You are on page 1of 14

Silvana Maria Lima dos Santos 1

A importância da leitura para a


produção de textos
Silvana Maria Lima dos Santos 2
• ‘’Aprende a escrever bem ou a não escrever de
jeito nenhum.’’ (Deyden)

• ‘’Para escrever bem deve haver uma facilidade


natural e uma facilidade adquirida.’’ (Joubert)

• ‘’Quem me dera saber escrever!’’


(Campoamor)

Silvana Maria Lima dos Santos 3


• ‘’O ato de escrever é a arte de sentar-se numa
cadeira.’’ (Sinclair Lewis)

‘’Escrever é um ócio trabalhoso.’’ (Goethe)

• ‘’O pensamento voa e as palavras andam a pé.


Aí está o drama de quem escreve.’’ (Julien
Green)

Silvana Maria Lima dos Santos 4


• ‘’A cesta de papéis é o
primeiro móvel na casa
de um escritor.’’ (Ernest • ‘’O que se lê sem
Hemingway) esforço foi escrito com
muitas dificuldades.’’
• ‘’Ainda que seja um (Enrique J. Poncela)
intelectual das letras,
não deveis supor que eu
não tenha tentado
ganhar a vida
honradamente.’’
(George Bernard Shaw)

Silvana Maria Lima dos Santos 5


• Inúmeros escritores
afirmam a dificuldade
da tarefa de escrever. • Escrever é lutar
inutilmente contra as
palavras, pois parecem
• Aprendizado demorado, nunca atingir
dispendioso e pouco plenamente os
eficiente. objetivos pretendidos.

• No nosso cotidiano a
língua falada parece
ocupar um espaço de
maior prestígio.

Silvana Maria Lima dos Santos 6


Vale a pena aprender a escrever?
• A escola prioriza a escrita. • O restante advém da
coragem de não ter medo
• O medo de escrever inibe de errar e de ser criticado
pessoas alfabetizadas, pois por alguém que nunca
escrever é falar no papel. escreveu nada, mas que
sempre está pronto para
destruir a criatividade do
• Escrever sem medo e sem outro.
preguiça, fazer vários
rascunhos, ler em voz alta o
texto escrito para descobrir
as falhas são técnicas
indispensáveis.

Silvana Maria Lima dos Santos 7


Vale a pena aprender a escrever?
• Uma grande dificuldade • Não estou inspirado para
enfrentada pelos alunos escrever.
com relação ao escrever
refere-se à necessidade • Aprender a escrever é,
que eles têm de deixar a em grande parte, se não
linguagem coloquial e principalmente, aprender
passar a se expressar por a pensar, encontrar idéias
escrito, numa linguagem e a concatená-las, pois,
mais formal e mais assim como não é
cuidadosa. possível dar o que não se
tem, não se pode
transmitir o que a mente
não criou ou aprisionou.

Silvana Maria Lima dos Santos 8


• Necessitamos conhecer
um pouco de gramática
(grafia, pontuação,
morfologia e sintaxe)
que permitirá a • Cabe aos educadores
aquisição de hábitos de propiciar condições
estruturação de frases para o aluno exercitar-
modestas, mas claras, se na arte de pensar,
coerentes e objetivas, captar e criar suas
embora isso não seja próprias idéias, através
suficiente. de atividades que
exijam reflexão e
produção de um novo
texto.

Silvana Maria Lima dos Santos 9


• A língua escrita é um • Textos ricos, variados,
código derivado da carregados de sentido
língua oral. são impróprios para
colocar em evidência as
• Textos muito curtos, relações que ligam as
insípidos, sem ambições letras e os grupos de
semânticas e sem letras escritas aos sons
significado social não orais.
podem revelar a um
aluno o que é ler.

Silvana Maria Lima dos Santos 10


• Formar leitor é também • Situar o aprendiz em um
compreender e conhecer mundo de turbulência
o modo oral de nossa cultural, enfrentando-o,
cultura, o qual disputa sem negá-lo ou ignorá-lo,
terreno com a tradição estar em seu meio e a
escrita. partir dele, utilizar seus
recursos, dirigir uma
proposta política /
estética / ética a fim de
integrá-lo a uma
compreensão de mundo.

Silvana Maria Lima dos Santos 11


• O professor pode e deve
planejar um ambiente,
em sua dimensão tanto
física quanto social, na • Orienta-se a busca de
sala de aula, que se conteúdos (idéia,
constitua num espaço opiniões, informações) a
cultural capaz de instigar serem colocadas no papel
/ sugerir / convocar e preocupar-se com o
certos conhecimentos, modo de fazê-lo,
atitudes, valores, desejos orientando como
e reflexões. estruturar o texto.

Silvana Maria Lima dos Santos 12


• O aluno deve está convicto de que escrever e
expressar idéias, conceitos, informações,
sentimentos, sensações de maneira clara, coesa e
coerente com aquilo que se deseja e cabe ao
professor ensinar-lhe a selecionar e manipular
tanto palavras e frases como idéias, conceitos e
informações para a obtenção do texto.

Silvana Maria Lima dos Santos 13


“Bom seria que o professor dissesse aos seus
alunos – Leiam esse livro. Ruminem. Depois de
ruminar, escrevam os pensamentos que vocês
pensaram, provocados pelos pensamentos do
autor. Os pensamentos dos outros não
substituem os seus próprios pensamentos.
Somente os seus pensamentos estão vivos em
você. Um livro não é para poupar-lhes o trabalho
de pensar. É para provocar o seu pensamento.”

Rubens Alves

Silvana Maria Lima dos Santos 14