You are on page 1of 5

China alerta sobre "problemas urgentes" na hidrelétrica de Três Gargantas

O risco de desastres geológicos, admite o gabinete de Estado chinês, está vinculado à erosão do solo, terremotos, secas e levantes sociais. A reportagem é de Jonathan Watts, publicada no sítio TheGuardian, 20-05-2011. A tradução é de Moisés Sbardelotto. A barragem de Três Gargantas, o carro-chefe das enormes ambições de hidroengenharia chinesas, enfrenta "problemas urgentes", advertiu o governo. Em uma declaração aprovada pelo primeiro-ministro Wen Jiabao, o Conselho de Estado disse que a barragem tem problemas geológicos, ecológicos e humanos prementes. O relatório também reconheceu pela primeira vez o impacto negativo que a barragem teve sobre o transporte hidroviário e o abastecimento de água. Desde o início da construção em 1992, cerca de 16 milhões de toneladas de concreto foram derramados na gigante barragem que atravessa o rio Yang-Tsé, criando um reservatório que se estende por quase todo o comprimento daGrã-Bretanha e impulsiona 26 turbinas gigantes. A maior usina hidrelétrica do mundo possui uma capacidade total de geração de 18.200 MW e a capacidade de ajudar a domar as inundações que ameaçam o delta do Yang-Tsé a cada verão. Mas ela se mostrou cara e controversa devido ao realojamento de 1,4 milhões de pessoas e a inundação de mais de 1.000 cidades e vilarejos. Poluição, lodo e deslizamentos de terra têm contaminado a área do reservatório. Dado o custo de 254 bilhões de yuans (cerca de 63 bilhões de reais) e o prestígio político em jogo, o governo se concentrou durante muitos anos nas realizações da barragem e tentou reprimir as críticas internas ao projeto. Mas a sua análise pública tornou-se cada vez mais sóbria. Uma declaração publicada no site do governo diz: "Ao mesmo tempo que o projeto de Três Gargantas fornece enormes e amplos benefícios, problemas urgentes devem ser resolvidas com relação à serena realocação de moradores, à proteção ecológica e à prevenção de desastres geológicos". Havia poucos detalhes, mas o gabinete chinês, o Conselho de Estado, admitiu vários problemas que não haviam sido previstos. "Os problemas surgiram em vários estágios do planejamento e da construção do projeto, mas não podiam ser resolvidos imediatamente, e alguns surgiram devido à crescente demanda provocada por desenvolvimento econômico e social", diz o comunicado. Quando a barreira de 1,5 milhas foi concluída em 2006, o reservatório começou a ser afetado por algas e poluição que anteriormente teriam sido levados pela água. O peso da água extra também foi responsabilizada pelos tremores, deslizamentos e erosão de encostas. Para diminuir essas ameaças, o governo disse no ano passado que muitas pessoas poderiam ser realojadas. Nesta semana, ele prometeu estabelecer sistemas de alerta de desastres, reforçar as margens dos rios, aumentar os recursos para a proteção ambiental e melhorar os benefícios para os desalojados. Rumo à catástrofe Esse não é o primeiro aviso. Quatro anos atrás, a mídia estatal citou especialistas do governo, que haviam dito: "Há muitos novos e antigos perigos ecológicos e ambientais escondidos relativos à barragem de Três Gargantas. Se medidas preventivas não forem tomadas, o projeto pode levar a uma catástrofe".

"O governo construiu uma represa.No ano passado. mas destruiu um rio". os níveis caíram para menos de 156 metros – o montante necessário para uma ótima geração de energia. Longos trechos aparentemente foram fechados para o tráfego da água depois que centenas de barcos encalharam nos baixios. disse: "Enquanto facções poderosas dentro do governo estão pressionando pela rápida expansão de projetos hidrelétricos. outros estão alertando sobre os custos sociais e ambientais das grandes barragens e sobre os riscos geológicos da construção de tais projetos em regiões sismicamente ativas". mas os opositores da barragem dizem que isso não é suficiente. pode estar enviando uma advertência ao zeloso lobby hidrelétrico que ficaria muito feliz esquecendo as lições do passado". disse Dai Qing. A mídia chinesa informou neste mês que os níveis de água do Yang-Tsé perto de Wuhan atingiram seu ponto mais baixo desde que a barragem entrou em funcionamento em 2003. O Conselho de Estado está gastando mais dinheiro no projeto do que em investigar plenamente. O momento da declaração – quando o governo prepara para dar vida aos detalhes de seu mais recente plano de cinco anos – gerou especulações de uma possível retrocesso contra os interesses em energia hidrelétrica. A franca avaliação dos desafios apresentados e dos benefícios oferecidos pela barragem ocorreu em meio a preocupações crescentes com a seca nos trechos médios do rio Yang-Tsé. um antigo crítico do projeto. que deixou 1. "Independentemente de quanto esforço o governo fizer para atenuar os riscos. o primeiroministro Wen Jiabao. que parou projetos destrutivos no passado. . mas os operadores afirmam ter resolvido o problema liberando 400 metros cúbicos de água do reservatório. da International Rivers. Como resultado. O governo já elevou seu orçamento para o tratamento de água das usinas. Não posso ver uma disposição real para resolver o problema".392 reservatórios em Hubei com apenas "água morta" e afetou o abastecimento de água potável de mais de 300 mil pessoas. ele é infinitesimal. Houve denúncias de que a usina de Três Gargantas agravou o problema ao reter água para a geração de eletricidade. os engenheiros in loco recomendaram um movimento adicional de centenas de milhares de moradores e de mais investimento na restauração do ecossistema. "Ao sublinhar os problemas não resolvidos da barragem de Três Gargantas agora. Peter Bosshard.

corrupção. caso o nível de acúmulo de sedimentos siga o mesmo ritmo.No último dia 28. o projeto de construção da grande usina das Três Gargantas já trouxe inúmeros impactos ambientais. o que obstruiria o rio e o forçaria a mudar de curso. Essa não é a primeira vez que o problema é observado. com menos intensidade. Moradores da região revelam que sempre que as comportas da barragem são abertas para renovar o fluxo de água. pois nos últimos anos a cena vem se repetindo regularmente. O engenheiro hídrico Huang Wanli diz: “Se o projeto persistir. em menos de 30 anos a quantidade chegará a 4 bilhões de toneladas. além de desperdiçar bilhões em ajustes urgentes por deficiências do projeto. além de dificultar o descolamento das embarcações. em questão de horas se acumulou milhares de toneladas de lixo. Ambientalistas há muito apontaram as diversas mazelas que a construção da barragem traria para toda a região banhada pelo rio Yangtzé.9 bilhão de toneladas de sedimentos estão concentrados na região da barragem. Em dez anos de existência. o melhor a se fazer é demoli-la agora mesmo. além de agravar a poluição das águas. em sua maior parte composto de garrafas plásticas e restos de materiais de construção. uma vez que. deslocamento populacional forçado etc. um problema cada vez mais preocupante na China atual. amontoados de lixo se formam rio abaixo. que acabam morrendo e afetando a cadeia alimentar. a barragem das Três Gargantas foi invadida por uma grande quantidade de lixo e detritos. esse é o maior acúmulo de lixo observado na região da barragem das Três Gargantas desde o início de sua construção em junho de 2003. Segundo estimativas da equipe de limpeza. Porém.” . uma quantidade que a correnteza do rio Yangtzé ainda pode carregar. muito provavelmente chegaremos a esse ponto e então a barragem terá de ser demolida a um custo muito maior. Estima-se também que mais de 1. o acúmulo de lixo frequentemente é ingerido pelos peixes. Devido a um novo ciclo de reposição do nível de água na barragem. formando uma extensa faixa de resíduos que praticamente travou o fluxo do rio Yangtzé. chamando atenção para o acúmulo de sedimentos no trecho da barragem. que diminui o nível do rio nos trechos posteriores e torna-os mais suscetíveis a enchentes. Dessa forma. atrapalhando a rotina de pescadores e canoeiros.

a barragem das Três . oficial encarregado da barragem na China. O projeto original visava controlar e aproveitar o mais poderoso rio da China. E a seca de 2009 se estendeu por todo ano de 2010. o Yangtze. com a inundação de diversas comunidades e o deslocamento de pelo menos 1. há 17 anos em realização na China. Mas no final do mês. Mas desde a conclusão da barragem em 2006. O projeto da barragem também se tornou um escoadouro financeiro. a barragem corta o fluxo de água para as camadas inferiores. a represa está retendo água. uma seca nunca vista em 50 anos está açoitando províncias por toda a região do Yangtze. Algumas áreas também foram atingidas pela escassez de eletricidade. foram registrados os mais baixos níveis de água em 130 anos. controle de cheias e irrigação agrícola. Sem um volume maior de água descendo do Yangtze. Em 2006. o derretimento da neve na origem do Yangtze provocava grandes enchentes anuais nos trechos superiores do rio. condições meteorológicas extremas ao longo do rio Yangtze tornaram-se uma realidade. informou um representante oficial da região do rio Yangtze. e ser uma mostra de controle sobre os recursos naturais. a estação da seca começou um mês antes. Wang Hai. perto de Chongqing. Lavouras de arroz são prejudicadas. como a geração de energia. Ano após ano. Em 2008. Agora. Neste ano de 2012.4 milhão de pessoas. a seca e “todo tipo de desastre” afetam a região. e afirmando que há uma necessidade urgente de prevenção de desastres geológicos e ambientais. O fornecimento de água potável para dezenas de milhões de pessoas e para a pecuária está ameaçado. Antes da represa ser construída. admitindo pela primeira vez que os problemas existem. a natureza não vem cooperando. ao mesmo tempo.O projeto da hidrelétrica de Três Garagantas. o Conselho de Estado do regime emitiu um “Plano Pós Construção da Barragem das Três Gargantas”. conhecido como Zhang. inclusive como símbolo de grandeza do Partido Comunista Chinês (PCCh). principalmente frente à situação dos desabrigados. Em maio deste ano. exigindo um contínuo controle de danos de centenas de bilhões de yuans. O rio está secando e. Desde a conclusão do projeto de Três Gargantas. secas cada vez piores vêm castigando o sudoeste da China e a região abaixo do rio Yangtze. o transporte fluvial. De acordo com um funcionário local. as enchentes não são tão abundantes e mesmo se há água no trecho superior do rio. O projeto da barragem foi defendido pelo PCCh como sendo capaz de garantir as necessidades principais da região. vem se revelando um enorme fracasso social e ambiental. quando a água começou a ser represada em 2006. Autoridades em recursos hídricos têm aumentado a liberação da água na barragem desde maio para tentar mitigar a seca nas regiões rio abaixo. para gerar eletricidade. deixando pouco para os locais mais baixos do rio. Foi ainda pior em 2007. disse à mídia estatal que quatro quintos da capacidade do reservatório normal já haviam sido consumidos. ao jornal Epoch Times.

muito provavelmente. causando um volume total de deslizamento de terra de cerca de 165 milhões de metros cúbicos. disse Cheng. . disse ao Time Weekly: “Antes de solucionarem completamente alguns antigos problemas remanescentes. disse Cheng Gongxun. Abrir os portões da represa durante a época das cheias e armazenar água durante a seca tornou-se um regulamento emergencial que é chamado de“comportamento inverso. têm sido vivenciados em Fengjie”. Assim. estava diretamente relacionada com o comportamento inverso adotado na represadas Três Gargantas. aconteceram 243 desastres geológicos só na secção da barragem de Chongqing.” Os especialistas na província de Hunan têm contestado fortemente esse comportamento das autoridades responsáveis por Três Gargantas. a região Yangtze foi atingida por uma enchente. incluindo os fluxos de lama e rochas. um volume adicional de água foi liberado. Muitos desastres geológicos têm acontecido nas províncias ao longo do baixo Yangtze. as inundações rio abaixo foram piores e quase se transformaram em um desastre nacional. As autoridades disseram que a barragem estava ameaçada e para salvar a represa. O que. os críticos do projeto da barragem previram está agora acontecendo. Desde 2008. Um oficial do Comitê da Conferência Política Consultiva do Povo Chinês de Chongqing. Funcionários na província de Jiangxi se queixaram ao governo central. vai parar de descarregar água. Desastres geológicos Durante a estação chuvosa do ano passado. um funcionário de Fengjie County ao Time Weekly. o maior lago de água doce da China. o qual agrava os desastres naturais.Gargantas. “Nós nos tornamos um museu vivo de desastres geológicos”. disse Wang. deslizamentos e desmoronamentos de margens de rios. dizendo que a seca de 2010 do Lago Poyang. aconteceram novos desastres geológicos”. “Todo tipo de desastre geológico que se possa imaginar. no início.