GESTALT

Page 1

GESTALT - CONCEITOS
Base

metodológica forte.

Termo
Ernst

alemão de difícil tradução.

Mach (físico) e Christian Von Ehrenfels (filósofo e psicólogo), desenvolviam uma psicofísica com estudos sobre sensações (dado psicológico) de espaço-forma e de tempo-forma (dado físico). Antecessores.
Page 2

GESTALT - CONCEITOS
 Max

Wertheimer, Wolfgang Köhler e Kurt Koffka = Fundadores da Teoria da Gestalt.
os estudos pela percepção e sensação do movimentos. em compreender quais os processos psicológicos envolvidos na ilusão de ótica =
Page 3

 Iniciaram

 Preocupados

encontra-se o processo de percepção. Quando o indivíduo é percebido pelo sujeito como uma forma diferente da que ele tem na realidade. Page 4  PERCEPÇÃO: . Para os gestaltistas entre o entre o estímulo que o meio fornece e a resposta do indivíduo.

O que o indivíduo percebe e como percebe são dados importantes para a compreensão do comportamento humano. confronto Gestalt/Behaviorismo pode ser resumido na posição que cada uma das teorias assume diante do objeto da Psicologia — COMPORTAMENTO. Page 5 O .

estuda o comportamento através da relação estímulo-resposta. Page 6 O . Pois tanto a Gestalt quanto o Behaviorismo definem a Ψ como a ciência que estuda o comportamento. Behaviorismo. dentro de sua preocupação com a a objetividade.

 Procura assim. por considerar que o comportamento. pode perder seu significado (o seu entendimento). isolar o estímulo que corresponderia à resposta esperada desprezando os conteúdos de “consciência”. A Gestalt irá criticar essa abordagem. pela impossibilidade de controlar cientificamente essas variáveis. Page 7 . quando estudado de maneira isolada de um contexto mais amplo.

onde a parte está sempre relacionada ao todo. o comportamento deveria ser estudado nos seus aspectos mais globais.  Teoria do isomorfismo = Supõe uma unidade no universo. levando em consideração as condições que alteram a percepção do estímulo. Na visão dos gestaltistas. Page 8 .

 Figuras pág. Fenômeno da percepção é norteado pela busca de fechamento. simetria e regularidade dos pontos que compõem uma figura (objeto). 61. Page 9 .

Page 10 .

Page 11 .BOA FORMA: A maneira como percebemos um determinado estímulo irá desencadear nosso comportamento. não alcançaremos a boa-forma. estabilidade e simplicidade. simetria. Aspectos básicos. Se nos elementos percebidos não há equilíbrio. que permitam a sua decodificação.

Page 12 .É preciso superar a ilusão de ótica.

Page 13 .• A tendência da nossa percepção em buscar a boa forma permitirá a relação figura fundo. mais clara será a separação entre a figura e o fundo. • Quanto mais clara estiver a forma (boaforma).

Page 14 .

Page 15 .

Page 16 .

Page 17 .

Page 18 .

Page 19 .

Page 20 .

Page 21 .

Page 22 . São conhecidos dois tipos de meio: o geográfico e o comporta mental.MEIO GEOGRÁFICO E MEIO COMPORTAMENTAL O conjunto de estímulos determinantes do comportamento é denominado meio ou meio ambiental.

O resultante da interação do indivíduo com o meio físico e implica a interpretação desse meio através das forças que regem a percepção (equilíbrio. estabilidade e simplicidade). simetria. meio comportamental é o meio o meio físico em termos objetivos. Page 23 .O meio geográfico é o meio enquanto tal.

o comportamento é desencadeado pela percepção do meio comportamental. Page 24 .Naturalmente.

campo de força psicológico tem uma tendência que garante a busca da melhor forma possível em situações que não estão muito estruturadas.CAMPO PSICOLÓGICO O campo psicológico é entendido como um campo de força que nos leva a procurar a boa-forma. Page 25  Esse .

Proximidade — os elementos mais próximos tendem a ser agrupados: Page 26 . Esse processo ocorre de acordo com os seguintes princípios: 1.

2. Page 27 . Semelhança — os elementos semelhantes são agrupados: Vemos três linhas e não quatro colunas.

3. Fechamento — ocorre uma tendência de completar os elementos faltantes da figura para garantir sua compreensão: Page 28 .

onde o todo tem papel fundamental na compreensão do objeto percebido. diferentemente do associacionismo. vê a aprendizagem como a relação entre o todo e a parte. Page 29 .INSIGHT A Psicologia da Gestalt.

Behaviorismo) acreditam que aprendemos estabelecendo relações — dos objetos mais simples para os mais complexos. Enquanto as teorias de S-R (Associacionismo. Page 30 .

caso. é possível a uma criança de 3 anos. como nos ensinaram. Ela separou a palavra na sua totalidade. mas dando significação ao todo. a criança não aprendeu a ler a palavra juntando as letras. distinguir a logomarca de um refrigerante e nomeá-lo corretamente. distinguindo a figura (palavra) e o fundo. Exemplificando.  No Page 31 . que não sabe ler.

Page 32 .

A Page 33 . esse fenômeno a Gestalt dá o nome de insight. sem que tenhamos feito nenhum esforço especial para isso. a relação figura-fundo elucida-se. de repente. Acontece. às vezes. enquanto uma espécie de “entendimento interno”. de estarmos olhando para uma figura que não tem sentido para nós e. O termo designa uma Compreensão imediata.

à medida que recusase o exercício mecânico no processo de aprendizagem.  Apenas as situações que ocasionam experiências ricas e variadas levam o indivíduo ao amadurecimento e à emergência do insight.  Page 34 .A APLICABILIDADE DA GESTALT NA EDUCAÇÃO Torna-se importante.