Socorrista Ministrante Fernando A.

dos Santos

A importância dos primeiros socorros

A grande maioria dos acidentes poderia ser evitada, porém, quando eles ocorrem, alguns conhecimentos simples podem diminuir o sofrimento, evitar complicações futuras e até mesmo salvar vidas. O fundamental é saber que, em situações de emergência, deve se manter a calma e ter em mente que a prestação de primeiros socorros não exclui a importância de um médico. Além disso, certifique-se de que há condições seguras o bastante para a prestação do socorro sem riscos para você. Não se esqueça que um atendimento de emergência mal feito pode comprometer ainda mais a saúde da vítima. O artigo 135 do Código Penal Brasileiro é bem claro: deixar de prestar socorro à vítima de acidentes ou pessoas em perigo eminente, podendo fazê-lo, é crime.

Conceitos preliminares
Deixar de prestar socorro significa não dar nenhuma assistência à vítima. A pessoa que chama por socorro especializado, por exemplo, já está prestando e providenciando socorro. Qualquer pessoa que deixe de prestar ou providenciar socorro à vítima, podendo fazê-lo, estará cometendo o crime de omissão de socorro, mesmo que não seja a causadora do evento. A omissão de socorro e a falta de atendimento de primeiros socorros eficiente são os principais motivos de mortes e danos irreversíveis nas vítimas de acidentes de trânsito. Os momentos após um acidente, principalmente as duas primeiras horas são os mais importantes para se garantir a recuperação ou a sobrevivência das pessoas feridas. Todos os seres humanos são possuidores de um forte espírito de solidariedade e é este sentimento que nos impulsiona para tentar ajudar as pessoas em dificuldades. Nestes trágicos momentos, após os acidentes, muitas vezes entre a vida e a morte, as vítimas são totalmente dependentes do auxílio de terceiros.

Para que possamos prestar um socorro de emergência correto e eficiente. que contam com a formação e equipamentos especiais.Acontece que somente o espírito de solidariedade não basta. Socorrista: É como chamamos o profissional em atendimento de emergência. sempre que possível. mas isso não deve ser motivo para deixar de aprender as técnicas. porque nunca sabemos quando teremos que utilizá-las. que chega ao local do acidente de trânsito em poucos minutos. precisamos dominar as técnicas de primeiros socorros. uma pessoa que possui apenas o curso básico de Primeiros Socorros não deve ser chamado de Socorrista e sim de atendente de emergência. Devemos. Atendimento Especializado: Na maioria das cidades e rodovias importantes é possível acionar o atendimento especializado. Algumas pessoas pensam que na hora de emergência não terão coragem ou habilidade suficiente. . preferir o atendimento destes socorristas e paramédicos. Portanto.

O que são primeiros socorros? Como o próprio nome sugere. até que ela receba assistência definitiva. Quando devemos prestar socorro? Sempre que a vítima não esteja em condições de cuidar de si própria. são os procedimentos de emergência que devem ser aplicados à uma pessoa em perigo de vida. visando manter os sinais vitais e evitando o agravamento. .

deparar com cenas de sofrimento. nervosismo. sempre se deixando liderar pela pessoa que apresentar maior conhecimento e experiência. com calma e firmeza.Quais são as primeiras atitudes? Geralmente os acidentes são formados de vários fatores e é comum quem os presencia. de forma rápida e precisa. Se essa pessoa de maior experiência e conhecimento for você. Apesar da gravidade da situação devemos agir com calma. demonstrando a cada uma o que deve ser feito. solicite a ajuda das demais pessoas. . evitando o pânico. ou quem chega ao acidente logo que este aconteceu. pessoas inconscientes e outras situações que exigem providências imediatas. devemos pedir e aceitar a colaboração de outras pessoas. pânico. Quando não estivermos sozinhos.

» Use os conhecimentos básicos de primeiros socorros. porém dentro dos seus limites. informando que o auxílio já está a caminho. é preciso saber improvisar. tranqüilidade. »Aja rapidamente.Sempre lembre que você deve: » Transmitir confiança. » Às vezes. alívio e segurança aos acidentados que estiverem conscientes. .

.

Programa ‡Cinemática do Trauma ‡Abordagem Primaria ‡Desobstrução de via aéreas ‡Parada Cardíaca e Respiratória ‡Hemorragia e Choque ‡Fratura e Luxação ‡Convulsão ‡Ferimentos ‡Queimadura ‡Desmaio .

entretanto. ela pode.Cinemática do trauma Denominamos cinemática do trauma o processo de avaliação da cena do acidente. mudar de forma´ . ‡ Lei de Newton ± Lei da inércia ³Um corpo em movimento ou em repouso tende a permanecer neste estado até que uma fonte externa de energia atue sobre ele´ ‡Lei da conservação da energia ³A energia nunca é criada ou destruída.para determinar as lesões resultantes das forças e movimentos envolvidos.

.Efeito cavitação Quando um objeto em movimento colide contra um corpo humano ou quando este é lançado contra um objeto parado ocorre uma transferência de energia(Leis da Física) Os tecidos humanos são deslocados violentamente para longe do local de impacto.criando uma cavidade temporária ou definitiva.

salvo em condições especiais. calor. É feita sem mobilizar a vítima de sua posição inicial. .incêndio ou em choque elétrico.  Risco da vítima sofrer novo acidente.como:  Risco de explosão.frio.Abordagem Primária Visa identificar e manejar situações de ameaça á vida.  Temperaturas extremas: chuva.

Abordagem Primária Em uma simples e sabida observação da vítima pode revelar vários fatos que podem ser a chave para salvá-la.) .. urros.  · Alteração ou ausência da respiração (torácica. abdominal) · Hemorragias externas ou internas · Deformidades de partes do corpo (fraturas expostas ou não) · Coloração diferente da pele (cianótico (azulado) ictérico (amarelado)) · Presença de suor intenso (sudorese) · Inquietação (agitação) · Expressão de dor (gemidos..

Abordagem Primária      A ± Verificar vias aéreas B ± Respiração C ± Circulação e Controle D ± Estado Neurológico E ± Exposição da Vítima .

normal ou baixa) Esfriamento das mãos e dos pés. Através da palpação. a pessoa que estiver fazendo a avaliação pode obter algumas informações como: · · · · · Batimentos cardíacos Fraturas Umidade da pele Alteração da temperatura (alta.Palpação A palpação do corpo da vítima pode indicar presença ou ausência de vários elementos. A tentativa de diálogo com a vítima permite verificar vários sintomas. Nível de consciência · Sensação e localização da dor · Incapacidade de mover o corpo ou parte dele (fraturas de servical. inclusive o nível de consciência. membros superiores) · Perda de sensibilidade em alguma parte do corpo. · Diálogo: .

 conforto da vítima. Ela ajudará a perceber se existe risco de vida e também as decisões a serem tomadas. sempre execute primeiro a avaliação primária. Cheque a Consciência · Chame a vítima. preferencialmente. pelo nome. como se fosse chacoalhá-la levemente. para observar o nível de consciência. · Dê apoio emocional. . Em qualquer situação de emergência.    1. · Toque seus ombros e balance-os lentamente.

posicione uma das mãos na testa da vítima. · Verifique se a vítima respira. . Você conseguirá isso.Respiração e Desobstrução das vias aéreas  Execute a abertura das vias aéreas (caminho do ar desde o nariz e boca até os pulmões) seguindo os passos abaixo:   · Para casos onde não há suspeita de lesão na coluna cervical (região do pescoço). · Posicione dois dedos da outra mão sob o queixo. colocando seu rosto bem próximo à face da vítima e olhando seu peito. Este procedimento visa impedir que a língua cause obstrução da passagem do ar pois. ela tende a cair para trás. podendo levar a parada respiratória e até a morte. durante o relaxamento muscular e com a vítima deitada de barriga para cima. · Realize com a cabeça da vítima um leve movimento para trás. mantendo a abertura das vias aéreas.

· Ouça a respiração. · Sinta a respiração através do ar que sai pelo nariz e pala boca.· Observe então os movimentos de expansão do tórax. alimentos ou líquidos na boca que possam atrapalhá-la e retire-os fazendo o movimento de varredura ou pinça. · Caso a vítima respire. observe se há próteses. .

.

· Observe se há algum sangramento externo no corpo. . fazendo uma certa pressão. controle-o rapidamente colocando um pano diretamente sobre a lesão. · Dê preferência ao pulso carotídeo (no pescoço).Hemorragia É o extravasamento de sangue dos vasos sangüíneos através de ruptura nas suas paredes. Hemorragia interna: o sangue extravasa no interior do próprio corpo dentro dos tecidos ou cavidades naturais. · Verifique se há pulso. · Caso exista sangramento. A hemorragia pode ser classificada em: Hemorragia externa: visível porque extravasa para o meio ambiente.

de alta ou baixa energia.produzida por um trauma direto ou indireto. O processo de cicatrização óssea denomina-se consolidação.Fraturas Fratura é lesão óssea de origem traumática. O osso é o único tecido de nosso organismo que cicatriza com o mesmo tecido anterior à lesão. Classificação: Incompleta e Completa Quanto exposição do foco de fratura: Fechada e Aberta ou exposta . O conjunto de fragmentos ósseos produzidos pela fratura e os tecidos lesados em torno da contusão é denominado foco de fratura.

. Estas são recobertas por cartilagens articular e mantidas por uma cápsula articular reforçada por ligamentos. Os traumas indiretos.produzindo perda da congruência articular e da função da articulação correspondente. As luxações ocorrem mais comunente em articulações móveis (ombro. normalmente produzido por quedas com apoio nas extremidades.Luxação Nas articulações existe uma congruência articular entre as superfícies ósseas em contato. fazem com que essas superfícies articulares saiam de sua posição.quadril.dedos da mão.etc).

.Ferimentos Ferimento vem a ser lesão ou perturbação em qualquer tecido. fator determinante de sobrevida.pois veste toda a superfície externa do organismo. inclusive.infecção ou trauma secundário.está mais exposta a sofrer ferimentos do que qualquer outro tecido. A pele. A perda de sua integridade constitui ameaça pelo risco de sangramento. como resultado de um trauma. Pode ser. é considerada o maior órgão do corpo humano.

escoriações ou abrasões.hematoma . contusas.equimose feridas: incisivas/cortantes. perfurocortante. avulsão ou amputação.Classificação   Fechados Abertos - . transfixantes. perfurocontusa. lacerações. penetrantes. . perfurantes.

Choque neurogênico. Choque psicogênico. Choque séptico. Choque anafilático. . TIPOS DE CHOQUE Choque hipovolêmico.Choque É a situação de falência do sistema cardiocirculatório em manter a distribuição de sangue oxigenado para os tecidos. Choque cardiogênico.

também conhecidas por ataques.iniciando as crises convulsivas.Convulsão  É uma desordem cerebral. . o cérebro deixa de funcionar normalmente e passa a enviar estímulos desordenados ao resto do corpo. durante breve período de tempo.

. Animais peçonhentos. Depressões do sistema nervoso central ± ingestão. CO.Convulsão      Intoxicações exógenas. Estimulantes.

Mesmo quando não levam a óbito. As queimaduras também trazem seqüelas psicológicas tais como depressão e fobia social. trazem grande sofrimento físico e requerem tratamento a longo prazo.Queimadura    As queimaduras são lesões freqüentes e a quarta causa de morte por trauma. O atendimento deve ser feito posteriormente em centros especializados. .

Classificação  Térmicas Químicas Elétrica Radiação    .

. segundo e terceiro graus. muitas vezes a real profundidade da lesão só será aparentemente após alguns dias.Profundidade As queimaduras. podem ser classificadas de acordo com a profundidade da lesão em queimaduras de primeiro. A avaliação da profundidade da lesão é apenas uma estimativa. principalmente as térmicas.

. Deve-se o grande queimado como um politraumatizado. Existem particularidades no atendimento que serão abordadas a seguir. inclusive porque freqüentemente há lesões associadas.Atendimento ao queimado  O atendimento inicial da vítima de queimaduras segue praticamente a mesma seqüência do atendimento de uma vítima com outras formas de trauma.

O termo lipotimia tem sido utilizado para designar episódio de perda incompleta da consciência.Desmaio ou Síncope  Caracteriza-se por qualquer tipo de perda de consciência de curta duração que não necessite de manobras específicas para recuperação. A causa fundamental da síncope é a diminuição da atividade cerebral. .

Neurogênica. Metabólica.   .Classificação  Vasogênica.

Avaliação Primária. Inalação de fumaça e subprodutos da combustão. Intoxicação por monóxido de carbono. . Interrupção da queimadura.     Segurança da equipe.

identificando alterações na oxigenação do tecido cerebral: Respostas: motora.verbal. . ocular.Estado Neurológico O objetivo do exame neurológico é obter informações sobre o funcionamento do sistema nervoso.

.Exposição da vítima Nunca exponha a vítima à situações de constrangimentos.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful