Trabalho de ética e Cidadania

Eutanásia

Thais Silva e Rosa 2010

Eutanásia   

    

O que é eutanásia?  Definição da palavra eutanásia  Breve histórico da eutanásia  Tipos de eutanásia Aspectos:  Humano  Religioso  Médico  Bioético Eutanásia no Brasil  República Federativa do Brasil Casos reais onde a eutanásia foi aplicada Pesquisa de opinião Conclusão Sugestões de filmes com este tema Referências

O que é Eutanásia? 

A eutanásia, em sentido estrito, pode ser definida como qualquer ação ou omissão destinada a provocar a morte de um ser humano com a finalidade de suprimir o sofrimento, pondo fim ³docemente´ à vida própria ou alheia. A palavra vem do grego eu, ³bom´, e thanatos, ³morte´, significando ³boa morte, morte calma´. Esse vocábulo foi empregado pela primeira vez por Francis Bacon, no século XVII. O seu antônimo é distanásia, definida como morte lenta, ansiosa e com muito sofrimento.

Ob. 2 . ou seja.Definição da palavra Eutanásia    Segundo Morselli. enferma e parecendo incurável. religiosa. MENEZES. 39/40 . 1977. MENEZES. P. filosófica e jurídica. ³a eutanásia é aquela morte que alguém dá a outrem que sofre de uma enfermidade incurável. para abreviar agonia muito grande e dolorosa´. ética. 1 .39. é válido ressaltar que muitos a definem de acordo com suas concepções. Bibliografia Jurídica Freitas bastos. Direito de Matar. a seu próprio requerimento. ou a seres acidentados que padecem dores cruéis a seu rogo ou requerimento e sob impulsos de exacerbado sentimento de piedade e humanidade´. ² Dessa forma.. Evandro Corrêa de. Evandro Corrêa de. 2. Cit. seja qual for a definição da palavra eutanásia. ¹ Para Pinam y Malvar ³a eutanásia é aquele ato em virtude do qual uma pessoa dá morte a outra. p. Ed. conforme a sua formação cultural. Direito de Matar.

Breve histórico da Eutanásia  Diversos povos. como os celtas. no segundo livro de Samuel (2ª Samuel. tinham por hábito que os filhos matassem os seus pais quando estes estivessem velhos e doentes. Na própria Bíblia tem uma situação que evoca a eutanásia. por exemplo. Na Índia os doentes incuráveis eram levados até a beira do rio Ganges. . Uma vez feito isto eram atirados ao rio para morrerem. onde tinham as suas narinas e a boca obstruídas com o barro. capítulo 31 . versículos 1 a 13 ).

. Aristóteles. se me for solicitado. neste período. Estas discussões não ficaram restritas apenas a Grécia. condenavam o suicídio. No juramento de Hipócrates consta: "eu não darei qualquer droga fatal a uma pessoa. Por exemplo.Breve histórico da Eutanásia   A discussão a cerca dos valores sociais. Sócrates e Epicuro defendiam a idéia de que o sofrimento resultante de uma doença dolorosa justificava o suicídio. nem sugerirei o uso de qualquer uma deste tipo". Em Marselha. Pitágoras e Hipócrates. Desta forma a escola hipocrática se já se posicionava contra o que hoje tem a denominação de eutanásia e de suicído assistido. culturais e religiosos envolvidos na questão da eutanásia vem desde a Grécia antiga. ao contrário. Cleópatra VII (69aC-30aC) criou no Egito uma "Academia" para estudar formas de morte menos dolorosas. havia um depósito público de cicuta a disposição de todos. Platão.

como proteção irrecusável do mais valioso dos bens: a vida. . No entanto. em cujos princípios a vida tinham o caráter sagrado. foi a partir do sentimento que cerca o direito moderno que a eutanásia tomou caráter criminoso. a eutanásia só foi condenada a partir do judaísmo e do cristianismo.Breve histórico da Eutanásia  Assim admitida na antiguidade.

Tipos de Eutanásia  Atualmente a eutanásia pode ser classificada de várias formas. de acordo com o critério considerado.   Quanto ao tipo de ação Quanto ao consentimento do paciente .

Eutanásia de duplo efeito: quando a morte é acelerada como uma consequencia indireta das ações médicas que são executadas visando o alívio do sofrimento de um paciente terminal. dentro de uma situação de terminalidade. ou porque não se inicia uma ação médica ou pela interrupção de uma medida extraordinária. . Eutanásia passiva ou indireta: a morte do paciente ocorre. com o objetivo de minorar o sofrimento. por fins misericordiosos.Tipos de Eutanásia  Quanto ao tipo de ação:    Eutanásia ativa: o ato deliberado de provocar a morte sem sofrimento do paciente.

Tipos de Eutanásia  Quanto ao consentimento do paciente:    Eutanásia voluntária: quando a morte é provocada atendendo a uma vontade do paciente. . Eutanásia não voluntária: quando a morte é provocada sem que o paciente tivesse manifestado sua posição em relação a ela. Eutanásia involuntária: quando a morte é provocada contra a vontade do paciente.

Quando uma pessoa passa a ser prisioneira do seu corpo. de ser um "fardo" e a revolta levam o paciente a pedir o direito a morrer com dignidade.Ponto de vista a favor  Os defensores acreditam que este seja um caminho para evitar a dor e o sofrimento de pessoas em fase terminal. A pessoa teria direito à escolha pela sua vida e pelo momento da morte.   . O medo de ficar só. dependente de outras pessoas para ter as necessidades mais básicas. Tendo o direito de morrer dignamente.

devendo ser um exclusivo reservado ao "Criador ". Da perspectiva da ética médica.   . cabe assim ao médico assistir o paciente. fornecendo-lhe todo e qualquer meio necessário ao tratamento. O Código Penal considera crime quem ajuda em suicídio ou homicídio mesmo que a pedido da vitima ou por "compaixão".Ponto de vista contra  Do ponto de vista religioso. é tida como uma usurpação do direito à vida humana. só ele pode tirar a vida de alguém. ou seja.

aceitou a possibilidade de que a vida possa ser encurtada como efeito secundário à utilização de drogas para diminuir o sofrimento de pacientes com dores insuportáveis.Posição da Igreja Católica  A Igreja Católica. . posicionou-se de forma contrária à eutanásia por ser contra a ³lei de Deus´. em 1957. numa alocução a médicos. em 1956. No entanto. o Papa Pio XII.

Ao tomar parte do debate levantado pelo caso da italiana Eluana Englaro. Padre segura cartaz onde se lê "o que é legal nem sempre é moral" do lado de fora do hospital onde Terri Schiavo estava internada. . Este caso chamou a atenção do mundo todo. em 2005. o Papa Bento XVI afirmou que a eutanásia seria uma ³solução falsa para o sofrimento´.Posição da Igreja Católica  Já em 2008. a campanha da fraternidade lançada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). se dirigiu contra a eutanásia.

Cabe assim ao médico. cumprindo o juramento Hipocrático. pode-se verificar a existência de muitos casos em que os indivíduos estão desenganados pela Medicina tradicional e depois procurando alternativas conseguem curar-se. a eutanásia é considerada homicídio. fornecendo-lhe todo e qualquer meio necessário à sua subsistência. Para além disto. assistir o paciente. . segundo o qual considera a vida como um dom sagrado. tendo em conta o juramento de Hipócrates.A eutanásia na perspectiva da ética médica Da perspectiva da ética médica. sobre a qual o médico não pode ser juiz da vida ou da morte de alguém.

independentemente da situação. a aplicação dos princípios da moral deve ser pautada na preservação da vida. . devendo prevalecer um sobre o outro. deve priorizar o alívio do sofrimento. no paciente passível de ser salvo. poder-se-á. do ponto de vista da moral. Esses dois princípios complementam-se na maior parte das vezes. podem tornar-se antagônicos. talvez. em determinadas situações. Se for estabelecido como princípio básico o de optarse sempre pela preservação da vida. Assim. a atuação médica. Entretanto. não devendo e nem podendo ser combatida. enquanto que.A eutanásia na perspectiva da bioética A atuação médica é movida por dois grandes princípios morais: a preservação da vida e o alívio do sofrimento. existe um momento da evolução da doença em que a morte torna-se um desfecho esperado e natural. estar negando o fato de que a vida é finita. Como é conhecido. no paciente que está na etapa da morte inevitável. com tal atitude.

. não-maleficência. é importante observar que os princípios da beneficência e da não-maleficência são prioritários sobre os da autonomia e da justiça. autonomia e justiça ± deve ser realizada numa sequência de prioridades.A eutanásia na perspectiva da bioética A aplicação dos princípios éticos ± beneficência. Dessa forma.

a eutanásia sempre gerou muita polêmica e é considerada um crime de homicídio. .Eutanásia no Brasil  No Brasil.

2º São direitos dos usuários dos serviços de saúde no Estado de São Paulo:  XXIII . constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos: («)  III . de nº 10. Já a Lei dos Direitos dos Usuários dos Serviços de Saúde do Estado de São Paulo. Ainda na Constituição Federal brasileira consta o que segue:  Art. formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal. com risco de morte.241/99. assim expressa:  Art.recusar tratamentos dolorosos ou extraordinários para tentar prolongar a vida.a dignidade da pessoa humana.República Federativa do Brasil     Na Constituição Federal brasileira podemos observar:  Art.ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano ou degradante. também conhecida como "Lei Mário Covas". O Código Civil brasileiro de 2002 assim expressa:  Art. a tratamento médico ou a intervenção cirúrgica. 5º (artigo que trata dos direitos fundamentais individuais)  III . 15. .  Ninguém pode ser constrangido a submeter-se. 1º A República Federativa do Brasil.

Casos Internacionais onde a eutanásia foi aplicada    O caso Eluana Englaro (Itália) O caso Terri Schiavo (EUA) O caso Piergiorgio Welby (Itália) E para refletir: O caso Rom Houben .

Pouco depois de Eluana tinha sido mantida em suporte artificial de vida. depois de muita polêmica. seu pai pediu para ter seu tubo de alimentação e removido para permitir que ela morra naturalmente. devido a um acidente de carro. se tornou o foco de uma batalha judicial entre apoiantes e opositores da eutanásia. As autoridades inicialmente recusaram o seu pedido. dividindo opiniões entre religiosos e leigos. A decisão de suspender a alimentação foi tomada pelo pai. ela morreu após viver por cerca de 17 anos em estado vegetativo. mas a decisão foi alterada. aos 20 anos de idade. Em fevereiro de 2009. .O caso Eluana Englaro A Italiana Eluana Englaro entrou em um estado vegetativo persistente em 18 de janeiro de 1992. Beppino Englaro. aos 38 anos de idade.

de acordo com as diferentes equipes médicas que a tem tratado. cinco minutos sem fluxo sanguíneo cerebral. . teve retirada a sonda que a alimentava e hidratava. judicial e política. por estrangulamento. em 1990. Ela permaneceu.O caso Terri Schiavo (EUA) Theresa Marie (Terri) Schindler-Schiavo. devido a grande lesão cerebral. Desde então. que é um distúrbio alimentar. vindo a falecer em 31 de março de 2005. pelo menos. talvez devido a perda significativa de potássio associada a Bulimia. Os pais de Terri alegaram uma possível agressão do marido. teve uma parada cardíaca. Após longa disputa familiar. que poderia ter sido a causadora da lesão cerebral. que supostamente estava em processo de separação conjugal com seu marido. de 41 anos. Michael Schiavo. ficou em estado vegetativo.

para evitar a sensação de falta de ar. Não sou maníaco-depressivo. Welby morreu da forma como havia desejado e descrito em seu livro "Deixem-me morrer". . O argumento utilizado pela Igreja foi o de que o paciente se afastou da doutrina católica ao solicitar a realização da eutanásia. o paciente Piergiorgio Welby explicava sua vontade de morrer. Acho a idéia de morrer horrível. Giorgio Napolitano. Mas o que me resta não é mais uma vida". pois estava tetraplégico devido a uma distrofia muscular progressiva. O médico anestesista Mario Riccio após sedá-lo. o médico Mario Riccio não cometeu crime ao desligar o respirador que mantinha vivo paciente. Welby morreu em dezembro de 2007. mas a sua demanda não foi considerada válida pela ausência de lei na Itália que tipifique esta situação. O paciente teve apenas um enterro laico. Segundo a interpretação da juíza Zaira Secchi. informado e suas vontades eram legítimas. Welby estava lúcido. pois a Igreja Católica negou a possibilidade de um enterro religioso. Então. Na carta ele afirmava: ³Eu amo a vida. tranqüilo e com esse sentido de estupor que invade tudo".Caso Piergiorgio Welby (Itália) Em carta aberta ao presidente italiano. desligou o respirador. cansado. O paciente já havia solicitado uma autorização judicial para que seus equipamentos fossem desligados. consciente. No livro o paciente escreveu: "Morrer teria que ser como dormir depois do amor. porque rejeitar tratamento médico não desejado é um direito reconhecido na Constituição italiana. do Tribunal de Roma. desde 1997.

O momento em que descobriram que eu não estava num estado vegetativo. ouvia tudo o que lhe diziam. ³agora quero ler. A partir dessa altura o seu corpo ficou paralisado e oficialmente em coma. falar com meus amigos por meio do computador e aproveitar minha vida. O seu coração parou e o seu cérebro ficou privado de oxigenação durante vários minutos. Foi submetido a intensas sessões de fisioterapia e já conseguiu recuperar algum movimento e se comunica através computador sensível ao toque. Apesar de completamente imóvel. Mas o diagnóstico dos médicos foi demasiado precipitado. ainda que permaneceu tanto tempo incomunicável.Para refletir: o caso Rom Houben Durante 23 anos. foi como se tivesse nascido outra vez. Nesse dia. Estava consciente. mas nunca conseguiu que o seu corpo comunicasse esse fato. quando um neurologista usou um inovador sistema de ressonância magnética e percebeu que o cérebro de Rom estava funcionando quase normalmente. o belga Rom Houben esteve preso dentro do seu corpo. disse Houben. disse Rom à revista alemã ³Der Spiegel´. Foi o meu segundo nascimento´. O seu cérebro funcionava normalmente. ³Nunca esquecerei o dia em que me µdescobriram¶. O paciente assinalou que. percebeu que o caso de Rom era o de um falso coma. O seu pesadelo acabou em 2006. Rom conseguia ouvir tudo o que lhe diziam. Rom voltou a nascer. agora as pessoas sabem que não estou morto´. mas não podia mexer-se nem falar devido a um acidente de automóvel. que trouxe o caso a público. .

A perguntas foi a seguinte: Você é a favor ou contra a Eutanásia? De um total de 4231 pessoas que responderam. de diversas faixas etárias e ambos os sexos.Pesquisa de opinião sobre a Eutanásia:    Realizamos uma pesquisa na Internet em fóruns de discussão. sobre a Eutanásia. o resultado foi o seguinte:  47% são contra a Eutanásia  53% são a favor da Eutanásia . buscando a opinião das pessoas. chats (salas de bate-papo) e comunidades no Orkut (rede social filiada ao Google).

Pesquisa de opinião sobre a Eutanásia:   As pessoas que responderam a esta pesquisa foram mantidas no anonimato. usados por estas pessoas como justificativa às suas respostas sobre a pergunta em questão. . dois a favor e dois contra. A seguir serão citados quatro argumentos.

falar« Queremos este ente querido no nosso lado sem saber se ele está nos sentindo no lado deles. pra ela. conforme vamos alimentando nossa esperança com existência de milagres. Às vezes é bom nos colocar no lugar de outra pessoa pra perceber como devemos reagir em determinados momentos. Vamos parar com esse egoísmo bobo de ter esse alguém por perto.´ . estamos fazendo a pessoa sofrer e sofremos também porque a decepção é maior e dói muito mais. Somos egoístas demais querendo que uma pessoa esteja ligada a aparelhos mesmo sabendo que já não existe expectativa de vida alguma.Você é a favor ou contra a Eutanásia?  Mulher: ³Sou a favor da eutanásia. a vida já terminou então a pessoa está vivendo não porque Deus quer mas porque os aparelhos a mantém viva. não poder se mover. temos que poupar essas pessoas desse sofrimento e nos poupar também. Nunca paramos pra pensar como uma pessoa se sentiria em uma situação dessas. Temos que lembrar que a pessoa que está vivendo graças a aparelhos. e poupar as pessoas que amamos de tanto sofrimento.

´ . Não há vida. onde todos citam a religião não seria melhor esta pessoa viver em outro mundo com sua felicidade natural e sem sua dor. Pessoas com dores constantes. Não é ser a favor de matar alguém e sim de acabar com a infelicidade dessa pessoa.Você é a favor ou contra a Eutanásia?  Homem: ³Sou a favor da eutanásia. mas que seja com um direito digno de um ser humano. há só dor e principalmente dores coletivas. com uma perda de consciência extrema com seu estado vegetativo. pessoas tem o direito de vida sim. não podemos colocar partes religiosas nesse momento falar sobre Deus e optar fazer o caminho da igreja.

Podemos encontrar hoje. várias pessoas que os médicos consideraram estar no denominado ³coma irreversível´ e se recuperaram com o passar do tempo. acredito que devemos lutar contra a doença até o último minuto de nossas vidas. por interesses financeiros incentivando ou recomendando a eutanásia.Você a favor ou contra a Eutanásia?  Mulher: ³Sou contra a eutanásia. Acredito também que com a legalização da eutanásia.´ . Até mesmo este ato poderá ser utilizado por familiares de pacientes inconscientes. gerando a morte de pessoas sem o consentimento destas. mesmo que este esteja sofrendo com uma doença incurável. Isso mostra que nem sempre a eutanásia é a melhor solução. ela poderá ser utilizada de maneira abusiva e. pois acho que todo ser humano tem o direito a vida. consequentemente.

se a pessoa ter fé em Deus. Eu sou contra e creio em um Deus que pode tudo. Então mesmo passando por dificuldades nós temos que ter fé. Deus vai ou restaurá-la ou aliviar a sua dor. somos todos humanos então e um humano não tem direito de tirar a vida de outro humano. pois ele nos criou. sei que é difícil ver um ente querido estar num estado critico mais tenho fé. ninguém pode tirar a vida de ninguém. O único ser que tem todo esse direito é Deus. Eu acredito que a pessoa tem que ate o ultimo momento crer em Deus porque Deus nos da vitória e realiza milagres na nossa vida.´ .Você a favor ou contra a Eutanásia?  Homem: ³Sou contra a eutanásia.

Conclusão  Eutanásia é um assunto muito polêmico que divide as opiniões da sociedade e. outras dizem que só vivendo uma situação extrema dessas para saber qual será sua opinião. deixam muitas pessoas em dúvida. Muitas dizem que só são a favor em alguns casos. em muitos casos. Eutanásia é uma prática tão antiga quanto a própria vida em sociedade. A eutanásia nasce do primado de que a vida em seu término deve ser cercada de cuidados e amenizações.  .

Lúcido e extremamente inteligente. Belén Rueda. não uma obrigação´ . ³Viver é um direito. a sociedade e até mesmo seus familiares. Lola Dueñas. Mabel Rivera. que o deixou tetraplégico e preso a uma cama por 28 anos. Celso Bugallo duração: 125 min gênero: Drama status: arquivado Sinopse: Ramón Sampedro (Javier Bardem) é um homem que luta para ter o direito de pôr fim à sua própria vida. Ramón decide lutar na justiça pelo direito de decidir sobre sua própria vida. Na juventude ele sofreu um acidente.Ramón Sampedro - . o que lhe gera problemas com a igreja.Sugestões de filmes com o tema: Eutanásia Mar Adentro titulo original: (Mar Adentro) lançamento: 2004 (Espanha) direção: Alejandro Amenábar atores: Javier Bardem.

. Hilary Swank. Mike Colter duração: 137 min gênero: Drama status: arquivado Sinopse: Frankie Dunn é um treinador de boxe que já conquistou vários títulos. Maggie se torna uma ótima lutadora. É quando aparece em sua academia Maggie Fitzgerald. Morgan Freeman. Após muito esforço ela consegue com que Frankie seja seu treinador.Sugestões de filmes com o tema: Eutanásia Menina de Ouro titulo original: (Million Dollar Baby) lançamento: 2004 (EUA) direção: Clint Eastwood atores: Clint Eastwood. Jay Baruchel. até que um acontecimento muda definitivamente o destino dessas duas pessoas. O relacionamento de ambos vai crescendo. Os dois juntos conseguem muitas vitórias. O problema é que Frankie nunca aceitou ser o treinador de mulher alguma. enquanto Maggie trabalha duro para se sustentar e ajudar sua família.

Halder explora as circunstância de sua vida pessoal num romance no qual defende a eutanásia. Quando o livro é subitamente inscrito numa lista de apoio à propaganda do governo. A esposa é neurótica. os filhos são exigentes e uma mãe doente. Mas é a partir disso que as escolhas de Halder causarão efeitos devastadores. Professor de literatura. Charlie Condou duração: 96 min gênero: Drama status: arquivado Sinopse: John Halder (Mortensen) é um homem bom e decente que tem uma família problemática. Halder vê sua carreira ascender numa corrente de nacionalismo e prosperidade. . Mark Strong. Jason Isaacs. Steven Mackintosh.Sugestões de filmes com o tema: Eutanásia Um Homem Bom titulo original: (Good) lançamento: 2008 (Alemanha) (Inglaterra) direção: Vicente Amorim atores: Viggo Mortensen.

que precisa lidar não apenas com o processo em si mas também com a cobertura da mídia ao julgamento. e a ira dos promotores locais. o que lhe rendeu o apelido de Dr. Susan Sarandon. Apoiado pelo amigo Neal Nicol (John Goodman) e por sua irmã Margo Janus (Brenda Vaccaro). Morte. ele passa a prestar uma "consultoria de morte".Sugestões de filmes com o tema: Eutanásia Você Não Conhece Jack titulo original: (You Don't Know Jack) lançamento: 2010 (EUA) direção: Barry Levinson atores: Al Pacino. O responsável por defendê-lo na corte é Geoffrey Fieger (Danny Huston). John Goodman. a presidente do Hemlock Society. Desta forma. Brenda Vaccaro duração: 135 min gênero: Drama status: arquivado Sinopse: Jack Kevorkian (Al Pacino) sempre defendeu que o ser humano tem o direito de morrer com dignidade. Danny Huston. que abrem um processo contra Jack. Em seu trabalho ele ganha o apoio de Janet Good (Susan Sarandon). escolhendo a forma como deseja encerrar a vida diante de doenças terminais. Jack ajudou em mais de uma centena de suicídios assistidos. .

com/sociologia/eutanasia.a enciclopédia livre .outubro de 20010 Ética e eutanásia .htm ..org .mundolegal.com. Maria Elisabeth Rennó de Castro Santos.Simpósio Medicina e Direito Heriberto Brito de Oliveira.wikipedia.outubro de 2010 Universia .br/Default. Eymard Francisco Brito de Oliveira.uol.com.http://www.brasilescola.jsp?id=6645 ± outubro de 2010 JUS ± navigandi . 2.br/bioetica.com. Direito de Matar.http://www.cfm?FuseAction=Artigo_Detalhar&did=6225&Assunto=penal ± outubro de 2010 Adoro Cinema .http://www.com ± outubro de 2010 .adorocinema.br/doutrina/texto.2003 Eutanásia.asp?id=4217 ± outubro de 2010 A EUTANÁSIA NO BRASIL http://www. aspectos éticos e jurídicos .Referências Wikipédia .outubro de 2010 Bioética e ética na ciência .Geraldo Pereira Junior ± 2002 MENEZES. Bibliografia Jurídica Freitas bastos.universia. Evandro Corrêa de.http://jus2. Ed. Robertha Zuffo Brito de Oliveira.htm .bioetica.http://www.ufrgs. Ana Maria Brito de Oliveira.br/materia/materia. João Alfredo de Paula e Silva .http://pt. 1977 Brasil Escola .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful