You are on page 1of 7

A peste , a fome e a guerra

A fome
Os alimentos não eram suficientes e a
população era cada vez mais numerosa . Os
invernos foram muito chuvosos, o que fez
apodrecer as sementes. A produção agrícola
era cada vez menor e havia fome e muitas
mortes.
A peste
• A maior parte da população morreu porque
havia falta de higiene: raramente se tomava
banho, estavam mal alimentados, as pessoas
coabitavam com os animais infestados de
pulgas, os dejetos acumulavam-se nas ruas e o
vestuário que todo de lã, raramente era
mudado.
A guerra
• A guerra dos cem anos, entre 1337 e 1453
entre Portugal e castela ;
• As fomes, a peste e as guerras provocaram
uma grande quebra demográfica.
• As despesas com as guerras contribuiram para
a escassez de ouro e de prata, obrigando a
sucessivas desvalorizações da moeda.
Revoltas nos campos e nas cidades
• A fome, a peste e a guerra provocaram o
despovoamento dos campos e a falta de mão de obra,
aumento dos salários, redução da produção agrícola ,
fazendo assim aumentar os preços dos produtos.
• A diminuição dos rendimentos , os senhores
aumentaram os impostos aos seus camponeses e
conseguiram que os reis publicassem leis, que proibiam
o abandono dos campos e os obrigavam a trabalhar
com salários tabelados.
• Estas medidas provocaram o descontentamento e a
revolução dos camponeses que chegaram a assaltar e a
incendiar os castelos dos nobres.
• Nas cidades , ao contrário do que se passou nos
campos , a falta de mão de obra não se fez sentir
de forma tão acentuada. Contudo , também
surgiram graves conflitos sociais. Os artesãos
assalariados descontentes com as difíceis
condições de trabalho , que se revoltaram .
Nestas revoltas urbanas destacaram-se os
roubos, os massacres e os incêndios. Em alguns
casos, os revoltosos conseguiram melhorar as
suas condições de trabalho.
Medo da morte
• Em épocas de fomes, pestes e guerras, em que a morte
estava sempre próxima , as populações ,
pronfundamente religiosas, preocupavam-se
,sobretudo com a salvação das almas: faziam-se
doações à igreja , ajudavam-se os mais necessitados,
evitavam-se guerras entre cristãos e combatiam-se os
não cristãos. Os flagelantes, através do seu sofrimento,
rogavam a deus o perdão de pecados, de forma a
evitarem os mais duros castigos neste e noutro mundo.
• A exemplos de Jesus Cristo, que sofreu na cruz para
salvar a humanidade, os flagelantes procuravam não só
a sua salvação mas também a de todos os outros
homens.

Related Interests