Desmistificando a inovação: roteiro prático para micro e pequenas empresas

Cláudio Marinho Porto Marinho Ltda. III Semana de Capacitação do Sistema SEBRAE Brasília, 21/11/2007

Empreendedores inovam. A inovação é o instrumento específico do empreendedorismo. É o ato de atribuir aos recursos a capacidade de criar riqueza. Na realidade, a inovação cria um recurso. Não há esse tal de “recurso” até que o homem encontra um uso para alguma coisa na natureza e portanto

Empreendedores bem-sucedidos têm objetivos ousados. Eles não se contentam em melhorar o que já existe. Eles tentam criar novos e diferentes valores, novas e diferentes satisfações. Convertem “materiais” em “recursos” ou combinam recursos existentes em novas e mais produtivas

Velhas partes, mas um todo novo: uma nova forma de compor tecnologias existentes também é inovação Rebecca Henderson, do MIT, e Kim Clark, de Harvard, chamam de “inovação arquitetônica” a maneira de ligar os componentes de um produto sem modificar os conceitos do design original (deixando intacto o conhecimento que dá

• O inesperado – o sucesso inesperado, o fracasso inesperado, o evento externo inesperado • As incongruências – entre a realidade com ela é e aquilo que se assume que é, ou que “devia ser” • A inovação baseada na necessidade do processo • Mudanças inesperadas na estrutura da indústria ou do 6 mercado

As 7 fontes de oportunidades para a inovação segundo Drucker

• Demografia – mudanças populacionais • Mudanças de percepção, maneiras de ser e significado • Novo conhecimento – tanto científico como não-científico (social)

As 7 fontes de oportunidades para a inovação segundo Drucker

7

Um roteiro de mudança organizacional para inovar 2)Permitir o trabalho conceitual na empresa e em casa 3)Dar sinais claros de que é possível assumir os riscos da inovação (combater o sentimento de culpa do fracasso)

Um roteiro de mudança organizacional para inovar 2)Encorajar as discussões criativas no trabalho (volume x qualidade das idéias) 3)Permitir que as pessoas se inspirem no seu próprio mundo ou no de outros (fora do trabalho)

Um roteiro de mudança organizacional para inovar 2)Dar tempo, licença e “espaço” para o trabalho de inovação 3)Transformar o gerenciamento da criação e desenvolvimento de idéias de subordinados e colegas numa tarefa central dos executivos

Os desafios da inovação nas MPEs em um mundo em transformação: a competitividade é um alvo móvel
12

A economia exponencial
Uma característica da Era do Conhecimento

Copyright SRI International 2002

Deslindando o futuro
As tecnologias nunca se movem em linha reta. Elas fazem curvas. Elas se polinizam mutuamente. E criam oportunidades que você nem pode suspeitar.
Paul Saffo, Business 2.0, Junho 2002

A nova geoeconomia global

17

998 Fliplog 997
Africa

995
Americ as

Infant survival rate up to 1 (per 1,000 live births)--

990

980 970 950

China 1960

Republic of Korea 1960

Arab countri es Asia Europa

900

800

Brazil 1960 India 1911
308 1 000 3 000

560

Japan 1920
5 000 10 000 20 000 60 000 Log

GDP per capita in 1995 international dollars
2001 2000 1999 1998 1997 1996 1995 1994 1993 1992 1991 1990 1989 1988 1987 1986 1985 1984 1983 1982 1981 1980 1979 1978 1977 1976 1975 1974 1973 1972 1971 1970 1969 1968 1967 1966 1965 1964 1963 1962 1961 1960 1959 1958 1957 1956 1955 1954 1953 1952 1951 1950 1949 1948 1947 1946 1945 1944 1943 1942 1941 1940 1939 1938 1937 1936 1935 1934 1933 1932 1931 1930 1929 1928 1927 1926 1925 1924 1923 1922 1921 1920 1919 1918 1917 1916 1915 1914 1913 1912 1911 1910 1909 1908 1907 1906 1905 1904 1903 1902 1901 1900

Edward Burtynsky –

Será que dá, Brasil?

26

All the water and air in the world, Dr Adam Nieman, Visions of Science, telegraph.co.uk

28

Daniel Beltra/Greenpeace

Seca na Amazônia!

Depressã o Bodélé, Saara

www.iop.org/EJ/journal/erl

0,2 % da área do Saara 56% dos nutriente s minerais da Amazônia

A (re)construção da identidade numa sociedade em rede: o imperativo ético do entendimento

Imago

35

A era das identidades em redes
• Manter forte relacionamento com quem partilhamos inquietações • Encontrar nosso nicho numa teia ecológica de aliados • Cuidar da qualidade em torno de nós • Construir narrativas sedutoras sobre nós mesmos
Fernando Flores
36

• Cuide dos seus filhos – eles são boas pessoas até que os façamos maus • Eles precisam da combinação de valores fundamentais – como a tolerância – com uma personalidade flexível • Educação, educação, educação – não a educação tradicional mas aprender a aprender, ter a capacidade de se adaptar

A sociedade em rede e a construção da identidade dos jovens

Manuel Castells
37

E o SEBRAE a ver com isso??

“O Sebrae possui uma clientela potencial de 40 milhões de pessoas, entre empresários formais e informais, pequenos produtores rurais e candidatos a empresários. A Instituição tem 771 pontos de atendimento presencial, realizou 44 milhões de atendimentos em 2006, recebe cerca de 32 mil visitas diárias em seu portal e produz programas sobre empreendedorismo veiculados em 303 canais de televisão e quase 600 emissoras de rádio. Em 2008, pretendemos enfocar a qualidade no atendimento e levar motivação para quem atua nesta frente.”
39 [Enio Pinto, gerente de Atendimento Individual do SEBRAE Nacional, III Semana de Capacitação, 20/11/07]

O SEBRAE pode, em resumo:
• Um olho no padre, outro na missa: cuidar da
qualidade do apoio cotidiano à MPE, sem perder de vista as transformações em torno de nós;

• O mundo é plano: apoiar a MPE brasileira e sua
região, que competem numa economia sem fronteiras onde a inovação é a regra do jogo

• A busca constante do empreendedorismo inovador : cuidar da capacitação dos seus
colaboradores para identificar oportunidades de inovação junto com as MPEs, procurando sempre o trabalho conjunto com parceiros públicos e privados

Ah...sim: não se esqueçam de uma narrativa sedutora do SEBRAE para os próximos anos

Cláudio Marinho
cmarinho@gmail.com cmarinho.wordpress.com