You are on page 1of 7

Prova 11 – Preparação de exame

Para cada questão indica a resposta correcta. Realiza os cálculos que forem necessários.
1. A capacidade térmica de uma esfera homogénea é igual a 304,3 J ºC -1. A esfera tem a massa de 800 g. Podemos afirmar que a capacidade térmica mássica do material de que é feita a esfera e o calor envolvido quando a sua temperatura baixa 5,6 ºC são, respectivamente: A - 380 J kg-1 ºC-1 e 1,7 x 103 J B - 380 J kg-1 ºC-1 e -1,7 x 103 J C - 0,380 J kg-1 ºC-1 e -1,7 x 103 J D - 243 J kg-1 ºC-1 e 1,1 x 103 J E - 243 J kg-1 ºC-1 e -1,1 x 103 J 2. Adicionou-se uma certa massa de água, inicialmente a 12 ºC, a 6,8 g de água a 52 ºC a fim da mistura atingir a temperatura de equilíbrio de 35 ºC, à pressão atmosférica normal, e desprezando as perdas de calor para o ambiente. (Dado: cágua = 4186 J kg-1 ºC-1) Podemos afirmar que a massa de água inicialmente a 12 ºC que se adicionou foi: A - 35 g B - 3,5 g C - 50 g D - 0,50 g E - 5,0 g

3. Um funcionário da SUMA empurra um contentor, considerado uma partícula material, numa via horizontal, mantendo os braços paralelos ao solo, do ponto A ao ponto B, num deslocamento de 100 m, e posteriormente fazendo um ângulo de 60 º com a vertical, do ponto B ao ponto C, como é mostrado na figura. O deslocamento de B para C é de 200 m e a  intensidade da força F aplicada pelo funcionário é sempre de 40 N. Podemos afirmar que o trabalho realizado pela força A - 6,9 x 103 J de A para B e 4,0 x 103 J de B para C B - 4,0 x 103 J de A para B e 4,0 x 103 J de B para C C - 4,0 x 103 J de A para B e 6,9 x 103 J de B para C D - –4,0 x 103 J de A para B e –6,9 x 103 J de B para C E - 4,0 x 103 J de A para B e –6,9 x 103 J de B para C 4. Uma bola, considerada uma partícula material, de 265 g é lançada verticalmente para cima com uma velocidade de  10,0 km h-1. (Dado: g  10ms2 ) Desprezando os atritos, podemos afirmar que a altura, acima do ponto de lançamento, atingida pela bola é: A - 5,0 m B - 0,50 m C - 10 m D - 0,38 m E - 0,39 m

 F

é de:

5. Um motor eléctrico trabalha ligado a um cabo de elevação de carga; numa dessas operações, consegue elevar um fardo de 0,53 t a 6,5 m de altura, com velocidade constante, tendo consumido nesse deslocamento 10,0 Wh de energia. Despreza todas as variações. Podemos afirmar que: A - O trabalho realizado pela força gravítica que a Terra exerce sobre o fardo é igual a 3,45 x 10 4 J e o rendimento do motor é de 95,8 %. B - O trabalho realizado pela força gravítica que a Terra exerce sobre o fardo é igual a -3,45 x 104 J e o rendimento do motor é de 95,8 %. C - O trabalho realizado pela força de tensão do cabo sobre o fardo é igual a -3,45 x 104 J e o rendimento do motor é de 95,8 %. D - O trabalho realizado pela força resultante das forças que actuam sobre o fardo é igual a –3,45 x 104 J e o movimento do fardo é um movimento rectilíneo e uniforme. E - O trabalho realizado pela força resultante das forças que actuam sobre o fardo é nulo mas existe variação da energia cinética do fardo durante o deslocamento.

possui sempre o mesmo valor da resistência eléctrica.A densidade relativa deste corpo é igual a 8. (C) Define-se precisão de um conjunto de medidas de uma grandeza física como sendo o maior ou o menor afastamento das medidas relativamente ao valor tomado como real para essa grandeza.6  . 125 mA C . a temperatura constante. B .A densidade deste corpo é de 6.86 V . Relativamente ao processo de medição em química podemos afirmar que: (A) Se um aparelho de medida está em más condições de operação.0. V (V) 1.7 dm3 13.8  . Usar luvas e óculos de protecção. bem como os valores que representam a e b são: A .113. (E) Tóxico. (A) Explosivo.8. (D) Inflamável.020 g Hidrogenocarbonato de cálcio : 20 ppm (D) 0.9 dm3 (D) 97 mL (E) 9. 7. 125 A D .86. intoxicação. A concentração média de potássio no soro sanguíneo é de 0. inalar ou colocar em contacto com a pele.98 x 10-1 (C) 4. inalar ou colocar em contacto com a pele.0 g (C) 21 g (D) 10 g (E) 8.00 mL para 5.8 x 10-3  .0 x 10-3 g de etanol por mililitro de sangue causa. D .60 (E) 19. 56.5 L (A) 0.10 a 4. 2. 9. Considerando que o volume total de sangue de um adulto é. A densidade relativa do ferro é 7. O volume de propanona existente em 1. 1.030 g (C) 0.0 L. A presença de 3. 2. 2.25 A 7.150 g A massa de hidrogenocarbonato de cálcio no conteúdo da garrafa é: 11.88 . 8.86 V .010 g Densidade  1. (D) O operador nunca é causa de erros acidentais. (E) Uma boa precisão implica sempre uma boa exactidão. A acetona comercial é uma solução aquosa 97% (V/V) em propanona (C 3H6O).0 g cm-3 (B) 0.84 I (mA) b 325 550 Podemos afirmar que a resistência do condutor.30 mL. O símbolo a seguir representado dá-nos um significado e precauções a tomar. Não ingerir.86 V .113. (C) Tóxico.6  .5 10. (B) Oxidante.10 g mol-1) (A) 4. Colocar em lugar fresco e evitar choques. em geral.86 g cm-3. C . podemos afirmar que a massa que deve estar presente no sangue para causar intoxicação é: (A) 6. Observa a tabela seguinte que traduz valores da diferença de potencial entre os terminais do condutor com os valores da correspondente intensidade da corrente eléctrica que o atravessa. (B) O alcance de um instrumento de medida está relacionado com o menor valor que esse instrumento pode medir.98 x 10-3 (D) 7. 125 A B . Um corpo de ferro com a massa de 8.060 g (E) 0. Proibido fumar ou foguear.0 g (B) 4. Num rótulo de uma garrafa de água mineral lê-se.56 g é introduzido numa proveta com água e verificou-se que o nível da água subiu de 4. 2.86 V .8. Um condutor ohmico é aquele que.195 g L-1.O corpo de ferro tem densidade de 7. entre outras informações: Conteúdo – 1.59 g cm-3 e assim concluímos que o corpo é oco. .00 dm3 de solução é: (A) 79 mL (B) 970 mL (C) 7. Não ingerir. Podemos afirmar que: A . aproximadamente. os resultados obtidos nas medições são inexactos.98 x 10-2 (B) 4.O corpo de ferro é maciço.Se o corpo fosse oco a sua densidade seria maior que a densidade tabelada para o ferro. 125 mA E . E .6.86 V . 2.0 g 12. A sua concentração em mol dm-3 é: (Dado: M (K) = 39.

4.7 x 10-5 mol e 1.0 x 10-2 B . quer de emissão quer de absorção. Relativamente ao que aprendeste acerca da estrutura electrónica dos átomos e a interacção entre a radiação e a matéria.2 x 10-4 mol L-1 C . C . O cloro pode actuar como bactericida quando dissolvido em água. podemos afirmar que: .78 e a sua massa molar é de 46.Os dez electrões do átomo de néon.1290 16.1.0 x 10-3 C .29 C . por kg de água.7 x 10-2 mol e 1.0 x 10-4 D .1. é utilizada para reduzir a incidência de cárie dentária. D .9 D – 129 E .0 x 10-3 g de sal por litro de água. têm todos a mesma energia.Os estados excitados são estáveis e os átomos não devolvem a energia que absorveram. previamente excitado.0 x 10 14 s-1.29 g de iões magnésio.0 x 10-5 mol e 1.0 x 10-6 17.7 x 10-5 mol e 1.7 x 1019 moléculas D . Mg2+.1.7 x 1019 moléculas E . B .2. 19.4 x 10-4 mol L-1 B .No vazio.129 B . devida a Bohr.A energia do electrão no átomo de hidrogénio é positiva. contendo 2. B .3. Podemos afirmar que a concentração molar dessa solução é: A .0 x 1019 moléculas C -1.2. expressa em g L-1.0 x 1019 moléculas 15.2. no estado fundamental. a velocidade de propagação de uma radiação electromagnética. D . Entre as afirmações seguintes encontra-se uma que resulta da interpretação do espectro de emissão do hidrogénio. A água do mar contém. depende do valor da energia do electrão no átomo de hidrogénio.A energia de um fotão emitido por um átomo de hidrogénio.0 x 1014 s-1.14.7 x 105 moléculas B .A obtenção de espectros atómicos descontínuos. Considera uma gota de etanol com o volume de 1 mm3.2.2 ppm. em média.2. Relativamente ao que aprendeste acerca da estrutura electrónica dos átomos e a interacção entre a radiação e a matéria.2.4 x 10-5 mol L-1 E . constitui uma prova de que os electrões nos átomos podem experimentar apenas determinadas variações de energia. de frequência 7. Uma solução aquosa de fluoreto de sódio (NaF). Podemos afirmar que a concentração desta solução.1. 1.08 g mol-1.O número quântico principal indica o número máximo de electrões em cada nível de energia electrónica num átomo.8 x 10-5 mol L-1 D . Podemos afirmar que nesta gota de etanol a quantidade química e o número de moléculas é igual a: A . os raios atómicos diminuem à medida que o número atómico aumenta.1.0 x 10-5 E . C .A passagem de um átomo H de um estado excitado ao estado fundamental é acompanhada da libertação de energia sob a forma de luz visível. A . A densidade relativa do etanol é de 0.1. em ppm. E .2. E . 20.12.O átomo de hidrogénio excitado só emite determinadas radiações mas a energia do electrão do átomo H pode assumir quaisquer valores.Ao longo de um grupo da Tabela Periódica. Podemos afirmar que.6 x 10-5 mol L-1 18. podemos afirmar que: A . é maior do que a velocidade de propagação de outra radiação electromagnética de frequência 4. a concentração de iões magnésio na água do mar é: A .0 x 10-5 mol e 1. na concentração de 0. é: A .0.

4.A orbital ocupada é do tipo p. . A concentração de xénon na atmosfera terrestre é de 4. ½). E .8 x 10-2 %.A . E .Z é o elemento mais electronegativo. D . distribuem-se por oito níveis de energia. B . as transições electrónicas do nível n = 3 para o nível n = 2 originam emissão de radiações de maior frequência do que as transições electrónicas do nível n = 2 para o nível n = 1. Relativamente ao que aprendeste acerca da estrutura electrónica dos átomos e a interacção entre a radiação e a matéria. seja qual for o número de electrões desse átomo.4.6..81 0. O quadro seguinte apresenta os valores dos raios atómicos e iónicos de elementos designados por X. B . C .. ½). 1.4.O átomo 11Na tem menor raio do que o átomo 12Mg. podemos afirmar que a percentagem mássica do xénon na atmosfera é: A . D .X e Y originam aniões estáveis.Os oito electrões do átomo de oxigénio.2 x 10-7 %. 22.Quanto mais energético for um electrão num átomo. podemos afirmar que: A . Y e Z. (1 Å = 10-10 m) Elemento X Y Z Raio atómico (Å) 1. Podemos afirmar que: A .As radiações electromagnéticas de maior comprimento de onda têm maior frequência. Y e Z não representam símbolos químicos). tanto menor é a energia necessária para o remover. 23. então A(g) é um gás raro. e que a densidade do ar é 1.A orbital ocupada é do tipo s.Nesta orbital pode existir outro electrão com igual conjunto de números quânticos (4.8 x 10-5 %. 0.O número atómico de Z é maior que o de X.7x10-9 mol dm-3.A energia do electrão no átomo de hidrogénio é directamente proporcional ao número quântico principal n. D . um negativo e outro positivo. Sabendo que a massa molar do xénon é de 131.3x10-3 g cm-3. 21. E .A primeira energia de ionização de 3Li é superior à primeira energia de ionização de 4Be.8 x 10-4 %. C . 24.60 Raio iónico (Å) 0. B . no estado fundamental. E .O número quântico de momento magnético é 1. D .-Se um átomo A tiver mais um protão que um átomo B de halogéneo. E .Y apresenta o menor valor de energia de ionização.. B .97 1.68 Podemos afirmar que: A .Y origina catiões estáveis.O número quântico de momento angular é 0.A energia de um electrão na orbital 1s de um átomo tem sempre o mesmo valor.8 x 10-3 %.De dois iões isoelectrónicos (iões com o mesmo número de electrões).99 1. o negativo tem menor raio. Um electrão numa orbital é caracterizado pelo conjunto de números (4. 0. C . pertencentes ao mesmo período (X. C .4.86 0. 1..Nos átomos de hidrogénio. D .3 g mol-1. C . B .

2-dietil-5. A energia de ligação do azoto (N2) é de 944 kJ mol-1 e a do oxigénio (O2) é de 498 kJ mol-1. C .Os alcanos aqui representados não respeitam a fórmula geral dos alcanos CnH2n+2. .37 x 1030 B . 27. E . e no estado fundamental.1.Uma pessoa a subir uma escada com velocidade constante sofre uma diminuição da sua energia potencial gravítica.3. C . A emissão de dióxido de carbono.37 x 1039 E . são enviadas para a atmosfera cerca de 100 milhões de toneladas daquele gás.O alcano IV é o 2.O alcano II é o 4-metil-5-etil-heptano. D . de I a IV.O alcano III é o 2.A energia de dissociação para uma molécula de azoto é de 1.5-dimetil-pentano.37 x 1024 28 As situações seguintes traduzem sistemas mecânicos com alterações de energia.1.1. segundo o modelo de Bohr. representam alcanos.Um carro numa estrada horizontal a aumentar a sua velocidade sofre uma diminuição da sua energia cinética.A molécula de azoto é menos estável que a molécula de oxigénio porque a sua energia de ligação é maior. Podemos afirmar que: A . Podemos afirmar que o número de moléculas de CO2 que emitidas anualmente no nosso planeta é: A .A ligação entre os átomos de oxigénio é mais forte. E .O alcano I é o 2-etil-pentano. B . CO2. As fórmulas de estrutura seguintes. III IV 26.1. D .1. C .A energia de dissociação para uma molécula de oxigénio é de 1.25.Um pára-quedista a descer com velocidade constante não sofre alteração da sua energia mecânica.Um electrão num átomo de hidrogénio. Podemos afirmar que: A . D . sofre uma diminuição de energia potencial gravítica e um aumento de energia cinética. uma vez que a sua energia de ligação é maior. B . e a travar.37 x 1033 C .Uma bicicleta a descer um plano inclinado. Podemos afirmar que: I A .4-trimetil-hexano. em média. II E . B .57 x 10 -18 J.37 x 1036 D . para a atmosfera contribui para o aumento do efeito de estufa.A energia de dissociação para a molécula de azoto é menor que para a molécula de oxigénio. possui energia cinética e energia potencial eléctrica constantes.57 x 10-18 J.. Durante um ano.

podemos afirmar que: A . B .1.1. B . Podemos afirmar que esta nave não encontra: A . C .Ondas de rádio.1x10-28 g.Possui geometria linear.1. E .A Lei Zero diz respeito à conservação da energia num sistema isolado. Considera uma nave espacial em viagem entre a Terra e a Lua. tem a energia cinética de 6.29.72x10-19 J. E . . D . C . Acerca da molécula do eteno (etileno).A ligação carbono-carbono é mais longa do que na molécula do etano.As moléculas II. Podemos afirmar que: A . B .A 1ª Lei da Termodinâmica diz respeito ao equilíbrio térmico entre dois sistemas postos em contacto a diferente temperatura. C2H4. 30. D . C2H6.2 x 105 m s-1 B .3. Podemos afirmar que o valor da sua velocidade é: A . Considera as moléculas de I a VI.Radiação gama. C2H2. representadas pelas respectivas fórmulas de estrutura.2 x 103 m s-1 32. C . E . 33.Radiação ultravioleta. B . Considera as leis da Termodinâmica. III e IV estão dispostas por ordem crescente de comprimento de ligação azoto-azoto. E .A molécula I apresenta geometria triangular plana.Radiação infravermelha.A molécula III é polar. Podemos afirmar que: A .Existem oito electrões de valência.As moléculas IV e VI apresentam igual valor de energia de dissociação. C . D .A molécula V é apolar.Ondas sonoras.8 x 104 m s-1 C . Um electrão. D .Todos os electrões de valência são ligantes.3.7 x 1011 m s-1 E .A 1ª Lei da Termodinâmica diz-nos que num sistema isolado a energia interna do sistema não é constante.A 2ª Lei da Termodinâmica diz-nos que a energia total do Universo é constante e a sua entropia total está a aumentar continuamente.A ligação carbono-carbono é mais curta do que na molécula do etino (acetileno).2 x 106 m s-1 D .A 2ª Lei da Termodinâmica diz-nos que a variação da energia interna de um sistema não isolado é traduzida pela relação U = W + Q + R. cuja massa é 9. 31.

A quantidade de calor transferida. a água sofre maior elevação de temperatura.34. 39.5 x 107 J.A quantidade de calor que se obtém.2 x 10 8 J. a elevação de temperatura do óleo será de.A quantidade de calor que se obtém. na cisão do urânio é de 1. na cisão do urânio é de 3.3 x 10 12 J. Podemos afirmar que: A . .Nesse intervalo de tempo. D . por hora. A potência eléctrica produzida. 35. por segundo. por segundo. O arrefecimento da água que sai da turbina é feito pela água de um rio. por segundo.A quantidade de calor transferida. para o ambiente é de 2. A capacidade térmica mássica do óleo é 1. na cisão do urânio é de 1. por segundo. O rendimento de uma central nuclear é de 35%. através do aquecimento de água que entra depois numa turbina. 21 ºC. C . D . E .5 x 108 W.Nesse intervalo de tempo ambos sofrem igual elevação de temperatura. aproximadamente. E . é de 3. a massa de óleo teria de ser obrigatoriamente menor que a massa de água.1855 x 103 J kg-1 ºC-1. Podemos afirmar que: A .A quantidade de calor que se obtém.0x1010 J.5 x 10 8 J. para o ambiente é de 6. Duas massas iguais de água e óleo são aquecidas no mesmo intervalo de tempo e com a mesma fonte de energia. a elevação de temperatura do óleo será de.Se a elevação de temperatura da água for de 10 ºC. aproximadamente. B .96 x 103 J kg-1 ºC-1 e a capacidade térmica da água é 4.Se a elevação de temperatura da água for de 10 ºC. B .0x109 J e em cada hora é de 6. C .Se a água e o óleo experimentassem igual elevação de temperatura.9 ºC.