Prof. Esp.

Chagas Queiroz

©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Prof. Esp. Chagas Queiroz

CONHECIMENTOS ACERCA DE TEXTO

 Conceito de Texto
Teia, tecido de ideias, de opiniões, argumentos, fatos e relatos.

 Características do Texto
 CLAREZA:
Conseguida pela concisão, períodos curtos, orações na ordem direta e vocabulário simples.

 COESÃO:
Conexão estabelecida entre as partes de um texto (palavras, períodos e parágrafos) por meio de conectivos – conjunções, pronomes, preposições e outros recursos linguísticos – léxico.

 COERÊNCIA:
Diz respeito a organização lógica das ideias.
©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Prof. Esp. Chagas Queiroz

CONHECIMENTOS ACERCA DE TEXTO

TEXTO COM COERÊNCIA, MAS SEM COESÃO – TIPOLOGIA NARRATIVA
Como se conjuga um empresário
Acordou. Levantou-se. Aprontou-se. Lavou-se. Barbeou-se. Enxugou-se. Perfumou-se. Lanchou. Escovou. Abraçou. Beijou. Saiu. Entrou. Cumprimentou. Orientou. Controlou. Advertiu. Chegou. Desceu. Subiu. Entrou. Cumprimentou. Assentou-se. Preparou-se. Examinou. Leu. Convocou. Leu. Comentou. Interrompeu. Leu. Despachou. Conferiu. Vendeu. Vendeu. Ganhou. Ganhou. Ganhou. Lucrou. Lucrou. Lucrou. Lesou. Explorou. Escondeu. Burlou. Safou-se. Comprou. Vendeu. Assinou. Sacou. Depositou. Depositou. Depositou. Associou-se. Vendeu-se. Entregou. Sacou. Depositou. Despachou. Repreendeu. Suspendeu. Demitiu. Negou. Explorou. Desconfiou. Vigiou. Ordenou. Telefonou. Despachou. Esperou. Chegou. Vendeu. Lucrou. Lesou. Demitiu. Convocou. Elogiou. Bolinou. Estimulou. Beijou. Convidou. Saiu. Chegou. Despiu-se. Abraçou. Deitou-se. Mexeu. Gemeu. Fungou. Babou. Antecipou. Frustrou. Virou-se. Relaxou-se. Envergonhou-se. Presenteou. Saiu. Despiu-se. Dirigiu-se. Chegou. Beijou. Negou. Lamentou. Justificou-se. Dormiu. Roncou. Sonhou. Sobressaltou-se. Acordou. Preocupou-se. Temeu. Suou. Ansiou. Tentou. Despertou. Insistiu. Irritou-se. Temeu. Levantou. Apanhou. Rasgou. Engoliu. Bebeu. Rasgou. Engoliu. Bebeu. Dormiu. Dormiu. Dormiu. Acordou. Levantou-se. Aprontou-se ... (Mino)

©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS

Aquele hotel tem um jardim. por que não desata o nó da gravata do cachorro. Esp. que voa livre e solto pelo céu de maré alta? ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . azul como a goiaba. MAS SEM COERÊNCIA  A Joana não estuda nesta Escola.  . se você realmente me ama.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof.. A Escola não tem laboratório de línguas. No entanto.O sol é quadrado.. Chagas Queiroz CONHECIMENTOS ACERCA DE TEXTO TEXTO COM COESÃO. Ela não sabe qual é a Escola mais antiga da cidade.

Conhecimento semântico. Esp.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. Leitura – a maior diversidade possível. Chagas Queiroz COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS  Condições básicas para Interpretar e Compreender       Conhecimento de mundo. Conhecimento gramatical. Ser um bom observador. ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . Ter capacidade raciocínio.

...TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof.  Comandos      O narrador do texto diz que.. ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . Esp... Chagas Queiroz COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS  Habilidade de Compreensão ou Intelecção  Exige do candidato uma postura mais voltada para o que realmente está escrito – Explícito. Ou seja. coletar dados do texto. Segundo o texto.. O texto informa que.... De acordo com o texto. é correto ou errado dizer que. Em relação ao texto a opção correta é.

d) Provoca medo nas crianças. brinca. Cachorro se parece mesmo é com criança: vive o agora. Sentimo-nos.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. Esp. Aliás. ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . alegra-se com o simples prazer de uma caminhada. não estamos acostumados a viver 24 horas por dia de puro prazer. De acordo com o texto. b) Revela o carinho deles pelas crianças. talvez. corre. o comportamento dos cachorros: a) Evidencia que eles gostariam de ser crianças. c) Assemelha-se ao das crianças. pula. Chagas Queiroz QUESTÃO MODELO – COMPREENSÃO Texto para a questão seguinte. ainda mais quando levamos uma vida de cachorro. principalmente quando algo ou alguém patrocinou-nos alguma desventura. desrespeitados pela impertinência de um contentamento desmesurado. o que mais incomoda o homem no comportamento canino é a constante alegria do seu melhor amigo. e) Irrita as crianças. diariamente. Em geral.

 Dar uma de detetive.. infere-se que. O texto permite deduzir que. ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS .TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. Esp. Chagas Queiroz COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS  Habilidade de Interpretação  Consiste em saber o que se infere (conclui) do que está escrito.  Comandos     Da leitura do texto.. Depreende-se do texto que... Da fala do articulista pode-se concluir que....  Enxergar nas entrelinhas..

com a internet. hoje.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. Até bem pouco tempo atrás. ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . Hoje. E se antes uma carta tinha endereço certo. de mensagens por e-mail. entender. muito além de nossa capacidade de conseguir ler. e muito menos responder. e a palavra privacidade parece ter perdido o significado. recebemos dezenas. Chagas Queiroz QUESTÃO MODELO – INTERPRETAÇÃO Texto para a questão seguinte. O mundo inteiro parece ter se tornado uma espécie de reality show. centenas. as mensagens espalham-se em ondas. de dar uma resposta. nos sentíamos na obrigação. em que a intimidade fica exposta para quem quiser espiar. se recebêssemos uma carta pelos Correios. Esp. por pura cortesia e boa educação. principalmente se viesse de alguém conhecido. coisa de dez ou vinte anos. de conhecidos e desconhecidos. em cópias às claras ou ocultas. quando a internet não era tão popular. num volume sobre humano.

b) Aumentou consideravelmente. ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . c) O envio de correspondência pelos Correios foi extinto em razão das facilidades oferecidas pela Internet.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. fato que está relacionado à popularização da Internet. d) Uma pessoa capaz de redigir muitos e-mails em um único dia mostra-se incapaz de redigir muitas cartas nesse mesmo período de tempo. nas duas últimas décadas. a quantidade de informações que circulam no mundo. Esp. o que nunca ocorre ao se enviar mensagem por e-mail. hoje. Chagas Queiroz QUESTÃO MODELO – COMPREENSÃO Da leitura do texto depreende-se que: a) Os e-mails são os causadores da perda de privacidade observada. e) A carta torna obrigatória a resposta do destinatário ao remetente. em todo o mundo.

8. Chagas Queiroz COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS  8 Mandamentos ao ler um texto 1. Leia o texto e entenda sua ideia central. quanto as alternativas. 3. para não se confundir no momento de responder à questão. Esp. Identifique os nexos (conjunções = sentido e pronomes relativos). Desmembre o texto em setas. esquemas. Descubra em cada parágrafo duas coisas: Tema: ideia principal. 4. Jamais responda de cabeça. Rema: desenvolvimento da ideia. desenhos.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. Leia no mínimo 2 vezes. ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . Volte sempre ao texto. correto. tanto o texto. 6. Sublinhe palavras como: erro. 5. 2. etc. Sublinhe as palavras desconhecidas e tente descobrir o seu significado pelo contexto. 7. incorreto.

Esp. escrita e natureza. recebem uma classificação diferente. Chagas Queiroz TIPOLOGIA TEXTUAL  Classificações do Texto  Os textos se organizam de diferentes formas.  Conforme o modo de organização. ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS .TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof.

Escritos no geral em verso. Esp. Chagas Queiroz TIPOLOGIA TEXTUAL  Classificações do Texto  Quanto a sua natureza: Literários: . Ex. ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . . lei.Não são feitos para emocionar.Em geral são feitos para emocionar. . roteiro de novela. romance. Ex.: Receita de bolo.: Poema. Não-literário: . artigo científico. mas podem aparecer em prosa.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. entre outros.Escritos em prosa.

Pode haver ou não rimas. Ex. Esp.Não há rimas.Não possui parágrafos e sim linhas que representam versos. Chagas Queiroz TIPOLOGIA TEXTUAL  Classificações do Texto  Quanto a forma .Estética: Verso: .: Poema Prosa: .Organizado em parágrafos. . Ex. .TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof.: Dissertação de vestibular ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS .

Injuntivo ou Instrucional .TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof.Descritivo .Expositivo/informativo . Chagas Queiroz TIPOLOGIA TEXTUAL  Classificações do Texto  Quanto a forma de escrever: .Narrativo . Esp.Dialogal ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS .Dissertativo/argumentativo .

EXEMPLO DE GÊNERO Histórias em quadrinho. crônicas. charges. Texto predominantemente figurativo (usa substantivos concretos). NARRATIVO (Base em fatos)   CARACTERÍSTICAS Foco no fato. contos. Esp. Predominância de verbos no passado. piada. cartuns. Noção dinâmica. etc. romances.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. Chagas Queiroz TIPOLOGIA TEXTUAL  Quadro Sinótico TIPOLOGIA TEXTUAL TIPO DE TEXTO    1. Os fatos são narrados em ordem cronológica. ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . fábulas.

de repente. desesperado: Tire-me daqui. cansou de esbravejar. por favor.era cavar. não se ouviu um som humano. Sentou-se no fundo da cova. cavando. na distração do ofício que amava. Chagas Queiroz TIPOLOGIA TEXTUAL  Texto Narrativo O Coveiro Millôr Fernandes Ele foi cavando.condoeu-se o bêbado . Deitado no fundo da cova o coveiro gritou. Estou com um frio terrível! Mas.coveiro . ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . cavando. Moral: Nos momentos graves é preciso verificar muito bem para quem se apela. encheu-a e pôs-se a cobri-lo cuidadosamente. fez-se o silêncio das horas tardias. desesperado. Mas. na noite escura. meu pobre mortinho! E. Gritou mais forte. Levantou o olhar para cima e viu que sozinho não conseguiria sair. pegando a pá. percebeu que cavara demais.Tem toda razão de estar com frio. Alguém tirou a terra de cima de você. Os passos se aproximaram. perguntou o que havia: O que é que há? O coveiro então gritou. A noite chegou. Tentou sair da cova e não conseguiu. embora o cemitério estivesse cheio de pipilos e coaxares naturais dos matos.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. pois sua profissão . coitado! . Esp. Ninguém atendeu. Gritou. Ninguém veio. Uma cabeça ébria apareceu lá em cima. desistiu com a noite. subiu. Só pouco depois da meia-noite é que vieram uns passos. Enrouqueceu de gritar. Bateu o frio da madrugada e.

lista de compras. Texto predominantemente figurativo (usa substantivos concretos). cardápio. lista de ingredientes. Predominam adjetivos. DESCRITIVO (Base em caracterização)     Foco no ser. Perfil de Orkut. ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . Chagas Queiroz TIPOLOGIA TEXTUAL  Quadro Sinótico TIPOLOGIA TEXTUAL TIPO DE TEXTO CARACTERÍSTICAS EXEMPLO DE GÊNERO 2. Esp.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. Noção estática.

EXPOSITIVO/ INFORMATIVO (Base em Informação)   Texto em livros didáticos e paradidáticos. enciclopédias. Chagas Queiroz TIPOLOGIA TEXTUAL  Quadro Sinótico TIPOLOGIA TEXTUAL TIPO DE TEXTO  CARACTERÍSTICAS Sequência explicativa exclusiva ou preponderante (apresentação de um saber já construído. verbetes de dicionário. um esclarecimento). Esp. EXEMPLO DE GÊNERO 3. Predominância de verbos no presente do indicativo. uma informação. Linguagem objetiva e impessoal.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. jornais e revistas (científicas). ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS .

redações de concursos e vestibulares.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. Chagas Queiroz TIPOLOGIA TEXTUAL  Quadro Sinótico TIPOLOGIA TEXTUAL TIPO DE TEXTO   4. Texto temático (uso frequente de substantivos abstratos) EXEMPLO DE GÊNERO    Editoriais. Predomínio da linguagem denotativa. Esp. artigos de opinião. ARGUMENTATIVO/ DISSERTATIVO (Base em ponto de vista e argumentação) CARACTERÍSTICAS Exposição de um tema. Manifestação de um ponto de vista e fundamentação com argumentos. Intenção de persuadir o leitor. ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS .

receita de bolo. INJUNTIVO/ INSTRUCIONAL  Manuais de instrução de aparelhos. EXEMPLO DE GÊNERO 5. capítulos de um livro de autoajuda. Chagas Queiroz TIPOLOGIA TEXTUAL  Quadro Sinótico TIPOLOGIA TEXTUAL TIPO DE TEXTO   CARACTERÍSTICAS Indicação de como realizar uma ação. ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . Esp. É mais que uma simples informação. Predominância de verbos no imperativo. etc. é uma instrução.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof.

Chagas Queiroz TIPOLOGIA TEXTUAL “As mulheres têm uma maneira de falar que eu chamo de vago-específica” Richard Gehman “Maria." Dialogal “Ele já começou?" “Acho que já. não. O que a senhora foi lá e falou com ele no domingo. Senão pode vir alguém e querer fazer qualquer coisa com elas.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof." “Que é que você disse a ele?" “Eu disse para ele continuar." Qual a tipologia do texto ao “Aquele de quando choveu?" lado “Não... o homem está aí." (.) ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . “Sim senhora. ponha isso lá fora em qualquer parte."." “Junto com as outras?" “Não ponha junto com as outras. Esp. Olha. Ponha no lugar do outro dia. Eu disse que podia principiar por onde quisesse.

podem alternar-se num mesmo texto. Chagas Queiroz TIPOLOGIA TEXTUAL Dificilmente os tipos de texto são encontrados em estado puro. o que obriga o aluno a identificar o tipo predominante. Esp. ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . principalmente.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. Em provas de vestibular.

sou fascinada por discotecas! EXPOSITIVA ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . Esp. Oi! DESCRITIVA Carta Pessoal Para ser mais precisa estou no meu quarto. por sinal). 11/08/1991. E você. Amiga A. principalmente com passos marcados.P. Está ligado na Manchete FM – ou rádio dos funks – eu adoro funk.. gosta? Gosto também de House e Dance Music. Chagas Queiroz TIPOLOGIA TEXTUAL  Predominância Tipológica Sequências Tipológicas DESCRITIVA Rio. escrevendo na escrivaninha.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. com um Micro System ligado na minha frente (bem alto. Aqui no Rio é o ritmo do momento..

manual de instruções de um eletrodoméstico. • São reconhecidos através inquérito policial. por possuírem conteúdos. prova. etc. edital de concurso. ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS .expositiva. aula usamos em nosso dia-a. reportagem. a lei. Chagas Queiroz DIFERENÇAS ENTRE GÊNERO TEXTUAL E TIPO TEXTUAL GÊNEROS TEXTUAIS DEFINIÇÃO EXEMPLOS • São os textos que • Carta. bula de remédio. de restaurante. próprio. receita de bolo. • Embora veiculados digitalmente: orkut. msn.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. também são considerados gêneros textuais. de suas estruturas. características e estilo blog e site. lista de compras. bilhete. Esp. cardápio dia. piada. twitter.

•Não são tão inúmeros quanto os gêneros.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. Esp. Chagas Queiroz DIFERENÇAS ENTRE GÊNERO TEXTUAL E TIPO TEXTUAL TIPOS TEXTUAIS DEFINIÇÃO • São reconhecidos pela forma como se organizam linguísticamente. EXEMPLOS • Narrativo • Dissertativo/argumentativo • Expositivo/Informativo • Descritivo • Injuntivo/instrucional • Dialogal ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS .

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. Esp. Chagas Queiroz PRATICANDO ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS .

: Aquela velha senhora encontrou o garotinho em seu quarto – AMBIGUIDADE. Esp. .  Por que estudar semântica? Para evitar atribuirmos duas interpretações para uma mesma sentença. Chagas Queiroz SIGNIFICAÇÃO DAS PALAVRAS . Ex.SEMÂNTICA  Conceito Estudo dos significados das palavras.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof.

©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS .TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. sim/não.: ausência/presença. saboroso. bem/mal. deleitoso. Chagas Queiroz RELAÇÕES SEMÂNTICAS • Sinônimos = Sinonímia: Palavras de significado próximo Ex. • Antônimos = Antonímia: Palavras de significado oposto Ex. aprazível. Esp. ameno.: agradável. gostoso.

apareceu um menino. Esp. Um típico moleque. Era um garoto magro. Chagas Queiroz AS RELAÇÕES SEMÂNTICAS NA CONSTRUÇÃO DA COERÊNCIA • O uso de palavras sinônimas pode ser de grande utilidade nos processos de referenciação dentro de textos. Ex. ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS .TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof.: Alguns segundos depois.

A velha árvore parece perturbar os administradores municipais.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof.: Há muito tempo planejam derrubar aquele ipê. ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . Ex. Chagas Queiroz RELAÇÕES SEMÂNTICAS • Hiperônimo = Hiperonímia: São palavras de significado mais abrangente do que o do seu hipônimo = Hiponímia. Esp.

Emergir / imergir Ascender / acender.: Tráfego / tráfico. Chagas Queiroz RELAÇÕES SEMÂNTICAS • Parônimos = Paronímia: São palavras parecidas na grafia ou na pronúncia. eminente / iminente ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . mas com significados diferentes: Ex.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. Esp. Acento / assento Acidente / incidente.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. Subdividem-se em: Homófonas Homógrafas Homônimos Perfeitos ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . Esp. mas significados diferentes. Chagas Queiroz RELAÇÕES SEMÂNTICAS • Homônimos = Homonímia: São palavras que têm a mesma pronúncia (às vezes a mesma grafia).

Esp. Chagas Queiroz FENÔMENOS SEMÂNTICOS  Polissemia ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS .TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. Chagas Queiroz FENÔMENOS SEMÂNTICOS  Polissemia ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . Esp.

: Linha (costura).TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. (estrada de ferro). (telefone). (alinhamento). Chagas Queiroz FENÔMENOS SEMÂNTICOS Polissemia: É a multiplicidade de sentidos de uma palavra. no futebol). Esp. (o ataque. ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . Ex. (conduta). (de ônibus).

©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . Chagas Queiroz FENÔMENOS SEMÂNTICOS Ambiguidade: Consiste na interpretação de uma sentença.TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof.: O burro do Paulo anda doente. dupla Ex. Esp.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Prof. Chagas Queiroz FENÔMENOS SEMÂNTICOS  Ambiguidade na Imagem ©Desenvolvido por FRANCYS NEGREIROS . Esp.