FACULDADE ATENAS MARANHENSE - FAMA

- Gestão Ambiental Gestão Ambiental Lei 9.605 - Crimes Ambientais
GERISVAL ALVES PESSOA • Mestre em Gestão Empresarial • Especialista em Engenharia da Qualidade • Auditor Líder ISO 9000 e ISO 14000 • Auditor OHSAS 18001 • Instrutor Internacional de TPM • Examinador Prêmio Nacional da Qualidade - Ciclos 2000, 2001 e 2002
© Gerisval Pessoa

Histórico Ambiental
• •

• • • • •

Década de 60 - despertar “Conferência das Nações Unidas sobre Ambiente Humano”, realizada em Estocolmo, na Suécia ,em julho de 1972 “Conferência sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento”Rio 92 , realizada no Rio de Janeiro Convenções do Clima e da Biodiversidade; Agenda 21; Declaração do Rio para Meio Ambiente e Desenvolvimento; Declaração de Princípios para Florestas.

© Gerisval Pessoa

Histórico Ambiental

Legislação tutelar Legislação do Reino; Código Civil (1916); Código de Águas (1934); Patrimônio Cultural (1937) Código Penal (1940); Código Florestal (1965); Códigos de Caça, Pesca e Mineração (1967)etc. Lei 6.938, de 31/08/1981 (Política Nacional de Meio Ambiente); Lei 7.347, de 24/07/1985 (Lei de Ação Civil Pública); Constituição Federal de 1988; Lei 9.605, de 12/02/1998 ( Lei dos Crimes Ambientais); Lei 9.985, de 18/07/2000 (Regulamenta o art.225, parág. 1º, incisos I, II, III e VII da CF, institui o SNUC)

• • • • • • • • • • • •

© Gerisval Pessoa

Conceitos Básicos
• •

Meio Ambiente “Conjunto de condições , leis, influências e interações de ordem física, química e biológica, que permite, abriga e rege a vida em todas as suas formas” ( Lei 6.938/81, art. 3º, I ) Poluição “A degradação da qualidade ambiental resultante de atividades que, direta ou indiretamente :
• • • • • prejudiquem a saúde, a segurança e o bem-estar da população; criem condições adversas às atividades sociais e econômicas; afetem desfavoravelmente a biota; afetem as condições estéticas ou sanitárias do meio ambiente; lancem matérias ou energia em desacordo com os padrões ambientais estabelecidos.” ( Lei 6.938/81, art. 3º, III )

• •

© Gerisval Pessoa

Conceitos Básicos
• •

Poluidor “ A pessoa física ou jurídica, de direito público ou privado, responsável, direta ou diretamente, por atividades causadoras de degradação ambiental ( Lei 6.938/81, art. 3º, IV ) Gestão Ambiental “ Conjunto de ações encaminhadas à obtenção da máxima racionalidade na tomada de decisões, relativa à conservação, proteção, melhoria e recuperação do meio ambiente, baseando-se em uma abordagem multi e interdisciplinar e na participação dos cidadãos.” ( Lei 6.938/81, art. 3º, III )

• •

© Gerisval Pessoa

Responsabilidade - Conceitos

Etmológico - (latim) “respondere” = resposabilizar-se, assegurar, assumir o pagamento do que se obrigou o ato que praticar. qualidade de ser responsável , a condição de responder. Geral - exprime a obrigação de responder por alguma coisa. - obrigação de satisfazer a prestação ou de cumprir o fato atribuídos ou imputados à pessoa por determinação legal. - revela o dever jurídico decorrente da convenção como da norma ou regra jurídica. Comercial - empregado na significação de encargos, ônus.

• •

© Gerisval Pessoa

Responsabilidade Administrativa

É aquela que se atribui ao administrador de assumir ou ser o responsável por todos os atos que execute ou ordene, excedendo os poderes administrativos, que lhe foram conferidos ou outorgados. Juridicamente resulta na obrigação ou no dever legal de reparar ou ressarcir os prejuízos que possa causar à administração pelos atos abusivos ou excessivos.

© Gerisval Pessoa

Responsabilidade Civil

Designa a obrigação de reparar o dano, quando injustamente causado a outrem. Resulta da ofensa ou da violação de reparar o dano ou de ressacir o dano, quando injustamente causado a outrem. É apurada para exigir a reparação civil que é a pena imposta ao agente ou responsável pelo ato ilícito. Tipos : DIRETA - quando decorre de ato próprio. INDIRETA - quando advém de ato ou fato alheio.

• •

© Gerisval Pessoa

Responsabilidade Criminal

Entende-se a obrigação de sofrer o castigo ou incorrer nas sanções penais impostas ao agente do fato ou omissão criminosa. Funda-se na imputabilidade do ato criminoso. IMPUTABILIDADE - mostra, indica, põe a descoberto o autor do ato ilícito, o executor do fato criminoso ou agente do crime. RESPONSABILIDADE - advém da evidência de que ele responde ou deve sobre as sanções impostas por seu ato.

© Gerisval Pessoa

Direito Ambiental - Princípios
(Constituição Federal de 1988)

“As condutas e atividades consideradas lesivas ao meio ambiente sujeitarão os infratores, pessoas físicas ou jurídicas, às sanções penais e administrativas, independentemente da obrigação de reparar os danos causados” (Art. 225,parág.3º) “Aquele que explorar recursos minerais fica obrigado a recuperar o meio ambiente degradado, de acordo com a solução técnica exigida pelo órgão público competente na forma da lei”(Art. 225, parág.2º)

© Gerisval Pessoa

Responsabilidade
(Lei 9.605/98)

Sujeitos ativos “Quem, de qualquer forma, concorre para a prática dos crimes previstos nesta Lei, incide penas a estes cominadas, na medida da sua culpabilidade, bem como o diretor, o administrador, o membro de conselho e de órgão técnico, o auditor, o gerente, o preposto ou mandatário de pessoa jurídica, que, sabendo da conduta criminosa de outrem , deixar de impedir a sua prática, quando podia agir para evitála” (Art. 2º, caput) “A responsabilidade das pessoas jurídicas não exclui a das pessoas físicas, autoras, co-autoras ou partícipes do mesmo fato”. (Art. 3º, parágrafo único)

© Gerisval Pessoa

Penas Aplicáveis
(Lei 9.605/98)

Às pessoas físicas
Privativas de Liberdade . Reclusão . Detenção . Prisão simples

Restritivas de direitos

. Prestação de serviços à comunidade . Interdição temporária de direitos . Suspensão parcial ou total de atividades . Prestação pecuniária . Recolhimento domiciliar

Multa

© Gerisval Pessoa

Penas Aplicáveis
(Lei 9.605/98)

Às pessoas jurídicas
Multa . Prestação de serviços à comunidade . Interdição temporária de estabelecimento, obra ou atividade . Suspensão parcial ou total de atividades . Proibição de contratar com o Poder Público bem como dele obter subsídios, subvenções ou doações.

Restritivas de direitos

Liquidação forçada

© Gerisval Pessoa

Penas Aplicáveis
(Lei 9.605/98)

Restritivas de Direitos (pessoa física) :

Prestação de serviços à comunidade- consiste na atribuição ao condenado de tarefas gratuitas junto a parques e jardins públicos e unidades de conservação, e , no caso de dano da coisa particular, pública ou tombada, na restauração desta, se possível. (Art.9º) . De Interdição temporária de direito - são a proibição de o condenado contratar com o Poder Público, de receber incentivos fiscais ou quaisquer outros benefícios, bem como de participar de licitações, pelo prazo de cinco anos, no caso de crimes dolosos, e de três anos, no de crimes culposos. (Art.10º) Suspensão de Atividades - será aplicada quando estas não estiverem obedecendo às prescrições legais. (Art.11)

© Gerisval Pessoa

Penas Aplicáveis
(Lei 9.605/98)

Restritivas de Direitos (pessoa física) :

Prestação pecuniária - consiste no pagamento em dinheiro à vítima ou à entidade pública ou privada com fim social, de importância, fixada pelo juiz, não inferior a um salário mínimo nem superior a trezentos e sessenta salários mínimos. O valor pago será deduzido do montante de eventual reparação civil a que for condenado o infrator.(Art.12 ) Recolhimento domiciliar - baseia-se na auto disciplina e senso de responsabilidade do condenado, que deverá, sem vigilância, trabalhar, frequentar curso ou exercer atividade autorizada, permanecendo recolhido nos dias e horários de folga em residência ou em qualquer local destinado a sua moradia habitual, conforme estabelecido na sentença condenatória ( Art.13 )

© Gerisval Pessoa

Penas Aplicáveis
(Lei 9.605/98)

Restritivas de Direitos (pessoa jurídica) :

Suspensão parcial ou total de atividades - será aplicada quando estas não estiverem obedecendo às disposições legais ou regulamentares , relativas à proteção do meio ambiente. ( Art.22, parág. 1º ) . Interdição temporária - será aplicada quando o estabelecimento, obra ou atividade estiver funcionando sem a devida autorização, ou em desacordo com a concedida, ou com a violação de disposição de disposição legal ou reguamentar. ( Art.22, parág. 2º ) Proibição de contratar - não poderá exceder o prazo de dez anos. ( Art.22, parág. 3º )

• •

© Gerisval Pessoa

Penas Aplicáveis
(Lei 9.605/98)

Prestação de serviços à comunidade (pessoa jurídica) :

Custeio de programas e de projetos ambientais. ( Art.23, I ) Execução de obras de recuperação de áreas degradadas. ( Art.23, II ) Manutenção de espaços públicos. ( Art.23, III ) Contribuições a entidades ambientais ou culturais públicas. ( Art.23, IV )

• •

• •

© Gerisval Pessoa

Crimes Ambientais
(Lei 9.605/98)

Dos crimes contra a fauna. (Capítulo V,Seção I, arts. 29 a 37) Dos crimes contra a flora (Capítulo V,Seção II, arts. 38 a 53) Da poluição e outros crimes ambientais (Capítulo V,Seção III, arts. 54 a 61) Dos crimes contra o Ordenamento Urbano e o Patrimônio Cultural (Capítulo V,Seção IV, arts. 62 a 65) Dos crimes contra a Administração Ambiental (Capítulo V,Seção IV, arts. 66 a 69)

© Gerisval Pessoa

Infrações Administrativas - Sanções
(Lei 9.605/98)

“As infrações administrativas são punidas com as seguintes sanções, observado o disposto no art. 6º : • I - advertência ;
• • •

• • • • • •

II - multa simples; III - multa diária; IV - apreensão dos animais, produtos e subprodutos da fauna e flora, instrumentos, petrechos, equipamentos ou veículos de qualquer natureza utilizados na infração; V - destruição ou inutilização do produto; VI - suspensão de venda e fabricação do produto; VII - embargo de obra ou atividade; VIII - demolição de obra; IX - suspensão parcial ou total de atividades; X - restritiva de direitos.” (Capítulo VI, art. 72)

© Gerisval Pessoa

Infrações Administrativas - Sanções
(Lei 9.605/98)

“As sanções restritivas de direito são :
• • • •

I - suspensão do registro, licença ou autorização; II - cancelamento de registro, licença ou autorização; III - perda ou restrição de incentivos e benefícios fiscais; IV - perda ou suspensão da participação em linhas de financiamento em estabelecimentos oficiais de crédito; V - proibição de contratar com Administração Pública, pelo período de até três anos.” (Capítulo VI, art. 72, parágrafo 8º)

© Gerisval Pessoa

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful