O Desenvolvimento da Inteligência e da Afetividade segundo Piaget

“Os fenômenos humanos são biológicos em suas raízes sociais em seus fins e mentais em seus meios.” Jean Piaget

. por intermédio da adaptação e modificação do sujeito ao meio.Os processos de Organização e Adaptação intelectual Esquemas ◦ Estruturas mentais ou cognitivas não observáveis que funcionam de forma mais ou menos estável aos estímulos. ◦ Sua função “adaptação” e “organização” do sujeito ao meio.

◦ Os esquemas evoluem na medida em que aumenta sua capacidade de observação. generalização e diferenciação que levam a transformação. Sensório-motor ( 0 à 2 anos) Pré-operacional (2 à 7 anos) Operações concretas (7 à 11 anos) Operações Formais ( 11 à 15 anos) . identificação.◦ Cada tipo esquema possui diferentes funções possibilitando ao ser processar e identificar a entrada de diferentes estímulos. caracterização.

Todos sistema é coordenado por um conjunto de outros esquemas e ele próprio constitui uma totalidade com partes diferenciadas. . ◦ ESQUEMAS PRIMÁRIOS: Reflexos capazes de gerar os primeiros constructos/esquemas/conceitos de diferenciação. Precursor dos processos mentais ◦ As respostas percebidas nos comportamentos observáveis evidenciam as características dos esquemas que a pessoa possui.

AMAMENTAR NÃO AMAMENTAR Primeiro processo de diferenciação .

motor ou conceitual aos esquemas ou padrões de comportamento ◦ Observação ◦ Identificação – caracterização ◦ Classificação .Processo de Assimilação Processo através do qual uma pessoa integra um novo dado perceptual.

◦ Modifica-se o esquema existente Processo de Acomodação ... Surge quando as características do estímulo novo não se encaixam no esquema anterior.Diante de um novo estímulo a criança busca assimilar o novo com o que ele já sabe. ◦ Cria-se um novo esquema ou... Quando isso ocorre.

foi construído O Conhecimento produzido por esse não é a realidade factual e sim sua .Assim a acomodação resulta na assimilação O novo esquema não foi copiado.

Equilibração  Estado de balanço entre a assimilação e a equilibração .  Condição necessário que o indivíduo busca constantemente. esta é uma .  O desequilíbrio deve gerar motivação para a criança buscar o equilíbrio.

Conhecimento s Prévios DEPENDE Nível de Desenvolviment o Cognoscitivo A partir da experiência com o meio É facilitado APRENDIZAGEM É Processo Interno Auto Estruturante Gerando a Reorganização Interna dos Esquemas Cognitivos Reconstrução dos conhecimentos cultural Quando o conhecimento aprendido entra em conflito com o conhecimento novo .

Pode ser observado no comportamento. a n e d po squ ruí o e (e nst cam am co pli ort Ex mp co o . Muda com idade.Processo de Desenvolvimento Cognitivo Reflete a atividade mental. rí cte ra Ca idade l: ativ lectua o e ã inte imilaç ão. ç Ass moda eis e aco estáv São tínuas con s tica s da o çã iza ida n ga egu o Or ns ert s co é c t to ma os). Constitui tudo que a criança conhece.

As estruturas são .“ Propriedades organizacionais da inteligência (esquemas). criadas através da função (processo de assimilação acomodação) e inferidas no conteúdo do comportamento.” Flavell Em síntese...

o conteúdo e a função são alguns dos aspectos que integram o processo de construção do . tanto física como mentais.Ação e Conhecimento Atuação do indivíduo sobre o ambiente. A ação sozinha não é o suficiente para o desenvolvimento intelectual. As ações resultam em mudança de esquemas que são iniciadas pela percepção e refletidas em comportamentos observáveis e não observáveis.

Os diferentes conhecimentos .

Físico: O momento da descoberta Conhecimento das propriedades físicas de objetos e eventos: tamanho. forma textura. . peso. cor. O feedback ou reforço é proporcionado pelo contato ou experiência direta com o objeto. pois as propriedades do objeto são conhecidas apenas com ele. entre outras.

Lógico-matemático: A invenção Conhecimento construído a partir do pensar sobre as experiências com os objetos. Necessita da ação direta para construção. A diversidade de experiência possibilita .

.

e respeito pelo que posso ser.” Jean Piaget . ternura pelo que é.“ Quando olho uma criança ela me inspira dois sentimentos.

OLIVEIRA. . São Paulo: Pioneira. Inteligência e Afetividade da Criança da teoria de Piaget. Marta Kohl. Heloysa. LA TAILLE. 1992. Barry J. São Paulo: Summus. 1997. DANTAS. Yves de. 5ª ed.Referências WADSWORTH. Vygotsky e Wallon: teorias psicogenéticas em discussão. Piaget.

3.0. /488039203948 9073:7.5046:0F 0 70850945046:054884807 0.09 .7.3/444:2.":.3!.203857..

/0 !.09 '498 0 .#0107H3.:884 $4 !.43 9047. !.:4 $:22:8  O ..8 02 /8.:4 !4307..77  390H3./0 /.403F9.8 58.8 $ #% ../.08 /0 '# . 0 109.79.  O  % . 4 %$ 048. 7. /.09  0/ $4 !.3. 9047.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful