You are on page 1of 36

Aula 1 Curso de Mestre de Obras

CONCRETO

CONCRETO

Concreto = Aglomerante + Agregado graúdo + Agregado miúdo +água

UM POUCO DA HISTÓRIA DO CONCRETO

Alinhamento de Menires É somente no final do neolítico e início da idade do bronze que surgem as primeiras construções de pedra. Todos esses monumentos tem uma função ritual, já que não serviam de habitação.

Stonehenge Apesar de rudimentares vemos nestas edificações o desenvolvimento de estruturas aporticadas (dolmens), onde dois pilares de pedra apoiam uma viga também de pedra.

3.000 a.C. a 2.500 a.C. – Egito

Uso de barro misturado com palha para fabricação de tijolos (secos ao ar livre) e de argamassas de gipsita para a construção das pirâmides.

O concreto foi usado na construção dos muros de uma cidade romana no século IV a.C. situada a 64km de Roma e no século II a.C. este novo material começou a ser usado em edificações em Roma.

A expressão máxima do desenvolvimento da cúpula durante o Império Romano é encontrada do Pantheon de Roma, construído entre 118 e 128. Sua cúpula de 43m de diâmetro apoia-se num cilindro composto por um núcleo concreto pozolânico revestido com tijolos e mármore com 6m de espessura nas nervuras.

1824 – CIMENTO PORTLAND DE JOSEPH ASPDIN, INGLATERRA
Joseph Aspdin inventa o cimento Portland, queimando calcário e argila finamente moídos e misturados a altas temperaturas até que o gás carbônico (CO2) fosse retirado. O material obtido era então moído. Aspdin denomina este cimento como cimento Portland em menção às jazidas de excelente pedra para construção existentes em Portland, Inglaterra. A definição moderna de cimento Portland não poderia ser aplicável ao produto que Aspdin patenteou. O cimento Portland hoje em dia é "feito a partir da queima a altas temperaturas – até a fusão incipiente do material – de uma mistura definida de rocha calcária e argila finamente moídas resultando no clínquer. É duvidoso que o cimento produzido sob a patente de Aspdin de 1824 tenha sido queimado a uma temperatura suficiente para produzir clínquer e além disso, sua patente não define as proporções dos ingredientes empregados. Desta forma, Aspdin não produziu cimento portland como conhecemos atualmente.

SOBRE O CONCRETO

CONCRETO
Concreto é um material de construção proveniente da mistura, em proporção adequada, de: aglomerantes, agregados e água. Também é frequente o emprego de aditivos e adições. Os agregados podem ser graúdos ou miúdos. a) Aglomerantes

Os aglomerantes unem os fragmentos de outros materiais. No concreto, em geral se emprega cimento Portland, que por ser um aglomerante hidráulico, reage com a água e endurece com o tempo.

CONCRETO
b) Agregados Os agregados são partículas minerais que aumentam o volume da mistura, reduzindo seu custo, além de contribuir para a estabilidade volumétrica do produto final. Dependendo das dimensões características, dividem-se em dois grupos:

Agregados miúdos: Exemplo: areias.
Agregados graúdos: Exemplo: pedras.

c) Adições As adições constituem materiais que, em dosagens adequadas, podem ser incorporados aos concretos ou inseridos nos cimentos ainda na fábrica, o que resulta na diversidade de cimentos comerciais.

AGREGADOS

CIMENTO PORTLAND

TIPOS DE CIMENTO

CP I

TIPOS DE CIMENTO

CP II

TIPOS DE CIMENTO

CP III

TIPOS DE CIMENTO

CP IV

TIPOS DE CIMENTO

CP V

TIPOS DE CIMENTO

CP B

VANTAGENS DO CONCRETO ARMADO

É moldável, permitindo grande variabilidade de formas e de concepções arquitetônicas. Apresenta boa resistência à maioria dos tipos de solicitação, desde que seja feito um cálculo correto e um adequado detalhamento das armaduras. A estrutura é monolítica, com trabalho conjunto, se uma peça é solicitada. Baixo custo dos materiais – água e agregados, graúdos e miúdos.

VANTAGENS DO CONCRETO ARMADO
• Baixo custo de mão de obra, pois, em geral, a produção de concreto convencional não exige profissionais com elevado nível de qualificação. • Processos construtivos conhecidos e bem difundidos em quase todo o país. • Facilidade e rapidez de execução, principalmente se forem utilizadas peças pré-moldadas. • O concreto é durável e protege as armaduras contra corrosão.

VANTAGENS DO CONCRETO ARMADO

Os gastos de manutenção são reduzidos, desde que a estrutura seja bem projetada e adequadamente construída. O concreto é pouco permeável à água, quando dosado corretamente e executado em boas condições de plasticidade, adensamento e cura. É um material com bom comportamento em situações de incêndio, desde que adequadamente projetado para essas situações.

Possui resistência significativa a choques e vibrações, efeitos térmicos, atmosféricos e a desgastes mecânicos.

CONCRETO
Cimento é um composto químico seco, finamente moído, que ao ser misturado com água reage lentamente formando um novo composto, desta vez, sólido. a) Pasta

A pasta resulta das reações químicas do cimento com a água. Quando há água em excesso, denomina-se nata.

PASTA = CIMENTO + ÁGUA

b) Argamassa A argamassa provém da mistura de cimento, água e agregado miúdo, ou seja, pasta com agregado miúdo.

ARGAMASSA = CIMENTO + ÁGUA + AREIA

c) Concreto simples O concreto simples é formado por cimento, água, agregado miúdo e agregado graúdo, ou seja, argamassa e agregado graúdo.

CONCRETO SIMPLES = CIMENTO + ÁGUA + AREIA + PEDRA

d) Concreto armado O concreto armado é a associação do concreto simples com uma armadura, usualmente constituída por barras de aço. Os dois materiais devem resistir solidariamente aos esforços solicitantes. Essa solidariedade é garantida pela aderência. CONCRETO ARMADO = CONCRETO SIMPLES + ARMADURA e) Concreto protendido No concreto armado, a armadura não tem tensões iniciais. Por isso, é denominada armadura frouxa ou armadura passiva. No concreto protendido, pelo menos uma parte da armadura tem tensões previamente aplicadas, denominada armadura de protensão ou armadura ativa. CONCRETO PROTENDIDO = CONCRETO + ARMADURA ATIVA