ADMINISTRAÇÃO E CÁLCULOS DE MEDICAMENTOS

Profª. FABIANA MIRANDA
Julho/2010

INTRODUÇÃO
O preparo e a administração de medicamentos são práticas realizadas no cotidiano pela equipe de enfermagem. Para que haja segurança aos pacientes na utilização dos medicamentos, faz-se necessário que os profissionais tenham o conhecimento e o entendimento sobre os fármacos utilizados e principalmente sobre as vias de administração dos medicamentos.

DEFINIÇÕES:

MEDICAMENTO: Produto farmacêutico,
tecnicamente obtido ou elaborado com finalidade profilática, curativa, paliativa ou para fins de diagnóstico.

MEDICAMENTO GENÉRICO: é um produto GENÉRICO: farmacêutico desenvolvido e fabricado a partir de uma substância ativa, forma farmacêutica e dosagem idênticas a de um medicamento considerado de referência já existente no mercado farmacêutico. Tem o mesmo efeito farmacêutico. terapêutico, dosagem e a mesma indicação que o medicamento considerado de referência para aquele princípio ativo. ativo.

não têm os custos inerentes à investigação e descoberta de novos medicamentos.Medicamento Genérico y É mais barato porque os fabricantes de genéricos. podem vender medicamentos genéricos com a mesma qualidade mas a um preço mais baixo do que o medicamento original. Assim. ao produzirem medicamentos após ter terminado o período de proteção de patente dos originais. .

O que vai auxiliá-lo na execução desse procedimento com maior segurança. y .Terapêutica Medicamentosa A administração de medicamentos é uma das maiores responsabilidades da equipe de saúde e que envolve conhecimentos de farmacologia e terapêutica relacionadas com a ação. evitando riscos para com o cliente. y Além disso o profissional precisa conhecer as vias de administração das drogas. os efeitos colaterais. a dose. os métodos e as precauções na administração de drogas.

Paciente errado. Via errada Administrar medicamentos preparados por outras pessoas . Horário errado.A SEGURANÇA QUÍMICA NA ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS Ameaças à Segurança Química: Administração de medicamentos de forma incorreta: Dose errada.

PROBLEMAS ASSOCIADOS À SEGURANÇA QUÍMICA 1 ± Problemas relacionados com a administração de drogas Erros relacionados à prescrição do medicamento (médico ou enfermeiro) Erros relacionados ao preparo do medicamento (enfermagem) Erros relacionados à dispensação do medicamento (farmácia) .

PROBLEMAS ASSOCIADOS À SEGURANÇA QUÍMICA 2 ± Problemas relacionados com os efeitos das drogas Efeitos colaterais: Respostas não relacionadas com o uso terapêutico da droga Efeitos leves ± aceitáveis. se os benefícios forem maiores Efeitos significativos ± diminuir dose ou interromper terapêutica .

4 ±Problemas relacionados com medicamentos S/N (se necessário) Descrever as informações que exigiram a sua administração. assim como a resposta do paciente à medicação .PROBLEMAS ASSOCIADOS À SEGURANÇA QUÍMICA 3 ± Problemas relacionados com a prescrição de medicamentos Letra ilegível Prescrição incompleta Aprazamento incorreto.

ao alterá-la. e ARCAR COM O Assim que ocorrer um erro. O médico tem responsabilidade pela sua prescrição médica. .CONSIDERAÇÕES ÉTICO-LEGAIS ÉTICO- Ter RESPONSABILIDADE ÔNUS DE SUAS AÇÕES. deve comunicar a equipe de enfermagem imediatamente. notificar ao superior imediato e tomar condutas.

Via certa. Hora certo. Abordagem certa.OITO CERTEZAS PARA A ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS y y y y y y y y Paciente certo. Dose certa. Tempo certo. . Validade certa. Droga certa.

Conferir ´os certos da medicaçãoµ: 1..Tempo certo (Correr em 2h) 8.O paciente certo (JOSÉ S..A via certa (Ev) 4.A hora certa (08:OO) 5.Abordagem certa .A medicação correta (Vancomicina) 2. MOTA) 6.A dose certa (2000mg) 3.Durante o preparo e administração dos medicamentos.Validade certa (04/10/2011) 7.

Identificação da Medicação Leito: 421 José Benedito Vancomicina 2000mg EV 08 h ± gotas por min. __ Ass: Ivania SEMPRE EXPLICAR OS PROCEDIMENTOS AO CLIENTE! .

Determinadas drogas são administradas por um método de administração apenas. dependendo da preparação usada e da indicação pela qual o medicamento é administrado. modificam seu efeito no organismo. 15 . enquanto outras podem ser administradas de várias maneiras.Métodos de administração de medicamentos y y Os métodos através dos quais as drogas são administradas.

y . Sistêmico: significa um efeito geral no qual a droga é absorvida no sangue e levada a um ou mais tecidos do corpo.Ação do medicamento y Local: significa um efeito limitado ao local de aplicação da droga.

Não ministrar medicamentos preparados por outra pessoa.LembreLembre-se de alguns pontos importantes: y y y y y y Preparar a medicação antecipadamente antes de ser administrada. Não ministrar medicamentos cuja prescrição deixa dúvidas . Proteger o medicamento. Transportar a medicação em uma bandeja Conhecimento dos cinco certos.

pastilhas e outros Lembrar de colocar o material perfuro. cápsulas. drágeas. Durante o preparo de medicamentos. . Saber como calcular a quantidade necessária de medicação a partir da apresentação da droga disponível. não conversar Ler o rótulo do medicamento três vezes Não tocar com a mão em comprimidos. Verificar a data de validade do medicamento.y y y y y y y y Observar as reações do cliente e os efeitos colaterais do medicamento.cortante em recipiente adequado. Ministrar somente medicamentos com o rótulo.

pela dilatação dos vasos sanguíneos (vasodilatação) e diminui a dor local. O calor moderado relaxa os músculos. O calor age estimulando ou acalmando. . de acordo com a temperatura. calor em grau mais elevado facilita a circulação. local de aplicação e tempo de exposição.Aplicação de calor e frio y y A aplicação de calor e frio é o tratamento terapêutico utilizado com o objetivo de ajudar as funções naturais do corpo.

o que permite retardar a supuração de abscessos e diminuir a dor local. y O calor pode ser aplicado por vários meios.O frio diminui a circulação local pela contração dos vasos sanguíneos (vasoconstrição). Os mais freqüentemente usados são compressas úmidas quentes e bolsa de água quente. y .

Via Oral ‡ Absorção intestinal ‡ Absorção sublingual Via Parenteral Intradérmica ‡ Via Subcutânea ‡ Via Endovenosa ‡Via Intramuscular ‡ Via Outras vias ‡ Retal ‡ Ocular ‡ Intranasal ‡ Dérmica .VIAS DE ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTO Via Inalatória.

líquidos e geléias. Esta é uma das vias mais comuns para administração de medicamentos. comprimidos. pós.os medicamentos possuem uma grande variação podendo Ser encontrados sob forma de Pílulas. . pastilhas.Via Oral y Administração (oral) ² A via oral é a administração de medicamentos pela boca e que serão absorvidos no trato gastrointestinal. drágeas Cápsulas.

interferência na digestão. y Desvantagens: Relativa incapacidade de medir a droga com exatidão.Vantagens e Desvantagens y Vantagens: mais seguro. o uso é limitado a clientes que tem dificuldade de deglutir. irritação da mucosa gástrica. Alguns medicamentos podem lesar o esmalte dos dentes e outros irritam a mucosa gástrica. prática mais conveniente. vômitos devido ao sabor desagradável. pode provocar náuseas. simples mais econômico. .

Equivalência dos líquidos
Quando você utilizar medicamentos sob forma líquida é importante saber a equivalência entre as medidas freqüentemente utilizadas:
y y y y y

1 colher de sopa = 15 ml 1 colher de sobremesa = 10 ml 1 colher de chá = 5 ml 1 colher de café = 3 ml 20 gotas = 1 ml

Via sonda nasogástrica ou gastrostomia
y

y

y y

Via nasogástrica ou gastrostomia é a introdução de medicamentos por sonda nasogástrica. È utilizada em clientes inconscientes e/ou impossibilitados de deglutir. Os medicamentos sólidos devem ser dissolvidos antes de serem colocados através da sonda. As cápsulas - devem ser abertas, dissolvendo-se o pó medicamentoso. Ministre os medicamentos sempre com o líquido. Após a administração lave a sonda com 10 a 20 ml de água.

Via Parenteral
O termo parenteral se refere à administração de drogas ou nutrientes aplicados diretamente nos tecidos através da injeção, ou seja, com o uso de seringas, agulhas, cateteres. Apesar de ser este o método mais eficiente de administração de drogas, uma vez que evita todas as variáveis da administração tópica e gastrointestinal, ele também pode ser o mais perigoso, pois os efeitos indesejáveis podem ser rápidos e até mesmo fatais.

y
y y y y y

Vantagens:
Absorção mais rápida e completa; Maior precisão para determinar a dose desejada; Obtenção de resultados mais seguros; Os medicamentos não são destruídos pelos sucos gástricos A disponibilidade é mais rápida e mais previsível. No tratamento de emergências.

Uma vez ministrada a droga.y y Desvantagens: Dor em função da picada da agulha ou por irritação da droga. é difícil para um paciente injetar o fármaco em si mesmo se for necessária a automedicação. impossível de retirá-la. rompimento da pele que é uma das barreiras do corpo contra infecções. Alto custos y y y y . às vezes. por isso a importância de usar uma técnica asséptica Em casos de engano pode causar lesão considerável ou irreversível. pode vir acompanhada de forte dor e. Pode ocorrer uma injeção intravascular acidental.

IM Na veia: Injeção Intravenosa ou endovenosa ² IV ou EV .Os locais mais comum de aplicação das medicações parenterais são: Sob a derme: Injeção Intradérmica ² ID No tecido subcutâneo.SC No músculo: Injeção Intramuscular . Injeção Subcutânea ou hipodérmica .

y y Sempre que a pele é interrompida. devem ser utilizados técnicas estritamente assépticas. As injeções podem causar lesão no nervo se aplicada incorretamente. . há possibilidades de se desenvolverem infecções: por isso. e a penetração acidental em um vaso sanguíneo podem causar a formação de hematoma ou incorreta colocação de uma droga prevista para ser administrada por via intramuscular diretamente dentro de um vaso sanguíneo.

y y y y Os medicamentos destinados a serem utilizados por meio de injeções são comercializados sob a forma de ampolas ou frascos. . As ampolas devem ser utilizadas somente uma vez. e a porção que não foi utilizada deve ser descartada. Os frascos-ampolas fechados com tampão de borracha são utilizados para múltiplas retiradas de drogas. alteração de cor embaçamento.se dentro do frasco algum sinal de precipitação. Desenvolvendo .o frasco deve ser descartado.

.

Aplicada na face anterior do braço. Não inserir toda agulha.  Aplicar BCG. . Bízel para cima e agulha 12x4. Não realiza anti-sepsia.5.  Usadas em reações de Hipersensibilidade.5 ml.1 a 0.VIA PARENTERAL Intradérmica: (entre epiderme e derme)  Pequenos volumes ² de 0. Inclinação da agulha 15º.

Via Intradérmica y Local mais apropriado: face anterior do antebraço. Pobre em pelos Possui pouca pigmentação Possui pouca vascularização Ter fácil acesso a leitura . onde a pele é mais clara e sem pelos.

As drogas mais usadas nesta via são a insulina e a heparina.Via subcutânea A via subcutânea é a via de administração onde a medicação é absorvida no tecido subcutâneo(gordura). geralmente é usado o ângulo de 45 graus. y . embora com agulha pequena pode ser usado o ângulo de 90 graus. y O principal objetivo do uso desta via é possibilitar a absorção lenta e continua da droga.

Via Subcutânea y y y y A medicação é introduzida na tela subcutânea / hipoderme Absorção lenta.2 mililitros Usada para administração Vacinas (rábica e sarampo) Anticoagulante (heparina) Hipoglicemiantes (insulina) . ocorre de forma contínua e segura O volume não deve ultrapassar 0. através de capilares.

quando utilizado por período indeterminado Ângulo da agulha 90 °C ² agulhas hipodérmicas e pacientes gordos 45°C ² Agulhas normais e pacientes magros y .Via Subcutânea y O local de aplicação deve ser revezado.

Via Subcutânea .

em função do maior número de vasos sanguíneos ai presentes e por isso é amplamente empregada. . Depois da via venosa é a mais rápida absorção.Injeção Intramuscular y A via intramuscular é a introdução de medicamentos no tecido muscular.

D. F. E. Irritabilidade da droga. Espessura do tecido adiposo. Distância em relação a vasos e nervos importantes. Musculatura suficientemente grande para absorver o medicamento.Atividade do paciente. Idade do paciente. C. 87) . DEVE SER CONSIDERADO A.µ (CASTELLANOS.SELEÇÃO SEGURA DO LOCAL. B.

Vantagens Fácil absorção y Fácil aplicação y .

y Podem ocorrer complicações como abscessos no músculo e nódulos. y Além de ser um procedimento um tanto agressivo e doloroso y .Desvantagens Há perigo de lesar os vasos sanguíneos e nervos.

Via Intramuscular .

Via Intramuscular y Músculo escolhido Deve ser bem desenvolvido Ter fácil acesso Não possuir grande calibre e nem nervos y Volume injetado Região deltóide ² máximo 3mls Região glútea ² máximo 5mls Músculo da coxa ² máximo 4mls .

Quadrante Superior Externo Longe do Nervo Ciático .

Via Intramuscular y Quando não devemos utilizar a região glútea? Crianças < 2 anos Pctes com atrofia da musculatura Paralisia de membros inferiores y Complicações Deve-se evitar o nervo ciático Injeções intravasculares: embolias Infecções e abscessos .

Via Intramuscular VentroGlútea .

reposição de líquidos e sangue. Infusão para grande volume de líquido.  Utilizada para medicações.VIA PARENTERAL Endovenosa:  É a via de absorção mais rápida. nutrientes. .  Pode causar reações de hipersensibilidade. e.

com introdução de medicação diretamente na veia Local apropriados Melhor local: face anterior do antebraço (lado esquerdo) Membros superiores Evitar articulações Indicações Necessidade imediata de ação Grandes volumes ² hidratação Coleta de sangue para exames .Via Endovenosa y y y Via muito utilizada.

Esta via é utilizada também para retirar sangue para exames laboratoriais. O uso desta via permite a administração de grande volume de líquidos. Além da rapidez do efeito. pois a medicação chega quase imediatamente à circulação sanguínea.Via Endovenosa y A via endovenosa é a introdução de uma agulha no interior de uma veia. .

Desprezar apenas artigos pérfuro-cortantes pérfurocontaminados e não contaminados .

corpo e êmbolo Bico Corpo Êmbolo . 10ml. 3ml.Equipamentos para administração de medicação parenteral Seringa: tipo: vidro ou descartável volume: 1 a 50 ml mais comuns: 1ml. 5ml. 20ml calibradas em ml ou unidades partes: bico.

EQUIPAMENTOS PARA ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAÇÃO PARENTERAL BISEL HASTE BAINHA .

‡ Esta preferência se deve ao tempo relativamente curto de absorção e de ação deste tipo de insulina.Insulina Regular ou Simples ‡ Tem um aspecto límpido e cristalino. . ‡ Aproximadamente 30 minutos após a administração da dose. inicia sua ação.É mais usada em casos de emergência. que alcança seu pico máximo de atividade entre 2 e 4 horas e perdura por 5 a 7 horas.

. porém mais duradouro por isso é muito usado para a manutenção de tratamento. com pico máximo entre 24 e 32 horas.Insulina NPH ou Lenta Este tipo tem um período de ação um pouco mais retardado. Sua ação tem início aproximadamente 4 horas após a administração.

‡ Deve-se agitar um pouco o frasco antes de aspirar o liquido . quando em repouso. .Cuidados para administração da Insulina ‡ Deve-se primeiramente realizar o dextro e administrar a insulina conforme a prescrição médica e o resultado da glicemia capilar. uma vez que o princípio ativo da droga fica depositado no fundo do frasco.

INTERAÇÃO MEDICAMENTOSA .

. produz um determinado efeito. cosméticos etc. Ou seja. a alimentos ou a outras substâncias (como o tabaco . quando este é associado a outro medicamento. produtos de limpeza. quando um medicamento é administrado isoladamente.) ocorre um efeito diferente do esperado. ou mesmo substâncias que o paciente possa entrar em contato. como inseticidas.y Interação medicamentosa pode ser definida como a influência recíproca de um medicamento sobre outra substância. drogas de abuso. Porém. caracterizando uma interação.

tem sua ações analgésicas potencializadas). ou podem apresentar efeitos nocivos. o ácido acetilsalicílico e a dipirona. quando administrados juntos. . diminuindo ou eliminando a ação dos medicamentos.y Interações medicamentosas podem então apresentar efeitos benéficos para o organismo podendo ser utilizadas para aumentar os efeitos terapêuticos ou reduzir a toxicidade de um determinado fármaco (por exemplo.

O desfecho de uma interação medicamentosa pode ser perigoso quando promove aumento da toxicidade de um fármaco. y . y Por exemplo. pacientes que fazem uso de varfarina podem ter sangramentos se passarem a usar um antiinflamatório nãoesteróide (AINE) sem reduzir a dose do anticoagulante.

podendo ser tão nociva quanto o aumento.y Algumas vezes. tetraciclina sofre diminuição do efeito por antiácidos e alimentos lácteos. sendo excretada nas fezes. . Por exemplo. a interação medicamentosa reduz a eficácia de um fármaco. sem produzir o efeito antimicrobiano desejado.

y Há interações que podem ser benéficas e muito úteis. como na co-prescrição deliberada de anti-hipertensivos e diuréticos. . em que esses aumentam o efeito dos antihipertensivos.

y Muitas interações medicamentosas não apresentam conseqüências sérias e muitas que são potencialmente perigosas ocorrem apenas em uma pequena proporção de pacientes. . Uma interação conhecida não necessariamente ocorrerá na mesma intensidade em todos pacientes.

ACESSO VENOSO PERIFÉRICO .

observando sempre a permeabilidade venosa .PUNÇÃO VENOSA PERIFÉRICA É um acesso venoso realizado através de uma punção de veia periférica em uso de um dispositivo intravenoso. Pode ser usada tanto para tratamento prolongado quanto para soluções mais concentradas.

CATETER VENOSO PERIFÉRICO VANTAGENS ‡ Menor probabilidade de perfuração inadvertida da veia do que com agulha do tipo borboleta ‡Mais confortável para o paciente ‡Necessidade de restrição de movimentos .

CATETER VENOSO PERIFÉRICO Desvantagens ‡Inserção difícil ‡É necessário cuidado especial para se verificar a inserção da agulha e do cateter na veia .

muito afiadas próprio para pequenos vasos. possibilitando inserção difícil através de pele resistente .SCALP VANTAGENS ‡Agulhas de paredes finas.

SCALP DESVANTAGENS ‡Ocorre infiltração com facilidade ‡Adequado para maioria das infusões. mas a velocidade de infusão deve ser menor .

. reduz o potencial para infecção. ‡Não puncionar região de articulação.Cuidados de enfermagem ‡Lavar as mãos pelo menos por 20 minutos e friccionar com álcool 70% antes e após manusear o cateter e o circuito. ‡Friccionar álcool a 70% . por três vezes durante 20 segundos nas conexões e tampas. ‡Tricotomia não é recomendada por causa de escoriações que aumentam o risco de infecção. ‡Realizar a punção venosa distalmente de forma proximal a punções previas e alterne os braços. ‡Limpar a área de inserção.

‡Realizar imobilização de membros e /ou cabeça de forma a facilitar a punção e fixação.‡As soluções anti ± sépticas devem secar com o ar. sem deslocamento do cateter. ‡Preparar todo o material a ser utilizado inclusive para fixação. .

Perfurar a veia 10 -Fixar o catéter e realizar o curativo . é preciso seguir alguns passos: 1 .Selecionar o local e dilatar a veia 6 .Checar a prescrição médica 2 .Antes de iniciar a punção.Calçar as luvas 8 .Selecionar o scalp ou abocath 7 .Preparar o local 9 .Lavar as mãos 3 .Preparar o material 4 .Avaliar o paciente e realizar preparo psicológico 5 .

.

.

CANSARAM???? .

ENTÃO VAMOS PRATICAR??????? .

FÓRMULAS QUANTO O TEMPO FOR EM HORA: y MACROGOTAS: gtas/min= VOL Tx3 MICROGOTAS: mcgtas/min= VOL T y .

FÓRMULAS QUANTO O TEMPO FOR EM MINUTO: y MACROGOTAS: gtas/min = VOL x 20 T MICROGOTAS: mcgtas/min = VOL x 60 T y .

Teremos a seguinte formula: Nº de gotas/min = Volume Tempo x 3 Exemplo: Foi prescrito 500ml de SF 0. Quantas gotas/ min deverão correr? .9 % de 8/8horas.

para calcular o numero de doces necessários.15 doces 45 pessoas ------.Em um aniversário. 1 pessoa ---------. utiliza-se a regra de três: cada pessoa come 15 doces (constante). haverá 45 convidados.X doces X = 45 x 15 X = 675 doces .

5 g ------. quantos seriam? 1 g --------.000 mg 0.1.Equivalência : grama e miligrama 1 g = 1000 mg Exemplo: o rotulo de um remédio informa que aquele frasco contem 0.5 g.X mg X = 500 mg . se fossem miligramas.

000 UI /ml. Quantos mls devemos adminsitrar? .Exercí Exercícios 1) Prescrito Heparina 5000 UI. temos disponível frasco ampola de 5 ml com 5.

Quanto devemos aspirar? .Na farmácia dispomos de ampolas de 0.2) A Prescrição da Amicacina é de 50mg EV.5g diluídas em 5ml de AD.

Na farmácia dispomos de frascos-ampolas com 1g que deverá ser diluída em 4ml de AD.3) A prescrição é de Ampicilina 250mg EV. quantos mls deve-se administrar? .

Foi prescrito 2g de Oxacilina EV.4. quantos frascos serão necessários para cada administração. administração. dispomos de frasco-ampolas de 500mg. Calcule frasco500mg. . Na farmácia EV.

correr em 30 50mls minutos. Temos disponível na 500mg farmácia frasco-ampola com 1g.5. Quantos mls você iria frascoadministrar? Rediluir em 50mls de SF 0. em quantas gotas por minuto? minuto? .Prescrito ceftriaxona 500mg EV 6/6h.9%.

000.000 UI 6 ML de água destilada + 4ml de pó = 10ml y .000 UI 8 ML de água destilada + ml pó = 10ml Penicilina Cristalina 10.Calculo de Penicilina Cristalina y Penicilina Cristalina 5.000.

000 X = 10. Temos Fraso ampola 5.000 UI de Penicilina Cristalina EV 4/4 Hs.000. .000.000 X= 20 X=4ML 5 Será aspirado da diluição do medicamento 4mls e acrescido a 100mls de SF 0.9%.000.y EXEMPLO Ex.000 UI_________X 5000.000X = 20. 2.000 5.9%.000.000.000.000 5.000 UI________10 ML (8ML de AD + 2ML DE PÓ) 2000.000. Medicamernto Prescrito 2.000 UI. 5. Diluida em 100ml de SF 0.