You are on page 1of 28

OSTEOPOROSE E EXERCÍCIO

Osteoporose e osteopenia nos EUA
2002 Mulheres Osteoporose Osteopenia Homens Osteoporose Osteopenia 7.800.00 21.800.000 2.300.000 11.800.00 9.100.000 26.000.000 2.800.000 14.400.000 10.500.00 30.400.000 3.300.000 17.100.00 2010 2020

Diagnóstico de osteoporose pela idade 20 18 16 14 % da 12 população 10 feminina 8 6 4 2 0 até 65 anos 65-74 anos 75 ou + .

.PREVALÊNCIA  Fratura osteoporótica após 50 anos:   1 em cada 3 mulheres 1 a cada 5 homens National Osteoporosis Foundation (NOF) nos EUA :     40% das mulheres negras (>50 anos) 72% das mulheres brancas (>50 anos) 23% dos homens negros (>50 anos) 42% dos homens brancos (>50 anos) osteopenia osteoporose.

 Censo do IBGE : - - .860 homens >50 anos =>15 % da população masculina no Brasil. Japão     Osteoporose: 75 milhões.772. 2050 => 50% das fraturas osteoporáticas vão ocorrer na Ásia 12.574.PREVALÊNCIA: geográficos  Europa.805 mulheres +50 anos =>15% da populaçãofeminina. EUA. 12. Osteopenia: 225 milhões Maiores incidências=>Ásia e America Latina.

com deterioração da microarquitetura óssea.  DMO é a medida da quantidade de tecido calcificado no osso .Osteoporose  Conceito: distúrbio osteometabólico caracterizado pela diminuição da densidade mineral óssea (DMO)*. levando a um aumento da fragilidade esquelética e do risco de fraturas.

Osteoporose  Osteoblastos x osteoclastos osteoporose .

Efeito medido pelo Paratormônio  Aplicação de Cargas mecânicas piezoeletricidade=> eletricidade de pressão Tração=> > absorção Ca => melhora qualidade osso  .Fatores que Regulam a Remodelagem do osso Hormônios da reprodução .q Estrogênio=> q densidáde óssea  Ingestão de Cálcio .

DMO e idade .

DMO e risco de fratura M A S S A Ó S S E A .

Fraturas vertebrais podem ocorrer. resultando em perda de estatura e curvatura anterior do dorso (cifose)=>20cm .

Fraturas  1990 .França   48 000 fraturas do colo do fémur Mortalidade após fratura (2 anos):   36% nos homens e 21% nas mulheres.5 milhões de fraturas anuais. instituições de 15 a 25%.  EUA=> 80% mulheres  1.000 700.000 300.000 250.000 quadril vértebras pulso outros . incluem:     300.

COMO DIAGNOSTICAR?  Radiografias:  Baixa sensibilidade: 30% perda DMO calcanhar  Ultra-sonografia:   Densitometria óssea: principal método de diagnóstico DMO(não invasivo. rápido e simples)  DXA (densitômetro Dual X Ray Absormetry) Exame em posição lombar e femural.  .

5 ou menos=> osteoporose.5=> osteopenia T-Score de -2. . OMS T-Score entre -1 e -2.O T-score é a DMO expressa em termos do número de desvios-padrão (DP) acima ou abaixo da média para mulheres jovens .

etc) durante mais de 3 meses? 4. Antes da menopausa esteve sem menstruar por um período superior a 12 meses (por outros motivos que não a gravidez)? Só para os homens 10. bebe mais do que os limites recomendados? 6. falta de libido ou outros sintomas relacionados com baixo nível de testosterona? . isto é. Algum dos seus pais partiu a anca (colo do fémur) após uma pequena queda? 2. Fuma mais de 20 cigarros por dia? 7. Sofre frequentemente de diarréia? Só para as mulheres 8. Já partiu algum osso após uma queda sem importância? 3. Entrou na menopausa antes dos 45 anos? 9. É consumidor exagerado de bebidas alcoólicas.Teste de 1 minuto de Risco de Osteoporose 1. Alguma vez tomou corticosteróides (cortisona. Alguma vez sofreu de impotência sexual. Acha que perdeu mais de 3 centímetros de altura? 5. prednisona.

Intoxicação pelo álcool e pelo tabaco . tabaco. . imobilização má alimentação.ETIOLOGIA Doença multifatorial: Mulheres: menopausa natural carência em vitamina D ou cálcio. álcool. sedentarismo. Homem: diminuição da secreção da testosterona (efeito de certos medicamentosos).

perda de peso após os 25 anos ou baixo índice de massa corpórea (IMC < 19 kg/m2). alcoolismo. imobilização prolongada. .ETIOLOGIA         Fatores de risco Maiores sexo feminino. tratamento com drogas => perda de massa óssea como anticonvulsivantes . baixa massa óssea (DMO) fratura prévia. raça asiática. idade avançada (ambos sexos) história materna de fratura do colo femoral e/ou osteoporose. tabagismo. sedentarismo. menopausa precoce não tratada (antes dos 40 anos)          Fatores de risco Maiores hipogonadismo primário ou secundário em homens. dieta pobre em cálcio.

FATORES DE RISCO PARA FRATURAS Demográficos Raça Branca ou Asiática Sexo Feminino Aumento de idade Histórico Médico Pós-menopausa sem reposição de estrógeno Fratura Hipertiroidismo Uso de alguns medicamentos Alguns antidepressivos Anti-pisicóticos Anticonvulsivos Esteroides (long-term therapy) Histórico Social Atividades diárias limitadas Atividade Física Limitada Fumante Uso diário álcool Nutrição pobre Histórico Familiar Mãe ou Avó com grandes fraturas Exames Físicos Lentidão para levantar Confusão Desorientação Memória Fraca Pouca mobilidade Pouca força Visão Fraca Pequena estrutura Radiografia Osteopenia Fratura Vertebral (compreensão) Baixa densidade mineral óssea .

TRATAMENTO Medicamento Alimentação Atividade Física .

ALIMENTAÇÃO .

1994 .200-1.200-1. Optimal Calcium Intake.000 1.500 1.500 25-49 (pré-menopausa) 50-65 (Pós-menopausa c/ estrógeno) 50-65 (Pós-menopausa s/ estrógeno) 66 ou + 11-24 Homens 25-65 66 ou + National Institutes of Health Consensus Panel.000 1.500 1.200-1.500 1.000 1.500 1.Alimentação Ingestão recomendada de cálcio Sexo 11-24 Gestante e lactante Mulheres Idade Ingestão diária (mg) 1.500 1.

ALIMENTAÇÃO Alimento Leite Iogurte Suco de Laranja Queijo Muzzarela Ricotta Pão Quieto Cottage Queio Parmesão Brócolis Porção 1 xícara 1 xícara 240 g 30 g 1/4 xícara 2 fatias 1 xícara 2 tbs 1 xícara (cozida) Cálcio 300 mg 250 mg 240 mg 183 mg 169 mg 160 mg 138 mg 138 mg 94 mg .

PRESCRIÇÃO DE EXERCÍCIO E OSTEOPOROSE .

Mais fácil perder pela inatividade do que ganhar   EX: Adulto jovem:   perda de 1% /semana na densidade de coluna Equivale a ganho em 1 ano de atividade física. .

3 dias semana 50 saltos (ambos os pés) no mesmo lugar 3x semana Pesos (máquinas/livres): 1-3 séries=> 10-15RM. .Exercício com rotação rápida do tronco . mínimo 2-3 series/semana 50 saltos (ambos os pés) no mesmo lugar 3 x semana 1-3 series. progredir 23 series=> 6-10RM. 2-3 dias semana Uma resistência adicional pode ser aplicada gradual=> até 4.Diretrizes acerca da Atividade Fisica Crianças e Adolescentes Mulheres Prémenopáusicas Pós menopáusicas não osteopotóricas sadias Mulheres osteoporóticas Atividades com saltos=> 100 saltos de uma caixa (60cm) 3x semana Treinamento de força inferiores: pesos livres 2-3 séries=>610RM até 80% de um RM. 4-6 exercícios de forca para inferiores => resistência: peso do corpo.Evitar exercício com impacto. .flexão vertebral contra resistênca.5Kg com colete Faixas elásticas/ tubos de borracha=> facilitam os exercicios de amplitude de movimento . 5-8 repetições.

por causa do efeito localizado Sobrecarga Aplicação de carga no osso deve ser muito maior que aquela da atividade diária Reversibilidade Quando a carga é removida. o efeito positivo é perdido .EXERCÍCIO: princípios Especificidade Aplicação da carga deve ocorrer no loca do osso de > interesse.

levantador de peso > arremessador > corredor >futebol > nadadores (< sedentários)  Estímulo efetivo mínimo DMO vertebral:    Atletas jovens (mulheres) > sedentárias.‡ EXERCÍCIO e DMO I  Específica para modalidades:  Fêmur . .. 1978). Pós-menopausa acentua.  DMO na Pós-menopausa:   o 1 hora / 3x semanais / 1 ano q Inativas  (Aloia et al.

Freqüência baixa e intensidade alta.  Meio Líquido   Caminhada e Corrida    Musculação   . Não objetiva o Membro Superior (complementação) Compressão pode ser localizada por segmento.. 1990) Não existe compressão Positiva compressão e alta freqüência. sem causar lesão.EXERCÍCIO e DMO II  Dança x Caminhada:  (Zetterberg et al.