You are on page 1of 12

Equilíbrio Eletrostático

Prof. Zé Godinho
Ciências Exatas e da Terra
Definição: Um condutor está em equilíbrio eletrostático quando não há
fluxo ordenado dos elétrons livres em seu interior.

As cargas elétricas distribuem-se na superfície externa do condutor


O campo no interior do condutor é nulo.
O potencial no interior é o mesmo para qualquer ponto.
a concentração de cargas é maior nas regiões pontiagudas. (poder das pontas)

E
+++
+ + +
+ +
E
+ +
+ +
+ E
E +

E
+
+

Para raios
Condutor
Esférico
Campo (E) Potencial (V)
+ +

No interior da K .Q
+ esfera E =0 V=
+ R
Na superfície K .Q K .Q
+ E= V=
da esfera 2R 2 R
+
No exterior da K .Q K .Q
E= V=
esfera d 2
d
Diagrama E x d
E
Exterior
E =0 Interior

K .Q Superfície
E= Grandeza
2R 2 Vetorial

Superfície
K .Q Exterior
E=
d2

Interior
d
R
Diagrama E x V
E
K .Q Interior
Superfície V=
R

K .Q Superfície
V= Grandeza
R Escalar
Q>0

K .Q
V= Exterior
d

d
R
Diagrama E x V
R

Q<0 K .Q Interior
V=
R

K .Q Superfície
V= Grandeza
R Escalar

K .Q
V= Exterior
E d
Rigidez Dielétrica – Grandeza física que relaciona a capacidade que o
ar tem de não permitir descargas elétricas, ou seja, a capacidade de
isolamento do ar.
Quando a rigidez dielétrica é vencida, o ar se torna condutor e com
isso ocorrem descargas elétricas conhecidas por raio.

Blindagem Eletrostática – Qualquer corpo que esteja no centro de


uma esfera, possui campo elétrico nulo, dizemos que está sob efeito
de uma Blindagem Eletrostática.

E=0
Exercícios
10.01 Um condutor esférico carregado eletricamente está em equilíbrio
eletrostático. A respeito do campo elétrico no seu interior, é correto
afirmar:
b) É sempre nulo

10.02 (UNIMEP-SP) Considere uma esfera condutora isolada e


eletrizada com uma carga +Q. Assim sendo, pode-se então afirmar
que:

e) O campo elétrico no interior da esfera é nulo.

10.03 Considere um condutor (de forma qualquer) eletrizado, em


equilíbrio eletrostático. Das afirmativas seguintes, assinale aquela
que não é verdadeira.
d) Em qualquer ponto exterior ao condutor e próximo a superfície, o
campo elétrico tem mesmo valor.
10.06 (FAU-SP) Uma esfera metálica é eletrizada negativamente. Se ela
se encontra isolada, sua carga:

e) Distribui-se uniformemente por sua superfície

10.12 (UFAC) Uma esfera metálica encontra-se eletrizada, em


equilíbrio eletrostático. Sabe-se que o potencial de um ponto da
superfície desta esfera vale 220 V e o raio é de 10 cm. Podemos
então concluir que a intensidade do campo elétrico e o potencial no
centro da esfera valem, respectivamente
K .Q Interior
d) Zero e 220 V V=
R
K .Q Superfície
V=
R
K .Q Exterior
V=
d
10.17 (MACK-SP) V = 1,44.103
V(103v)
R = 5cm R = 5.10 −2 m
K .Q
V=
0 5 10 R
3 9.109.Q
d(cm) 1,44.10 =
5.10 −2
-0,72 1,44.103.5.10 −2 = 9.109.Q
7,20.101 = 9.109.Q
72
-1,44
9
=Q
9.10
8.10 −9 = Q
Dados:
Carga do elétron = -1,6.10-19 C Q = n.e
Carga do próton = + 1,6.10-19 C
Ao eletrizar-mos uma esfera metálica no
8.10 −9 = n.1,6.10 −19
vácuo (K0 = 9.109 N.M2/C2), o potencial 8.10 −9
elétrico V por ela adquirido, em relação n=
ao infinito, varia em função da distância 1,6.10 −19 n = 5.1010
d ao seu centro, conforme gráfico acima.
Dessa forma, podemos afirmar que n = 5.10 −9.1019 elétrons
nessa esfera existem:
d)
10.20 Os geradores de Van de Graff permitem obter potenciais de até
10 milhões de volts quando imersos no vácuo (K0 = 9.109 N.m2/C2).
Se a esfera de um gerador tem um raio de 1,8 m, qual a carga
fornecida a esta esfera para adquirir um potencial de 10 milhões de
volts?
K .Q
V= 18.106
R 9
=Q
9.10
9
9.10 .Q
10000000 =
1,8 2.106.10 −9 = Q

7 9.109.Q
10 =
1,8 Q = 2.10 −3 C

1,8.107 = 9.109.Q

1,8.107
9
=Q
9.10
Alguém que talvez seja Alguém que é importante para vocês
importante para vocês

“Os jovens precisam enxergar os singelos momentos, a


força que surge nas perdas, a segurança que brota no caos,
a grandeza que emana dos pequenos gestos. As montanhas
são formadas por ocultos grãos de areia.”

Disponível no site:
www.professoresms.com
www.pessoal.educacional.com.br/jgodinhos