You are on page 1of 11

Emilia Ferreiro

:
 Argentina;  Estudou na suíça com Piaget;  Procura evitar o adultocentrismo.

. dos métodos e materiais didáticos.Muitos educadores explicam o insucessos na alfabetização pelas insuficiência dos mestres.

O que a escrita representa? Qual a estrutura do modo de representação da escrita? Ao começar a se dar conta das características formais da escrita. De que é preciso um número mínimo de caracteres para que uma série de letras “sirva para ler” . a criança constrói então duas hipóteses que vão acompanhá-la por algum tempo durante o processo de alfabetização: • • De que é preciso um número mínimo de letras – entre duas e quatro – para que esteja escrito alguma coisa. a criança precisa construir respostas para duas questões: 1.A criança e seu processo de alfabetização As pesquisas sobre o processo de alfabetização vêm mostrando que. 2. para poder se apropriar do nosso sistema de representação da escrita.

demonstra intenção de escrever através de traçado linear com formas diferentes. •.não estabelece vínculo entre a fala e a escrita. .Silábica A criança: •.faz registros diferentes entre palavras modificando a quantidade e a posição e fazendo variações nos caracteres. coisa pequenas devem ter nomes pequenos. •.supõe que a escrita é outra forma de desenhar ou de representar coisas e usa desenhos. •.pode conhecer ou não os sons de algumas letras ou de todas elas. •. •.Hipótese Pré.usa letras do próprio nome ou letras e números na mesma palavra.coisas grandes devem ter nomes grandes. garatujas e rabiscos para escrever.supõe que a escrita representa o nome dos objetos e não os objetos. •.

elas constroem interpretações que não dependem da interferência de um adulto e não deve ser entendidas como confusões.Emilia Ferreiro: Identificou antes da criança iniciar ensino formal. .

. e não o que escola pense sobre ele.Garatujas: Não são simples rabiscos Professor deve observar o que o aluno já sabe e estar atento para identificar como o aluno interpreta seus sinais.

Garatujas .

.

A criança e seu processo de alfabetização o processo de alfabetização vêm mostrando que. O que a escrita representa? Qual a estrutura do modo de representação da escrita? a criança constrói hipóteses que vão acompanhá-la por algum tempo durante o processo de alfabetização: • • De que é preciso um número mínimo de letras – entre duas e quatro – para que esteja escrito alguma coisa. a criança precisa construir respostas para duas questões: 1. 2. De que é preciso um número mínimo de caracteres para que uma série de letras “sirva para ler” . para poder se apropriar do nosso sistema de representação da escrita.

Emília Ferreiro diz: “É necessário imaginação pedagógica para dar às crianças oportunidades ricas e variáveis de interagir com a linguagem escrita.” . É necessário entender a aprendizagem da linguagem escrita é muito mais que a aprendizagem de um código de transcrição: é a construção de um sistema de representação. É necessário formação pedagógica para compreender as respostas e as perguntas das crianças.

a compreensão do valor sonoro convencional das letras. ou não. como organizar as letras na palavra? . Supõe que deve escrever tantos sinais quantas forem as vezes que mexe a boca. ou seja. pode escrever uma letra para cada palavra. para cada sílaba oral corresponde uma letra ou um sinal. Pode ter adquirido. Já supõe que a menor unidade da língua seja a sílaba. Ao ler as palavras que escreveu.Já supõe que a escrita representa a fala. Em frases. Tenta fonetizar a escrita e dar valor sonoro às letras. o que fazer com as letras que sobraram no meio das palavras ou no final ? Se coisas diferentes devem ser escritas de maneira diferente.