You are on page 1of 17

ELETRICIDADE APLICADA

AULA 09 – Eletrodinâmica: 1ª Lei de Ohm,
Geradores Elétricos, Associação de Resistores,
Circuitos Elétricos, Potência Elétrica
Profª Msc. Letícia Caldeira Pereira Rodrigues
A corrente que atravessa um dispositivo é sempre
diretamente proporcional à ddp aplicada ao dispositivo.
Um dispositivo obedece à Lei de Ohm se a resistência do
dispositivo não depende da ddp aplicada.
Primeira Lei de Ohm
Uma ddp aplicada aos
terminais de um
dispositivo estabelecendo
uma corrente
Gráfico da corrente i em
função da ddp aplicada V
quando o dispositivo é
um resistor de 1000O
Gráfico da corrente i em
função da ddp aplicada V
quando o dispositivo é
um diodo semicondutor
A microeletrônica moderna, e portanto boa parte da
tecnologia atual, depende quase que totalmente de
dispositivos que não obedecem a Lei de Ohm.
Primeira Lei de Ohm
i R V . =
Gerador
Dispositivo
(Resistor)
u tg R =
Ler texto: “Uma visão microscópica
da Lei de Ohm” Halliday, Vol.3, p.152
Exemplos
1. Nas figuras abaixo, um resistor ôhmico esta ligado a uma bateria. Cada uma delas
apresenta uma tensão diferente.
a) Calcule o valor da resistência elétrica
sabendo que a intensidade da corrente que
atravessa o resistor e de 0,50A no primeiro
circuito. Indique o sentido convencional da
corrente.
b) Sendo o mesmo resistor do item (a) calcule
a intensidade de corrente que “circula” no
segundo circuito elétrico e indique o seu
sentido convencional.
Exemplos
2. Um estudante, num laboratório de Física, usando aparelhos adequados de medição,
fez diversas medidas de tensão elétrica num resistor e também das respectivas
intensidades de corrente elétrica. Com isso, conseguiu uma ta bela de da dos que lhe
permitiu esboçar o gráfico abaixo.
Determine a resistência elétrica do circuito.
O = =
=
=
10
4 , 0
4
4 , 0 . 4
.
R
R
i R V
3. Medindo-se a corrente eletrica (I) e a diferenca de potencial (V) em um resistor,
registraram-se os valores abaixo tabela dos:
a) Faca um esboço do gráfico da diferença de potencial V em função da corrente i.
b) Calcule o valor da resistência R do resistor.
Gerador Elétrico
É um dispositivo que converte energia não elétrica
em energia elétrica.
Química
Pilhas, Baterias
Hidráulica
Hidrelétricas
Térmicas
Termelétricas e
Termonucleares
Marés Solar Ventos
Eólica
Gerador Elétrico
Símbolos dos geradores elétricos:
Gerador ideal CC
(Corrente Contínua)
Gerador real CC
(Corrente Contínua)
Gerador CA
(Corrente Alternada)
Associação de Resistores
Exemplos
1. Determine a resistência equivalente entre os terminais A e B:
O =
+ + =
+ + =
17
3 8 6
3 2 1
eq
eq
eq
R
R
R R R R
O =
+
=
+
=
4
6
1
12
1
1
1 1
1
2 1
eq
eq
eq
R
R
R R
R
Exemplos
2. Determine a resistência equivalente entre os terminais A e B:
O =
+ +
=
+ +
=
1
3
1
3
1
3
1
1
1 1 1
1
3 2 1
eq
eq
R
R R R
R
3. No trecho de circuito abaixo, calcule os valores de i e R:
O = ¬ = =
= ¬ = =
= = =
5
16
80
8
10
80
80 4 . 20 .
3
2
1 1
R
i
V
R
A i
R
V
i
V i R V
Circuitos Elétricos
Circuitos Elétricos
Circuitos Elétricos
Os circuitos elétricos podem ser muito simples como o de uma
lanterna, até muito complexos, como é o caso de uma “placa mãe”
de um microcomputador.
Vamos começar com os mais simples, os circuitos compostos por
pilhas e resistores.
O circuito real abaixo:
Pode ser representado por
símbolos
Exemplos
1. O circuito abaixo e formado por quatro resistores e um gerador ideal
que fornece uma tensão V = 10 volts. O valor da resistência do resistor R
e desconhecido. Na figura, estão indicados os valores das resistências
dos outros resistores. Determine o valor de R, sabendo que a corrente
em R1 é igual a 255,102mA.
Exemplos
2. No circuito abaixo esquematizado, determine o valor da d.d.p.
indicada pelo voltímetro V quando a chave está aberta e quando está
fechada.
Potência Elétrica
É a taxa de conversão de energia elétrica em outro tipo de energia
em cada intervalo de tempo.
|
|
.
|

\
|
¬
A
A
= Watt
segundo
Joule
t
U
P
I V P . =
Nos circuitos elétricos,
relacionando à 1ª Lei de Ohm:
Exemplos
1. Calcule a potência dissipada no resistor R1 no circuito abaixo:

Uma ddp aplicada aos Gráfico da corrente i em terminais de um função da ddp aplicada V dispositivo estabelecendo quando o dispositivo é uma corrente um resistor de 1000 Gráfico da corrente i em função da ddp aplicada V quando o dispositivo é um diodo semicondutor . Um dispositivo obedece à Lei de Ohm se a resistência do dispositivo não depende da ddp aplicada.Primeira Lei de Ohm A corrente que atravessa um dispositivo é sempre diretamente proporcional à ddp aplicada ao dispositivo.

Vol. V  R.i Gerador Dispositivo (Resistor) R  tg Ler texto: “Uma visão microscópica da Lei de Ohm” Halliday.152 . depende quase que totalmente de dispositivos que não obedecem a Lei de Ohm. e portanto boa parte da tecnologia atual. p.Primeira Lei de Ohm A microeletrônica moderna.3.

.50A no primeiro circuito. Cada uma delas apresenta uma tensão diferente. b) Sendo o mesmo resistor do item (a) calcule a intensidade de corrente que “circula” no segundo circuito elétrico e indique o seu sentido convencional. Nas figuras abaixo. Indique o sentido convencional da corrente. a) Calcule o valor da resistência elétrica sabendo que a intensidade da corrente que atravessa o resistor e de 0.Exemplos 1. um resistor ôhmico esta ligado a uma bateria.

V  R. conseguiu uma ta bela de da dos que lhe permitiu esboçar o gráfico abaixo. fez diversas medidas de tensão elétrica num resistor e também das respectivas intensidades de corrente elétrica. Medindo-se a corrente eletrica (I) e a diferenca de potencial (V) em um resistor. .4 4 R  10 0.i 4  R. Determine a resistência elétrica do circuito. b) Calcule o valor da resistência R do resistor. num laboratório de Física. usando aparelhos adequados de medição.Exemplos 2. registraram-se os valores abaixo tabela dos: a) Faca um esboço do gráfico da diferença de potencial V em função da corrente i.4 3.0. Com isso. Um estudante.

Gerador Elétrico É um dispositivo que converte energia não elétrica em energia elétrica. Química Pilhas. Baterias Hidráulica Hidrelétricas Térmicas Termelétricas e Termonucleares Marés Solar Ventos Eólica .

Gerador Elétrico Símbolos dos geradores elétricos: Gerador ideal CC (Corrente Contínua) Gerador CA (Corrente Alternada) Gerador real CC (Corrente Contínua) .

Associação de Resistores .

Determine a resistência equivalente entre os terminais A e B: Req  R1  R2  R3 Req  6  8  3 Req  17  Req  1 1 1  R1 R2 1 Req  1 1  12 6 Req  4 .Exemplos 1.

No trecho de circuito abaixo. calcule os valores de i e R: V  R1.Exemplos 2.4  80V V 80 i   i  8A R2 10 V 80 R   R  5 i3 16 .i1  20. Determine a resistência equivalente entre os terminais A e B: 1 1 Req   1 1 1 1 1 1     R1 R2 R3 3 3 3 Req  1 3.

Circuitos Elétricos .

Circuitos Elétricos .

Vamos começar com os mais simples. O circuito real abaixo: Pode ser representado por símbolos . os circuitos compostos por pilhas e resistores. como é o caso de uma “placa mãe” de um microcomputador. até muito complexos.Circuitos Elétricos Os circuitos elétricos podem ser muito simples como o de uma lanterna.

estão indicados os valores das resistências dos outros resistores.Exemplos 1. Determine o valor de R. Na figura. sabendo que a corrente em R1 é igual a 255. . O valor da resistência do resistor R e desconhecido. O circuito abaixo e formado por quatro resistores e um gerador ideal que fornece uma tensão V = 10 volts.102mA.

No circuito abaixo esquematizado.p. determine o valor da d.d.Exemplos 2. indicada pelo voltímetro V quando a chave está aberta e quando está fechada. .

relacionando à 1ª Lei de Ohm: P  V .I .Potência Elétrica É a taxa de conversão de energia elétrica em outro tipo de energia em cada intervalo de tempo. U P t  Joule    segundo  Watt     Nos circuitos elétricos.

Calcule a potência dissipada no resistor R1 no circuito abaixo: .Exemplos 1.

 ° .

°°f%  f .

 %.

 °  °f f%  f  f.

.

%.

 ° .

°°f% .

¾¾nfsj  ¾¾ ¾ .

 ¯½¾    ¯° f ¾¾y°nf f °  ° ¾ ¯°f¾  #06  # # #06     #06     #   # # #06  #06      #06   .

 ¯½¾    ¯° f ¾¾y°nf f °  ° ¾ ¯°f¾  #06   #   #       #    #06    - n nnf f nfn ¾f ¾   '  #       ' '    #  '  #       #   .

.

n¾xn¾ .

.

n¾xn¾ .

.

n¾xn¾ ¾ nn¾ xn¾ ½ ¯ ¾  ¯ ¾¯½ ¾ n¯  ¯f f° °f fx ¯ n¯½ ¾ n¯ x  nf¾ ¯f #½fnf ¯j # ¯ ¯nn¯½f  If¯¾ n¯ sf n¯ ¾ ¯f¾ ¾¯½ ¾ ¾ nn¾ n¯½¾¾ ½ ½f¾  ¾¾ ¾ nn ff f 9 ¾  ½ ¾ °f ½ ¾¯ ¾ .

 ¯½¾   nn f f €¯f  ½ f  ¾¾ ¾ ¯ – f   f  €° n ¯f  °¾j I  ¾  f f  ¾¾y°nf   ¾¾  ¾n° n  -f €–f ¾j ° nf ¾ ¾ f ¾ f¾  ¾¾y°nf¾ ¾ ¾  ¾¾ ¾   ¯°  f  ¾f °   f n ° ¯  x –f f  ¯ .

 ¯½¾  - nn f f ¾ ¯ff   ¯°  f f ½ ° nf f ½  ¯  I f°  f nf ¾h f f f°  ¾h € nf f .