As vanguardas europeias do começo do século XX

busca de novas formas e de novos temas .• Conjunto de tendências que se contrapõem às normas artísticas vigentes • Vanguarda  avant-garde (termo militar): a primeira das tropas enviadas a uma batalha • Demolição e construção de uma nova arte: questionamento das formas tradicionais.

CONTEXTO • Extrema codificação e estagnação da arte acadêmica: regras fixas – Na poesia: versificação tradicional. 1846. métrica. Enterro em Ornans. rima – Na pintura e na escultura: realismo Gustave Courbet. .

Gustave Courbet. A Oração. O Encontro ou Bom Dia. senhor Courbet. 1865 . 1854 William Bouguereau.

a velocidade.• Chegada da modernidade / Tecnologia Caminhos-de-ferro / Transatlânticos / Automóvel / Bicicleta Elevador / Telefone / Telégrafo / Cinematógrafo / Avião • Novo mundo  nova sensibilidade  necessidade de uma nova arte • Desejo de abordar novos temas: o presente. a vida real. desejo de liberdade . a máquina • Negação do passado.

Marinetti • Princípios: – – – – Exaltação da tecnologia: louvor à máquina Expressão do movimento e da velocidade Saudação à era moderna Espírito destrutivo Giacomo Balla. Velocidade do automóvel.FUTURISMO • Itália. 1909 – F. T. 1913 .

• Revolução na linguagem: – – – – – Destruição da sintaxe / Abolição da pontuação Palavras em liberdade: verbos no infinitivo / substantivos duplos Abolição dos adjetivos e advérbios Uso de sinais matemáticos e musicais / Efeitos tipográficos Abolição do “eu” na literatura Natalya Goncharova. 1913 . Ciclista.

. o passo de corrida. os machados.O Manifesto Futurista. os martelos e destruam sem piedade as cidades .. Nós afirmamos que a magnificência do mundo enriqueceu-se de uma beleza nova: a beleza da velocidade. Nós queremos entoar hinos ao homem que segura o volante.. o êxtase. A literatura exaltou até hoje a imobilidade pensativa. Oh! a alegria de ver flutuar à deriva. […] Ateiem fogo às estantes das bibliotecas!.. rasgadas e desbotadas sobre aquelas águas. a insônia febril. o sono. 4. o salto mortal. Empunhem as picaretas. para inundar os museus!. Um automóvel rugidor que corre sobre a metralha é mais bonito que a Vitória de Samotrácia. 5. 1909 […] 3.. Nós queremos exaltar o movimento agressivo. as velhas telas gloriosas!.. Desviem o curso dos canais. o bofetão e o soco.

1926 Edvard Munch. Retrato da jornalista Sylvia Von Harden.EXPRESSIONISMO • Alemanha • Difere do Futurismo por ser pacifista Otto Dix. O Grito. 1893 .

A noite estrelada. 1889 .• Princípios: – Deformação / Exagero das figuras  expressão das sensações e emoções do autor – A emoção do observador é mais importante que a realidade externa – Simpatia aos miseráveis Van Gogh.

1907 Pablo Picasso. Les demoiselles d’Avignon.CUBISMO • Pablo Picasso (Paris). 1907 .

• Princípios – Geometrização das formas / Fragmentação dos objetos – Destruição da harmonia clássica – Renúncia à perspectiva: simultaneidade (três dimensões no mesmo plano) – Colagem Geoges Braque. Homem com guitarra. 1911 .

Caligramas de Apollinaire .

1916 • Atitude anarquista: – Humor / Sátira / Paródia – Ruptura com os objetos tradicionais da arte – Negação dos valores artísticos. escandalizar a opinião pública – Ilogismo – Revolta / Protesto contra a civilização e a guerra . sociais e comportamentais – Desejo de chocar.DADAÍSMO • Tristan Tzara (Suíça).

O. 1917 L.Q. 1919 .H.• Os ready-mades de Marcel Duchamp: objetos do cotidiano apresentados como obras de arte Roda de bicicleta.. 1913 A Fonte.O.

O poema se parecerá com você. Escolha no jornal um artigo do tamanho que você deseja dar a seu poema. Tristan Tzara . ainda que incompreendido do público. Copie conscienciosamente na ordem em que elas são tiradas do saco. Tire em seguida cada pedaço um após o outro. Agite suavemente. Pegue uma tesoura. Recorte em seguida com atenção algumas palavras que formam esse artigo e meta-as num saco. E ei-lo um escritor infinitamente original e de uma sensibilidade graciosa. Recorte o artigo.Para fazer um poema dadaísta Pegue um jornal.

sem o freio do espírito crítico Livre associação / Automatismo  qualquer forma de expressão em que a mente não exerça controle . 1924 • Influência de Freud: – – – – – Interferência da fantasia na realidade Representação do irracional e do subconsciente O instinto como ponto de partida Imaginação livre.SURREALISMO • André Breton (França).

1941 . A persistência da memória.Salvador Dalí. 1931 Joan Miró. Números e constelações em amor com uma mulher.

• Na literatura: – Ilogismo / Sonho / Loucura – Escrita automática As realidades Era uma vez uma realidade com suas ovelhas de lã real a filha do rei passou por ali E as ovelhas baliam que linda ela está a re a re a realidade Na noite era uma vez uma realidade que sofria de insônia Então chegava a madrinha fada e realmente levava-a pela mão a re a re a realidade No trono havia uma vez um velho rei que se aborrecia e pela noite perdia o seu manto e por rainha puseram-lhe ao lado a re a re a realidade CAUDA: dade dade a reali dade dade a realidade A real a real idade idade dá a reali ali a re a realidade era uma vez a REALIDADE. Louis Aragon .

. W 1070/4:9:78245478075.94/.!#$$ $ W 02. $.89..  794  .3.7/03  /.189.'43.7/:3.473.. 994 #097.

W !73.4.J548 01472.

/. $25.482807E.34 349008970.:947 0244/44-807./.9.08002408/4.08 '.825479..3906:0.074/..8 8038.  ./009073.. 70.81:7./47F2.8 0570884/.

&$ W !..884 08/0248008 / .-4!.78   !.-4!.884 !..343   .

81472.4/.J548 042097.W !73.8.

2039..02 04087.507850.7243.82:9.  .77.9.4/484-0948 0897:4/.E88../0 97H8/203808 34208245.7. #033..6:0 4202..30/..42:9.34 4.

70 ..8 /0 543.7.2.

 W 99:/0.7. $:J.3. $ W %789.76:89.3%. :247.

$E97..

49.7O/.. #:59:7.4..8/.4/48..8 0804/0.45345-.7.790 0.43..3/.4708.425479..80 ../.48 84. 4824 #0.79J89..42484-094897..!..7 08.2039.

..4397..!7490894.. .:077.40.

 4390    "  ./48.09.0:..W 870../08 /0./0-.49/.25 4-0948/4.790 #4/./ 2.34.5708039.424 4-7.8/0.7.

.20390473.. 6:03./.48./07..7.34473.42.47900280:/..83:28.. . !0:0:2473.07E.4.4.20880.H 0 4:208.:2. .4 5402.7.H/080.85.86:01472.1.3/.7.438.794/49.4:2.794 #0.50/.3%.0/0:2.4 %789.79473139.8038-/.020390 %700280:/. 8.07:25402.47/02026:00.8/48.203903.4257003//4/45-.70.9084:7.48.4. !0:0:2..J89. #0..805.03...80:5402././.47904.!. .88497.7.7940 209.9034.42.4 908:.2./.5O844:974 450./.:2.346:0.

70 80241704/4085J794. 2.0390 389394.3.4.1.438.43.7J9..79/.70./0 #05708039./.$&##$ W 3/7F70943 7.3../070:/ 3907107H3...  W 31:H3.4 .39.42454394/05.3.0/48:-.4/477.884.70.4./.8.

 /00570884026:0.6:071472.2039034007.:942.9824 6:.439740 . .

J 507889H3.43890./.37O 207480.2:07  .247.  4.0802.$.42:2..202O7../47..

W . 4824.907.9:7.

$434.

.70.70.70./..:942E9. 050.:2.04706:080.26:03/./0 07./0 ./0 &/./0.70...349007.70.3../.84.3490507/.. .:2.0:2. 394..394 05477./.70.0 :2././4 .0.# 4:87.0.24 ..43 .70.. ./0 70.5:807..70.2.70.0 :2.. 070./0383.2 0. .480:2.089E .0././0/.70./.70.0.203900.428:./73. /./08 7.0./4705. .884:547./0 497434..70.1.:2./0. 870.1..4./0 ./.:2.4:. /.79.70./.:7.././0/..70. .8/070. 8.8-.70..70./0/E..-4770.70./06:08417.50.84./0/.