PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF - DIREITO ECONÔMICO

1

RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DIREITO ECONÔMICO
por Leonardo Vizeu Figueiredo Procurador Federal Especialista em Direito Público Especialista em Regulação de Mercados Mestre em Direito Constitucional

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF - DIREITO ECONÔMICO

2

I. Provas da ESAF

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF - DIREITO ECONÔMICO

3

Concurso para a ProcuradoriaGeral da Fazenda Nacional - 2007 -

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 4 .

488 (Salvaguarda) de 1995.751 (Subsídios) e nº 1.602 (Dumping).PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . previstos na Lei nº 9. devidamente regulamentados pelos Decretos nº 1. de 1995.DIREITO ECONÔMICO 5 Resposta: a) Trata-se da aplicação dos instrumentos de defesa comercial. nº 1. .019.

Instrumentos de defesa comercial: a) Base normativa: Lei nº 9. b) Natureza jurídica: Direito financeiro ± receita originário. ingresso compensatório (art. 10 e parágrafo único da Lei nº 9. 4º do Decreto nº 1. de 1995.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .751. de 1995): comercialização de bem.320. de 1995. parágrafo único da Lei nº 4.019. .DIREITO ECONÔMICO 6 Infrações ao Comércio Exterior: a) Dumping (art. de 1964). de 1995): assunção de parcela do custo operacional de bem. combinado com o art. 4º do Decreto nº 1. 3º. produto ou serviço no mercado externo a valor inferior ao comercializado no seu país de origem. produto ou serviço por parte dos entes oficiais de fomento econômico.602. b) Subsídios (art.019.

c) Medidas de salvaguarda: instrumento protecionista no qual determinado nicho mercadológico da indústria doméstica de um Estado signatário da OMC fica. sobre os bens. protegidos de importações de produtos similares.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 7 Instrumentos: a) Direitos ou medidas antidupmping: alíquota ad valorem cobrada além dos encargos aduaneiros e tributários. . produtos ou serviços importados à margem de dumping. temporariamente. somente podendo ser autorizada pelas autoridade de comércio internacional. estabelecida sobre as importações subsidiadas (MDIC/CAMEX/SECEX). b) Direitos ou medidas compensatórias: alíquota ad valorem cobrada além dos encargos aduaneiros e tributários. estabelecida pelas autoridade comerciais nacionais (MDIC/CAMEX/SECEX).

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 8 .

de 1996: Cooperação e Assistência Jurisdicional em Matéria Civil. de 1998: compromisso democrático no MERCOSUL. c) Protocolo de Ushuaia.DIREITO ECONÔMICO 9 Resposta: d) MERCOSUL Acordos celebrados: a) Protocolo de Ouro Preto. de 2002: sistema permanente de solução de controvérsias. d) Protocolo de Olivos. Trabalhista. b) Protocolo de Fortaleza. c) Protocolo de Las Leñas. Administrativa. Comercial. . de 1996: sistema de defesa concorrencial. de 1994: estrutura organizacional do bloco.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . Chile e Bolívia ± manutenção das instituições de Estado e do respeito à separação harmônica dos poderes constituídos. derrogou O Protocolo de Brasília. de 1993.

DIREITO ECONÔMICO 10 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

.DIREITO ECONÔMICO 11 Reposta: c) Monopólio na CRFB: art. 177 (matrizes energéticas): 1) petróleo (EC nº 09/95).PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . 3) material nuclear (EC nº 49/06). 2) gás natural (EC nº 05/95).

Redigirá o acórdão o Senhor Ministro Eros Grau.538/78 para restringir a sua aplicação às atividades postais descritas no artigo 9º do referido diploma legal.manter o serviço postal e o correio aéreo nacional. Art.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . Ricardo Lewandowski e Celso de Mello... deu interpretação conforme ao artigo 42 da Lei nº 6. O Tribunal. Decisão: O Tribunal. vencidos o Senhor Ministro Marco Aurélio. Compete à União: (. . que a julgava procedente. 21.2009. o Senhor Ministro Menezes Direito.DIREITO ECONÔMICO 12 Questões controversas: a) Setor postal (ADPF nº 54-6).08. 05. justificadamente. e os Senhores Ministros Gilmar Mendes (Presidente).) X . Plenário. por maioria. ainda. julgou improcedente a argüição de descumprimento de preceito fundamental. que a julgavam parcialmente procedente. Ausente.

diretamente ou mediante autorização. nos termos da lei. 21.. 21.) c) a navegação aérea..explorar. aeroespacial e a infra-estrutura aeroportuária. c) telecomunicações: Art. que disporá sobre a organização dos serviços. . Compete à União: (. concessão ou permissão.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . os serviços de telecomunicações.) XI . concessão ou permissão: (. diretamente ou mediante autorização.) XII .. Compete à União: (... a criação de um órgão regulador e outros aspectos institucionais.explorar.DIREITO ECONÔMICO 13 b) Aeroportos: Art..

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 14 .

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . passa a se constituir em autarquia federal. .884.DIREITO ECONÔMICO 15 Resposta: b) Lei nº 8. vinculada ao Ministério da Justiça.137. criado pela Lei nº 4. 3º O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). de 10 de setembro de 1962. de 1994 Art. e atribuições previstas nesta lei. com sede e foro no Distrito Federal. órgão judicante com jurisdição em todo o território nacional.

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 16 .

que tenham por objeto ou possam produzir os seguintes efeitos. II .884.aumentar arbitrariamente os lucros.) . IV . de 1994: Art.. caracterizam infração da ordem econômica: (. As seguintes condutas. Constituem infração da ordem econômica.dominar mercado relevante de bens ou serviços. além de outras. III . § 1º A conquista de mercado resultante de processo natural fundado na maior eficiência de agente econômico em relação a seus competidores não caracteriza o ilícito previsto no inciso II.DIREITO ECONÔMICO 17 Resposta: e) Arts. 20 e seus incisos. 21. 20 e 21 da Lei nº 8... os atos sob qualquer forma manifestados. 20.exercer de forma abusiva posição dominante. ainda que não sejam alcançados: I . independentemente de culpa. falsear ou de qualquer forma prejudicar a livre concorrência ou a livre iniciativa.limitar.. (.) Art.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . na medida em que configurem hipótese prevista no art.

DIREITO ECONÔMICO 18 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

DIREITO ECONÔMICO 19 Concurso para a ProcuradoriaGeral da Fazenda Nacional .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .2006 - .

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 20 .

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 21 .

170 e incisos da CRFB: .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 22 Resposta: b) Art.

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 23 .

de rito sumário. o imóvel rural que não esteja cumprindo sua função social. para fins de reforma agrária. assim como o montante de recursos para atender ao programa de reforma agrária no exercício.As benfeitorias úteis e necessárias serão indenizadas em dinheiro. para o processo judicial de desapropriação. autoriza a União a propor a ação de desapropriação. Compete à União desapropriar por interesse social. mediante prévia e justa indenização em títulos da dívida agrária.O decreto que declarar o imóvel como de interesse social. § 2º . para fins de reforma agrária. e cuja utilização será definida em lei. 184. § 3º . . a partir do segundo ano de sua emissão. estaduais e municipais as operações de transferência de imóveis desapropriados para fins de reforma agrária. § 5º .Cabe à lei complementar estabelecer procedimento contraditório especial.DIREITO ECONÔMICO 24 Resposta: d) Art. com cláusula de preservação do valor real. § 1º .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . resgatáveis no prazo de até vinte anos. § 4º .São isentas de impostos federais.O orçamento fixará anualmente o volume total de títulos da dívida agrária.

DIREITO ECONÔMICO 25 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

§1º. da CRFB § 1º A União poderá contratar com empresas estatais ou privadas a realização das atividades previstas nos incisos I a IV deste artigo observadas as condições estabelecidas em lei. 177.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 26 Resposta: e) Art. .

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 27 .

18 da Lei nº 8. A personalidade jurídica do responsável por infração da ordem econômica poderá ser desconsiderada quando houver da parte deste abuso de direito. de 1994: Art.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . Art. . 18. fato ou ato ilícito ou violação dos estatutos ou contrato social. encerramento ou inatividade da pessoa jurídica provocados por má administração. A desconsideração também será efetivada quando houver falência.DIREITO ECONÔMICO 28 Resposta: c). estado de insolvência. infração da lei.884. excesso de poder.

DIREITO ECONÔMICO 29 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

IV . 54.DIREITO ECONÔMICO 30 Resposta: a) Lei nº 8. .tenham por objetivo. § 1º O Cade poderá autorizar os atos a que se refere o caput. Os atos. III . ou c) propiciar a eficiência e o desenvolvimento tecnológico ou econômico.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . desde que atendam as seguintes condições: I . e os consumidores ou usuários finais.os benefícios decorrentes sejam distribuídos eqüitativamente entre os seus participantes.sejam observados os limites estritamente necessários para atingir os objetivos visados. 54 (compromisso de desempenho) Art. que possam limitar ou de qualquer forma prejudicar a livre concorrência.884. b) melhorar a qualidade de bens ou serviço. cumulada ou alternativamente: a) aumentar a produtividade. de 1994. sob qualquer forma manifestados.não impliquem eliminação da concorrência de parte substancial de mercado relevante de bens e serviços. II . de outro. art. ou resultar na dominação de mercados relevantes de bens ou serviços. de um lado. deverão ser submetidos à apreciação do Cade.

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 31 .

2004 - .DIREITO ECONÔMICO 32 Concurso para a ProcuradoriaGeral da Fazenda Nacional .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF - DIREITO ECONÔMICO

33

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF - DIREITO ECONÔMICO

34

Resposta: a) Art. 173, §4º, CRFB: § 4º - A lei reprimirá o abuso poder econômico que vise dominação dos mercados, eliminação da concorrência e aumento arbitrário dos lucros.

do à à ao

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF - DIREITO ECONÔMICO

35

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . CRFB) Lei nº 8.884/94 (aplicação razoável) . 1º. in fine. Valor Princípio (norma constitucional de eficácia contida) Lei disciplinadora (mitigação para defesa do valor) Eficiência Livre Iniciativa (art.155-SP.DIREITO ECONÔMICO 36 Resposta: e) Doutrina: Regra da razão (rule of reason): a caracterização da conduta como infração à ordem econômica depende de seu potencial efeito danoso ao mercado. a) origens: jurisprudência da Suprema Corte dos EUA ± 1911 (Standard Oil of New Jersey X USA). b) STJ: RE nº 261. IV.

DIREITO ECONÔMICO 37 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

e os consumidores ou usuários finais. de outro. desde que atendam as seguintes condições: I . art. b) melhorar a qualidade de bens ou serviço.tenham por objetivo. III . Os atos. de um lado. de 1994. II .DIREITO ECONÔMICO 38 Resposta: d) Lei nº 8. 54.884. que possam limitar ou de qualquer forma prejudicar a livre concorrência.não impliquem eliminação da concorrência de parte substancial de mercado relevante de bens e serviços. IV .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . ou c) propiciar a eficiência e o desenvolvimento tecnológico ou econômico.os benefícios decorrentes sejam distribuídos eqüitativamente entre os seus participantes. cumulada ou alternativamente: a) aumentar a produtividade. ou resultar na dominação de mercados relevantes de bens ou serviços. . 54 (compromisso de desempenho) Art. sob qualquer forma manifestados.sejam observados os limites estritamente necessários para atingir os objetivos visados. deverão ser submetidos à apreciação do Cade. § 1º O Cade poderá autorizar os atos a que se refere o caput.

DIREITO ECONÔMICO 39 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

884. IV .exercer de forma abusiva posição dominante. 20.DIREITO ECONÔMICO 40 Resposta: c). os atos sob qualquer forma manifestados..limitar. que tenham por objeto ou possam produzir os seguintes efeitos.dominar mercado relevante de bens ou serviços.. § 1º A conquista de mercado resultante de processo natural fundado na maior eficiência de agente econômico em relação a seus competidores não caracteriza o ilícito previsto no inciso II. falsear ou de qualquer forma prejudicar a livre concorrência ou a livre iniciativa. independentemente de culpa. As seguintes condutas. além de outras. 20 e 21 da Lei nº 8. ainda que não sejam alcançados: I .. Arts.aumentar arbitrariamente os lucros. de 1994: Art. II . Constituem infração da ordem econômica. III . 20 e seus incisos.) . na medida em que configurem hipótese prevista no art.) Art.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . (. caracterizam infração da ordem econômica: (. 21..

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 41 .

que era o fundamento da resposta do gabarito oficial. dado o advento da Lei nº 11. pode propor compromisso de cessação para todas as condutas que se traduzam em infração à ordem econômica. Resposta oficial: b) .884.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . ad referendum do CADE.482. que revogou o §5º do art. a SDE.DIREITO ECONÔMICO 42 Esta questão encontra-se sem resposta. de 2007. Atualmente. 53 da Lei nº 8.

DIREITO ECONÔMICO 43 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

DIREITO ECONÔMICO 44 Concurso para a ProcuradoriaGeral da Fazenda Nacional .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .2003 - .

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 45 .

§ 1º . § 5º .O decreto que declarar o imóvel como de interesse social.São isentas de impostos federais. para o processo judicial de desapropriação.O orçamento fixará anualmente o volume total de títulos da dívida agrária. § 4º . § 3º . a partir do segundo ano de sua emissão. para fins de reforma agrária. 184.DIREITO ECONÔMICO 46 Resposta: b) Art. mediante prévia e justa indenização em títulos da dívida agrária. Compete à União desapropriar por interesse social. autoriza a União a propor a ação de desapropriação. e cuja utilização será definida em lei. § 2º .As benfeitorias úteis e necessárias serão indenizadas em dinheiro. com cláusula de preservação do valor real. de rito sumário. resgatáveis no prazo de até vinte anos. assim como o montante de recursos para atender ao programa de reforma agrária no exercício.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . o imóvel rural que não esteja cumprindo sua função social. para fins de reforma agrária. . estaduais e municipais as operações de transferência de imóveis desapropriados para fins de reforma agrária.Cabe à lei complementar estabelecer procedimento contraditório especial.

DIREITO ECONÔMICO 47 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 48 Resposta: e) Vide art. 34 do Protocolo de Ouro Preto.

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 49 .

na forma da lei.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 50 Resposta: c) Art. as funções de fiscalização. incentivo e planejamento. Art. caput. 174. o Estado exercerá. sendo este determinante para o setor público e indicativo para o setor privado. 174. Como agente normativo e regulador da atividade econômica. . da CRFB.

DIREITO ECONÔMICO 51 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

independentemente de culpa.. à escolha do Cade. A decisão do Plenário do Cade. Constituem infração da ordem econômica. 60. que tenham por objeto ou possam produzir os seguintes efeitos.) § 1º A conquista de mercado resultante de processo natural fundado na maior eficiência de agente econômico em relação a seus competidores não caracteriza o ilícito previsto no inciso II. .DIREITO ECONÔMICO 52 Resposta: d) Lei nº 8. Art.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . 64.. cominando multa ou impondo obrigação de fazer ou não fazer. Serão solidariamente responsáveis as empresas ou entidades integrantes de grupo econômico. Art. que praticarem infração da ordem econômica. Art. 17. os atos sob qualquer forma manifestados. 20. Art. de fato ou de direito. constitui título executivo extrajudicial.884. A execução das decisões do Cade será promovida na Justiça Federal do Distrito Federal ou da sede ou domicílio do executado. de 1994. ainda que não sejam alcançados: (.

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 53 .

DIREITO ECONÔMICO 54 Concurso para Advogado da União .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .1998 - .

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 55 .

IV . A função social é cumprida quando a propriedade rural atende. 186.observância das disposições que regulam as relações de trabalho. aos seguintes requisitos: I .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . II . segundo critérios e graus de exigência estabelecidos em lei. .DIREITO ECONÔMICO 56 Resposta: d) Art.exploração que favoreça o bem-estar dos proprietários e dos trabalhadores. III .utilização adequada dos recursos naturais disponíveis e preservação do meio ambiente.aproveitamento racional e adequado. simultaneamente.

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 57 .

170.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . fundada na valorização do trabalho humano e na livre iniciativa. independentemente de autorização de órgãos públicos. inclusive mediante tratamento diferenciado conforme o impacto ambiental dos produtos e serviços e de seus processos de elaboração e prestação. VI . II .propriedade privada. A ordem econômica. conforme os ditames da justiça social.livre concorrência. III . tem por fim assegurar a todos existência digna. V . É assegurado a todos o livre exercício de qualquer atividade econômica. VIII . VII . Parágrafo único.soberania nacional. .DIREITO ECONÔMICO 58 Resposta: b) Vide art. 170 e incisos da CRFB: Art.defesa do meio ambiente.tratamento favorecido para as empresas de pequeno porte constituídas sob as leis brasileiras e que tenham sua sede e administração no País. IX .busca do pleno emprego. IV .defesa do consumidor. observados os seguintes princípios: I .função social da propriedade. salvo nos casos previstos em lei.redução das desigualdades regionais e sociais.

DIREITO ECONÔMICO 59 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

caput. .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . Art. 173. Ressalvados os casos previstos nesta Constituição. conforme definidos em lei. a exploração direta de atividade econômica pelo Estado só será permitida quando necessária aos imperativos da segurança nacional ou a relevante interesse coletivo. da CRFB. 173.DIREITO ECONÔMICO 60 Resposta: e) Art.

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 61 .

in fine. as funções de fiscalização. na forma da lei. da CRFB. .DIREITO ECONÔMICO 62 Resposta: a) Art. Como agente normativo e regulador da atividade econômica. Art. 174. o Estado exercerá. sendo este determinante para o setor público e indicativo para o setor privado. incentivo e planejamento.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . 174.

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 63 .

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . .DIREITO ECONÔMICO 64 Resposta: d) Vide doutrina.

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF - DIREITO ECONÔMICO

65

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF - DIREITO ECONÔMICO

66

Resposta: c) Vide doutrina.

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF - DIREITO ECONÔMICO

67

Gabarito oficial: b) Questão passível de anulação. .DIREITO ECONÔMICO 68 Resposta: e) Vide doutrina.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

DIREITO ECONÔMICO 69 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

Provas da CESPE .DIREITO ECONÔMICO 70 II.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

2009 - .DIREITO ECONÔMICO 71 Concurso para Procurador do BACEN .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

DIREITO ECONÔMICO 72 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

etapa posterior à união aduaneira. de 1º de maio de 1974. b) Reconfiguração da Ordem Econômica Internacional: Declaração de Estabelecimento de uma Nova Ordem Econômica Mundial. de 12 de dezembro de 1974 . Resolução ONU nº 3. Plano de Ação para o Estabelecimento de uma Nova Ordem Econômica Mundial. Resolução ONU nº 3. de 1994.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .202 . Resolução ONU nº 3. o qual implica o estabelecimento de uma Tarifa Externa Comum. o MERCOSUL objetiva a implementação de um mercado comum.201.DIREITO ECONÔMICO 73 a) Nos termos do Protocolo de Ouro Preto.281. de 1º de maio de 1974. Carta de Direitos e Deveres Econômicos dos Estados.

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 74 .

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . integrando. cujo principal papel é a manutenção da estabilidade dos preços e da unidade cambial. d) O Banco de Compensações Internacionais (Bank for International Settlements) é uma organização internacional responsável pela supervisão bancária. . juntamente com os bancos nacionais.DIREITO ECONÔMICO 75 c) O Banco Central Europeu adquiriu personalidade jurídica com o Tratado de Maastricht. na Suíça. de 1992. Sediado em Basiléia. o Sistema Europeu de Bancos Centrais. reune 55 bancos centrais de todo o mundo. Ele visa "promover a cooperação entre os bancos centrais e outras agências na busca de estabilidade monetária e financeira".

DIREITO ECONÔMICO 76 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

na cidade de Basileia (Suíça). como precaução contra o risco de crédito. O Basileia II fixa-se em três pilares e 25 princípios básicos sobre contabilidade e supervisão bancária. .DIREITO ECONÔMICO 77 e) O Acordo de Capital de Basileia. também designado por Acordo de Basileia ou Basileia I.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . O Acordo de Capital de Basileia II. foi um acordo assinado no âmbito do Comitê da Basiléia em 2004 para substituir o acordo de Basileia I. por iniciativa do Comitê da Basileia e ratificado por mais de 100 países. oficialmente denominado International Convergence of Capital Measurement and Capital Standards. foi um acordo firmado em 1988. que devem ser respeitadas por bancos comerciais. Este acordo teve como objetivo criar exigências mínimas de capital. também conhecido como Basileia II.

(Pilar 2) processo de supervisão. e (Pilar 3) prestação de informação sobre a situação financeira e a solvabilidade das instituições.DIREITO ECONÔMICO 78 De forma genérica. de mercado e operacional. o regime prudencial proposto por Basileia II encontra-se apoiado por uma estrutura que comporta os chamados três pilares: (Pilar 1) determinação de requisitos mínimos de fundos próprios para cobertura dos riscos de crédito. .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

DIREITO ECONÔMICO 79 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

DIREITO ECONÔMICO 80 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

conforme definidos em lei.. . 173. ambos da CRFB. a) Art.As empresas públicas e as sociedades de economia mista não poderão gozar de privilégios fiscais não extensivos às do setor privado.DIREITO ECONÔMICO 81 Resposta: b). 173 (. Ressalvados os casos previstos nesta Constituição. (..) § 2º . 84 c/c art.) b) art.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .. 192. a exploração direta de atividade econômica pelo Estado só será permitida quando necessária aos imperativos da segurança nacional ou a relevante interesse coletivo. c) Vide art..

DIREITO ECONÔMICO 82 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

).. 23. É competência comum da União. 23.) . (. 177.. e) Art.DIREITO ECONÔMICO 83 d) Vide art. gás natural e seus derivados e álcool combustível deverá atender aos seguintes requisitos: (. do Distrito Federal e dos Municípios: VIII fomentar a produção agropecuária e organizar o abastecimento alimentar.) § 4º A lei que instituir contribuição de intervenção no domínio econômico relativa às atividades de importação ou comercialização de petróleo e seus derivados... CRFB (Art. dos Estados.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . VIII.

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 84 .

A personalidade jurídica do responsável por infração da ordem econômica poderá ser desconsiderada quando houver da parte deste abuso de direito. 21. infração da lei.DIREITO ECONÔMICO 85 Resposta: e). excesso de poder.. na medida em que configurem hipótese prevista no art. caracterizam infração da ordem econômica: (. encerramento ou inatividade da pessoa jurídica provocados por má administração..PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . 20 e seus incisos. Lei nº 8. As seguintes condutas. estado de insolvência. 18. .884/94. fato ou ato ilícito ou violação dos estatutos ou contrato social. a) Art.) XVIII . b) Preço predatório: Art. além de outras. A desconsideração também será efetivada quando houver falência.vender injustificadamente mercadoria abaixo do preço de custo.

DIREITO ECONÔMICO 86 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

além de outras.) II .. . 24. 20 e seus incisos. alienações.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . poderão ser impostas as seguintes penas.a proibição de contratar com instituições financeiras oficiais e participar de licitação tendo por objeto aquisições. constituídas de fato ou de direito. Estadual. junto à Administração Pública Federal. e) Art. bem como entidades da administração indireta. Esta lei aplica-se às pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. na medida em que configurem hipótese prevista no art. ainda que temporariamente. por prazo não inferior a cinco anos.exigir ou conceder exclusividade para divulgação de publicidade nos meios de comunicação de massa.) VII . quando assim o exigir a gravidade dos fatos ou o interesse público geral. Sem prejuízo das penas cominadas no artigo anterior.. realização de obras e serviços.. bem como a quaisquer associações de entidades ou pessoas.DIREITO ECONÔMICO 87 c) Art. 15. d) Exclusividade: Art. Municipal e do Distrito Federal. mesmo que exerçam atividade sob regime de monopólio legal. com ou sem personalidade jurídica. As seguintes condutas. 21.. caracterizam infração da ordem econômica: (. concessão de serviços públicos. isolada ou cumulativamente: (.

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 88 Concurso para Advogado da União .2008 - .

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 89 .

busca do pleno emprego.). observados os seguintes princípios: (.. fundada na valorização do trabalho humano e na livre iniciativa.). 174. . o Estado exercerá.) VIII . Como agente normativo e regulador da atividade econômica. conforme os ditames da justiça social. 170. as funções de fiscalização. A ordem econômica. tem por fim assegurar a todos existência digna. incentivo e planejamento.DIREITO ECONÔMICO 90 Respostas: 69 ± Certa (Art.. 70 ± Errada (Art.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . sendo este determinante para o setor público e indicativo para o setor privado. na forma da lei.

DIREITO ECONÔMICO 91 Concurso para Procurador Federal .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .2007 - .

DIREITO ECONÔMICO 92 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

Lei nº 8. os atos sob qualquer forma manifestados..) . 20. Constituem infração da ordem econômica. independentemente de culpa. que tenham por objeto ou possam produzir os seguintes efeitos..PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 93 Resposta: Certa.884/94: Art. ainda que não sejam alcançados: (.

DIREITO ECONÔMICO 94 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

(. .. 173.DIREITO ECONÔMICO 95 Resposta: Errada.As empresas públicas e as sociedades de economia mista não poderão gozar de privilégios fiscais não extensivos às do setor privado. Art..) § 2º . a exploração direta de atividade econômica pelo Estado só será permitida quando necessária aos imperativos da segurança nacional ou a relevante interesse coletivo. conforme definidos em lei. Ressalvados os casos previstos nesta Constituição.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 96 .

por brasileiros ou empresa constituída sob as leis brasileiras e que tenha sua sede e administração no País. § 1º A pesquisa e a lavra de recursos minerais e o aproveitamento dos potenciais a que se refere o "caput" deste artigo somente poderão ser efetuados mediante autorização ou concessão da União. Art. § 2º . § 3º . sem prévia anuência do poder concedente. e as autorizações e concessões previstas neste artigo não poderão ser cedidas ou transferidas.A autorização de pesquisa será sempre por prazo determinado. 176. que estabelecerá as condições específicas quando essas atividades se desenvolverem em faixa de fronteira ou terras indígenas.DIREITO ECONÔMICO 97 Resposta: Errada.Não dependerá de autorização ou concessão o aproveitamento do potencial de energia renovável de capacidade reduzida. . e pertencem à União.É assegurada participação ao proprietário do solo nos resultados da lavra. no interesse nacional. As jazidas. para efeito de exploração ou aproveitamento. na forma e no valor que dispuser a lei. na forma da lei. em lavra ou não. total ou parcialmente. § 4º .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . e demais recursos minerais e os potenciais de energia hidráulica constituem propriedade distinta da do solo. garantida ao concessionário a propriedade do produto da lavra.

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . (. e demais recursos minerais e os potenciais de energia hidráulica constituem propriedade distinta da do solo. em lavra ou não.) § 4º .DIREITO ECONÔMICO 98 Resposta: Certa. As jazidas. 176. e pertencem à União.Não dependerá de autorização ou concessão o aproveitamento do potencial de energia renovável de capacidade reduzida. Art. garantida ao concessionário a propriedade do produto da lavra. ... para efeito de exploração ou aproveitamento.

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 99 .

Errada.. sendo este determinante para o setor público e indicativo para o setor privado.) II . na forma da lei.) § 4º A lei que instituir contribuição de intervenção no domínio econômico relativa às atividades de importação ou comercialização de petróleo e seus derivados. por meio de incentivo fiscal (Art.os recursos arrecadados serão destinados: (.) . gás natural e seus derivados e álcool combustível deverá atender aos seguintes requisitos: (. 174.. 91. as funções de fiscalização. Como agente normativo e regulador da atividade econômica. Certa: Art...PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . (. o Estado exercerá. Intervenção Indireta.) c) ao financiamento de programas de infra-estrutura de transportes... 177.DIREITO ECONÔMICO 100 Resposta: 90. incentivo e planejamento.

DIREITO ECONÔMICO 101 Concurso para Advogado da União .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .2006 - .

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF - DIREITO ECONÔMICO

102

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF - DIREITO ECONÔMICO

103

Resposta: Errada;
Art. 176. As jazidas, em lavra ou não, e demais recursos minerais e os potenciais de energia hidráulica constituem propriedade distinta da do solo, para efeito de exploração ou aproveitamento, e pertencem à União, garantida ao concessionário a propriedade do produto da lavra. § 1º A pesquisa e a lavra de recursos minerais e o aproveitamento dos potenciais a que se refere o "caput" deste artigo somente poderão ser efetuados mediante autorização ou concessão da União, no interesse nacional, por brasileiros ou empresa constituída sob as leis brasileiras e que tenha sua sede e administração no País, na forma da lei, que estabelecerá as condições específicas quando essas atividades se desenvolverem em faixa de fronteira ou terras indígenas. § 2º - É assegurada participação ao proprietário do solo nos resultados da lavra, na forma e no valor que dispuser a lei. § 3º - A autorização de pesquisa será sempre por prazo determinado, e as autorizações e concessões previstas neste artigo não poderão ser cedidas ou transferidas, total ou parcialmente, sem prévia anuência do poder concedente. § 4º - Não dependerá de autorização ou concessão o aproveitamento do potencial de energia renovável de capacidade reduzida.

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF - DIREITO ECONÔMICO

104

§ 3º . Art.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .É assegurada participação ao proprietário do solo nos resultados da lavra.Não dependerá de autorização ou concessão o aproveitamento do potencial de energia renovável de capacidade reduzida. que estabelecerá as condições específicas quando essas atividades se desenvolverem em faixa de fronteira ou terras indígenas. garantida ao concessionário a propriedade do produto da lavra. As jazidas.DIREITO ECONÔMICO 105 Resposta: Errada. e as autorizações e concessões previstas neste artigo não poderão ser cedidas ou transferidas.A autorização de pesquisa será sempre por prazo determinado. § 2º . no interesse nacional. sem prévia anuência do poder concedente. e pertencem à União. na forma da lei. por brasileiros ou empresa constituída sob as leis brasileiras e que tenha sua sede e administração no País. em lavra ou não. § 1º A pesquisa e a lavra de recursos minerais e o aproveitamento dos potenciais a que se refere o "caput" deste artigo somente poderão ser efetuados mediante autorização ou concessão da União. e demais recursos minerais e os potenciais de energia hidráulica constituem propriedade distinta da do solo. . 176. para efeito de exploração ou aproveitamento. § 4º . total ou parcialmente. na forma e no valor que dispuser a lei.

DIREITO ECONÔMICO 106 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

as funções de fiscalização. Como agente normativo e regulador da atividade econômica. sendo este determinante para o setor público e indicativo para o setor privado. 174. . incentivo e planejamento.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 107 Resposta: Certa: Art. na forma da lei. o Estado exercerá.

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 108 .

na forma da lei. Art. Como agente normativo e regulador da atividade econômica. o Estado exercerá. 174. (.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF ..O Estado favorecerá a organização da atividade garimpeira em cooperativas. as funções de fiscalização. sendo este determinante para o setor público e indicativo para o setor privado. incentivo e planejamento.DIREITO ECONÔMICO 109 Resposta: certa.) § 3º . levando em conta a proteção do meio ambiente e a promoção econômico-social dos garimpeiros. ..

DIREITO ECONÔMICO 110 Concurso para Procurador Federal .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .2004 - .

DIREITO ECONÔMICO 111 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . fundada na valorização do trabalho humano e na livre iniciativa. conforme os ditames da justiça social. observados os seguintes princípios: (.. inclusive mediante tratamento diferenciado conforme o impacto ambiental dos produtos e serviços e de seus processos de elaboração e prestação. .DIREITO ECONÔMICO 112 Resposta: certa..defesa do meio ambiente. tem por fim assegurar a todos existência digna. 170. Art.) VI . A ordem econômica.

DIREITO ECONÔMICO 113 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

(. ... Art....a alíquota da contribuição poderá ser: (..PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .) I . gás natural e seus derivados e álcool combustível deverá atender aos seguintes requisitos: (.DIREITO ECONÔMICO 114 Resposta: certa.III. b.) b)reduzida e restabelecida por ato do Poder Executivo.) § 4º A lei que instituir contribuição de intervenção no domínio econômico relativa às atividades de importação ou comercialização de petróleo e seus derivados. não se lhe aplicando o disposto no art. 150. 177.

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 115 .

As usinas que operem com reator nuclear deverão ter sua localização definida em lei federal. 225.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . ..lo para as presentes e futuras gerações.DIREITO ECONÔMICO 116 Resposta: Certa. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado.) § 6º . sem o que não poderão ser instaladas. bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida. (. Art.. impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá.

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .2003 - .DIREITO ECONÔMICO 117 Concurso para Advogado da União .

DIREITO ECONÔMICO 118 .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .

defesa do consumidor. IV .livre concorrência. salvo nos casos previstos em lei. V . A ordem econômica. VIII . É assegurado a todos o livre exercício de qualquer atividade econômica. IX . VI . independentemente de autorização de órgãos públicos. conforme os ditames da justiça social. fundada na valorização do trabalho humano e na livre iniciativa. tem por fim assegurar a todos existência digna.DIREITO ECONÔMICO 119 Resposta: Certa. observados os seguintes princípios: I . .redução das desigualdades regionais e sociais.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .função social da propriedade.defesa do meio ambiente. inclusive mediante tratamento diferenciado conforme o impacto ambiental dos produtos e serviços e de seus processos de elaboração e prestação.busca do pleno emprego. II . 170.soberania nacional.propriedade privada. Art.tratamento favorecido para as empresas de pequeno porte constituídas sob as leis brasileiras e que tenham sua sede e administração no País. Parágrafo único. VII . III .

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 120 .

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . . as funções de fiscalização. Como agente normativo e regulador da atividade econômica. Art.DIREITO ECONÔMICO 121 Resposta: Certa. 174. na forma da lei. o Estado exercerá. incentivo e planejamento. sendo este determinante para o setor público e indicativo para o setor privado.

2002 - .PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 122 Concurso para Procurador Federal .

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .DIREITO ECONÔMICO 123 .

DIREITO ECONÔMICO 124 Resposta: Certa. sendo este determinante para o setor público e indicativo para o setor privado. . incentivo e planejamento.PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF . na forma da lei. Art. Como agente normativo e regulador da atividade econômica. 174. as funções de fiscalização. o Estado exercerá.

PROFESSOR LEONARDO VIZEU FIGUEIREDO RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESAF .gov.br .gov. Muito obrigado! lvizeu@agu.DIREITO ECONÔMICO 125 Fim.br lvizeu@cvm.