Comunicação Via Telefonia Celular

Disciplina: Computação Móvel

H3I70R

Definição
Telefonia celular, ou telefonia móvel, é o nome dado para sistemas de comunicações móveis que possuem uma arquitetura celular e interconexão com a RTPC. Características principais: 
Mobilidade  Portabilidade

Objetivo

Prover serviços de comunicação entre duas estações móveis (MS), ou entre uma unidade móvel e uma unidade fixa denominada Estação Rádio-Base (ERB ou BS).

Funções implícitas 
  

Rastreamento de chamadas; Localização das MSs; Alocação de canais às MSs; Comutar canais entre ERBs;

Telefonia Celular 
  

Área de cobertura dividida em ³Células´; Cada célula possui uma ERB; Uma Central de Comutação e Controle (MSC) coordena a comunicação entre as ERBs e a central telefônica; A central telefônica é responsável pela conexão das chamadas, pelo registro e pela tarifação.

Sistema de Telefonia Celular .

.A estrutura celular    As células possuem tamanho variável (2 a 15 Km). Relação inversamente proporcional. Zonas rurais possuem células maiores ( até 50 Km).

  . de forma que não haja interferência entre chamadas de usuários na borda (fronteira celular). Um Cluster representa um grupo de N células com fator de reuso N.Princípio de Reuso de Freqüências  Células vizinhas devem operar em freqüências diferentes. Conjunto limitado de freqüências requer divisão da área de cobertura em Clusters.

(GSM utiliza fatores de reuso 9 e 12) . a distância de separação é equivalente ao tamanho de uma célula.Clusters  Células com mesma numeração podem usar o mesmo conjunto de freqüências.  Dentro do cluster nenhuma frequência pode ser reusada.  Neste exemplo.  Um cluster pode conter todas as frequências do sistema celular.

. Divisão de célula. Setorização de célula. Microcélulas. Empréstimos de frequências.Aumento da capacidade      Inclusão de novos canais.

MTSO. BTS. As siglas BS e ERB representam as estações rádio-base que fornecem conectividade aos terminais móveis (TMs ou MSs). um controlador e diversos transceptores. ERB ? Convém lembrar que:  As siglas MTSO.   . O termo ERB é usado para sistemas analógicos. MSC e CCC referem-se a central de comutação de controle ou escritório de comutação de telecomunicação móvel. CCC. a partir de uma antena. BS. enquanto para sistemas digitais utiliza-se o termo BTS (Base Transceiver Station).

Processamento de chamadas. Interface com outras MTSOs (Qualquer operadora) Bilhetagem. Interface com RTPC.MTSO        Validação dos assinantes. Monitoramento de alarmes das BSs. Gerenciamento de hand-off. .

Controla os TMs de sua área.BS     Interface com o TM e o sistema. . Verifica e reporta a qualidade do sinal das chamadas sob seu controle. Responde a comandos da CCC.

Informa usuário sobre estados do sistema. Informa ao sistema sobre tentativas inicialização de chamadas. Responde a comandos enviados pelo sistema.MS     Interface entre o usuário e o sistema celular. de .

.Operação de sistemas celulares  Inicialização da unidade móvel: a) O receptor seleciona o canal de configuração mais forte e monitora este canal. b) Realiza handshake com a MTSO (identificação e registro de local).

c) Em caso positivo. .Operação de sistemas celulares  Chamada originada: a) Unidade móvel envia número chamado. b) Verifica se existe canal de controle está livre. envia requisição de chamada.

c) Analisa mensagens de paginação recebidas pelos canais de controle. b) Envia mensagem de paginação para BSs relacionadas ao número chamado.Operação de sistemas celulares  Paginação: a) A MTSO busca abertura de conexão de chamada. .

Operação de sistemas celulares  Chamada aceita: a) Unidade chamada reconhece seu número chamado. c) Cada BS notifica sua unidade móvel. Tx e Rx). d) As unidades móveis sintonizam nos pares de frequências atribuídos (dois canais. o qual define um circuito entre as BSs envolvidas. a partir da seleção de canais de tráfego em cada célula. e responde à BS. . b) A BS envia resposta ao MTSO.

através das respectivas BSs e do MTSO. . b) O nível de ruído e potência de recepção são avaliados durante a comunicação.Operação de sistemas celulares Chamada em andamento:  a) As unidades móveis trocam tráfego de voz ou dados.

há a necessidade de trocar de canais. geralmente de uma célula para a outra.Operação de sistemas celulares Hand-off:  a) Se a qualidade do sinal é bastante deteriorada devido alto nível de ruído ou longo alcance da BS. . b) Esta mudança é transparente para o usuário.

Hard Hand-off x Soft Hand-off .

. como roamer. c) Esta situação pode ocorrer dentro da mesma operadora. b) Acordos de interconexões permitem que usuários utilizem serviços fora de sua área.Operação de sistemas celulares  Roaming: a) Existem várias operadoras em uma mesma cidade. no mesmo país/continente.

Diagrama de Irradiação (Antenas) .

Comparação de Ganho .

.  CDMA.  Demanda crescente de usuários.  Popularidade dos sistemas de 1ª geração (analógicos).Acesso Múltiplo (MA) Motivações: Necessidade de conservar espectro.   SDMA.  Técnicas utilizadas:  FDMA. TDMA.

  .FDMA ± Frequency Division Multiple Access  A banda total da célula é dividida em bandas parciais de radiofreqüência. Tecnologia totalmente analógica. Trata-se do método mais antigo adotado pelos sistemas celulares de 1ª geração.

FDMA Tempo Freqüência .

Time Division Multiple Access  A banda disponível é compartilhada em função do tempo. Cada estação móvel é associada a uma freqüência e a um time slot durante a comunicação com a ERB   .TDMA . em combinação com a multiplexação por divisão em freqüência. Oferece múltiplo canais digitais que utilizam diferentes time slots sobre a frequência compartilhada.

TDMA Tempo Freqüência usuário 3 usuário 2 usuário 1 .

Code Division Multiple Access    Utiliza espalhamento espectral (Spread Spectrum). Canais diferenciados através de código. .CDMA . Na célula só existe uma única banda.

CDMA Tempo Freqüência .

Em vez de um único transceptor no centro da célula. utilizam-se 3 transceptores com 3 fronteira espaciais distintas.  .SDMA  Utiliza a direcionalidade das antenas para permitir canais diferentes em células de uma ERB.

SDMA .

com.br .teleco.Subfaixas de freqüências (Brasil) Fonte: www.

br .com.Gerações de Sistemas Celulares Fonte: www.teleco.

Sem segurança (confidencialidade) Sistemas: AMPS. 1991. FDMA. NTT AMPS ± 1º sistema adotado no Brasil. . Alta consumo de potência.Primeira Geração ± 1G        Sistema analógico. NMT 900. Qualidade variável. TACS.

ERB) Cada banda possui 832 canais.AMPS ± Advanced Mobile Phone System     Operação na freqüência ISM de 800 MHz Banda reversa: 824 ± 849 MHz (ERB . .Móvel) Banda direta: 869 ± 894 MHz (Móvel .

Maior segurança e privacidade. Voice Mail. Banda C em 1. D-AMPS. Serviços adicionais: SMS.Segunda Geração ± 2G    Voz convertida em sinal digital.    . GSM. TDMA. Os primeiros terminais digitais do Brasil foram ativados em 1998.8GHz é divulgada pela Anatel para o GSM. Transmissão de dados até 14. BINA. Sistemas CDMA.4Kbps.

Segunda Geração ± 2G Segunda geração .

TDMA-FDMA Canais analógicos são codificados via PCM.D-AMPS / TDMA (IS-136)       Evolução do sistema AMPS.4Kbps . Usa as mesmas bandas e canais que o AMPS. Compressão de dados permite 3:1. Velocidade: 14.

GSM. Projetado para resolver incompatibilidades 1G. TDMA-FDMA Banda reversa: 890 ± 915MHz.Global System Communication         Padrão Europeu. .ERB) Cada banda possui 124 canais de 200KHz. Versão posterior adaptada para 1800 e 1900MHz. (Móvel . (ERB ± Móvel) Banda direta: 935 ± 960MHz. Digitalização e compactação resulta em 8:1.

CDMA One (IS-95a)        CDMA-FDMA Spread Spectrum (DSSS) Bandas: 800MHz (BRA) e 1900MHz (EUA) Banda de 25MHz dividida em 10 faixas (1.25MHz) fullduplex Cada faixa comporta 64 canais digitais Diferenciação por código de modulação e espalhamento.4Kbps . Velocidade: 14.

Perspectivas     Tráfego de dados excede tráfego de voz Tráfego de dados cresce exponencialmente As indústrias se tornaram digitais Convergência industrial crescente (integração) .

³Objetivos futuros´         Conectividade em amplitude mundial Acesso à Internet (banda larga) sem fio Correio eletrônico Interface WEB Retrocompatibilidade Interoperabilidade Telepresença Transmissão de Voz em alta qualidade .

5G Surgem soluções como GPRS e EDGE .Projeto ITU ± IMT 2000       International Mobile Telecommunications Serviços disponíveis no ano 2000 Freqüência de operação em 2000MHz Largura de banda oferecida: 2000KHz ³Enquanto a 3G não vem´ = 2.

.5G        GSM+GPRS General Packet Radio Service Upgrade de software nas centrais e de firmware nos TMs. de canais GSM) Dados = Comutados por pacotes Voz = Comutados por circuito Permite migração para o 3G.Geração Intermediária ± 2. Velocidade de 64 a 115Kbps (comb.

5G      CDMA (IS 95b) Upgrade por software do CDMA One (2G) Spread Spectrum (DSSS) Vários canais agregados Velocidade: 64 a 115Kbps .Geração Intermediária ± 2.

5G      EDGE Enhanced Data Rates for GSM Evolution Adotado pelo Consórcio UWCC TDMA Normatizado pelo ITU como UWC-136 Opção de evolução para a tecnologia TDMA .Geração Intermediária ± 2.

Terceira Geração ± 3G       ³Novas brigas´ Sistema europeu UMTS (WCDMA) / Ericsson Sistema americano CDMA2000 / Qualcomm Bandas de 5MHz Problemas de retrocompatibilidade com GSM Problemas com execução de Hand-offs curtos .

Terceira Geração ± 3G Terceira geração .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful