You are on page 1of 24

CURSO: Engenharia Mecânica

Circuitos Elétricos Um circuito elétrico é composto basicamente por três elementos:
GERADOR OU FONTE DISPOSITIVO DE CARGA

CONDUTORES

CURSO: Engenharia Mecânica

Circuitos Elétricos

SÍMBOLO Alguns dispositivos elétricos classificados como resistores: ferro elétrico. .CURSO: Engenharia Mecânica Resistores Resistor é todo dispositivo elétrico que transforma exclusivamente energia elétrica em energia térmica. chuveiro. lâmpada incandescente etc. Eles são utilizados para aumentar a resistência de um circuito.

CURSO: Engenharia Mecânica Resistores Os resistores podem ser fixos ou variáveis: .

Seu cálculo é dado pela lei de Ohm (estudaremos adiante) e a unidade de medida no SI é o ohm metro ( m). isto é. Quanto mais baixa for a resistividade mais facilmente o material permite a passagem de uma carga elétrica. ‡ A resistividade de um condutor é tanto maior quanto menor for a área de sua seção transversal. .CURSO: Engenharia Mecânica Resistividade Elétrica Resistividade elétrica é uma medida da oposição de um material ao fluxo de corrente elétrica. Fatores que influenciam na resistividade de um material: ‡ A resistividade de um condutor é tanto maior quanto maior for seu comprimento. quanto mais fino for o condutor. ‡ A resistividade de um condutor depende da temperatura na qual ele se encontra. ‡ A resistividade de um condutor depende do material de que ele é feito.

Ÿ/m .CURSO: Engenharia Mecânica Resistividade Elétrica A resistência elétrica R de um dispositivo está relacionada com a resistividade p de um material por: onde: R = resistência do condutor. CM P = resistência específica ou resistividade. CM . m A = área da seção reta do fio. Ÿ L = comprimento do fio.

004 0.500 vezes a resistência do cobre.004 0.8 ** 968 34.9 = Coeficiente de Temperatura. **O carbono tem cerca de 2.005 Material Alumínio Carbono Constantan Cobre Ouro Ferro Níquel-cromo Níquel Prata Tungstênio *Os valores são aproximados.006 0. por °C 0.500 a 7.CURSO: Engenharia Mecânica Resistividade Elétrica Propriedades de materiais condutores* p = Resistência específica (resistividade) a 20° . em CM .3 217.1 110.0002 0.1 45.004 . O grafite é uma das formas do carbono.9 190.0003 (em média) 0.005 0.0.004 0.8 170. .6 32. pois a sua precisão depende da composição exata do material. /m 55.

Quanto menor a resistência.CURSO: Engenharia Mecânica Condutância A condutância é o oposto da resistência. maior a condutância. GT = G1 + G2 + G3 + .. G2. G3 e Gn = condutâncias dos ramos . + Gn onde: GT = condutância total em paralelo G1. EX.: 6 ) de resistência é igual a 1/6 S de condutância. G = 1/R onde: G = condutância R = Resistência (ohms..

CURSO: Engenharia Mecânica Circuitos Elétricos .

CURSO: Engenharia Mecânica Circuitos Elétricos ± Curto circuito Curto-circuito é a passagem de corrente elétrica acima do normal em um circuito devido à redução abrupta da impedância do mesmo. Normalmente o curto-circuito provoca danos tanto no circuito elétrico em que ocorre como no elemento que causou a redução de impedância. i i i i .

CURSO: Engenharia Mecânica Leis da Eletricidade Quatro leis da eletricidade explicam os fenômenos observados nos circuitos: Lei Ohm Lei das correntes de Kirchhoff Lei da voltagem de Kirchhoff Lei da Potência .

CURSO: Engenharia Mecânica Lei de OHM .

CURSO: Engenharia Mecânica Lei de OHM .

CURSO: Engenharia Mecânica LEIS DE KIRCHHOFF .

CURSO: Engenharia Mecânica .

CURSO: Engenharia Mecânica Lei da Potência .

CURSO: Engenharia Mecânica Potência Como as duas lâmpadas estão submetidas à mesma ddp. . A lâmpada de maior potência (100 W) é percorrida por maior corrente.

CURSO: Engenharia Mecânica Relações entre Lei de Ohm e Potência V = RI P = VI P= potência I = corrente V = tensão R = resistência .

e um capacitor (C).90º VR = IR VR Vc = IXc I XC VC Vc (a1) Diagrama de um circuito RLC em série (a2) Diagrama de fasores. conectados em série ou em paralelo.RLC Um circuito RLC é um circuito elétrico consistindo de um resistor (R).Vc + 90º . VL > VC .CURSO: Engenharia Mecânica Circuitos Monofásicos . RLC em série VL R VR VL = IXL XL VL VL . um indutor (L).

CURSO: Engenharia Mecânica Circuitos RLC em Série VL .Vc VT ) VR VR = IR VL = IXL Vc = IXc I (a3) Triângulo de fasores de tensão VL > VC Analisando as figuras a2 e a3. temos: R. . XL e XC em série. XL > XC para um circuito indutivo.

. XL e XC em série. VC > VL Analisando as figuras b2 e b3. temos: R.VL (b3) Triângulo dos fasores de tensão VC > VL ) VT I.90º VR VC . XC > XL para um circuito capacitivo. referência VC (b2) Diagrama de fasores.CURSO: Engenharia Mecânica Circuitos RLC em Série VR + 90º I Vc .VL .

referência ) IT IL .Ic (c1) Diagrama de um circuito RLC em paralelo IL VT.Ic (c2) Diagrama de fasores.90º IR VT IL .CURSO: Engenharia Mecânica Circuitos RLC em Paralelo RLC em paralelo IT IR IL IC + 90º . IL > IC (c3) Triângulo de fasores da corrente IL > IC .

XL e XC em paralelo. temos: R.IL .90º VT IR IC . referência (d3) Triângulo de fasores de corrente IL > IC IL (d2) Diagrama de fasores. IL > IC Analisando as figuras d2 e d3. IC > IL para um circuito capacitivo. .CURSO: Engenharia Mecânica Circuitos RLC em Paralelo IT ) + 90º IC .IL VT.

CURSO: Engenharia Mecânica Impedância RLC em Série Z ) R Triângulo de fasores de impedância Xl > Xc CIRCUITO INDUTIVO Triângulo de fasores de impedância Xc > Xl CIRCUITO CAPACITIVO R ) Z Xc ± Xl = . ZT = VT IT .X XI ± Xc = X Ou pela Lei de Ohm Z = VT I RLC em Paralelo *impedância total Zt de um circuito RLC em paralelo é igual à tensão total Vt dividida pela corrente total It.