You are on page 1of 12

Fundo Monetário

internacional - FMI
Breve Análise
Contexto Histórico
• Após a quebra da bolsa de valores de Nova Iorque em 1929, os países
vinham implantando práticas protecionistas, e na Europa prevaleceu
a política de desvalorização induzida da moeda para aumentar sua
competitividade.
• No fim da Segunda Guerra Mundial, os países aliados decidiram por
implantar um sistema mais liberalista, e é neste contexto que se
desenvolveu o Sistema de Bretton Woods, composto pelo Fundo
Monetário Internacional, o Banco Internacional para Reconstrução e
Desenvolvimento (BIRD) e a Organização Internacional do Comércio
(OIC).
Contexto Histórico
• O FMI foi criado em 1944 com aproximadamente 730 delegados
representando 45 países em reunião ocorrida em Bretton Woods, New
Hampshire, nos Estados Unidos.
• Acertou-se que dali em diante, em documento firmado em 22 de julho de
1944, na era que surgiria das cinzas da Segunda Guerra Mundial, haveria
um fundo encarregado de dar estabilidade ao sistema financeiro
internacional bem como um banco responsável pelo financiamento da
reconstrução dos países atingidos pela destruição e pela ocupação
• Hoje o Fundo Monetário Internacional conta com 188 países, cada um com
suas quotas-participação, sendo os EUA os maiores detentores destas, com
aproximadamente 25% das quotas.
Objetivo

• Surgiu para trazer mais estabilidade ao câmbio dos países capitalistas


e para levantar fundos que auxiliassem as nações com dificuldades
financeiras, após a 1ª e a 2ª guerra mundial e a recessão dos anos 30,
eventos que devastaram a economia e europeia e americana;

• “Seu objetivo era reduzir a frequência e a gravidade de déficits na


balança de pagamentos dos países”. Seu objetivo era reduzir a
freqüência e a gravidade de déficits na balança de pagamentos dos
países”.
Missão
• Promover a cooperação monetária global;

• Garantir a estabilidade financeira;

• Promover o alto nível de emprego e crescimento econômico


sustentável;

• Reduzir a pobreza;
Maneiras de Realizar a Missão
• Monitorar o sistema internacional: monitora o sistema monetário e as politicas econômicas dos
189 países-membros, destacando os possíveis riscos para estabilidade e aconselha sobre políticas
econômicas.

• Empréstimos aos países-membros: dar empréstimos aos países-membros que enfrentam


problemas – atuais ou potenciais – de balanço de pagamentos. Esta assistência financeira permite
aos países reconstruir suas reservas internacionais, estabilizar suas moedas, continuar pagando as
importações e restaurar as condições para um forte crescimento econômico, ao mesmo tempo
que implementam políticas para corrigir problemas subjacentes.

• Capacitação: o Programa de capacitação do FMI – assistência técnica e treinamento – auxilia os


países-membros a desenhar e implementar políticas econômicas que promovam a estabilidade e
o crescimento, fortalecendo suas capacidades e habilidades institucionais. O FMI busca
desenvolver sinergias entre assistência técnica e treinamento para maximizar sua eficácia.
Criticas ao FMI
• o FMI tem sido usado com um instrumento para alcançar os anseios
dos países ricos, uma vez que são eles que dirigem e que decidem os
rumos da instituição.
• A partir da centralização do poder nas mãos de dirigentes originados
de países ricos e industrializados, as nações pobres e
subdesenvolvidas, para conseguir empréstimos e financiamentos, são
induzidas a cumprir procedimentos e medidas que favorecem
diretamente os interesses dos países credores.
CONDICIONALIDADES DO FUNDO
-Medidas de austeridade

• Os países membros tem o direito de serem socorridos quando tiverem


problema de balanço de pagamento
• O país membro pode retirar recursos conforme a sua capacidade de
contributiva.
• O poder de voto de cada país é determinado pela proporção de quotas que
possui no fundo; EUA, ENGLATERRA E FRANÇA mandam mais uma vez que
possuem a maiores quotas. O BRASIL por exemplo só possui 1% da quota.
• O pais que recorre ao fundo, pode pegar 25% do valor que já foi
depositado de forma fácil.
• Se o país necessitar de valor acima daquele que ele contribuiu, algumas
condições deverão ser observadas:
CONDICIONALIDADES DO FUNDO
• Para que o FMI empreste valores acima do que o país membro já
contribuiu serão para tanto impostos juros sobre o valor excedente (a
taxa de juros do FMI é a menor do ramo)
• Devido à escassez de recursos (os recursos não são ad eternum)
• Para que o fundo sobreviva à alta demanda e procura são necessárias
proteções adicionais: economistas examinam como está a situação
socioeconômica daquele país que solicitou, exigindo que que o país
adote alguns medidas a fim de melhorar tal situação (carta de
intenção)
• Diante de tais condições, por meio da carta de intenção, o país decide
se aceita ou não.
Questão para fixação
Criado em 1945, o Fundo Monetário Internacional (FMI) serviu para
estruturar o acordo entre os Estados Partes em torno da manutenção
de taxas de câmbio atreladas ao chamado padrão Ouro-Dólar, que
previa ajustes cambiais apenas por ocasião de desequilíbrios
fundamentais e supervisionados pelo próprio FMI. Este padrão vigeu
até 1971, quando a paridade do Dólar com relação ao ouro foi alterada,
abrindo espaço para ulteriores ajustes tanto na moeda americana
quanto de outras moedas conversíveis. A respeito da regulação do
sistema financeiro internacional é correto afirmar que:
a) O FMI, por meio de suas políticas, impõe aos Estados Partes
modelos de administração financeira e econômica visando
promover distribuição de renda, estimular a redução da pobreza e
das desigualdades entre os territórios aduaneiros que o constituem.
b) A principal função do FMI é promover a estabilidade do sistema
financeiro internacional, isto é, o sistema de taxas de câmbio e de
instrumentos de transferências de titularidade de ativos mediante o
qual os Estados nacionais e seus cidadãos realizam trocas
financeiras. Da estabilidade desse sistema dependem os esforços
para promover o crescimento econômico, reduzir a pobreza e
melhorar as condições de vida.
c) Originada de um acentuado desequilíbrio entre produção e consumo
na Grécia e na Espanha, com características inflacionárias, a crise
econômica de 2008 contaminou a dimensão financeira da economia
internacional, espraiando-se por outros países, a exemplo da Itália,
Irlanda e Portugal e atingindo em seu apogeu, os próprios Estados
Unidos, cujo mercado financeiro, caracterizado por regulação
conservadora e prudencial, vem se mantendo relativamente à margem
das turbulências internacionais.
d) Concebidos como instrumento destinado a substituir, no longo
prazo, as reservas aportadas ao FMI pelos Estados Partes, os Direitos
Especiais de Saque recentemente observaram significativo aumento,
em função da crise econômica, superando o volume global de 4
trilhões de DES, Correspondentes a mais de 6 trilhões de Dólares
Americanos.