TRAUMA EM EXTREMIDADES

Sistema Esquelético * Há duas divisões principais dos sistema esquelético: o ESQUELETO AXIAL(crânio. tórax) e o ESQUELETO APENDICULAR(membros superiores e inferiores) .

FRATURA É a ruptura total ou parcial da estrutura óssea .

TIPOS DE FRATURAS Fraturas fechadas ± Aquelas onde a pele não é perfurada pelas extremidades ósseas Fraturas abertas ± Aquelas onde os ossos se quebram atravessando a pela ou existe ferida associada .

.

.

.

Crepitação. Edema.SINAIS E SINTOMAS         Dor. Impotência funcional. Sensibilidade. Fragmentos expostos: . Deformidade. Alteração de coloração.

LUXAÇÃO  É o deslocamento da extremidade de um osso ao nível de sua articulação ENTORSE >É a separação momentânea das superfícies ósseas ao nível da articulação .

.

feridas. Não empurrar fragmentos ósseos para dentro do ferimento. . Expor o local lesionado Controlar hemorragias e cobrir feridas.TRATAMENTO PRÉPRÉHOSPITALAR     Acionar o Corpo de Bombeiros (193) Informar ao paciente o que fará. removê-los. nem tentar removê-los.

tala. abaixo. Imobilizar todo o osso.    Imobilizar usando tensão suave para que o local fraturado possa ser colocado na tala. . Em alguns casos a extremidade deve ser imobilizada na posição encontrada. uma articulação acima e outra abaixo. AssegurarAssegurar-se que a imobilização está adequada e não restringe a circulação. possível. encontrada. Movimentar o mínimo possível. circulação.

Diminuição do fluxo sanguíneo Sangramento excessivo .RAZÕES PARA IMOBILIZAÇÃO PROVISÓRIA Diminiuir a dor Prevenir ou minimizar Lesões em músculos. nervos ou vasos sanguíneos Rompimento da pele.

Ripas de madeiras em geral. Cabos de vassouras. Auto-imobilização. Galhos. Jornais ou revistas. Auto- .MATERIAIS PARA IMOBILIZAÇÃO PROVISÓRIA Papelão.

. entorse ou luxação. é difícil constatar se o paciente é verdadeiramente portador de uma fratura. até ser provado o contrário o mesmo deverá ser tratado como portador de tais lesões. lesões. no entanto.ATENÇÃO Na maioria das vezes.