LEGISLAÇÃO EDUCACIONAL BRASILEIRA E POLÍTICAS PÚBLICAS: Desafios e possibilidades

Pedro Paulo Pereira Brito

I. Mundo globalizado e educação 1. Globalização: significados e conseqüências      Papel dos meios de comunicação/informação: duplo impacto Trânsito entre países Linguagens Níveis diversos em diferentes situações sociais e culturais Economia 2. Papel de organismos internacionais Ex: ONU UNESCO BID OEI UNICEF OMS FMI/BM .

70 60 50 40 % 30 Norte Nordeste Sudeste Sul Centro-oeste 20 10 0 Jornais Revistas TV Rádio Internet Gráfico 22. ENADE: Meio de atualização .

100 90 80 70 60 % 50 40 30 20 Norte Nordeste Sudeste Sul Centro-oeste 10 0 Sim Não Gráfico 23. ENADE: Acesso a internet .

3. Contemporaneidade: características    pós-industrial novas relações de trabalho novas formas identitárias .

100 90 80 70 60 % 50 40 30 20 10 0 Não Trabalha Trabalha + Trabalho e me Trabalho e ajudo a família sustento família Trabalha sendo responsável pela família Norte Nordeste Sudeste Sul Caentro-oeste Gráfico 15. ENADE: Situação ocupacional dos estudantes .

. à empregabilidade e à qualidade de vida. à sustentabilidade ambiental.4. Desafios para a Educação Escolar  Currículo: Conduzir os sistemas de ensino à reflexão sobre a necessidade dos currículos escolares contemplarem os "conteúdos do social": questões relativas à terra.

Políticas nacionais. políticas regionais e locais LDB: definições de finalidades.II. sistemas e responsabilid ades Constituição Federal 1988 Resoluções Normativas CNE/CEE/CME .

Qual a nossa situação 1. Dados: Educação a. d. e. educadores e alunos da Educação Básica com (quase) a mesma formação .III. b. Analfabetismo Educação Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio Educação de Jovens e Adultos Ensino Profissionalizante 2. c. f. Dados: Professores Infra-estrutura. salários e formação Formação inicial: No Norte do Brasil.

. instituições e ONG’s. . . Parcerias com Estados.Ações por Nível e Modalidade 1. Educação infantil .Investimento na formação inicial para habilitar em nível médio professores leigos de creches e préescolas. Municípios. . . Articulação dos dados relativos à oferta e à demanda. Promoção de programas de formação continuada. Aumento de 116% per capita da merenda escolar.

tendo por finalidade permitir que todas as crianças de seis anos. sem distinção de classe social.2. •Programa de Apoio Específico à Formação Continuada – cursos de formação continuada e produção de Material didático. Ensino Fundamental •Instituição da Rede Nacional de Formação Continuada de Profissionais da Educação com objetivo de ampliar a oferta de meios de formação continuada para o professor da educação infantil e do ensino fundamental. •Piso Salarial Profissional •Consolidação do Ensino Fundamental para 9 anos – repousa no fundamento pedagógico de que se faz necessária uma mudança radical na estrutura e na cultura escolar legitimadora de um processo de exclusão. sejam matriculadas na escola. de seleção e de segregação social. .

especialização e requalificação. lazer e inclusão tecnológica 4. 3. •Projeto de acesso a bens culturais. Ensino Médio •Apoio técnico. educação profissional básica. . •Correção do Fluxo Escolar. Literatura em Minha Casa (4ª e 8ª séries) e Palavra da Gente (Educação de Jovens e Adultos). •Incentivo à Leitura – Programa Nacional Biblioteca da Escola. aperfeiçoamento. financeiro e pedagógico para formação inicial e continuada de professores e produção de material didático. Ensino Fundamental (continuação) •Programa Nacional do Livro Didático. qualificação profissional de técnicos e educação continuada para atualização.2. Educação Profissional Prover sólida base de educação geral para todos os trabalhadores.

. Elevação da participação financeira da União.Políticas de Financiamento da Educação FUNDEB (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica) . alcance universal e comparabilidade de resultados. A construção de um sistema nacional articulado à implementação de programas estaduais de avaliação do rendimento escolar. Ampliação da base de cálculo dos recursos formadores do fundo. Previsão de pelo menos 80% dos recursos do FUNDEB destinados à valorização dos profissionais da educação. com garantia de qualidade das medidas de desempenho. . . participação de profissionais da educação. Sistemas Estaduais de Avaliação da Educação Básica .

O segundo objetivo da educação é formar mentes que possam ser críticas. opiniões coletivas. pelo material que preparamos para eles. possam verificar e não aceitar o que lhes é oferecido. que aprendam cedo a dizer o que é verificável e o que é simplesmente a primeira idéia que lhes veio. é o dos slogans. em parte. precisamos de discípulos ativos. tendências de pensamento ready made. a distinguir entre o que está provado e o que ainda não está. não simplesmente de repetir o que outras gerações fizeram – pessoas criativas. “O principal objetivo da educação é criar pessoas capazes de fazer novas coisas. Portanto. O maior perigo..” Piaget .Concluindo . a criticar. em parte por sua atividade espontânea e. Temos que estar aptos a resistir individualmente. inventivas e descobridores. que aprendam cedo a encontrar as coisas por si mesmos. hoje..

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful