Calendário egípcio Primeiro calendário da história da humanidade e começa com a enchente anual do rio Nilo.

Iniciou a contagem do tempo com a construção das Pirâmides de Gizé.Surge por volta de 3000 a.C. O ano tem 365 dias, divididos em 12 meses de 30 dias e mais cinco dias extras, dedicados aos deuses. Os egípcios são os primeiros a utilizar um calendário solar , embora os 12 meses de 30 dias sejam de origem lunar. O ano tem 365 dias - e 6 horas a menos que o ano solar, o que significa atraso de um dia a cada quatro anos.

O calendário egípcio foi reconhecido pelos astrônomos gregos e tornou-se o calendário de referência da astronomia por muito tempo. Copérnico usou-o para construir suas tábuas da lua e planetas. Já no ano 238 a.C., o Rei Ptolomeu III tentou acrescentar um dia extra ao calendário a cada 4 anos, como no ano bissexto atual. No entanto sua proposta não teve eco. Somente entre 26 a.C. e 23 a.C., a modificação é realizada, sob o império romano na mão de Augusto que introduziu tal modificação no calendário. Meses Egípcios 1. thoth 5. tybi 9. pachons 2. phaophi 6. mechir 10. payni 3. athyr 7. phamenoth 11.epiphi 4. choiak 8. pharmouthi 12. mesore

Calendário Babilônico

Um dos calendários mais antigos, compreende 12 meses lunares (divididos em quatro semanas), de 29 ou 30 dias cada um, cujo início é assinalado pelo aparecimento da lua nova. O ano tem 354 dias, 11 dias a menos que o ano solar. Ao fim de três anos há uma defasagem de cerca de um mês em relação ao ano solar. Para resolver essa diferença foi acrescentado um mês complementar (13º mês) ao final de cada período de três anos.

nissan 11. sivan 2. tamuz 7. conservando o mesmo nome seguido da indicação de segundo. av 4.O mês suplementar é introduzido após elul ou adar. cheshvan 3. tevet 8. tishrê 5. shevat 9. 1. iyar 12. adar 10. kislev 6. elul .

Este período marca o apogeu e influência tanto da Babilônia quanto de Nabucodonosor. que sentia saudades das montanhas verdejantes de sua terra natal. que construiu uma infinidade de templos.. a partir do ano 605 antes da nossa era. que reinou por 43 anos.C. Sabe-se que os Jardins foram construídos para alegrar a amada esposa de Nabucodonosor. palácios e muralhas. era uma maravilha para os olhos dos viajantes.A antiga cidade da Babilônia na Mesopotâmia. Jardins Suspensos: Relatos indicam que foram construídos pelo rei Nabucodonosor. em 450 a. escreveu o historiador Heródoto. ruas. a Rainha Amyitis. "Além do tamanho. . no reinado de Nabucodonossor II. a Babilônia ultrapassa em esplendor qualquer cidade do mundo conhecido até hoje".

a lua como marcação de tempo é basicamente usada para reviver as festejos religiosos . O calendário maometano. A defasagem de 11 dias em relação ao ano solar (365 dias) é corrigida pela inclusão de um mês extra periodicamente. O ano é composto de 12 lunações de 29 dias e 12 horas (ou seja. Para que os meses compreendam números inteiros de dias. num total de 354 ou 355 dias.Calendário Lunar Nasce entre os povos de vida nômade ou pastoril. o único calendário lunar ainda em uso hoje. Baseado nas fases da Lua. o dia começa com o pôr-do-sol. meses de 29 a 30 dias intercalados). adota-se o emprego de meses alternados de 29 e 30 dias. Hoje em dia.

o Pequeno. pois o Rei Herodes já estava morto em 754. portanto) o ano 754 da era romana e colocou o dia primeiro do ano no dia 25 de março. Papa Gregório XIII Denis reteve como primeiro ano da era cristã (ano 1. sendo mais plausíveis os anos entre 7 e 6 antes da nossa era e portanto sete ou seis anos antes do zero convencional. Isto foi fixado no século VI. chamado Denis. Porém ele cometeu um erro de cálculo.Calendário Gregoriano e Cristão O ponto de partida da era Cristã foi a escolha do ano zero para o nascimento de Jesus. por um monge armênio. e portanto historiadores e teólogos cristãos consideram a data provável do nascimento entre o ano 8 e 4. . dia da concepção pela Virgem Maria de Cristo.

a Bulgária em 1917.C. o Papa Gregório XIII confirma esta decisão quando da reforma do calendário juliano.Calendário Gregoriano e Cristão Em 1565 d. Carlos IX fixa de novo o começo do ano em primeiro de janeiro.. a Rússia em 1918. Dezessete anos mais tarde. a Inglaterra em 1751 d.C... Começou a ser usado nos países ditos católicos. mas as nações protestantes não o aceitaram imediatamente. . O calendário gregoriano dividia o ano em trezentos e sessenta e cinco dia e um quarto. em dozes meses de tamanhos desiguais e em cinqüenta e duas semanas além do recurso aos anos bissextos. a Romênia em 1919 e a Grécia só em 1923.C. A Alemanha só o assumiu em 1700 d.

(antes de Cristo) e contados de trás para a frente. definidas a partir da Páscoa.Calendário Cristão: É o próprio calendário gregoriano. com a inclusão de festas religiosas móveis.C. . Os períodos e acontecimentos anteriores passam a ser datados com a sigla a. O Calendário Cristão é hoje o calendário quase universal. pelo menos como paradigma nas relações internacionais.

O calendário revolucionário francês Foi instituído em 1792. 5 dias complementares. consagrados à celebração de festas republicanas. Aos 360 dias acrescentava-se. . cada minuto com 100 segundos. e um sexto a cada quadriênio.Compunha-se de 12 meses de 3 dias. distribu¡dos em três décadas. O ano começa no equinócio de outono (22 de setembro. no hemisfério norte). data da proclamação da República francesa. anualmente. O dia foi dividido em 10 horas de 100 minutos.

Os nomes dos meses eram inspirados nos aspectos das estações na França: Vendémiaire Brumaire Frimaire Nivôse Pluviôse Ventôse Germinal Floréal Prairial Messidor Thermidor Fructidor setembro-outubro outubro-novembro novembro-dezembro dezembro-janeiro janeiro-fevereiro fevereiro-março março-abril abril-maio maio-junho junho-julho julho-agosto agosto-setembro .

Esse calendário só vigorou de 22/9/1792 a 1/1/1806. octidi. nonidi e decadi. quartidi. quintidi. quando Napoleão I ordenou o restabelecimento do gregoriano. Os dias de cada década recebem o nome de primidi. chamados "décadas". duodi. septidi.Os meses são subdivididos em três períodos de dez dias. tridi. . sextidi.

Tem cerca de 11 dias a menos que o calendário solar. com 12 meses de 29 ou 30 dias intercalados. tem 354). O mês começa quando o crescente lunar aparece pela primeira vez após o pôr-dosol. em 16 de julho de 622. num ciclo de 30 anos. a fuga de Maomé de Meca para Medina. . 19 meses. com 355 dias (e o restante. 11 anos são abundantes.Calendário Muçulmano Baseado no ano lunar de 354 dias. O ano 1 é a data da Hégira. 355 nos anos abundantes. Para ajustar essa diferença.

. Exemplo: 2009 .031 = 1429.Os muçulmanos consideram o pôr-do-sol o começo de um novo dia.622 = 1387 1387 x 1.031 (número de dias do ano gregoriano dividido pelo número de dias do ano lunar). O dia santificado é a sexta-feira. Para fazer uma aproximação entre os anos muçulmanos e gregorianos: tira-se 622 (ano da Hégira) do ano em curso multiplica-se o resultado por 1.

dhul hajja 12. chaaban 9. muharram 5. rabi I 2. dhul queda 11. ramadã 10. safar 6. jumada I 4. chawaal 8. rabi II 3. rajab 7.Meses Islâmicos 1. jumada II .

tem 365 dias. O ano solar. 48 minutos e 46 segundos. Não só as rotações da terra sobre si própria não coincide com sua revolução em torno do sol (365 dias e algumas horas). Estes calendários também vivem repletos de problemas. também chamado de tropical. . 5 horas. que é o tempo real gasto pela Terra para completar uma volta completa ao redor do Sol (movimento de translação) . o que faz necessário um dispositivo de correção: esta é a razão da existência dos anos bissextos.Calendário Solar Baseado no ano solar.

ano de fundação de Roma. baseado no calendário egípcio.Calendário Romano O primeiro calendário romano foi criado por Rômulo em 753 a.. seis de 30 dias e quatro de 31. O primeiro mês é o Martius (março) e adota a meia-noite para início do dia. e tinha 304 dias. divididos em dez meses lunares.C. Era um calendário lunar. desde Março a Dezembro. .

deus da guerra dedicado a Apolo. esposa de Júpiter significa sétimo significa oitavo significa nono significa décimo . deus da beleza dedicado a Júpiter. deus do Olimpo dedicado a Juno.Mês Martius Aprilis Maius Junius Quintilis Sextilis September October November December Duração 31 30 31 30 31 30 30 31 31 30 dias dias dias dias dias dias dias dias dias dias Descrição consagrado a Marte.

discípulo de Pitágoras. azarado por ser número par. é colocado sob a proteção de Janus. . Februa. formando dois novos meses. o deus da paz. é dedicado ao deus da purificação dos mortos. Sua denominação faz referência à "febre". reconhece a necessidade de se instalar um calendário com base astronômica. uma olhando para o passado (fim do ano) outra para o futuro (ano novo). Elabora um calendário solar composto de 355 dias distribuídos em 12 meses. com 29 dias. Februarius. considerava os dias pares azarados. considerado de mau agouro. diminuiu um dia dos seis meses de 30 dias. que por tradição foi o segundo rei de Roma (715-673). Januarius.Numa Pompilius. Supersticioso. com 28 dias. representado por duas faces. Aos seis dias juntou mais 51. é o mês das doenças. Por isso.

A cada dois anos. o dia 11 de janeiro de 2000 marcou o ano novo do 2753 a. a partir da fundação da cidade de Roma. Neste sistema. o ano fica com 355 em vez de 354. com 22 ou 23 dias. Os anos no calendário romano eram chamados de a.c.c.u. (ab urbe condita).Assim. que era o valor do ano lunar. O imperador Júlio César reforma o calendário romano criando o calendário juliano . há um 13º mês. Mercedonius.u. para evitar o suposto azar de um número par.

no qual a cada três anos de 365 dias seguia outro de 366 dias (ano bissexto).C.Calendário Juliano No ano 46 a. orientado pelo astrônomo alexandrino Sosígenes (90-? a. para uniformizar os calendários diferentes usados pelos territórios ocupados pelos romanos. . Introduziu o Calendário Juliano. reformou o calendário romano. Júlio César (Gaius Julius Cesar.).).C. 102-44 a. O ano juliano vigorou por 1600 anos. de doze meses.C.

. O conhecimento preciso das constelações levou a impressionantes semelhanças com as figuras usadas pelos criadores do Zodíaco para representá-las.Calendário Inca Não há muita documentação precisa sobre o calendário incaico. e com os signos zodiacais. já que essa cultura passou por maior destruição por parte dos conquistadores.

.O observatório de Cuzco era responsável pela base do calendário incaico: possuia oito torres voltadas para o nascente e outras oito apontando para o poente. com alturas desiguais (duas pequenas intercaladas entre duas bastante altas). enquanto as colunas zodiacais (curiosamente semelhantes ao zodíaco caldeu) permitiam definir os equinócios. Sua sombra projetada no terraço ao redor permitia aos observadores imperiais definir a exata situação dos solstícios.

observatório de Cuzco .

.Além do número de ordme. Usando o sistema vigesimal de contagem. numerados dentro dos meses de zero a 19. de zero a 19.Calendário Maia O ano era formado por 365 dias. o algarismo colocado acima da unidade vale 20 vezes mais. os maias batizaram cada dia com um nome próprio (9 = Imix).

mais um dia suplementar. numerados seguidamente de 1 a 13. evitando confusão. sucediam-se como as nossas semanas. Essa operação.Para fins religiosos e para garantir exatidão ao sistema. o mês e o ano se repetissem dentro do ciclo de 13 anos. O dia suplementar impedia que a data. . os maias também dividiam o ano em 28 períodos de 13 dias cada um. combinada com a progressão de cinco dias dos nomes dos meses. fazia com que depois de 52 anos (4x13) o mesmo número de dia e o mesmo nome de dia incidisse com o mesmo dia do mesmo mês. Esses grupos.

Calendário Asteca O calendário asteca era basicamente igual ao dos maias. ou mês diminuto de 5 dias. Essa exatidão do ciclo de 260 anos sagrados em relação ao exato movimento do Sol. .01136 de dia. um pouco mais de um centésimo de dia.O ano possuí início no solstício de inverno com um ciclo de 18 meses de 20 dias cada e mais um curto período. possuía uma diferença de apenas 0. ou seja. Com 104 anos comuns tinha-se um grande ciclo no qual intercalavam 25 dias.

C e hoje usado apenas para calcular datas religiosas. numa metáfora do declínio da humanidade. e que terminará daqui a 432 mil anos. acrescenta-se um mês a cada 30 meses. é dividido em 12 meses. tem o tempo dividido em yugas. O calendário hindu. a Era Hindu está no último yuga o mais degenerado .8%. . Para resolver a diferença.iniciado em 3102 a. mas cuja soma fica em 354 dias. Atualmente.C.Calendário Hindu O hindu. criado em 1000 a. é a terceira maior religião do mundo com 12. cujo período diminui à medida que o tempo passa.

o Calendário hindu. que corresponde ao ano 79 da Era Cristã. O governo da Índia adota um calendário nacional. jainistas. que se comportam de formas distintas.O termo calendário hindu é um pouco confuso. usados para determinar festas religiosas hinduístas. o novo calendário conta o tempo a partir da Era Saka. Embora coincida com o gregoriano na contagem de dias e nos anos bissextos. pois ele se refere a um conjunto de calendários regionais da Índia. assim como o calendário nacional indiano. . islâmicas. em 1957 para unificar os cerca de 30 calendários existentes no país. buditas.

é baseado no movimento lunar. O ano 2007 corresponde portanto ao ano 5767 dos judeus (3760 + 2007 = 5767). Onde cada mês se inicia com a lua nova (quando é possivel visualizar o primeiro reflexo de luz sobre a superfície lunar. diferentemente do gregoriano.Calendário Judaico O calendário judaico começa a 7 de outubro do ano 3760 a. Antigamente o calendário era determinado simplesmente por observação.C. . O calendário judaico. que para os judeus é a data da criação do mundo.

temos em um ano solar 12.O grande problema com o calendário lunar é que se compararmos com o calendário gregoriano. décimo-sétimo e décimonono anos desse ciclo.4 meses lunares. o que ocorre uma diferença a cada ano de aproximadamente 11 dias. para compensar esta diferença. décimo-primeiro. São acrescidos no terceiro. décimoquarto. a cada ciclo de 19 anos acrescenta-se um mês inteiro (Adar II). . oitavo. sexto.

tornam-se lunissolares. mais curto que o ano solar cerca de 11 dias. O mais difundido é o ateniense. os atenienses intercalam um 13º mês . Usado na Grécia antiga. A princípio lunares. cada cidade-Estado tem seu calendário. originário de Atenas. é formado por 12 meses de 29 (meses cavos) e 30 dias (meses plenos) alternados. Para manter a coincidência dos meses lunares com o ano solar. embora todos sejam semelhantes. Ano de 354 dias.Calendário Grego Na Grécia.

e não menciona era cristã. mudando apenas a notação de mês e ano. maio de 200 é V/6007 no calendário maçom . Assim. que no calendário maçônico é sempre em números romanos para os meses. Segue o juliano e a partir de 15/10/1582 acompanha o gregoriano.Calendário Maçônico O calendário maçônico começa em 4000 aC.

637 a. Cada mês pode ter 29 ou 30 dias e o ano tem 354 ou 355 dias. baseado nas fases da lua e. . Os chineses inserem meses adicionais em intervalos fixos para resolver a diferença entre o ano solar (365 dias) e o ano lunar (354 dias). Huang-ti. Foi introduzido em 2. entre 21 de janeiro e 20 de fevereiro. no ano lunissolar de 12 meses. ou 13 meses). posteriormente. Comporta dois ciclos: um de 12 anos (354 ou 355 dias. O ano novo começa sempre em uma lua nova..Calendário Chinês O calendário surgiu com o terceiro herói cultural. ou 12 meses lunares) e um de sete anos (com anos de 383 ou 384 dias. o Senhor Amarelo ou Senhor Augusto.C.

o que se refletiria em um sentimento de felicidade para todos. cão. água. madeira. . rato. serpente. porco. os 12 signos animais ou subdivisões do mundo (que formam o Astral Chinês). cobra e macaco. O ano do Dragão Dourado ocorre uma vez a cada 3000 anos (ocorreu no nosso ano 2000) e é suposto trazer a harmonia completa dos cinco elementos da filosofia chinesa (metal. búfalo. gato.com o calendário. cavalo. fogo e terra). surgiu o horóscopo chinês. onde cada ano recebe o nome de um dos 12 animais: galo. Os anos do Dragão repetem-se a cada 12 anos. dragão. tigre.

como as épocas de calor. frio. e notavam algumas mudanças. Não dividiam o dia em horas. amadurecimento dos frutos. Conheciam apenas as quatro fases da lua e sua repetição cíclica. piracema. sem qualquer teorização ou padronização. cheias dos rios. . chuva.Calendário Indígena Os índios brasileiros não tinham mais que rudimentos mínimos de um calendário.

ningkévaitklitp .ningkéntenyrnlenglé 8 .ningkéntenyrn 7 . usando os dez dedos das mãos. no Sul do Brasil. Os caingangues. e com a palavra Lua.Algumas tribos. contavam até dez dias passados ou futuros. as semanas. conheciam duas estações: do Sol (coaraci-ara) e das chuvas (almana-ara). Reunidos esses ordinais com a palavra Sol. como a dos guaranis. Dias caingangues 1 2 3 4 5 pir lenglé tektong vaitkanklá petigare 6 . obtinham os dias da semana.ningkéntyrukenkta 10 .ningkéntengrutektong 9 . "Ningké" significa "mão" e "ten" quer dizer "com".

da lua e de vários planetas. . ou ³sete manhãs´. Desta forma se criou a semana como um período de sete dias.Semana .Quanto ao nome ³semana´. . com que designamos o período em que a lua demora para completar um ciclo. Estes possíveis antecessores dos Babilónios basearam-se no seu sistema planetário.Os romanos davam aos dias da semana nomes em honra do sol. Os antigos sábios Caldeus decidiram associar os dias em grupos de sete de modo a facilitar a sua referenciação. Escolheram o número sete baseado nos sete planetas conhecidos até então. nasceu da expressão latina septem mane. Sete dias são igualmente adoração de cada uma das quatro fases da Lua.

Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Sol Lua Marte Mercúrio Júpiter Vênus Saturno .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful