ABORDAGEM DESENVOLVIMENTAL DA PSICOPATOLOGIA

O que é? A psicopatologia do desenvolvimento é um campo do conhecimento em evolução. Nesse sentido. que tomou forma a partir do livro de Thomas Achenbach. . observações são interpretadas e teorias subsequentes são geradas. a partir do qual estratégias de pesquisa são desenhadas. genéticas e desenvolvimentais e testa as suas hipóteses através de métodos epidemiológicos e estatísticos específicos. procurando compreender as origens e o curso dos transtornos mentais. Pode-se entender como um modelo conceptual. Integra perspectivas sociais. Developmental Psychopathology. é uma das possíveis lentes através da qual a psicopatologia pode ser vista.

a ênfase no processo de desenvolvimento era utilizada especialmente para entender os transtornos mentais da infância. .O que é? Inicialmente. adolescência e idade adulta e que uma percentagem significativa de adultos com transtornos mentais já os apresentava na adolescência. Com a progressão do campo. os estudos passaram a mostrar que existe uma importante continuidade dos transtornos entre a infância.

exposição a experiências de stress).  características ambientais (cuidado parental. nível socio-económico).O que é? Os investigadores privilegiam diferentes abordagens e conceitos. . complexas. genéticos e psicológicos). mas convergem no entendimento de que os transtornos mentais são possíveis desfechos do processo de desenvolvimento. relacionamentos interpessoais. Convergem também no conceito de que os transtornos mentais surgem a partir de interrelações dimensionais. vizinhança.  características sociais (rede de apoio social. em múltiplos níveis:  características específicas do indivíduo (factores biológicos.

o efeito de experiências prévias é levado adiante ao longo do desenvolvimento. se esse é patológico. 3) A idade e momento do desenvolvimento são factores fundamentais a partir dos quais todos os outros factores devem ser entendidos. . ou seja. Assim. 2) Há uma tendência inata dos indivíduos de se adaptarem ao seu ambiente. é provável que a adaptação também o seja. a identificação de descontinuidades nesse processo é uma oportunidade para melhor entendê-lo.Conceitos importantes 1) A psicopatologia desenvolvimental assume que há continuidade no processo de desenvolvimento dos transtornos mentais.

Conceitos importantes 4) Os comportamentos disfuncionais ou transtornos mentais devem ser interpretados em relação ao contexto onde o indivíduo se encontra inserido. o momento do indivíduo e o contexto familiar ou social. os mecanismos causais têm resultados diferentes conforme a idade. . ou seja. Os últimos dois conceitos privilegiam a ideia de que o processo de desenvolvimento de transtornos mentais é específico.

as mesmas trajectórias psicopatológicas podem resultar em diferentes desfechos. diferentes trajectórias desenvolvimentais podem levar ao mesmo processo psicopatológico. em que diferentes auto-estradas podem levar ao mesmo local. . Indivíduos que seguem uma determinada trajectória desenvolvimental podem passar para outra. maior será a dificuldade para retornar ao caminho original. Como uma complexa malha rodoviária.Conceitos importantes Como desfechos possíveis do processo de desenvolvimento. e quanto mais cedo o desvio é feito. os transtornos mentais não seriam necessariamente categorias distintas. Da mesma forma que as mesmas autoestradas podem levar a diferentes locais. mas sim trajectórias desenvolvimentais dimensionais.

é fundamental entender se um determinado factor actua por via ambiental ou genética. Inicialmente. Em seguida.Agentes causais A psicopatologia desenvolvimental está interessada em entender os mecanismos ou processos específicos através dos quais os agentes causais actuam. e como os genes também ultrapassam a pele (get outside the skin) em sentido oposto. entender como o efeito ambiental “ultrapassa a pele” (get inside the skin) promovendo o desenvolvimento de transtornos mentais. . levando a comportamentos observáveis.

A segunda foca o estudo da acção de factores ambientais que actuam no período perinatal.hipófise. mas sabe-se hoje que podem alterar. através dos chamados efeitos epigenéticos.Agentes causais Entender os mecanismos através dos quais factores ambientais ultrapassam a pele promovendo o desenvolvimento de transtornos mentais. é um desafio. . Factores ambientais não podem alterar a sequência genética. Destacam-se três abordagens: 1) 2) 3) A primeira foca os efeitos neuroendócrinos dos stressores ambientais sobre o eixo hipotálamo. ao longo do desenvolvimento. A terceira foca a modificação da expressão genética provocada por factores ambientais. a forma como os genes são expressos. alterando o seu funcionamento e contribuindo para o desenvolvimento de transtornos mentais.

como depressão. Há evidências consistentes que mostram que a expressão reduzida de receptores de glicocorticoides no hipocampo está associada a diversas psicopatologias. A expressão dos receptores estava reduzida nas vítimas de suicídio que sofreram abuso na infância em relação aos controles. vítimas de suicídio que não sofreram abuso e controles. .Agentes causais Um estudo recente mostrou dados importantes sobre os efeitos epigenéticos do abuso na infância. esquizofrenia e suicídio. McGowan et al. mas não foi detectada diferença nos níveis de expressão entre os grupos vítimas de suicídio sem história de abuso e controles. estudaram a expressão de receptores de glicocorticoides hipocampais em cérebros de vítimas de suicídio que sofreram abuso na infância.

é fundamental mostrar uma conexão temporal consistente entre o evento de stress e o início do transtorno. que por sua vez pode ter exacerbado o processo psicopatológico. Ex: sintomas depressivos leves podem levar à perda do emprego que. diferenciar se os eventos ambientais ocorreram como resultado do processo psicopatológico ou se este se iniciou anteriormente e foi causa do evento ambiental. pode exacerbar o processo psicopatológico levando a um episódio depressivo grave. ou seja. podendo levar à depressão na idade adulta. Por ex. é fundamental que a relação exista em função de uma base conceitual sólida. como consequência.. abusos e maus-tratos na infância alteram o funcionamento do eixo hipotálamo-hipófise. com evidências acerca de possíveis mecanismos através dos quais os eventos operam.  Segundo.Factores ambientais  Primeiro. .

é importante contextualizar os eventos ambientais estudados. Por exemplo. a perda do emprego pode ter significados completamente distintos para duas pessoas diferentes. depressão. No exemplo anterior. . Tal evento pode desencadear uma cadeia de eventos stressores como empobrecimento. é necessário rigor na aferição de factores de risco e desfechos através de medidas específicas e dimensionais.Factores ambientais  Terceiro. violência. actos criminosos ou pode ser o início de um novo caminho desenvolvimental caracterizado pela procura de novos objectivos e conquistas. seria necessária a utilização de medidas sensíveis que identificassem os sintomas depressivos leves anteriores ao despedimento.  Quarto.

Nos 4 anos seguintes à abertura do casino. Uma amostra representativa de crianças de origem indígena vinha sendo avaliada para despistar transtornos mentais. Assim. os mecanismos através dos quais a pobreza leva à psicopatologia não foram revelados nesse estudo. Entretanto. evidenciou-se o efeito da pobreza como causa de sintomas de transtorno de conduta e oposição. no final desse período. As crianças continuaram a ser avaliadas anualmente. e cada família que vivia na área passou a receber uma renda. os níveis de tais sintomas entre as crianças provenientes de famílias persistentemente pobres permaneceram altos. Entretanto. Durante o período de estudo.. um casino foi aberto na reserva indígena. testando se a pobreza é a causa de psicopatologias ou se psicopatologias levam à pobreza. e observou-se que. os níveis de sintomas de conduta e oposição entre as crianças de famílias que saíram da pobreza foram reduzidos para os mesmos níveis daqueles que nunca foram pobres. mesmo com a nova renda. algumas famílias nunca saíram do nível de pobreza. .Factores ambientais Um estudo procurou entender a relação entre psicopatologia e pobreza. outras saíram da pobreza depois da abertura do casino. e um terceiro grupo de famílias nunca havia sido pobre.

diz-se que há interacção geneambiente (GxE). factores genéticos actuam como moderados do efeito de eventos adversos. determinando sensibilidade a riscos ambientais que. os genes muitas vezes apresentam um efeito indirecto. contrapondo-se a noção tradicional de que genes e ambiente agiriam de forma aditiva. Há situações em que o genótipo do indivíduo altera o efeito da exposição que um factor ambiental provoca em relação ao desenvolvimento de transtornos mentais.Factores Genéticos Os genes envolvidos na susceptibilidade a transtornos psiquiátricos são constituídos por variantes alélicas comuns que não alteram funções vitais. não-interactiva. ou seja. se correlacionarão com o processo psicopatológico. . Nessas condições. Por outro lado. por sua vez.

no entanto. Há. . é bastante claro que eventos adversos que envolvem ameaça à vida. o peso de factores genéticos e ambientais no desencadeamento da depressão parece sofrer influência do momento do desenvolvimento do indivíduo. humilhações e privações estão implicados no seu desenvolvimento. Para certos indivíduos. marcada variabilidade da resposta de diferentes indivíduos a tais eventos. Mais ainda. enquanto outros sujeitos submetidos a eventos tão ou mais stressantes não desenvolvem um transtorno mental. eventos stressantes desencadeiam um episódio depressivo. perdas.Factores Genéticos Em relação à depressão.

Tais achados são fortes indicativos da presença de interacção entre factores ambientais e genéticos no processo etiológico da depressão.Factores Genéticos Na adolescência. papel esse desempenhado durante a infância por stressores ambientais. . os factores genéticos assumem papel central no desencadeamento da depressão.

precisamos entender os mecanismos através dos quais factores de risco levam ao desenvolvimento de transtornos mentais. .Em síntese… A psicopatologia desenvolvimental refuta a ideia de que factores de risco actuam de forma isolada e não se satisfaz apenas com a identificação de associações ou correlações. Para que possamos traduzir o conhecimento gerado em benefícios para a população.

9.-:84 3.J92. 313.-:84 0 .078.884.-:84 0 .-:84 3.479.479./. /0 70. /10703.4388903908 6:0 24897.8 /0 8:.. 089:/.0390 248974: /. /0 .J92. 0570884 /0 70. 0570884 70/:/.45. 02 70./H3.J/4 .4/08 34 54.F70-748 /0 .8 . E 0.-:84 3..944..8 34 14 /090. 313. 0 8:. .8 /0 8:../.8 02 .48 . 70/:/.8 /0 8:.3 09 ./48 25479..8 .08 /0 0570884 03970 48 7:548 .2 . /.4.J/4 6:0 841707.254 089E .J92.0594708 089.2 .2 6:0 .8 .4 .48 /4 .2 ..4397408 .J/4 802 89O7.YWZ`W_USa_S_ &2 089:/4 70.424 /0570884 086:41703. 3.0594708 /0 . 348 3J.. 313. .J/4 6:0 841707.4397408  0570884 /48 70.2 .J/4 6:0 34 841707.4/08 54..3908 84-70 48 010948 0503F9.25.8 /0 8:.7.0594708 /0 .J92..4397408 2.4.8 58.4.

08 20. 54/0 0.424 . :2 058O/4 /057088.45. 24897.39074720390 0 14 .2 4 1:3..07. 313..45. /0 5488J.0 54/0 907 0. .43./H3.F8 /48 6:. .948 3. 02 1:34 /0 :2..42 0.:8.0394 /0 897088 0 4 3J.:8 97.907.4  83942.4 /4 97.09:. 70./4 /4 574.7 :2.07-. /4 025704 6:0 ..4 4: 80 0890 80 3.7 4 574./:9.0884 58..03948 .. 8O/.438890390 03970 4 0.2 ...45.0884 58. 6:0 .0394 .8 .08 54/02 0. .43806:H3.0884 58.4304 902547.0 . /10703.97.47707.7  /0570884 3.24 5O180 54/03/4 0.20394 /4 04 549E..4 0.03948 4507.4 7.4 089.-:848 0 2.8 4. /4 0.43. -./0 . .94O./4 4 574.07-.2039.3/4 .3894734 4: 80..8 /057088. $0:3/4 F 1:3/..80 .424 708:9..4: ..2-039..2039..7 80 48 0. .48 0.94O.8 48 0. /. 6:0 547 8:.94O.2-039.2 !47 0  .38248 .7  507/. SU`[^W_STWZ`S_ !72074 F 1:3/.

1074 /0 1.2039./48 .4 /0850/20394 ":.. /:.9.94708 /0 78. 30.48 0. .7 48 0.0394 54/0 /0803.234 /0803.20390 /893948 5. 574.F8 /0 20//.2-039.43909:.4H3.436:89.8 0850.97./48 !47 00254 . .8 .424 0254-70.4.794 F 25479.4 /0 :2 34. /4 025704 54/0 907 831./0. /0 0.390 .4 0 /0810.08 ..42509..8 8038J.20394 /0570884 .7 :2.....088E74 747 3.48 0 ..08 6:0 /0391.48 .03948 .948 . 0.48 4-0.8 0 /203843.7234848 4: 54/0 807 4 3J.8 089:/.8 /057088./4 50..907.390747 807.074 F 30. .J1.4 /0 20//.8 4 00254 . :9.8 /10703908 %.39074708 ... SU`[^W_STWZ`S_ %07.4 ./0..:7.7. .7. .03948 8970884708 . 507/.8802 48 83942. /0 34..8 50884.088E7.

0303908 /0 1.884: . 70.0.0 /0 54-70. 1. 9089.7.390 4 507J4/4 /0 089:/4 :2 .7.7.944.2 /. /0548 /. 4:97..3..7 97./. 0 45484 03970 .8 03970 .3. &2.944.45.8 .834 14 .F8 /48 6:.45.. 0 .944./.. /0 58.7. 70807..8 4: 80 58..074 7:54 /0 1. 8/4 54-70 8 .348 80:3908  .J7..30.-0794 3.944..2J.8 .7.6:008 6:0 3:3. 705708039.2 .2 54-708 39709.43/:9. .4393:.8 3:3.8 8.4 03970 58..394 48 3J.2J. . F . 54-70. 803/4 . .. 5..8 ..:8.8 3:3.8 /0 97...9.8 0. 6:0 .3. 54-70.38248 .:2.8 .:74: 03903/07 .8 . 54-70.97. .3.2J.834 . 3/J03.J7. 807 ./48 30880 089:/4 .8 83942. . 70. /08589.948 882 0.7.38947348 2039.8 574.834 0 :2 907.0-07 :2.2 .394 48 20. 0. E70.24897.08 /0 83942.3/4 80 . 3.2 70. 0 45484 39709.2  54-70. 703/.8 /0 4702 3/J03. .8 1.08 /0 9. 147. 20824 ..4: 80 6:0 34 13.  58.J7.8 /0 1. 0 54-70./. 703/.8 507889039020390 54-708 5072. 54-70.. 147. 48  .2 /4 3J. SU`[^W_STWZ`S_ &2 089:/4 574.2 /.2J...-079:7.07.424 .8 /0 .7. /0880 507J4/4 48 3J. 54-70.20390 0 4-807. 48 208248 3J.:8.3:.3.45. /0 83942...3894734 /0 .4: 80 4 01094 /.8 6:0 8. 34 147...2 70/:/48 5. 5. 8./03.. /4 .08 /.42 .43/:9.8 :7.-079:7. /4 . 34.45... /0 ..2J.

9:.43./.4.059-/. .07848 088.947 .008 .3/4 8038-/.F.20394 /0 97.7.48 84 .4 E 89:.4 /0803.94708 03F9.94O./0 .4 . /0 6:0 0308 0 ../0 .8 .4770.. 1.43899:J/48 547 ..48 .907. 97.38947348 2039.9. .2-039.0884 58. SU`[^W_ WZ `U[_ 8 0308 03..9.03948 . .. 8:8.4397.43.4 030 .2-0390  ../48 3.5708039. 344 97.. 05484 6:0 :2 1.8 6:0 547 8:..424 24/07.2 1:308 ./.94 /090723..48 ./9. 574.2-039.8 .38947348 586:E97. 34 3907.907.8 .42 4 574.2 . 02 70.4./4 48 0308 2:9.7.8 4: 80.2 :2 01094 3/70.43/08 / 80 6:0 E 3907. 78.0 80 .J/:4 .45.2-0390 . 4 01094 /.08 02 6:0 4 03O954 /4 3/.2 /0 1472.3908 .42:38 6:0 34 .74 .../48 /4 01094 /0 0.543/4 80 .8 !47 4:974 .4.

8 :2.03948 .  .08 0894 25./../0 /./.3908 34 /0803.J/:4 .74 6:0 0.94708 03F9.7.390 .4.48 0 .03948 !..07948 3/. /4 2420394 /4 /0803.4 036:.. /0570884 5..J/:48 .3/.8 0.08 0 57. 0.7..89.8 34 /0803.8 897088.02 ./0. /0 /10703908 3/. ..-/..2-039.20394 E 34 039.7..8 ./48 34 80: /0803.3894734 2039. 9. 507/.02 :2 97. SU`[^W_ WZ `U[_ 2 70../0. 7085489./.20394 /4 3/.03948 897088. 4 5084 /0 1. .20.4  /0570884 F -.3908 /0803.03948 94 4: 2.J/:48 0.20394 /.70.394 4:9748 8:0948 8:-209/48 ..2 :2 058O/4 /057088.394 2.4. .07848 6:0 03.4.4.0 841707 31:H3.

48 34 574.. 48 1..48 /.4 03970 1. SU`[^W_ WZ `U[_ .2-039.8 . 313.94708 .390 . 547 8970884708 ./4 /:7.4 /. 570803. .9.94708 03F9. /0570884 .48 . /0 3907.0397.8 %.H3.20394 /..8 0 03F9.88:202 5../48 84 147908 3/.2-039....50 .0884 094O. 34 /0803./408.50 0880 /0802503./0... /0570884 5.

944.4770.20394 07..4 /0 . .4. /0 6:0 1.42 ..981.94708 /0 78.8..94708 /0 78.7.F8 /48 6:..430.7.9:._ Z`W_W  58.8 .4. .97.08 4: ..4 570.4 .4 0.4 /0803. /0803.38947348 2039.48 5.20394 /0 97. /0391.45. 84.248 97. 0 34 80 8.08 !.. 545:./4 02 -0301J.248 03903/07 48 20.503..8 .2 ./. 6:0 5488. 701:9.38248 .2 /0 1472.884./:7 4 . /0.8 1.. .2039.