Características dos Sistemas Agrários das diferentes Regiões

Conceitos:
y Morfologia agrária: y define-se pela disposição dos campos cultivados, das

pastagens e da floresta, também como a densidade dos caminhos rurais e o tipo e a presença ou ausência das vedações; y Sistema de cultura: y é a forma de como a sociedade rural trabalha a terra de modo a tirar maior partido dela; y Povoamento rural: y é uma distribuição de casas, ligadas ás actividades agrícolas, pelos campos. I

Disperso Concentrado ntensivo Extensivo

Abertos Fechados

Noroeste

Campos fechados Socalcos

Parcelas irregulares Série de linhas de relevo separadas por vales largos de fundo aplanados Povoamento disperso

Parcelas fechadas por rencos de árvores Policultura

Socalcos de vinha verde

Produção de leite

Rega abundante

Árvores de fruto

Batata

Feijão

Abóbora

Produtos artícolas

Milho

Aspectos físicos e humanos
y y y y y y

Factores Físicos: Apresenta linhas de relevo separadas por vales largos e aplanados; Temperatura amena durante todo o ano; Precipitação abundante; Estação seca estival de dois a três meses; Predominam os solos resultantes do granito, que apresenta uma fertilidade média; Solos aluvionares nas margens dos rios, que permitem uma actividade agrícola mais intensa.

y Factores Humanos: y A presença dos Romanos na região

y y y

y

deixou as suas marcas nas espécies cultivadas e nos instrumentos utilizados; Os árabes tornaram a utilização de noras muito comum na região; Os Descobrimentos implantaram novas espécies cultivadas; A alta densidade populacional e o facto de ser auto consumidor, faz com que a fragmentação das parcelas seja maior; As características de minifúndios são acentuadas através das normas do direito sucessório e do sistema de heranças.

O povoamento nesta zona do país é disperso.

Norte interior

Parcelas de maior dimensão Campos abertos e de formas mais regulares

Criaçã

a

vi

ca ri

Centei

ri

Douro vinhateiro

Vinha e Olival

Asp ct s físic s huma
y y y y y

s

Factores Físicos: A temperatura média anual é muito baixa; Fracos valores de precipitação; Estação seca estival pronunciada; Relevo planáltico e montanhoso; Os solos são xistosos, de fraca fertilidade.

Factores Humanos y A romanização está bem patente no cultivo da oliveira, vinha, cereais e árvores de fruto; y Fracas densidades populacionais e o isolamento levaram à formação de um povoamento concentrado; y Presença de um certo comunitarismo agro-pastoril, do qual restam poucos vestígios, marcou as actividades e organização do território.

O povoamento nesta zona do país é concentrado em aldeias.

Centro

Parcelas de diferentes dimensões e com formas regulares (cultura intensiva e regadio)

Parcelas abertas e de formas regulares

Produção de girassóis no Ribatejo

Plantação e tomate no i atejo

Criação de gado leiteiro

Pinheiro bravo

Eucalipto

Plantação de trigo no Ribatejo

y y

y

y

Factores Físicos: Contrastes de relevo (planície no litoral, montanhoso no interior); Região de transição climática (influência atlântica/influência continental); Os solos têm índices de fertilidade variados (solos mais férteis no litoral e de natureza granítica e xistosa no interior). Contraste ao nível da distribuição das temperaturas e da precipitação.

Factores Humanos: y A presença de vários povos deixou várias marcas nas espécies cultivadas, nos instrumentos utilizados e na forma de retirar água de poços; y A cultura do arroz foi introduzida por D. Dinis, na zona de Montemor-o-Velho;

O povoamento nesta zona do país é disperso no litoral e aglomerado no interior

Alentejo

Campos abertos salpicados de sobreiros e azinheiras (montados)

Latifúndios

Campos de formas regulares

Aspectos físicos e humanos
y y y

y y

Factores Físicos: Temperatura média anual elevada; Baixos valores de precipitação média anual; Estação seca estival é acentuada, registando-se um calor mais persistente; Dominam as planícies; A fertilidade do solo é muito baixa, dado a rocha-mãe ser de origem xistosa.

Factores Humanos: y Forte influência muçulmana nas espécies cultivadas; y Baixa densidade populacional; y A extinção das ordens religiosas que detinham grande parte dos terrenos obrigou o Estado a vendê-las à burguesia rica, originando assim parcelas de cultivo muito grandes.

O povoamento nesta zona do país é concentrado.

Algarve

Culturas arbustivas

Produção hortícula e frutícola (sistema intensivo)

Campos de pequena dimensão Campos fechados (embora também haja abertos) Campos de formas irregulares

Sistema extensivo (cereais de cequeiro)

Aspectos físicos e humanos
Factores Físicos
y y y y y y y y

Factores Humanos
y Forte influência romana marcada pela produção de fruta; y Influencia árabe visível na utilização de sistemas de rega e na produção de citrinos, entre outros; y Produção de frutos secos (figo, alfarroba, amêndoa, etc.); y Densidades populacionais apreciáveis (junto ao litoral);

Clima tipicamente mediterrânico; Verão quente, seco e longo; Período estival seco de cindo a seis eses; Invernos suaves, pouco chuvosos e com temperaturas amenas; Valores de precipitação total muitos baixos; Relevo de planície no litoral separado do Alentejo pela serra algarvia ; Sobressaem, pela sua altitude, as serras de Monchique e do Caldeirão; Solos de natureza xistosa na serra algarvia e de natureza calcária na planície (solos pobres e pedregosos);

O povoamento nesta área do país concentrado nas áreas montanhosas e disperso nas áreas de planí cie.

Madeira

Campos de pequenas dimensões Campos de formas irregulares Socalcos

Sistema intensivo de culturas escolonadas com a altitude.

Campos de pequenas dimensões Campos fechados

Aspectos físicos e humanos
Factores Físicos
y Clima ameno ao longo do ano; y Verão quente,seco e prolongado e y y y

Factores Humanos
y Densidade populacional baixa;

y

y Maior concentração no litoral; o Iverno suave; y Descoberta da Madeira em 1420 Período seco estival bem pelos navegadores portugueses; acentuado; introduziu-se a vinha no séc XV. a Contraste entre a vertente norte e a vertente sul; primeira casta aser plantada foi a Valores mais baixos de malvasia. No séc. XVII temperatura média anual nos introduziram-se as castas sercial, picos de maior altitude do centro boal e verdelho. das ilhas. y A bananeira foi introduzida em O clima condiciona o escalonamento das culturas com meados do Séc XVI . altitude. O povoamento nesta zona do país é disperso

Açores

Criação de gado ovino Produção de leite Separação entre a agricultura e a criação de gado

Policultura intensiva (vinha, batata, milho) Pastagens permanentes Matos espontâneos

Campos de pequenas dimensões Campos com formas geométricas Campos fechados por sebes, arbustos ou muros de pedra

Curraletas (produção de vinhas)

Aspectos físicos e humanos
Factores Físicos y Clima mais húmido e maior distribuição das chuvas ao longo do ano; y valores totais anuais de precipitação bastante significativos; y presença constante de nevoeiro e nuvens; y As temperaturas no Verão e no Inverno são amenas; y o relevo é vigoroso, provocando condições climatéricas especificas, que variam com a altitude; Factores Humanos
y Densidade populacional baixa; y A

população distribui-se pela periferia das ilhas; y A primeira ilha foi descoberta em 1427. Durante os séculos XV e XVI foram colonizadas por portugueses e flamengos, que introduziram gado, milho e vinhas; y A partir de 1440, o povoamento das ilhas progrediu rapidamente; y Com a expansão da navegação marítima e do conhecido europeu, os Açores passaram a ser uma encruzilhada das navegações atlânticas;

O povoamento nesta zona do país é misto (linear ou orientado, segundo rede de caminhos)

André Gonçalves Deltha Lowe Laura Ceia Rafael Cavaco

11ºE

www.agroportal.pt www.olhares.com