You are on page 1of 22

Faculdade de Ciências Sociais, Humanas e Artes

AVALIAÇÃO
PSICOLÓGICA E
NEUROPSICOLÓGIA
Docente: Herculano

Elaborado:
Ialmer Semedo
OBJETIVO:
Objetivo geral:
 Analisar o papel do psicólogo como avaliador no contexto
neuropsicológica..
Objetivos específicos:
 Pensar sobre o conceito da avaliação psicológica e
neuropsicologica;
 Verificar a importância da avaliação psicológica no contexto da
neuropsicológia;
 Conhecer como é feita a avaliação neuropsicologica;
 Avaliar o impacto do psicólogo no processo da avaliação;
 Caracterizar os obstáculos/dificuldades do psicólogo na aplicação
da avaliação psicológica.
JUSTIFICATIVAS

• Tendo em conta a grande relevância do tema para a


sociedade, a escolha deste, visa compreender a
Avaliação Psicológica no contexto Neuropsicológica e
saber o papel do psicólogo.
METODOLOGIA
O trabalho desenvolvido seguiu as regras do
estudo explorativo, por meio de uma
pesquisa no internet.
INTRODUÇÃO
 O acúmulo de conhecimentos e de experiências resultantes do trabalho nesse
período reforça a ideia de que os métodos e as técnicas de avaliação psicológica
requerem conhecimentos mais extensos e aprofundados de diversas áreas da
Psicologia para que os resultados obtidos possam ser interpretados de acordo com
as necessidades de cada contexto que requer o uso dessa prática.
 Destaca-se sempre a importância de que sejam observados os princípios éticos
que orientam o desenvolvimento da Psicologia como ciência e profissão.
 A avaliação psicológica é uma atividade restrita ao psicólogo e isso implica que
seus instrumentos, com destaque para os testes psicológicos, sejam de uso restrito
a esse profissional, considerando que sua formação o habilita para essa finalidade.
No entanto, esse tem sido um dos maiores desafios para a categoria, visto que
profissionais de outras áreas de interface com a Psicologia desejam compartilhar
o uso de alguns instrumentos psicológicos.
AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA. O QUE
É?
 É um processo de construção de conhecimentos acerca de aspetos
psicológicos, com a finalidade de produzir, orientar, monitorar e
encaminhar ações e intervenções sobre a pessoa avaliada, e, portanto,
requer cuidados no planejamento, na análise e na síntese dos
resultados obtidos.
 É prática privativa dos psicólogos e pode ser utilizada nos mais
diversos contextos de atuação da Psicologia.
 É uma área da Psicologia dirigida à compreensão de problemas
pessoais, grupais, institucionais ou sociais. Para desenvolvê-la, o
psicólogo precisa lançar mão de um modelo teórico que lhe
possibilite compreender determinado fenômeno.
NEUROPSICOLOGIA: O QUE É?
 É a área da neurociência que visa o estudo da relação entre
comportamento e funcionamento cerebral em condições normais
e patológicas.
 O termo neuropsicologia foi utilizado pela primeira vez em 1913 em
uma conferência proferida por Sir William Osler, nos Estados Unidos.
Apareceu ainda como um subtítulo na obra de 1949 de Donald Hebb
chamada “The Organization of Behavior: A Neuropsychological
Theory.” (KRISTENSEN, ALMEIDA e GOMES, 2001).
 O conceito de Neuropsicologia para Luria (1981) é a ciência cujo
objetivo específico é a investigação do papel dos sistemas cerebrais
individuais nas formas complexas da atividade mental.
 E para Lezak (apud AMBRÓZIO, RIECHI 2005, p.3) “Ciência
dedicada a estudar a expressão comportamental das disfunções
cerebrais.”
AVALIAÇÃO NEUROPSICOLOGICA: O QUE É?
 É um procedimento de Testagem e investigação das funções cognitivas e
executivas a partir do pressuposto de que elas são processos do Sistema
Nervoso Central.

 Portanto, é uma investigação das relações entre cérebro e comportamento que


pode ser feita para diversas finalidades.

 É um processo complexo, que precisa ser conduzido caso a caso, escolhendo


as técnicas mais adequadas à situação real apresentada.

 É o primeiro passo para a futura reabilitação neurológica, pois irá identificar


as áreas cognitivas com maior dano e, a partir disso, será elaborado o plano
de tratamento.
EM QUE CONSISTE AVALIAÇÃO
NEUROPSICOLOGICA?

 Consiste na utilização de exame clínico;

 Aliado a outras ferramentas diagnósticas (exames de


neuroimagem, tais como tomografia computadorizada,
ressonância magnética, SPECT (Single Photon Emission
Computed Tomography);

 Observação do comportamento;

 Relatos da família do paciente e a instrumentos


psicológicos, como inventários e outros testes.
Diferenças entre Avaliação Psicológica e Avaliação
Neuropsicológica:
DIFERENÇAS AVALIAÇÃO AVALIAÇÃO
PSICOLOGICA NEUROPSICOLÓGICA
Comparação referencial Baseado em normas Baseado em casos clínicos
Variável metodológica Constructo Funcionais
Critério Confiabilidade e validade Validade clínica
Fundamentos Psicometria Modelos cerebrais
Tipos de testes Psicométricos e projetivos Escala/
Psicométricos/Tarefas
Tipos de investigação Processos cognitivos/ Correlação anátomo-
personalidade clinico
PARA QUAIS PROBLEMAS E TRANSTORNOS A
AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA É INDICADA?
 É indicada para qualquer patologia que tenha repercussões no
desempenho cognitivo, executivo e comportamental do
paciente. Mais frequentemente, condições psiquiátricas e
neurológicas solicitam uma avaliação neuropsicológica.
 Como exemplo dos comprometimentos neurológicos,
principalmente a Doença de Alzheimer, Transtorno Cognitivo
leve e Epilepsias para auxílio no diagnóstico e Traumatismos
Crânio-Encefálicos para reabilitação.
 Em condições psicopatológicas, os transtornos hipercinéticos,
como TDAH e os de humor e ansiedade, como depressão e
bipolaridade.
INSTRUMENTOS UTILIZADOS NA AVALIAÇÃO
NEUROPSICOLÓGICA

 Testes específicos;
 Entrevistas;
 Escalas;
 Baterias;
 Questionários;
E Observações..
A IMPORTÂNCIA DA AVALIAÇÃO
NEUROPSICOLÓGICA
 A sua importância, reside no fato de se procurar identificar
precocemente a presença de algum distúrbio, bem como o
grau de sua evolução.
 Uma vez identificado algum prejuízo funcional, pode-se
contribuir para a inclusão social da pessoa, por exemplo,
desenvolvendo-se novas estratégias para lidar com as
limitações apresentadas, minimizando-as.
Principais Razoes Para Uma Avaliação Neuropsicológica
Segundo Malloy-diniz:
 1. Auxílio diagnóstico: as questões diagnósticas geralmente buscam saber qual
seria o problema do paciente e como ele se apresenta. Isso implica que seja feito
um diagnóstico diferencial entre quadros que têm manifestações muito
semelhantes ou passíveis de serem confundidas.
 2. Prognóstico: com o diagnóstico feito, deseja-se estabelecer o curso da
evolução e o impacto que a desordem terá à longo prazo. Este tipo de previsão
tem a ver com a própria patologia ou condição de base da doença ou transtorno
(quando há lesão, com o lugar, o tamanho e lado no qual se encontra e, nesse
caso, devem ser considerados os efeitos à distância que elas provocam).
 3. Orientação para o tratamento: ao estabelecer a relação entre o
comportamento e o substrato cerebral ou a patologia, a avaliação
neuropsicológica não só delimita áreas de disfunção, mas também estabelece as
hierarquias e a dinâmica das desordens em estudo. Tal delineamento pode
contribuir para a escolha ou para mudanças nos tratamentos medicamentosos ou
Principais Razoes Para Uma Avaliação Neuropsicológica
Segundo Malloy-diniz: cont.
 4. Auxílio para planejamento da reabilitação: a avaliação
neuropsicológica estabelece quais são as forças e as fraquezas cognitivas,
provendo assim uma espécie de mapa para orientar quais funções devem ser
reforçadas ou substituídas por outras.
 5. Seleção de pacientes para técnicas especiais: a análise detalhada de
funções permite separar subgrupos de pacientes de mesma patologia,
possibilitando uma triagem específica de pacientes para um procedimento
ou tratamento medicamentoso.
 6. Perícia: auxiliar a tomada de decisão que os profissionais da área do
direito precisam fazer em uma determinada questão legal.
QUAIS SÃO OS TESTES
NEUROPSICOLÓGICOS MAIS USADOS?
 Depende da função cognitiva avaliada.
 Normalmente, uma avaliação neuropsicológica é formada por testes psicométricos que
avaliam nível de consciência, atenção, pensamento, linguagem, memória, humor,
transtornos mentais amplos, inteligência, psicomotricidade e funções executivas.
 Assim, temos testes de rastreios muito utilizados, como o minimental, o desenho do
relógio, a memória de figuras, memória de palavras, fluência verbal semântica, etc e
testes mais específicos para cada função.
 Para inteligência, por exemplo, o WAIS ou o WISC, dependendo do caso, para Atenção,
o TAVIS e o Teste de Stroop, para o Pensamento, o Teste dos 5 pontos, etc. Esses testes
são anexados, sempre, a escalas de comportamentos do paciente e, algumas vezes, do
seu acompanhante, como as escalas de Atividades instrumentais da vida diária, escala
de depressão, escala de qualidade de vida do cuidador, etc , a uma anamnese bem feita e
um exame psíquico com orientação psicopatológica.
O PAPEL DO NEUROPSICÓLOGO
 O Neuropsicólogo hoje é um profissional que atua em diversas instituições,
desenvolvendo atividades como diagnóstico, reabilitação, orientação à família e
trabalho em equipe multidisciplinar.
 Os principais locais onde o Neuropsicólogo é requisitado incluem: instituições
acadêmicas (pesquisa, docência), hospitais (avaliações pré e pós-cirúrgica),
juizados (avaliação e perícias), clínicas (avaliação, reabilitação e pesquisa),
consultórios privados e atendimentos domiciliares (reabilitação).
 Além disso, fornece dados objetivos e formula hipóteses sobre o funcionamento
cognitivo, atuando como auxiliar na tomada de decisões de profissionais de
outras áreas, fornecendo dados que contribuam para as escolhas de tratamento
medicamentoso e cirúrgico.
O PAPEL DO NEUROPSICÓLOGO
 O neuropsicólogo escolhe seus instrumentos baseado na sua experiência e treinamento
específico, mas deve ter consciência de que os testes não são absolutos. A interpretação
dos resultados exige conhecimento de aspetos cognitivos e afetivos, assim como de
fatores que possam interferir em uma tarefa.
 O psicólogo interessado nessa área deve estar ciente da complexidade de cada função e
das formas de avaliá-la através de testes. Estando inteirado dessas questões, deve
aprofundar seus estudos sobre o funcionamento cerebral e as diversas patologias do
sistema nervoso central.
 Diante do resultado quantitativo obtido através dos testes, faz-se necessária uma
avaliação qualitativa detalhada e estudos das funções intelectuais implicadas em cada
um dos itens de cada prova, permitindo que se faça a relação entre função/disfunção e
área cerebral. Só após essa análise criteriosa será possível contribuir com
recomendações e condutas ao programa de reabilitação deste paciente e corroborar a
investigação clínica.
QUANDO DEVE SOLICITAR UMA
AVALIAÇÃO NEUROPSICOLOGICA?
 Em casos de dificuldade de Aprendizagem;
 Suspeita de deficit de atenção;
 Transtornos de aprendizagem (dislexia, disgrafia,
disortografia, discalculia);
 Deficiência intelectual;
 Transtorno do espetro autista;
 Qualquer caso onde o perfil cognitivo de fraquezas e
potencial cognitivo seja necessário para intervenções.
PALAVRA FINAL
 Concluimos que:
 A Avaliação Psicológica não tem por objetivo somente identificar os
aspetos deficitários ou patológicos do paciente, mas em reconhecer
os seus recursos e suas potencialidades.
 A Avaliação Neuropsicológica é um processo avaliativo das funções
cognitivas emocionais e de comportamento relacionadas ao cérebro,
onde se verifica o desempenho do paciente em funções e tarefas.
 A importância da avaliação neuropsicológica está centrada na
identificação de pessoas com risco aumentado para desenvolver
doenças neurais e no estabelecimento de padrões de desempenho
normal.

FONTES:

 http://www.crprs.org.br/upload/edicao/arquivo46.pdf
 https://site.cfp.org.br/wp-content/uploads/2010/09/avaliacao_psicologica_web_30-08-10.pdf
 https://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/15876/15876_4.PDF
 http://www.psicologiamsn.com/2013/05/o-que-e-neuropsicologia.html
 https://pt.wikipedia.org/wiki/Neuropsicologia
 http://www.avapsicologia.com/descubra.html
 http://www.redepsi.com.br/2007/04/21/neuropsicologia-o-que-e-como-se-faz/
 https://sites.google.com/site/nucleodeneurociencia/blog/avaliacaoneuropsicologicaoqueeecom
ofunciona
 http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-82712012000300020
 http://www.unoeste.br/site/enepe/2016/suplementos/area/Humanarum/Psicologia/Aplicação
%20da%20Avaliação%20Psicológica%20e%20Neuropsicologia.pdf