O que se espera do professor ?

Elicio Gomes Lima: Mestre em Educação pela UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas/SP. Professor convidado do UNASP-EC – Centro Universitário Adventista de São Paulo e docente efetivo da rede pública Estadual e Municipal de São Paulo. Contato: elicio.lima@bol.com.br

Prof. Elicio Gomes Lima - 01

• Compromisso com o processo ensino-aprendizagem: O professor tem de estar comprometido com o ofício e consciente de que o educador desempenha papel de relevância social. • Promover situações significativas de aprendizagem: Ênfase na interação professor-aluno explorando melhor conteúdos subjetivos e objetivos do processo. • Saber contar histórias: A construção de narrativas é uma forma de vinculação imprescindível sobretudo na educação infantil e nas séries iniciais do ensino fundamental. As narrativas proporcionam noções de temporalidade, capacidade de fabulação, que se extraia uma “moral da história” – exploração de significados, princípios e valores

Prof. Elicio Gomes Lima - 02

• Mediar problemas e conflitos: O professor é figura central para construir uma autoridade legítima, que se baseia na palavra, na comunicação, naquilo que é pactuado visando ao bem-comum. • Servir de referencial: O discurso e a conduta do professor devem ser coerentes, pois em qualquer nível de ensino está sendo analisado. •Ouvir a experiência dos pais: Conhecer o ponto de vista de quem convive com as crianças. O contato com os pais ou responsáveis pode sinalizar melhor aproveitamento da ação pedagógica. • Conhecer as novas tecnologias e estar preparado para usá-las: Além do domínio de recursos que podem ser utilizados em aula, como retroprojetores, programas de navegação na internet e para organizar e apresentar conteúdos, o professor deve saber usar o Messenger e outros programas de navegação.

Prof. Elicio Gomes Lima - 03

• Domínio técnico-pedagógico O educador deve ter conhecimento suficiente sobre a evolução do processo cognitivo da criança, o que está relacionado a cada idade e como o método pedagógico da escola em que leciona, trabalha cada uma das fases. •Enxergar o conhecimento de forma não fragmentada É importante relacionar os saberes específicos das disciplinas, perceber sua relevância e contextualização

• Saber trabalhar em equipe O entrosamento em equipe deve acontecer nos vários âmbitos: entre os próprios professores, com a coordenação e a orientação pedagógica. • Ampliar o próprio repertório cultural Primar pelo conhecimento interdisciplinar. Ler, ir ao cinema, ao teatro, à exposições, viajar, interessar-se pelas diferenças culturais Prof. Elicio Gomes Lima - 04

•Ter conhecimento teórico sobre grandes áreas do saber relacionadas à educação:
Filosofia, antropologia, sociologia e psicologia social ajudam a entender diversas relações do processo educacional. É preciso ir além da didática e da pedagogia. •Entender o aluno: Compreender o mundo da criança e a realidade em que ela vive. É preciso ler o aluno num sentido maior;para além do contexto meramente didático.

• Estar aberto ao novo, porém com critério:
O dogmatismo pode ser um dos maiores inimigos do professor. Porém, embarcar em qualquer onda novidadeira também é temerário. Nada é bom apenas por ser novo.

• Dispor-se para ser o elo de comunicação entre a família e a escola:
Envolver os pais em atividades, quando necessário, explorando a percepção de que são sujeitos inalienáveis do processo educacional de seus filhos.

Prof. Elicio Gomes Lima - 05

• Explorar as possibilidades da sala de aula: Competência central para a prática pedagógica: saber organizar o tempo, selecionar saberes, conhecer implicações psicológicas, sociológicas, relacionar as diversas áreas do conhecimento no trabalho docente. • Aprender a aprender: Idéia ligada à aceleração do conhecimento, que não permite que o educador se acomode com aquilo que aprendeu em sua formação universitária. Aprender a aprender é aperceber-se do relevante frente à uma diversidade de saberes. Primar por sua formação contínua. • Entender o papel da TV:

A televisão é o mais abrangente meio de comunicação do país e fonte de informação para alunos de todos os estratos sociais, tendo influência bem maior do que a internet.

Prof. Elicio Gomes Lima - 06

O QUE SE ESPERA DA ESCOLA ?

Professor Ms Elicio Gomes Lima Mestre em Educação pela UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas/SP. Professor convidado do UNASP-EC – Centro Universitário Adventista de São Paulo e docente efetivo da rede pública Estadual e Municipal de São Paulo. Contato: elicio.lima@bol.com.br. Aula de Gestão Educacional curso formação de professores

• Ter boa infra-estrutura de base: é preciso ter classes limpas, com cadeiras e carteiras em bom estado.O ideal é que o espaço físico seja originalmente planejado para abrigar uma escola, pensado a partir das necessidades didáticas.

• Possibilitar o acesso ao conhecimento: é vital que se tenha uma biblioteca atualizada, com livros e publicações periódicas para estimular o habito de leitura e estudos entre professores e alunos.O acesso à internet também é desejável.
• Criar um ambiente institucional que propicie o desenvolvimento do professor : a escola precisa ter canais permanentes de diálogo e de troca de experiência e discussão entre professores, orientadores e coordenadores. • Promover a formação contínua: para que o professor possa estar sempre atualizado a escola deve realizar cursos, palestras e capacitações orientadas por seus próprios educadores e convidados. O cuidado a ser tomado é o de não sobrecarregar o professor a ponto de prejudicar as aulas e sua preparação.

• Estimular a formação acadêmica: os professores que conseguiram ou estão em busca de titulação acadêmica devem ser recompensados com melhores salários, subsídios para os cursos de pós-graduação, mestrado ou doutorado e flexibilidade nas grades de aulas para que possam cumprir seus créditos. • Capacitar e educar o professor para receber o retorno sobre o seu trabalho: alguns consultores afirmam que os professores não são receptivos à crítica de suas ações. A escola deveria capacitá-los para aprender a ouvir e buscar a melhoria contínua também por esse caminho. • Plano de desenvolvimento individualizado: a partir da avaliação das forças e fraquezas do professor, a escola pode planejar o seu desenvolvimento ao longo do tempo, ajudando-o a preencher lacunas do conhecimento e a vencer bloqueios comportamentais

• Ter boa infra-estrutura de base: é preciso ter classes limpas, com cadeiras e carteiras em bom estado.O ideal é que o espaço físico seja originalmente planejado para abrigar uma escola, pensado a partir das necessidades didáticas.

• Possibilitar o acesso ao conhecimento: é vital que se tenha uma biblioteca atualizada, com livros e publicações periódicas para estimular o habito de leitura e estudos entre professores e alunos.O acesso à internet também é desejável.
• Criar um ambiente institucional que propicie o desenvolvimento do professor : a escola precisa ter canais permanentes de diálogo e de troca de experiência e discussão entre professores, orientadores e coordenadores. • Promover a formação contínua: para que o professor possa estar sempre atualizado a escola deve realizar cursos, palestras e capacitações orientadas por seus próprios educadores e convidados. O cuidado a ser tomado é o de não sobrecarregar o professor a ponto de prejudicar as aulas e sua preparação.

• Estimular a formação acadêmica: os professores que conseguiram ou estão em busca de titulação acadêmica devem ser recompensados com melhores salários, subsídios para os cursos de pós-graduação, mestrado ou doutorado e flexibilidade nas grades de aulas para que possam cumprir seus créditos. • Capacitar e educar o professor para receber o retorno sobre o seu trabalho: alguns consultores afirmam que os professores não são receptivos à crítica de suas ações. A escola deveria capacitá-los para aprender a ouvir e buscar a melhoria contínua também por esse caminho. • Plano de desenvolvimento individualizado: a partir da avaliação das forças e fraquezas do professor, a escola pode planejar o seu desenvolvimento ao longo do tempo, ajudando-o a preencher lacunas do conhecimento e a vencer bloqueios comportamentais

• Ter boa infra-estrutura de base: é preciso ter classes limpas, com cadeiras e carteiras em bom estado.O ideal é que o espaço físico seja originalmente planejado para abrigar uma escola, pensado a partir das necessidades didáticas.

• Possibilitar o acesso ao conhecimento: é vital que se tenha uma biblioteca atualizada, com livros e publicações periódicas para estimular o habito de leitura e estudos entre professores e alunos.O acesso à internet também é desejável.
• Criar um ambiente institucional que propicie o desenvolvimento do professor : a escola precisa ter canais permanentes de diálogo e de troca de experiência e discussão entre professores, orientadores e coordenadores. • Promover a formação contínua: para que o professor possa estar sempre atualizado a escola deve realizar cursos, palestras e capacitações orientadas por seus próprios educadores e convidados. O cuidado a ser tomado é o de não sobrecarregar o professor a ponto de prejudicar as aulas e sua preparação.

• Estimular a formação acadêmica: os professores que conseguiram ou estão em busca de titulação acadêmica devem ser recompensados com melhores salários, subsídios para os cursos de pós-graduação, mestrado ou doutorado e flexibilidade nas grades de aulas para que possam cumprir seus créditos. • Capacitar e educar o professor para receber o retorno sobre o seu trabalho: alguns consultores afirmam que os professores não são receptivos à crítica de suas ações. A escola deveria capacitá-los para aprender a ouvir e buscar a melhoria contínua também por esse caminho. • Plano de desenvolvimento individualizado: a partir da avaliação das forças e fraquezas do professor, a escola pode planejar o seu desenvolvimento ao longo do tempo, ajudando-o a preencher lacunas do conhecimento e a vencer bloqueios comportamentais

REFERENCIAS BIBLIOGRÁFIAS
BENJAMIN, Walter. Infância em Berlim por Volta de 1900. Obras escolhidas II. Rua de Mão única. 2.º ed. São Paulo. , pp 73-142. Brasiliense, 1985. FARACO, C. Alberto e TEZZA, Cristóvão. Práticas de Textos. 8.º ed. São Paulo. Vozes,2001. FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler. 30.º ed. São Paulo, Cortez, 1995FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 12.º ed. Rio de Janeiro. Paz e Terra, 1983. LIMA, Elicio Gomes. Reflexões Didáticas. São Paulo. Mimeo, 2000. LIMA, Elicio Gomes. Breve Excurso em Thompson e Walter Benjamin. São Paulo. Mimeo. 2001. LIMA. Elicio Gomes. Iconografia no livro didático de história: leitura e percepções de alunos do ensino fundamental. – Pará de Minas, MG: Virtual Books, 2012. http://pt.scribd.com/doc/94199339 LIMA. Elicio Gomes. Pesquisa sobre o livro didático de história: uma introdução ao tema. – Pará de Minas, MG: Virtual Books, 2011. http://pt.scribd.com/doc/94196969 LIMA. Elicio Gomes. Para compreender o livro didático através da história da escrita e do livro.. – Pará de Minas, MG: Virtual Books, 2012. http://pt.scribd.com/doc/94198335 LIMA. Elicio Gomes. Gestão Escolar: Desafios da organização e gestão escolar. http://pt.scribd.com/doc/94971143 LIMA. Elicio Gomes. Para compreender o livro didático como objeto de pesquisa. Educação e Fronteiras On-Line, Vol. 2, No 4 (2012). http://www.periodicos.ufgd.edu.br/index.php/educação/article/view/1563 LIMA, Paulo Gomes. Formação de professores: por uma ressignificação do trabalho- Dourados, MS: Editora da UFGD, 2010. RIOS, Terezinha Azeredo. Ética e competência. 10.º ed. São Paulo, 2001. THOMPSON, E. P. A miséria da teoria. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1981. VIGOTSKI, Lev Semenovich. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superior. 6ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2000. (FONTE: Revista Educação, ano 9, nº 105) Professor: Elicio Gomes Lima

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful