Uma síntese de Antonio Donato Nobre, MCT – INPA Brasil Patrocinado pelo Global Canopy Program e the Foreign

and Commonwealth Office, United Kingdom

Regulação do Ambiente Global: Uma perspectiva surpreendente

Apresentação copyright © 2005 por MCT INPA/Antonio Donato Nobre Animação da NASA

Um passeio multidisciplinar pela evolução da Terra

Em uma pequena região na cósmico ...apresenta um berçário periferia onde estrelas recém nascidas da galáxia… brilham através de nuvens de poeira Uma estrutura como dedo de dimensões gigantescas…

Uma estrela jovem lança um disco rotativo de poeira do qual os planetas se formarão…

Bilhões de anos e processos cósmicos de grandeza inimaginável foram requeridos desde o começo do Universo para a formação da nossa Galáxia…

Imagem NASA Huble Space Telescope

E bilhões de anos mais tarde… voilá, nosso sistema solar

Sol

Terra

Júpiter Porque há tanta
Venus Marte

variedade nos planetas?

Saturno

Urano

Netuno

Porque as inclinações de seus eixos de rotação são tão diferentes?
Planetas em tamanho relativo real

Poderiam outros planetas sustentar vida?

Imagem NASA

Diversidade de Planetas

Venus
Sauna escaldante de 400O C Nuvens e chuva de ácido sulfúrico Rotação de 243 Dias Campo magnético fraco
Imagem NASA

Diversidade de Planetas

Marte
Temperaturas Frígidas Campo magnético quase nulo Atmosfera rarefeita e irrespirável

Imagem NASA

Diversidade de Planetas

Luas de Júpiter

Imagem NASA

Estes corpos têm núcleoemetálico Estes corpos têm água gelo

Io

Calisto

Europa

Ganimedes

Imagem NASA

Io, onde a geologia é o “tempo”

Imagem térmica mostrando os vulcões ativos

Imagem NASA

Europa, “ringue de patinação”
Parece não existir uma lei uniforme para a formação de planetas em um sistema planetário. Alguns planetas irmãos da Terra são grandes e pedregosos como a própria, outros são gigantes e líquidos, e ainda outros são pequenos e congelados. Alguns tem atmosfera densa, outros não tem nenhuma atmosfera. Alguns são demasiadamente quentes, quase fundindo, outros são demasiadamente frios…

Imagem NASA

Mas apenas nossa Mãe Terra não é nem demasiadamente grande nem demasiadamente pequena, de forma que pode reter um envelope gasoso apropriadamente denso; apenas aqui a água é encontrada líquida à superfície, indicando uma banda estreita mais confortável de variações em temperatura; Mas para suportar a vida, existem outras questões cósmicas a considerar:

E sobre os zilhões de pedras, pedregulhos e cometas?...

O que protege a Terra de um bombardeamento contínuo de meteoritos?

Em uma enorme aglomeração, pedregulhos e cometas em movimento, remanescentes da formação do sistema solar, flutuam em órbitas exteriores…

…alguns dos quais podem, de tempos em tempos, desestabilizar e mergulhar na direção da Terra.

Júpiter, nosso big brother, é um dos guarda-chuva gravitacionais representados pelos planetas externos, protegendo a Terra de choques com pedregulhos cósmicos desgovernados...

O cometa Shoemaker-Levy chocou-se com Jupiter em 16-22 Julho/1994
Imagem NASA Huble Space Telescope

Sistema Terra - Lua
Massa, distância e órbita da nossa Lua Assim, a evolução do planeta certo, na prazo garantem a estabilidade de longo distância e órbitas certas em relação ao para a obliqüidade do eixo de rotação da Terra sol, com um conjunto certo de planetas

vizinhos, atenderia estabilidade dinâmica na Esta as condições necessárias e suficientes tem importância vital rotação para a Terra abrigar vida? para a estabilidade de longo
prazo do clima

Ainda falta algo…

Imagem NASA

Como a Terra seria protegida das forças Como resultado do vento solar castigando sua erosivas do vento solar? superfície não protegida, Io perde matéria para o espaço… Agora o planeta deveria ser o corpo certo e estável que vai possuir uma atmosfera propensa ao aparecimento e evolução da vida … Porém, ainda tem um porém…

A Terra tem um núcleo metálico. O núcleo interno é sólido, o núcleo externo é liquido e gira mais rápido que o interno…

Linhas do campo magnético da Terra, simulação de computador

… assim, como em um gerador elétrico, o giro diferencial no núcleo gera um grande campo magnético que envolve todo o planeta…

O campo magnético terrestre tem efeito único e poderoso na proteção contra a agressividade do vento solar...

Click aqui =>

<= para começar / parar animação

Animação NASA; ilustra o vento solar lançado do sol e sendo defletido pelo campo magnético da Terra, finaliza com uma visão do campo magnético fraco de Marte

Quando o vento Solar atinge a atmosfera nos pólos, as luzes da Aurora indicam colisões violentas das partículas energéticas provenientes do sol com os gases da atmosfera. Sem a proteção do campo magnético estas colisões dissociariam progressivamente as moléculas de gases e eventualmente produziria uma erosão da atmosfera, como ocorreu em Marte

Se alguém se desse ao trabalho de calcular a probabilidade numérica que todos estes fatores celestiais ocorressem com exata simetria e propriedade, como ocorreram, provavelmente encontraria que a probabilidade da existência da Terra a partir de chance cega, multiplicada pela probabilidade desta possuir as características certas que possui, seria um número infinitesimalmente pequeno!

EVOLUÇÃO DA ATMOSFERA

O lento e longo processo de construir um envelope gasoso improvável …

No princípio somente forças geológicas e geoquímicas determinaram a acumulação e Bilhões de anos atrás a modificação de gases na atmosfera. emissão do sol era fraca Como Terra estufa ocorrido emaVenus e Marte, estes assim Terra estufa impediu Erupção do interior da e químicos passivos 95% COprocessos físicos Terra e acreção 2 o congelamento dos oceanos. porpromoveram foram as fontes uma meteoritos a acumulação de primordiais para a redutora, composta atmosfera lenta deposição de gases na superfície do planeta principalmente de Dióxido de Carbono.

a atmosfera transparente Mas os oceanos de ferver impedena Terra evoluiu uma atmosfera oxidativa, onde o de um sol carbono foi como resultado dióxido de Terra Atual removido emais forte traços. Este curso de reduzido a 0,037% evolução foi radicalmente diferente dos deCO2 Venus e Marte, os quais conservaram suas atmosferas redutoras inalteradas até o presente.

O PARADOXO TERRESTRE

Se o alto CO2 na atmosfera do começo tivesse sido mantido até o presente, a Terra se assemelharia a Venus, com calor extremo na superfície Se o baixo CO2 na atmosfera de hoje tivesse estado no princípio, a Terra se assemelharia hoje à lua de Júpiter Europa, completamente congelada

Que processo explica esta profunda mudança atmosférica?
30% de aumento

Terra Estufa 95% CO2

Terra Atual 0,037% CO2

A produção puramente passiva de O2 na atmosfera não explica a magnitude da redução na concentração de CO2 nem explica o volume de oxigênio molecular produzido

FORMAÇÃO DE OXIGÊNIO MOLECULAR POR QUEBRA DA ÁGUA E DO CO2

A geração fotoquímica de oxigênio molecular na atmosfera poderia explicar uma quantidade equivalente a menos de 1% da concentração atmosférica atual (21%)

Porém, a maioria do oxigênio produzido ao longo das eras (96%) foi consumido na oxidação do ferro e enxofre da crosta terrestre. O oxigênio só começou a acumular na atmosfera depois da crosta estar suficientemente “enferrujada”.

Internet material

Então, produção fotoquímica passiva de O2 não teria tido nenhuma chance de levar a uma atmosfera oxidativa. Por analogia estequiométrica, a remoção fotoquímica de CO2 não poderia explicar a grande redução deste gas de 95% a 0,037%

Alguns geólogos acreditam que o intemperismo das rochas continentais sob uma atmosfera rica em CO2, com a subseqüente formação de calcário, explicaria a remoção de CO2 da atmosfera…

A Esteira Transportadora de Carbono Mineral
CaSiO3 + CO2  CaCO3 + SiO2 MgSiO3 + CO2  MgCO3 + SiO2

Internet material

esta hipótese geológica é baseada na contabilidade de enormes volumes de pedra calcária encontrada no fundo dos oceanos e também em áreas continentais previamente inundadas…

Deriva de Continentes
Internet material

Presente 65 Ma 248 Ma

Click aqui =>

<= para começar / parar animação

540 Ma 740 Ma

… também contam com o dinamismo da crosta terrestre onde pedras calcárias afundam e novas rochas intemperizáveis são continuamente ejetadas

No entanto, esta hipótese geológica não explica porque e como a esteira transportadora não “saturaria” (CO2 afundado igual CO2 expelido em erupções), e porque planetas irmãos como Venus e Marte mantiveram suas atmosferas inalteradas. Também, pedra calcaria é somente uma parte da história; vastos depósitos de carbono orgânico, como carvão, petróleo e gás, estão conectados inequivocamente à vida…

Como a vida promoveria e controlaria as concentrações de gases na atmosfera?
30% de aumento

Terra Estufa 95% CO2

FOTOSSINTESE

Terra Atual 0,037% CO2

O surgimento da fotossíntese na biosfera explica o consumo progressivo de CO2 atmosférico e a liberação simétrica de grandes quantidades de oxigênio molecular

As CIANOBACTERIAS foram os primeiros organismos a utilizar a luz solar para a fotossíntese

Ao longo das eras a acumulação de oxigênio na atmosfera é consistente e sincronizada com a evolução dos organismos na biosfera

Internet material

O que é a fotossíntese?
Como ela utiliza a energia luminosa?

Porque o Carbono e o Oxigênio são lados diferentes da mesma moeda?

Origem de toda Matéria Orgânica CO2 + H2O = CH2O + O2

Explicação Simples
Um gás inerte [CO2] é transformado em

açúcar

...usando para isto nada mais do que luz e água

Luz

Clorofila: painel solar químico

H2O
ADP ATP

H2 O

A luz que atinge a O hidrogênio é clorofila produz enviado à próxima Energia extra sua eletricidade em da faseluz é acumulada onde será usado outra extremidade, para reduzir COé e em ATP que será onde a água 2 produzir açúcar; o enviado para dissociada em oxigênio é e a fase energizar oxigênio hidrogênio liberado na atmosfera;de de produção açúcar
Atmosfera

Rubisco: linha de montagem
CO2
Mg

Internet material

Usando energia e Hidrogênio produzido na fase luminosa da clorofila, 6 moléculas de CO2 são agora “coladas” pela enzima rubisco para formar uma molécula de

prot

is a Rub eín

co

Bioquímica: constroe complexidade viva com bloquinhos simples
Internet material

O mais fantástico LEGO®!

Mais adiante, moléculas de glucose são coladas através de processos bioquímicos, produzindo celulose, lignina, madeira... e depois, com adição de outros ingredientes, também proteínas, lipídios, vitaminas... e uma grande variedade de substâncias orgânicas das quais todos os organismos são feitos...

Substâncias Orgânicas tem Inteligência Evolutiva
Material Internet

Seleção natural e eficiência melhorada fazem as substâncias orgânicas capazes de controlar processos usando a informação evolutiva armazenada...
ARGININA CRISTALIZADA

Organismos são Super-Estruturas de Carbono, de enorme Complexidade…
Material Internet

Manipula fluxos de matéria e energia Sempre busca equilíbrio Acumula informação Contra desordem É auto regulada

Pensando bem, estas propriedades inerentes da vida Há similares ao que pode ser visto como são muitoesmagadoras evidências de que a um todo emTerra planeta: diversos registros vida. nosso é estável “porque” tem geológicos Forças geológicas ou geoquímicas cegas apontam para uma estabilidade duradoura da temperatura da Terra, dentrosozinhas a não podem explicar de limites muito estreitos de variação. regulação primorosa verificável na Esta estabilidade de temperatura tem mantido a água liquida na superfície, uma condição essencial para a Climas extremados e desregulados em vida.

história de nosso planeta.

todos os outros planetas conhecidos Em muitassão confirmações poderosas da formas, a regulação do clima e o ambiente, como mostrado pela história da Terra, éde auto singularidade na capacidade muito similar à regulação complexa e eficiente por um organismo do regulação da Terra!
seu próprio ambiente interno...

Terra Paraíso?

“Cada ser humano, de posse da consciência de todo trabalho envolvido nos processos de geração da estabilidade e do conforto deste Planeta põe a mão no coração… e fica absorto diante do gigantismo e da complexidade dos processos da Vida na Terra”

Agradecimentos
Este trabalho de síntese foi financiado pelo Foreign and Commonwealth Office of UK, dentro de um financiamento ao Global Canopy Program ( www.globalcanopy.org/), e co-financiado pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia no Brasil. Estímulo, suporte e uma revisão critica de Andrew Mitchell do Global Canopy Program foram apreciados. A maioria do material original usado na montagem dos slides veio de sites de domínio publico como www.nasa.gov e outros. Esta síntese não poderia ter sido desenvolvida sem a inspiração de Robert Harriss (National Center of Atmospheric Research), Lynn Margulis (muitos de seus livros), Jim Lovelock (the Gaya Theory), Victor Gorshkov e Anastasia Makaraieva (Biotic Regulation of the Environment) e vários autores da literatura cientifica nas áreas de evolução do sistema terrestre e planetário. Este trabalho foi também propelido por 20 anos de pesquisas na magnificente floresta Amazônica, onde a regulação ambiental pelos organismos é óbvia e evidente. Sócrates, milhares de anos atrás, foi o primeiro a capturar a noção de que a humanidade só poderia avaliar corretamente a complexidade e grandiosidade da Terra se fosse capaz de deixar o planeta e apreciá-lo de fora.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful