RUÍDO

O OUVIDO
O ouvido interno, fechado num recipiente ósseo, possui três canais semicirculares, que não interferem no sentido da audição, mas oferecem o sentido de equilíbrio, e o caracol (cóclea). A cóclea, com seu formato de caracol, é a ponte de ligação entre o sistema mecânico de percepção do som e o sistema eléctrico de envio da mensagem ao cérebro, através das vias neuronais.

Com o movimento da bigorna, em função da acção do martelo, é accionado o movimento da janela oval, esta por sua vez está presa à bigorna. Portanto, sempre que a bigorna agir, a janela oval movimentar-se-á de forma reflexa. A janela redonda transmite as mensagens que chegam ao ponto de expansão e retracção do fluído contido na cóclea. A importância da janela redonda está em que é ela que contém as informações referentes à frequência e à intensidade de um som. O sistema nervoso solicitará da janela redonda todos os dados a respeito do som captado.

A partir daí. do sistema nervoso ao centro do cérebro responsável pela sensibilidade sonora.O OUVIDO Até a janela redonda o processo é mecânico. . e sofre defasagem no tempo. porque a mensagem é enviada por pulsos eléctricos infinitamente mais rápidos que os mecânicos. praticamente não há lapso temporal.

.

.

nomeadamente: Sonómetro Dosímetro .COMO SE AVALIA O RUÍDO? Para avaliar os níveis de ruído utilizam-se instrumentos de medida.

.COMO SE AVALIA O RUÍDO? Estes instrumentos anteriormente apresentados medem o nível de pressão sonora em decibéis (dB).

.

QUAIS SÃO OS NÍVEIS EXCESSIVOS? O Decreto-Lei n.º182/06. de 6 de Setembro define trabalhador exposto como sendo “trabalhador cuja exposição diária ao ruído durante o trabalho é igual ou superior ao nível de acção ou que está sujeito durante o trabalho a picos do nível de pressão sonora iguais ou superiores ao valor limite de pico”. .

Assim. de acordo com este Decreto-Lei são definidos os seguintes valores limite de exposição: Limite Geral Nível de acção superior Nível de acção inferior Valor limite de exposição diária LC pico Valor limite de exposição diária LC pico Valor de acção superior Lc pico Valor de acção inferior Valor 85 dB(A) 80 dB(A) 87dB(A) 140dB(C) 137dB(C) 135 dB(C) .

.

mesmo quando não existe ruído ambiente. . A pessoa afectada só se apercebe dessa perda irrecuperável quando deixa de ouvir bem os outros ao conversar.QUAIS SÃO AS CONSEQUÊNCIAS DA EXPOSIÇÃO A ELEVADOS NÍVEIS DE RUÍDO? Níveis de ruído elevados danificam certos terminais nervosos do ouvido.

alterações respiratórias.QUAIS SÃO AS CONSEQUÊNCIAS DA EXPOSIÇÃO A ELEVADOS NÍVEIS DE RUÍDO? No entanto. irritabilidade e cansaço. digestivos ou visuais. de acidentes. pelo que conduz ao aumento do número de erros cometidos e. cardiovasculares. para além da perda da audição. Os níveis elevados de ruído podem provocar perturbações do sono. O ruído diminui o nível de atenção e aumenta o tempo de reacção do individuo face aos diversos estímulos. consequentemente. tais como. . o ruído pode provocar outros efeitos.

.

Deverá colaborar nos estudos de avaliação dos níveis de ruído que forem realizados na empresa onde trabalha. Deverá cumprir a sinalização existente e. bem como em eventuais exames audiométricos. utilizar os protectores de ouvido que a empresa lhe disponibiliza. se for caso disso. .O QUE DEVERÁ FAZER? Antes de mais deverá informar-se acerca do nível de ruído a que está exposto diariamente.

paletes.O QUE DEVERÁ FAZER? Manter adequadamente os protectores de ouvido e utilizados adequadamente.) de alturas elevadas. Não deixe cair objectos (caixas.etc. Assegurar-se que os protecções fono-absorventes não sejam retiradas. .

.

mas há que ter em conta que nem todos protegem o mesmo em determinadas frequências (Hz).PROTECTORES AUDITIVOS Há uma grande variedade de protectores auditivos. Alguns tipos de protectores: • • • • • Concha ou abafadores Pré-Moldado Moldável Descartável Semi-Inserção .

IMAGENS DE PROTECTORES AUDITIVOS .

CONSELHO USE PARA EVITAR .

.

FIM SAMUEL PROENÇA FILIPA MARQUES SARA GERALDES .