada um des-
tenham importantes vinculações. O que se conhece é que a doença provoca ses aspectos compreende os níveis físicos, emocionais, mentais e espirituais da
uma descontinuação em muitas áreas da vida de uma pessoa, o que pode susci- pessoa (WILBER, 2016).
tar depressão, irritabilidade e prejuízo de esperança (OMAN; THORESEN, 2012).
Diante da ocorrência de adoecimento e hospitalização de um membro familiar, Nesta perspectiva, a espiritualidade e resiliência podem ser uma forma de estraté-
a família também se descobre com problemas no enfrentamento da condição, gia de enfrentamento de cada paciente perante seu diagnóstico, onde o próprio
assim como o paciente. Ainda, o período vivenciado por essa família constitui-se paciente poderá atribuir significado ao seu processo de cura-doença, em busca
em uma situação de estresse permanente, angústia interior, promoção de ansie- da qualidade e sobrevivência se apegando à fé, para aliviar o sofrimento e, assim,
dade, medo do desconhecido e apreensão quanto às determinações a tomar e obter maior esperança/expectativa de cura durante o tratamento, enfrentamentos
situações a enfrentar (LUSTOSA, 2017). estes adquiridos na vida social (GERRERO et al., 2011).
Conhecer a capacidade de enfrentamento dos pacientes possibilita o desenvolvi-
mento de ações que envolvem educação em saúde, alem de influenciar o nível Ainda os autores acima referem eu a relevância da crença, da fé e da religião e a res
de adesão ao tratamento, de modo que cada fator, envolvido positivamente no liência podem ser utilizadas pelo profissional da enfermagem como estratégia para
processo de reabilitação, seja um alvo de intervenção da equipe multiprofissional. alavancar as carências de cada paciente e, com isso, possa planejar, orientar e
Diante do exposto, fica clara a necessidade de ações que visem ao apoio e a fornecer uma assistência mais apropriada a cada paciente de acordo com sua ne-
orientação dos familiares e a reabilitação do paciente com câncer em todos os cessidade.
seus aspectos, valorizando sua qualidade de vida, buscando manter sua autono-
mia, capacidade de autocuidado, convívio e social.

Objetivo
Investigar a influência da religião, da religiosidade e da espiritualidade no enfrentamento do processo adoecer.
Conhecer a influencia da espiritualidade no enfrentamento do processo
adoecer Conclusões

A enfermagem vem destacando a importância de conhecer a religião e a espiri-
tualidade como fontes de fortalecimento para o enfrentamento de doenças. A
espiritualidade tem demonstrado impacto na saúde física, atuando como fator
de prevenção, menor abuso de drogas, menor incidência de suicídios, melhor
Metodologia de Pesquisa qualidade de vida, maior sobrevida e menor tempo de internação. A espiritualida-
de relacionada à saúde tem se tornado paradigma a ser estabelecido na prática
pela enfermagem. A prática diz que a enfermeira não responde somente pelo que
é material em sua atenção com o paciente, mas por um ser que tem vida e que
O presente estudo trata-se de uma revisão bibliográfica no formato designado sofre no seu todo: corpo, mente e espírito.
pesquisa bibliográfica, estando pautada na busca, seleção e análise de trabalhos A partir da reflexão proposta nesta pesquisa, sobre a importância da espirituali-
relevantes relacionados ao tema que se deseja expor. dade na oncologia, considera-se primordial o cuidado de enfermagem espiritual
A revisão da literatura compreende as seguintes etapas: identificação do tema e ao paciente com câncer. O cuidado espiritual é um grande desafio para a enfer-
formulação da questão da pesquisa, elaboração dos critérios de inclusão e exclu- magem, pois cuidar espiritualmente é humanizar, ouvir atentamente, estar presen-
são de artigos, construção de instrumento para a coleta de dados, avaliação e te na dor e no sofrimento, acalentar, ser flexível e aliar-se ao paciente e à família
análise dos artigos selecionados na pesquisa, interpretação dos resultados obti- no processo de adoecer, morte e morrer.
dos e conclusões (MENDES; SILVEIRA; GALVÃO, 2008). Conclui-se assim eu, cuidar espiritualmente significa dar esperança de cura física
Para nortear a pesquisa que se delineia, formulou-se a questão: Qual é a influen- ou, se isso não for possível, de cura espiritual com o perdão necessário para o
Cia- da espiriualidade no processo adoecerl? enfrentamento do adoecimento físico.
A coleta dos dados será realizada nas bases de dados virtuais presentes no
Portal de Pesquisa da Biblioteca de Sáude(BVS): LILACS(Literatura Latino Ame-
ricana e do Caribe em Ciências da Saúde), SCIELO (Scientific Electronic Library
Online) e MEDLINE (Medical Literature Analysis and Retrieval System Online) Bibliográfica
que são vistas como referências na produção cientifica na aréa da saúde.
MALUF, F.; BUZAID, A. C.; VARELLA, D. Espiritualidade e auto-cuidado: vencer o câncer.
2015. Disponível em: . Acesso em: 15 abr. 2017.
GUERRERO, G. P.; ZAGO, M. M. F.; SAWADA, N. O.; PINTO, M. H. Relação entre espiritua-
lidade e câncer: perspectiva do paciente. Rev. bras. enferm. Brasília, v. 64, n. 1, fev. 2011.
Walsh, R. N., & Vaughan, F. (1994). Paths beyond ego: Transpersonal vision. Los Angeles,
CA: Warner Books.