You are on page 1of 12

Metabolismo de Proteínas

By: Aiala Priscila Nunes

sinalizadores.Função das Proteínas          Hormônios e receptores Enzimas Neurotransmissores Proteínas estruturais Proteínas contráteis Proteínas motoras Proteínas transmembranas Milhares de peptídeos reguladores. entre outros .

Função energética: As proteínas fornecem energia quando os carboidratos e os lipídios são insuficientes para satisfazer as necessidades energéticas. Função reguladora: As proteínas estão presentes nos hormônios e enzimas que atuam na regulação dos processos metabólicos e fisiológicos ligados ao exercício físico. unhas. as proteínas contribuem com 5 a 10% do total de energia necessária. pele. Em exercícios prolongados. .Papel das Proteínas no Organismo Função plástica e construtora: As proteínas são utilizadas na reparação e construção de tecidos no organismo e estão presentes em todas as células. Cabelos. músculo. com mais de uma hora de duração. tendões e ligamentos são formas de proteínas estruturais.

Digestão de Proteínas  As proteínas sofrem digestão gástrica. . pancreática e intestinal.

nem ácido nem básico. A tripsina.Grau de acidez (pH) Outro fator que afeta a forma das proteínas é o grau de acidez do meio. no qual a sua atividade é máxima.   . por exemplo. O valor 7 apresenta um meio neutro.  A escala de pH vai de 0 a 14 e mede a concentração relativa de íons hidrogênio (H+) em um determinado meio. tendo um pH ótimo situado em torno de 8. por sua vez. uma enzima digestiva estomacal. mas há exceções. Cada enzima tem um pH ótimo de atuação. também conhecido como pH (potencial hidrogeniônico). Valores próximos de 0 são os mais ácidos e os próximos de 14 são os mais básicos (alcalinos). atua eficientemente no pH fortemente ácido de nosso estômago (em torno de 2). A pepsina. é uma enzima digestiva que atua no ambiente alcalino do intestino. O pH ótimo para a maioria das enzimas fica entre 6 e 8.

A “quebra” das proteínas do tecido muscular para obter energia é um exemplo de catabolismo. .Catabolismo Catabolismo: são processos metabólicos que implicam na “quebra” de substâncias complexas em substâncias mais simples.

alguns animoácidos especias.que só aparecem em alguns tipos de proteínas .CARACTERÍSTICAS GERAIS    AMINOÁCIDOS > São as unidades fundamentais das proteínas Todas as proteínas são formadas a partir da ligação em seqüência de apenas 20 aminoácidos Existem. além desses 20 aminoácidos principais.

CARACTERÍSTICAS GERAIS  Os aminoácidos que intervém na composição das proteínas são números de 20 e obedecem a estrutura geral representada na figura abaixo: .

um agrupamento carboxila.Estrutura Química Geral    Os 20 aminoácidos possuem características estruturais em comum. O quarto ligante é um radical chamado genericamente de “R”.quase sempre assimétrico Ligados a esse carbono central. . um agrupamento amina e um átomo de hidrogênio.responsável pela diferenciação entre os 20 aminoácidos.tais como: A presença de um carbono central.

.

.LIGAÇÃO PEPTÍDICA  Ligações químicas que se estabelecem entre um 2 ou mais aminoácidos subseqüentes. formadas a partir da desidratação ou também quebradas por hidrólise. ou seja. com síntese resultante em uma molécula de água.

. havendo então uma desidratação.Saiu o H2O e os dois aminoácidos se uniram.