You are on page 1of 14

. independente do tipo de diagnóstico e objetivam a redução do risco de transmissão a partir de fontes conhecidas e não conhecidas. partindo da premissa que todos os fluidos corporais.‡ São medidas a serem aplicadas no cuidado a todos pacientes. secreções e excreções são potencialmente infectantes.

desinfecção e separação dos doentes. . ‡ Barreiras de Enfermagem (1910): aventais.‡ Era Bacteriológica (1880): Pasteur e Robert Koch ‡ Guerra da Criméia (1820 ± 1910): limpeza. lavagem das mãos e desinfecção dos materiais.

com HIV e hepatite B. ‡ Precauções Universais (1985): contaminação do pessoal de saúde. respiratório. contato. precaução com ferida e precaução com sangue.‡ Categorias dos isolamentos (1975): Rigoroso. proteção. . ‡ Isolamento de Substâncias corpóreas (1987): risco de infecção cruzada por patógenos. precaução entérica.

Surge devido as Bactérias multiresistentes.‡ Precauções padrão (1996): reduzis riscos de transmissão por contato. . via aérea e exposição a sangue e líquido corpóreo.

Óculos. Lavanderia. Aventais. Máscaras. Controle ambiental. Equipamentos. Uso de luvas.‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ ‡ Lavagem de mãos. . Saúde ocupacional.

‡ Transmissão por via aérea: ± Gotícula (fala. espirro) ± Aerossóis (secreções ressecam carreados por corrente de ar) e são .‡ Transmissão por contato: ± Contato direto (pessoa a outra e direto da pele). ± Contato indireto (superfícies ambientais e equipamentos). tosse.

‡ Transmissão por sangue e líquidos corpóreos .

independente de sua condição infecciosa.‡ PRECAUÇÕES PADRÃO: aplicada a todos os pacientes. ‡ Precauções baseada no modo de transmissão: empregada para paciente com suspeita e diagnóstico confirmado de infecção. .

‡ Precauções de contato ± Quarto privativo ± Luvas ± Lavagem das mãos ± Avental ± Transporte de pacientes: deve ser evitado ± Artigos e equipamentos de uso exclusivo do paciente. ‡ Doenças: infecções gastrintestinais. pele. . de diarréia aguda e abscesso com drenagem.

sarampo.‡ ‡ ‡ ‡ Máscara com filtro Transporte do paciente: deve ser evitado Pressão negativa do ar Doenças: TB. ‡ Estão presas a partículas de pó e suspensas no ar. . catapora.

‡ Quarto privativo: individual ou comum para pacientes com mesmo microorganismo. espirro e fala ‡ Doenças: gripe. ‡ Transporte do paciente: deve ser evitado. rubéola. meningite meningocócica. quando necessário uso de máscara comum. ‡ Tosse. pneumonia estreptocócica e . ( 1 m de distância) ‡ Máscara: máscara tipo cirúrgica para todas as pessoas que circulam no quarto.

‡ Hepatite B. HCV e o HIV devem focar primariamente a prevenção de exposições a sangue assim como a vacinação contra HBV. ‡ Todas já foram transmitidas em ambientes de trabalho. ‡ Embora o potencial de transmissão da Hepatite B seja maior que para a Hepatite C e o HIV. . ‡ As medidas de proteção contra a transmissão da HBV. C e o HIV são importantes doenças de transmissão sangüínea. os modos de transmissão são semelhantes.

DIRET O SECREÇÃO/SALIVA/URINA . DIRETO AR/SALIVA AR/SALIVA LESÕES/FÔMITES FÔMITES/C.DOENÇA SÍFILIS GONORRÉIA TUBERCULOSE DIFTERIA SARAMPO PAROTIDITE RUBÉOLA INFLUENZA HERPES VARICELA CMV VIA DE TRANSMISSÃO VIDA EXTRA CORPÓREA INCUBAÇÃO 1 A 3 SEM 1 A 3 DIAS 6 MESES 1 A 6 DIAS 10 DIAS 12 A 25 DIAS 14 A 21 DIAS 1 A 5 DIAS 1 A 6 DIAS 10 A 20 DIAS ? SANGUE/SEXUAL SEXUAL/BOCA NASOFARINGE/TOS SE PELE LESIONADA/AR SEGUNDOS ± 25º POUCAS HORAS SEMANAS ± 25º 12 A 16 H 24H VÁRIOS DIAS 14H ± 4º 8 A 24H ATÉ 72H PEQUENA 8H AR/SALIVA SALIVA/C.