Portaria 344/98

Fabiana de Almeida

Da prescrição
Da notificação da receita: A Notificação de Receita é o documento que acompanhado de receita autoriza a dispensação de medicamentos a base de substâncias constantes das listas: "A1" e "A2" (entorpecentes), "A3", "B1" e "B2" (psicotrópicas), "C2" (retinóicas para uso sistêmico) e "C3" (imunossupressoras),

sem emenda ou rasura.• § 3º A Notificação de Receita deverá estar preenchida de forma legível. sendo a quantidade em algarismos arábicos e por extenso. .

.

bem como a Hospital ou instituição). Exemplo: .Dados que devem ser impressos pela Gráfica na Notificação de Receita “B”: a)Sigla da Unidade Federativa (Sigla do Estado) b)Identificação numérica: composta de 8 (oito) dígitos (número seqüencial.. fornecido pela VISA ao profissional que possui um consultório médico ou uma Clínica.

Notificações Receita C Receita B2 Validade: 30 dias Receita A Receita B Receita Especial Retinóides Sistêmicos .

A2 e A3) .Entorpecentes (listas A1.

além destes dizeres. B2). .Psicotrópicas (listas B1. No caso de formulação contendo a substância anfepramona ou dietilpropiona. deverá também fazer constar “Atenção: Este medicamento pode causar Hipertensão Pulmonar”.

Substâncias sujeitas ao controle especial constantes das listas C1 (controle especial). C4 (anti-retrovirais) e C5 (anabolizantes): .

Causa Graves Defeitos na Face. no Coração e no Sistema Nervoso do Feto ."Atenção: Risco para Mulheres Grávidas.Nas bulas dos medicamentos a que se refere o caput deste artigo. nas Orelhas. deverá constar. a expressão: "Venda Sob Prescrição Médica" . em destaque e em letras de corpo maior de que o texto. obrigatoriamente.

inscrição no Conselho Regional e assinatura devidamente identificada. poderá ser aviada a receita de medicamentos sujeitos a Notificação de Receita a base de substâncias constante das listas deste Regulamento e de suas atualizações. a justificativa do caráter emergencial do atendimento. data. O estabelecimento que aviar a referida receita deverá anotar a identificação do comprador e apresentá-la à Autoridade Sanitária local dentro de 72 (setenta e duas) horas. para "visto".Em caso de emergência. . em papel não oficial. devendo conter obrigatoriamente: O diagnóstico ou CID.

Fica vedada a prescrição de medicamentos a base de substâncias constantes da lista "C4" (anti-retrovirais) por médico veterinário ou cirurgiões dentistas. .As prescrições por cirurgiões dentistas e médicos veterinários só poderão ser feitas quando para uso odontológico e veterinário. respectivamente.

. por sua vez. precisarão que sejam acompanhadas de receita médica com justificativa de uso. Será válida por 30 (trinta) dias.Receita Amarela ou Receita A – A Notificação de Receita A é um impresso. na cor amarela. quando para aquisição em outra unidade federativa. 30 dias de tratamento / ou 5 ampolas As notificações de Receita “A”. Poderá conter somente um produto farmacêutico. ficarão obrigadas a apresentá-las. dentro do prazo de 72 (setenta e duas) horas. para a prescrição dos medicamentos das listas A1 e A2 (entorpecentes) e A3 (psicotrópicos). para averiguação e visto. Em todo o território nacional. E as farmácias. à Autoridade Sanitária local.

máximo . Associações são proibidas Validade apenas na UF Sibutramina: 15 mg/dia .Receita B1 2 B2 (sibutramina) Validade 30 dias Tratamento para 60 dias /ou 5 ampolas Acima dessa quantidade: Documento com justificativa do médico.

Notificação de Receita Especial de Retinoides – lista C2 (retinóides de uso sistêmicos): validade: 30 (trinta) dias somente dentro da UF. Poderá conter 5 (cinco) ampolas ou Tratamento de 30 dias Deve vir acompanhada do Termo de Consentimento de Risco e Consentimento Pós-Informação .

.Receituário de Controle Especial Obrigatoriedade de prescrição em 02 (duas) vias: identificação no receituário (manualmente. por computador ou impresso) de que a 1ª via se destina à FARMÁCIA e a 2ª via ao PACIENTE.

. Acima das quantidades previstas. A Receita poderá possuir até 03 (três) substâncias ou medicamentos. a receita deverá conter o número do CID. A 1ª via da receita fica retida na farmácia e a 2ª será devolvida ao paciente para orientação e como documento comprobatório de uso.Receituário de Controle Especial Válida em todo território nacional. o prescritor deverá apresentar justificativa datando e assinando as duas vias. No caso da prescrição de esteróides ou peptídeos anabolizantes. O receituário do profissional ou da instituição deve ser em 02 (duas) vias.

.Década de 50 Empresa alemã Sedativo/enjôo – sem receita Em 1961. vários países retiraram a droga de circulação. o que só ocorreu no Brasil quatro anos depois. Em 1997 – proibida utilização por mulheres idade fértil. o país voltou a utilizá-la. Porém. em 1965.

c) Doença Crônico-Degenerativas (Lúpus Eritematoso Sistêmico e Doença enxerto versus hospedeiro).15/12/00 o medicamento denominado TALIDOMIDA só pode ser indicado e utilizado no âmbito dos programas oficiais de prevenção e controle da: a) Hanseníase.Notificação de Receita “TALIDOMIDA” De acordo com a Portaria GM/MS nº 1. Tratamento 30 dias Validade da receita: de 15 dias (quinze) Somente na UF .377 . b) DST/Aids (úlceras aftóides idiopáticas nos portadores de HIV/Aids).

DA GUARDA .

Mensalmente: Levar todas as notificações de receita na Visa e uma lista das mesmas em 2 vias.DOS BALANÇOS O Balanço de Substâncias Psicoativas e Outras Substâncias Sujeitas a Controle Especial – BSPO Anorexíenos – B2 Remetido à Autoridade Sanitária pelo farmacêutico/químico responsável trimestralmente até o dia 15 (quinze) dos meses de abril. julho. A Visa tem 30 dias para devolver as notificações. outubro e janeiro. Guardar por 2 anos .

. em 2 (duas) vias. sendo uma das vias retida pela Autoridade Sanitária e a outra devolvida ao estabelecimento depois de visada.DOS BALANÇOS Listas "A1" e "A2" (entorpecentes) e "A3" (psicotrópicas) até o dia 15 (quinze) de cada mês.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful