You are on page 1of 39

Os Profetas Maiores

Lições 9 e 10
Introdução
2ª leva de cativos (597 a.C.) Rei Joaquim

3ª leva de cativos (586
(606 a.C.)
Ezequiel é levado cativo (estava com 25
Daniel
O e seus
restante do companheiros
povo é levado sãocativo e o Rei Joachim
anos – Ez 1.1) – profetizou por aprox. 22
levados écativos
Templo destruído
anos.
Rei Zedequias

Início do cativeiro  606 a.C. (Daniel é levado cativo)


Final do cativeiro  536 a.C.

Total do cativeiro  70 anos

O cativeiro babilônico
Ezequiel, o profeta das visões

19/02/19 Prof.Sidney Matos 4


Prof.Sidney Matos

Esta é a primeira A nuvem


visão que é da glória representa o
de Deus em seu trono julgamento
(5 anos depois do divino sobre
Jerusalém
cativeiro)
A visão tem
representação simbólica
e linguagem religiosa

19/02/19 5
Tel Aviv
Um ídolo
colocado no
pátio

70 anciãos
adoram imagem
de animais
imundos

Mulheres
choram por
Tamuz
19/02/19 Prof.Sidney Matos 13
Na época era
comum a pessoa
oferecer sacrifícios
humanos e depois
ir ao templo adorar
a Deus
Ez 23.39

Vale de Hinom
(lixão da cidade)

19/02/19 Prof.Sidney Matos 14


19/02/19 Prof.Sidney Matos 16
A queda de Jerusalém e seu novo
começo

19/02/19 Prof.Sidney Matos 17


586 a.C.
A destruição
final de
Jerusalém
Ez 33

19/02/19 Prof.Sidney Matos 18


Nos capítulos
Na profecia de Ez
25 a 32 há
28 o rei de Tiro, e
profecias
Satanás são co-
contra nações
representados
ao redor de
(Lei da Referência
Israel
dupla)

As mensagens de Ezequiel
eram em forma de parábolas
e sermões ilustrados para ver
se o povo se interessava
(pantomima)
Ez 20.49
Lei da referência dupla nas
profecias (Ez 28)

Muitas vezes as profecias bíblicas


podem estar se referindo a não
somente um acontecimento mas a
dois ou três simultâneamente na
mesma profecia

Rei de Tiro

Diabo

20
Referências importantes para entender
a linguagem bíblica nas profecias
 O Egito indo ao inferno – Ez 32.22 ss;
 O adultério e prostituição
As mensagens como idolatria –
de Ezequiel
Ez 16.26,28,29,32; Ez 23 (cp Ap 17.1-2).
eram em forma de parábolas
 Pantomima – Ez cap 4;5;24.15 ss
e sermões ilustrados para ver
 Comer sea o
Palavra
povo se – Ezinteressava
3.1-4 (analogia com os
gregos)
(pantomima)
 A responsabilidade pessoal – Ez 33;
Ez 20.49
 A figura de Davi – Ez 34.24; 37.24. Jr 30.9;Os 3.5;
 A figura do bom pastor (ovelhas e os bodes)– Ez
34.12-21
A visão do vale de ossos secos
(Ez 37)

19/02/19 Prof.Sidney Matos 22


DIÁSPORA

a) Os judeus ficam
dispersos pelos Judeus
quatro cantos do russos
mundo.
b) Criação do
movimento
Sionista –
Theodor Herzl
1ª imigração
1882 -1903
(35.000)
1ª imigração
1882 -1903
(35.000)

2ª imigração 1904
-1914 (40.000) –
criação de kibbutz
1ª imigração
1882 -1903
(35.000)

2ª imigração 1904
-1914 (40.000) –
criação de kibbutz

3ª imigração 1919
-1923 (40.000)
1ª imigração
1882 -1903
(35.000)

2ª imigração 1904
-1914 (40.000) –
criação de kibbutz

3ª imigração 1919
-1923 (40.000)

4ª imigração 1924
-1929 (82.000)
1ª imigração 1882
-1903 (35.000)

2ª imigração 1904
-1914 (40.000) –
criação de kibbutz

3ª imigração 1919
-1923 (40.000)

4ª imigração 1924
-1929 (82.000)

5ª imigração 1929
-1939 (250.000) –
profissionais
liberais
1ª imigração 1882
-1903 (35.000)

2ª imigração 1904
-1914 (40.000) –
criação de kibbutz

3ª imigração 1919
-1923 (40.000)

4ª imigração 1924
-1929 (82.000)

5ª imigração 1929 Imigração


-1939 (250.000) – clandestina 1939 -
profissionais 1948 (75.000) - II
liberais GM
Declaração de
Independência –
criação do Estado de
Israel
14 de maio de 1948
Israel estava morto, mas,
ressuscitou.
(morte e ressurreição de uma
nação)
Ez 37.12-14

19/02/19 Prof.Sidney Matos 31


Gogue e Magogue (Ez 38-39)

2º Conflito - Batalha
do1º Conflito -Zc 14.
Armagedom 3º Conflito -
– Dois
Gogueterços
e dos Gogue e
judeus serão
Magogue da Magogue do
destruídos,
– início daDeus final do
salvará o restante
Grande milênio
Tribulação Ap 20.7-10
Ez 38 e 39

Grande Milênio
Tribulação
“Persas, Etíopes e os de Pute com eles, todos com
Ez 38.5,6 escudo e capacete”

Nações profetizadas em Ezequiel


A restauração futura do templo
em Jerusalém

(Ez 40-43)
Restauração do templo – Ez 41-42
Restauração da glória do templo – Ez 41-42

35
Restauração do serviço do templo Ez 44

Utensílios já feitos para


serem usados no novo
templo a ser construído a
qualquer momento
(Instituto do Templo em
Jerusalém)

36
Divisão do
Mar Morto Um rio sairá de
em 2 entre Jerusalém e virá até
1960 até o mar oriental
hoje (morto) e as águas
sararão (ficarão
doces) Ez 47.8-11)

Mas a outra parte


será deixada para
produção de sal – Ez
47.11

A divisão das águas do Mar


Morto é cumprimento da
Palavra de Deus.
A Jerusalém milenar e a celestial

Jerusalém de Ap 21

Jerusalém de Ezequiel