Aula 4 - ASSENTAMENTOS HUMANOS SUSTENTÁVEIS: ECOVILAS, reconhecidas pela onu desde 1995 Prof.

Liza Andrade

CRISE AMBIENTAL DO PLANETA 
A raiz da crise planetária vai além da crise econômica e social que causam problemas no equilíbrio ecológico.  pensamento racional prevalece sobre a sabedoria intuitiva como também sobre a religião,  a competição sobre a cooperação e  a exploração intensa dos recursos naturais sobre as atividades de conservação. Poucas pessoas enxergam além do pensamento estabelecido (fluxo principal). Separação entre o homem e a natureza.

CRISE AMBIENTAL DO PLANETA

UTOPIA Possibilidades diferentes na atual visão dominante do mundo ± ³mainstream´ (fluxo principal). Até a década de 80 ± apenas 1%, hoje já alcança 29%.

ECOLOGIA PROFUNDA
Ecologia Profunda ± (filósofo norueguês Arne Naess, 1973) ± dar sentido mais profundo e espiritualizado para as questões do relacionamento humano com os elementos e vibrações da natureza ESPIRITUALIDADE.

A ecologia como ciência não indaga que tipo de sociedade seria realmente adequada para melhor manter os diferentes tipos de ecossistemas existentes no planeta.

Pontos principais de diferenças ² (Braun, 2001)
Visão Dominante
Domínio da natureza Natureza apenas como recursos p/subsistência. Crescimento material e econômico para o crescimento da população humana. Crença em amplas reservas de recursos naturais. Soluções e progresso através do high-tech Consumismo Comunidade nacional e centralizada

Ecologia Profunda
Harmonia com a natureza Natureza possuidora de valores intrínsecos e de equidade para todas as espécies. Os bens materiais são voltados para servir a auto-realização e a realização global. Os suprimentos da Terra são limitados com a atual exploração. Uso de tecnologias apropriadas; ciência não dominante. Desenvolvimento com o suficiente, reciclando e re-usando Sistema de bio-regiões e tradição local descentralizada

ECO ²ALDEIAS OU ECOVILAS
"A grande tarefa de nossa geração nos próximos anos é a aplicação de conhecimento ecológico e pensamento sistêmico no redesenho fundamental de nossas tecnologias e instituições sociais, criando uma ponte entre o projeto humano e os sistemas ecológicos sustentáveis da Natureza." Fritjof Capra

PRINCÍPIOS ECOLÓGICOS
Como os princípios ecológicos (Capra, 2002) podem se tornar diretrizes para a construção de comunidades sustentáveis e ser apropriados para o desenho de assentamentos urbanos?

IPEC - Instituo de Permacultura e Ecovilas do Cerrado ± Pirinópolis - Go

PRINCÍPIOS ECOLÓGICOS
Consideram a espécie humana como parte dos ecossistemas naturais (princípios ecológicos) ciclo, energia solar, alianças, diversidade e equilíbrio dinâmico.
Entradas

Ciclo - continuidade dos fluxos de matéria e energia do ambiente que alimentam os organismos vivos e s conseqüentemente produzem resíduos continuadamente. Os resíduos de uma espécie são os alimentos de outra.

Saídas

Ciclo

Entradas

Saídas

Aplicação na arquitetura: sistemas de captação e tratamento de água, tecnologia solar , bioarquitetura, reciclagem

ECO ²ALDEIAS OU ECOVILAS
³Ecovila é um assentamento de escala humana, multi funcional, no qual as atividades humanas são integradas sem danificação ao mundo natural, de forma a apoiar o desenvolvimento humano saudável, podendo continuar no futuro indefinido.´ Robert Gilman, 1990

Auroville ,1968 ± Índia

ASSENTAMENTOS HUMANOS SUSTENTÁVEIS
Agenda 21 ± 1992 - Rio Agenda HABITAT II ± 1996 ± Stambul.
"Passados os primeiros 25 anos deste século, mais de um bilhao e meio de pessoas nas cidades de todo o mundo estarão habitando ambientes ameaçadores à sua saude e à sua vida, a menos que possamos revolucionar as soluções dos problemas urbanos." Conferência Habitat II, das Nações Unidas.

Tibá, Brasil

NECESSIDADE DE SE CRIAR ASSENTAMENTOS HUMANOS SUSTENTÁVEIS

ECO ²ALDEIAS OU ECOVILAS
³A Revolução do Habitat´. O movimento emergiu como uma resposta consciente ao problema, extremamente complexo, de como mover o planeta em direção a uma sociedade de comunidades sustentáveis.

Ecovila Findhorn, Escócia

O que é uma Ecovila ?

ECOVILAS
Ecovilas são comunidades intencionais baseadas em um modelo ecológico que focaliza as questões culturais e socioeconômicas como parte de um processo de crescimento espiritual compartilhado.

Ecovila Findhorn, Escócia

ECOVILAS
Comunidade de 50 a 3.000 pessoas, unidas por um propósito comum. Este propósito varia de local para local. Visão ecológica, social e espiritual.

Ecovila Findhorn, Escócia

ECOVILAS
São gerenciadas por um conselho responsável pela gestão participativa e pela tomada de decisões que permeiam o desenvolvimento das atividades e projetos comunitários.

Ecovila Findhorn, Escócia

ECOVILAS
Seguem o exemplo dos povos tradicionais, comunidades nativas, se utilizam de novas tecnologias modernas e criam novas a partir da combinação de ambas. Uso sustentável dos recursos naturais na agricultura, na pecuária doméstica e na pesca artesanal.

Ecovila Findhorn, Escócia

ECOVILAS
Este movimento emergiu sob o mesmo impulso e manifesta a essência das mais recentes conferências das Nações Unidas, incluindo o aspecto ambiental do Rio ( Eco 92) , o aspecto social de Copenhagem, o aspecto da mulher de Beijing e o aspecto dos assentamentos humanos de Instambul (1996)

Ecovila Findhorn, Escócia

ECOVILAS
Rede Global de Ecovilas ± GEN
Foi criado em 1995 ± Conferência sobre as Ecovilas e Comunidades Sustentáveis ± Modelos para o século XXI ± Fundação Findhorn. Objetivo do GEN:
Estreitar as relações entre as diversas comunidades formadas, assim como aperfeiçoar e expandir o número desses assentamentos em diversos países. A idéia de Ecovilas foi incorporada pelas Nações Unidas no Programa de Desenvolvimento de Comunidades Sustentáveis (SCDP), tendo como objetivo apoiar a capacidade local das comunidades rurais visando o desenvolvimento sustentável.

EXEMPLOS DE ECOVILAS

Auroville - 1968

Cidade Internacional Auroville ,1968 ± Índia - Pondicherry Pensada para 50.000 pessoas do mundo inteiro Ela consiste de cerca de 100 povoamentos diferentes, espalhados por mais de 25 km² .

implantação física, num terreno que anteriormente era degradado e agora floresce com vegetação e cuidados.

Auroville - 1968

Auroville - 1968
Cidade em forma da espiral da evolução humana;

Auroville - 1968

Auroville - 1968
Conta atualmente com cerca de 2 mil pessoas, um terço das quais indianas e as demais originárias de 35 países do mundo todo, inclusive do Brasil.

Auroville - 1968
Foi fundada dentro dos princípios da ioga integral, desenvolvida por Sri Aurobindo.

Matrimandir, o templo esférico que domina o centro da espiral de Auroville, praça central um anfiteatro Centro - urna com um pouco de terra de cada nação, simbolizando a busca da unidade na diversidade das culturas.

Auroville - 1968
Uso de tecnologias de energia renovável, tais como a energia dos ventos e a solar, aplicadas para bombear água do subsolo e para outras finalidades úteis a sua população.

Auroville - 1968

Auroville - 1968

Findhorn ² Encontro ²1962/Comunidade -1972
Nordeste da Escócia, na confluência da baía de Findhorn com o Mar do Norte (não longe de Inverness e do conhecido monstro),

O parque de caravanas foi comprado, juntamente com quintas, um colégio e vários outros terrenos

Findhorn ² Encontro ²1962/Comunidade -1972
Três adultos e três crianças instalam-se provisoriamente numa caravana. Eileen Caddy e Peter Caddy . Um jardim surpreendente na areia, com couves. Raridades ornitológicas, veados, golfinhos e focas

Findhorn ² Encontro ²1962/Comunidade -1972

Findhorn ² Encontro ²1962/Comunidade -1972

Sistemas de energia renovável

Findhorn ² Encontro ²1962/Comunidade -1972
Algumas casas foram construídas em Findhorn recorrendo a antigos barris de whisky. .

Findhorn ² Encontro ²1962/Comunidade -1972

Findhorn

Findhorn ² Encontro ²1962/Comunidade -1972

IPEMA ² Ubatuba -SP

ECOVILA CLAREANDO

ECOVILA CLAREANDO

ECOVILA CLAREANDO
Construindo sem destruir, plantando sem envenenar e morando sem poluir.

CENTRO DE VIVÊNCIAS NAZARÉ - SP

O Centro de Vivências Nazaré tem como Propósito promover a expansão da consciência individual, grupal e planetária.

CENTRO DE VIVÊNCIAS NAZARÉ - SP
Ecologia Profunda - A prática de valores na vida diária, a comunhão com a natureza, o ritmo e a ordem, a meditação, o silêncio, o trabalho voluntário e cooperativo, o exercício da responsabilidade compartilhada, a prática da ecologia interna, a simplicidade e o aconchego de suas construções O Centro foi criado em 1982 e tem recebido milhares de pessoas, de diversas partes do Brasil e de outros países.

ECOVILA ´VISÃO FUTUROµ
Parque Ecológico Visão Futuro - Comunidade rural a 160 km de São Paulo. 18 moradores -gera empregos para 50 pessoas casas coletivas, trabalham em cooperação e consomem com parcimônia.  Alimentam-se de verduras, frutas e grãos cultivados ali mesmo.  Produzem seus pães, doces, roupas e até remédios e cosméticos, fabricados com ervas.  Educam os filhos dos trabalhadores

PRINCÍPIOS COMUNS AS ECOVILAS

ECOVILAS
PRINCÍPIOS ECOVILAS 
ecologia  agricultura e alimentação orgânica  tecnologia alternativa  arquitetura ecológica  permacultura  dinheiro alternativo  integração social  espiritualidade  desenvolvimento sustentável
Ecovila Visão Futuro Brasil

COMUNS

ÀS

PRINCÍPIOS COMUNS ÀS ECOVILAS 
ecologia ± respeito pela natureza. ³Ao respeitarmos a natureza, estamos automaticamente respeitando a nós mesmos.´

PRINCÍPIOS COMUNS ÀS ECOVILAS 
agricultura e alimentação orgânica o alimento vem da terra sem elementos químicos artificiais,  técnicas e métodos específicos de cultivo, como a agricultura biodinâmica e a permacultura.

PRINCÍPIOS COMUNS ÀS ECOVILAS 
tecnologia alternativa - técnicas e métodos específicos para o consumo de energia de fontes renováveis e geotérmicas, uso sustentável da água e matéria orgânica ± aquecedores e placas solares, biotecnologia na filtragem e no tratamento de água, bioconstruções e construções de matérias recicladas.

PRINCÍPIOS COMUNS ÀS ECOVILAS 
arquitetura ecológica - busca a eficiência no uso de materiais,  conservação de energia e circulação de ar com formas e design adequados ao meio ambiente circundante, considerando as linhas do relevo, os aspectos climáticos e a integração com a paisagem.

Crystal Waters, Australia

PRINCÍPIOS COMUNS ÀS ECOVILAS 
dinheiro alternativo - substitui o sistema bancário tradicional, contribuindo para a diminuição das especulações monetárias por meio de uma socioeconomia solidária como o uso da moeda verde, o sistema LETS (sistema local de trocas), dentre outros . simples troca de mercadoria por mercadoria, sem equivalência de valor

PRINCÍPIOS COMUNS ÀS ECOVILAS 
integração social - depende das atividades desenvolvidas e dos trabalhos comunitários em prol da integração na comunidade. Quanto mais os membros se integram, mais as Ecovilas funcionam.  tomada de decisão - uma democracia profunda. A comunidade também interage com o público em dia aberto à visitação, com explicações didáticas sobre o funcionamento do condomínio. Liderança circular é temporária e prevê a vulnerabilidade do líder, onde conflitos e caos são bem vindos e tidos como um caminho para o crescimento da comunidade. Faz parte da postura das ecovilas encarar o problema, enquanto solução e o conflito enquanto aliado.

PRINCÍPIOS COMUNS ÀS ECOVILAS 
espiritualidade - independe de religião ou filosofia e sim do processo de aprendizagem do ser, a sua verdadeira essência com as práticas de autoconhecimento.

PRINCÍPIOS COMUNS ÀS ECOVILAS 
desenvolvimento sustentável - o processo de funcionamento das Ecovilas incorpora vários elementos-chave do verdadeiro desenvolvimento sustentável: prudência ecológica, igualdade social e desenvolvimento econômico (socioeconomia solidária)

Ecovila Clareando - Brasil

PRINCÍPIOS COMUNS ÀS ECOVILAS 
permacultura - permeia todos os princípios já citados porque se relaciona com o processo permanente de manutenção da qualidade ambiental agricultura natural, composição paisagística, a arquitetura design. ecológica e

O que é permacultura?

PERMACULTURA
Princípios da Permacultura de Bill Mollissom: metodologia para o desenho de comunidades humanas sustentáveis.  Anos 70 - metodologia para o desenho de comunidades humanas sustentáveis.  fusão de dois conceitos, ³agricultura e permanente´. permitir estabilidade, diversidade e flexibilidade aos mesmos, à semelhança dos ecossistemas naturais.  A Permacultura é uma filosofia e uma forma elaborada de uso da terra: 
estudos dos microclimas, plantas anuais e perenes, animais, solos, manejo da água e das necessidades humanas

PERMACULTURA
PRINCÍPIOS ÉTICOS 1. Cuidado com a Terra - Significa cuidar de todas as coisas, vivas e não vivas - atividades inofensivas e reabilitadoras, conservação ativa e uso ético e moderado de seus recursos. 2. Cuidado com as pessoas - Estimula a ajuda mútua entre as pessoas e a comunidade para necessidades básicas de alimento, abrigo, educação, trabalho satisfatório, contato humano e convivência. 3. Distribuição eqüitativa dos recursos ± Significa compartilhar os excedentes para se chegar aos objetivos. Depois de haver cuidado de nossas necessidades básicas e planejado nossos sistemas, buscando usar o melhor de nossas habilidades, podemos estender nossas influências e energias para ajudar outras pessoas a entenderem o enfoque.

PERMACULTURA
PRINCÍPIOS DE DESIGN

1. tudo está conectado
2. cada elemento com mais de 2 funções 3. posicionamento (composição) dos elementos 4. uso dos recursos para economizar energia 5. estabeleça ciclos (transporte/armazenagem) 6. crie sistemas em pequena escala (núcleos) 7. aproxime as plantas e crie diversidade 8. observe e copie a natureza 9. transforme os problemas em soluções 10. flexibilidade

PERMACULTURA
Os BOM DESIGN PERMACULTURAL 
estratégias para a utilização da terra sem desperdício ou poluição;
Zoneamento 

sistemas estabelecidos para a produção de alimento saudável, possivelmente com excesso, restauração de paisagens degradadas, resultando na preservação de espécies e habitats,  integração, na propriedade, de todos os organismos vivos em um ambiente de interação e cooperação em cicios naturais;  mínimo consumo de energia;  captação e armazenamento de água e nutrientes, a partir do ponto mais alto da propriedade.

PERMACULTURA
ZONEAMENTO: pelo número de vezes que utiliza os elementos (Z1 a Z5) Zo - casa mãe - observar a linha chave do Zoneamento terreno; Z1 - horta mandala; minhocário, compostagem, espiral de ervas, sanitários, tanques; Z2 - canteiros pequenos animais, pomar, cerca viva, laguinhos; Z3 - animais de pasto, colméias, cercas vivas, roças, quebra ventos, armazenamento de água, proteção contra fogo (acero); Z4 - silvicultura, poços, valas de infiltração, barragens, animais maiores; Z5 - corredores de vida silvestre, áreas de observação natural, Reflorestamento, Conservação,inspiração

PERMACULTURA
O zoneamento permacultural é organizado em função das necessidades de deslocamento entre a edificação (casa ou edifício) e os elementos a serem projetados Zoneamento Permacultural na área ± Zona 1 ± Hortas familiares : pátios internos das casas e coberturas dos edifícios públicos. Zona 2 - Integração / paisagismo produtivo : arborização das ruas, estacionamentos, pequenas praças, faixa lindeira a bacia de contensão. Zona 3 - Abastecimento condominial: horta comunitária, criações, culturas e laboratórios agroecológico ± área com produção agrícola intercalada com espaços públicos com pergolados e pequenos canais de escoamento da água da chuva. Zona 4 ± Parque ecológico: lazer, repovoamento de flora e fauna, viveiro ± laboratório natural e área de preservação permanente (corredor ecológico)

HABITAT HUMANO
³Habitat´ ± os ³habitats´ criados
pelos arquitetos devem contribuir para satisfazer as necessidades humanas bem como as de outras espécies (biodiversidade)

HABITAÇÃO/ABRIGO ALIMENTAÇÃO ÁGUA SANEAMENTO/DEJETOS ENERGIA

BIOARQUITETURA

ECOCENTRO IPEC ² PIRINÓPOLIS - GO
BIOARQUITETURA Superadobe

ECOCENTRO IPEC ² PIRINÓPOLIS - GO
BIOARQUITETURA Superadobe

ECOCENTRO IPEC ² PIRINÓPOLIS - GO
BIOARQUITETURA Adobe

ECOCENTRO IPEC ² PIRINÓPOLIS - GO
BIOARQUITETURA Adobe

ECOCENTRO IPEC ² PIRINÓPOLIS - GO
BIOARQUITETURA Madeira

ECOCENTRO IPEC ² PIRINÓPOLIS - GO
BIOARQUITETURA Taipa de Pilão

ECOCENTRO IPEC ² PIRINÓPOLIS - GO
BIOARQUITETURA Taipa de Pilão

ECOCENTRO IPEC ² PIRINÓPOLIS - GO
BIOARQUITETURA Fardo de Palha

ECOCENTRO IPEC ² PIRINÓPOLIS - GO
BIOARQUITETURA COB

ECOCENTRO IPEC ² PIRINÓPOLIS - GO
BIOARQUITETURA Pedra

ECOCENTRO IPEC ² PIRINÓPOLIS - GO
BIOARQUITETURA Bambo

Findhorn ² Encontro ²1962/Comunidade -1972
BIOARQUITETURA - Telhados Verdes

ECOCENTRO IPEC ² PIRINÓPOLIS - GO
BIOARQUITETURA - Mosaico

ECOCENTRO IPEC ² PIRINÓPOLIS - GO
BIOARQUITETURA - Mosaico

ECOCENTRO IPEC ² PIRINÓPOLIS - GO
BIOARQUITETURA Ferrocimento

ECOCENTRO IPEC ² PIRINÓPOLIS - GO
BIOARQUITETURA Energia/Aquecimento Solar

ECOCENTRO IPEC ² PIRINÓPOLIS - GO
Sanitário Compostável

s

Sete Lombas ² Siderópolis - SC
Sanitário Compostável

ECOOCA - ES
Sanitário Compostável

Bacia de Evapotranspiração

Sete Lombas ² Siderópolis - SC
Círculo de bananeiras - Depósito de lixo orgânico e águas servidas da
cozinha. As bananeiras aproveitam os nutrientes do lixo e absorvem grande parte da água produzindo alimento e biomassa.

ECOCENTRO IPEC ² PIRINÓPOLIS - GO
Hortas Orgânicas - Permacultura

ECOCENTRO IPEC ² PIRINÓPOLIS - GO
Hortas Orgânicas ± Permacultura Paisagismo Produtivo

ECOCENTRO IPEC ² PIRINÓPOLIS - GO
Canais de Infiltração Swales

Findhorn ² Encontro ²1962/Comunidade -1972
Living Machines ± uma série de tanques que reproduzem os processos de reciclagem encontrados na natureza, recorrendo a plantas e micro-organismos.

www.ipemabrasil.org.br/

ECOCENTRO IPEC ² PIRINÓPOLIS - GO
Captação de água da chuva

ECOCENTRO IPEC ² PIRINÓPOLIS - GO
Sistemas biológicos de tratamento de esgoto.

SISTEMAS BIOLÓGICOS DE TRATAMENTO DE ESGOTO.

SISTEMAS BIOLÓGICOS DE TRATAMENTO DE ESGOTO.

www.ipemabrasil.org.br/

Os princípios utilizados nas Ecovilas não estão associados diretamente à morfologia urbana. Necessidade de pesquisar Ecovilas Urbanas e autores que trabalham com a visão ecossistêmica das cidades.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful